-->

17 de julho de 2015

Governo espera 'imparcialidade' na Câmara após rompimento de Cunha


Após o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), oficializar nesta sexta-feira (17) o seu rompimento com o governo Dilma Rousseff, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República afirmou em nota que o Palácio do Planalto espera que a postura "não se reflita nas decisões e nas ações" da presidência da Casa, que "devem ser pautadas pela imparcialidade e pela impessoalidade".

"O Presidente da Câmara anunciou uma posição de cunho estritamente pessoal. O governo espera que esta posição não se reflita nas decisões e nas ações da Presidência da Câmara que devem ser pautados pela imparcialidade e pela impessoalidade", diz o texto.

O governo diz ainda que o país vive um momento de "importantes desafios" e que, por isso, os Poderes "devem agir com comedimento, razoabilidade e equilíbrio na formulação das leis e das políticas públicas".

Em entrevista coletiva a jornalistas nesta sexta, Cunha afirmou que estava "oficialmente rompido com o governo". "Teremos a seriedade que o cargo ocupa. Porém, o presidente da Câmara é oposição ao governo", completou.

O PMDB, por sua vez –partido do presidente da Câmara e do vice-presidente da República, Michel Temer– emitiu nota para dizer que o rompimento era uma "postura pessoal" de Cunha. A nota do governo faz uma afago a Temer e aos ministros e parlamentares do PMDB e diz que eles "tiveram e continuam tendo um papel importante" para a política do país.

O presidente da Câmara responsabiliza o Palácio do Planalto pelo seu envolvimento nas investigações da Operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção na Petrobras. Nesta quinta (16), ele foi acusado pelo lobista Júlio Camargo de receber US$ 5 milhões de propina. O deputadonega as acusações.

Ainda na nota, o governo afirma que "sempre teve e tem atuado com total isenção" em relação às investigações, "só intervindo quando há indícios de abuso ou desvio de poder".

Nos bastidores, a avaliação é a de que o governo deve "afastar" a crise do Legislativo e "não entrar no jogo" de Cunha.

A torcida de ministros petistas é a de que o peemedebista perca força e que o cenário em que o governo fica nas mãos do Congresso mude nos próximos dias. Cunha, porém, promete retaliações.

Mais cedo, o vice-líder do governo na Câmara, Silvio Costa (PSC-PE), defendeu que Cunha não tem mais condições de continuar à frente da Câmara.

"Vamos consultar juristas para ver a possibilidade de apresentar um pedido de impeachment contra Eduardo Cunha", disse. Para ele, o peemedebista deveria se afastar de imediato da presidência da Casa, como forma de demonstrar que não tem "apego pelo poder".

*

CONFIRA A NOTA DO GOVERNO

1) Desde o Governo do Presidente Lula e durante o Governo da Presidente Dilma Rousseff, o PMDB vem integrando as forças políticas que dão sustentação a esse projeto que vem transformando o País. Tanto o Vice-Presidente da República como os Ministros e parlamentares do PMDB tiveram e continuam tendo um papel importante no Governo.

2) O Presidente da Câmara anunciou uma posição de cunho estritamente pessoal. O Governo espera que esta posição não se reflita nas decisões e nas ações da Presidência da Câmara que devem ser pautados pela imparcialidade e pela impessoalidade. O Brasil tem uma institucionalidade forte. Os Poderes devem conviver com harmonia, na conformidade do que estabelecem os princípios do Estado de Direito. E neste momento em que importantes desafios devem ser enfrentados pelo País, os Poderes devem agir com comedimento, razoabilidade e equilíbrio na formulação das leis e das políticas públicas.

3) O Governo sempre teve e tem atuado com total isenção em relação às investigações realizadas pelas autoridades competentes, só intervindo quando há indícios de abuso ou desvio de poder praticados por agentes que atuam no campo das suas atribuições. A própria Receita Federal esclarece que integra a força-tarefa que participa das investigações da operação "Lava-Jato", atuando no âmbito das suas competências legais, em conjunto com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal seguindo determinações dos órgãos responsáveis pelas investigações.


Secretaria de Comunicação da Presidência da República


Ceará registra quase 33 mil casos confirmados de dengue em 2015


Segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (17) pela Secretaria da Saúde do Ceará, somente neste ano já foram confirmados 32.950 casos de dengue em todo o Estado. As mortes provocadas pelo mosquito Aedes aegypti já chegam a 29 e outras 34 estão em investigação.

As 29 mortes confirmadas por dengues foram registradas nos seguintes municípios: Fortaleza (14), Maracanaú (2), Beberibe (2), Aracati (1), Aquiraz (1), Barbalha (1), Caucaia (1), Crato (1), Itapiúna (1), Juazeiro do Norte (1), Limoeiro do Norte (1), Missão Velha (1), São Luis do Curu (1) e Varjota (1).

O boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) aponta ainda que o número de cidades com nível epidêmico de dengue subiu para 44. Conforme a Organização Mundial de Saúde, é considerado epidêmico quando há mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes.

As cidades com nível epidêmico da doença são Alcântaras, Aracoiaba, Aquiraz, Arneiroz, Barbalha, Barro, Beberibe, Brejo Santo, Canindé, Capistrano, Catarina, Caucaia, Coreaú, Eusébio, Fortaleza, Hidrolândia, Horizonte, Iguatu, Ipu, Itaitinga, Itapiúna, Jaguaribara, Jardim, Jucás, Maranguape, Mauriti, Miraíma, Mucambo, Ocara, Palmácia, Palhano, Paracuru, Pacoti, Pentecoste, Piquet Carneiro, Pires Ferreira, Porteiras, Reriutaba, São Gonçalo do Amarante, Tauá, Trairi, Umari, Umirim e Varjota.

O órgão registrou 77.008 casos suspeitos de dengue até o momento. Na análise comparativa em relação ao ano de 2014, observa-se aumento de 170% dos casos notificados no Ceará para o mesmo período.

Ceará Agora


Grupo armado assalta banco em Caridade

De acordo com informações preliminares, o grupo teria rendido o segurança da instituição financeira e levado o dinheiro de dois cofres

Quatro homens invadiram e assaltaram uma agência bancária do Bradesco em Caridade, município localizado a 100,4km de Fortaleza, por volta das 15h15min desta sexta-feira, 17.

De acordo com informações preliminares repassadas pelo Comando de Policiamento do Interior (CPI), o grupo armado com revólveres calibre 38 teria rendido o segurança da instituição financeira e levado o dinheiro de dois cofres.

Os assaltantes fugiram em um Gol branco em direção a Aratuba. Ainda segundo o CPI, ninguém saiu ferido e a polícia segue em busca dos foragidos. 

Ainda não há informações sobre a quantia levada.

O POVO Online


Adolescente acusado de participar de estupro coletivo é morto

Condenado a três anos de apreensão, o adolescente que participou do estupro coletivo no município de Castelo do Piauí foi espancado até a morte


O adolescente, Gleison Vieira da Silva, 17, condenado pelo estupro coletivo no município de Castelo do Piauí, no Piauí, foi morto na noite desta quinta-feira, 16, dentro da cela onde cumpria pena no Centro Educacional Masculino (CEM) na capital Teresina.

Segundo o diretor do Centro Educacional, Anderly Lopes, Gleison foi espancado até a morte pelos outros três menores que também participaram do crime no último mês de maio.

Os quatro adolescentes cumpriam pena máxima estipulada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) desde o último dia 9 de julho, quando foram condenados à três anos de internação como medida socioeducativa.

Ainda conforme Anderly, o adolescente morto teria sido o delator do crime e teria ajudado a polícia na reconstituição do caso.

O corpo do adolescente foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da região e aguarda os familiares para a realização do velório. Já os outros menores envolvidos foram conduzidos para o Complexo de Defesa da Cidadania.

O POVO Online



Busca e apreensão e quebra de sigilo podem ser usados em investigação contra Lula



Como não há participação da Polícia Federal e do Judiciário, o procedimento não é chamado formalmente de inquérito pela procuradoria

A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu um procedimento de investigação criminal para apurar se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva praticou tráfico internacional de influência em favor da construtora Norberto Odebrecht.

A procuradoria suspeita de fatos que tenham ocorrido entre 2011 e 2014 - quando Lula já havia deixado a Presidência. O documento diz que a suspeita é de que Lula teria obtido "vantagens econômicas da empreiteira Odebrecht, a pretexto de influir em atos praticados por agentes públicos estrangeiros, notadamente dos governos da República Dominicana e de Cuba (neste caso, em relação a obras financiadas pelo BNDES) e por agentes públicos federais brasileiros".

Segundo a Procuradoria, agora poderão ser usados todos os instrumentos investigatórios - incluindo ações de busca e apreensão e quebra de sigilo. A investigação é conduzida pela procuradora Mirela Aguiar. Como não há participação da Polícia Federal e do Judiciário, o procedimento não é chamado formalmente de inquérito pela procuradoria.

Já havia na Procuradoria uma "notícia de fato", um procedimento preliminar ao inquérito referente à suspeita. A decisão de transformar a ação preliminar em uma investigação formal ocorreu no último dia 8 devido ao esgotamento do prazo para que fossem apurados os fatos de suspeita iniciais, que era de 90 dias.

No despacho, assinado pelo procurador Valtan Timbó Martins Mendes Furtade, foi encaminhado ofício informando da abertura o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o coordenador da força-tarefa, o procurador Deltan Dallagnol, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato no Paraná.

A Dallagnol é pedido que sejam encaminhados recibos, correspondências e outros materiais apreendidos que envolvam o BNDES, o Instituto Lula, o próprio ex-presidente e a empresa LILS Palestras Eventos e Publicidade, que pertence ao petista.

Uma das suspeitas é de que a Odebrecht teria pago despesas de viagem do ex-presidente, mesmo não sendo viagens de trabalho para a empreiteira. Com isso, a construtora conseguiria vantagens no exterior. Junto aos documentos de investigações encaminhados pela Polícia Federal a pedido da Procuradoria estão listadas 38 saídas do ex-presidente do território nacional, entre fevereiro de 2011 e dezembro de 2014, ou seja, depois de ter deixado o cargo de Presidente da República.

A empreiteira é uma das investigadas na Lava Jato, que já prendeu o ex-presidente da construtora Marcelo Odebrecht e outros executivos, como Alexandrino Alencar, ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht.

'Relevância'
Em documentos encaminhados à Procuradoria, a defesa do ex-presidente pediu a exclusão do processo investigatório ao afirmar a "relevância" do petista. "É político e notório, é fundador do Partido dos Trabalhadores (PT), ex-Deputado Constituinte e ex-Presidente da República, pessoa pública e respeitada e admirada tanto no Brasil como no exterior."

A defesa listou ainda conquistas do governo Lula na política exterior, como negócios firmados com outros países, e disse que ele foi presidente da República por dois mandatos e deixou o posto com "recorde de avaliação positiva". Além disso, a documentação traz uma lista de premiações internacionais recebidas pelo ex-presidente.

* Com informações da Agência Estado


José Guimarães diz que PMDB é importante aliado do governo Dilma


O líder do governo,  José Guimarães  (PT-CE),  declarou agora há pouco que o PMDB é um "importante e fundamental aliado do governo Dilma Rousseff". Segundo o líder,  desde o governo do ex-presidente Lula, " os peemedebistas têm cumprido papel relevante de sustentação ao projeto que está em curso no Brasil".

Para Guimarães,  a articulação política sob a coordenação de Michel Temer "tem sido exitosa e a prova disso foram as aprovações das matérias do ajuste fiscal",  disse. 

O lider destaca ainda que o PMDB tem papel importante na defesa da democracia e do Estado democrático de Direito. "Respeito a decisão do presidente Eduardo Cunha,  mas sabemos que o PMDB tem entre os seus valores a defesa dos princípios do Estado de Direito,  pautados pela impessoalidade e imparcialidade ", sustentou Guimarães.

Sobre a Operação Lava Jato "o governo federal não tem e nem pode ter interferência alguma, uma vez que as instituições no País funcionam dentro da normalidade",  explicou. 

"Não é o governo que fará juizo do que é certo ou errado nas investigações,  finalizou Guimarães,  ao se pronunciar oficialmente pela Liderança do Governo, acerca do assunto.

Ceará News


PMDB diz que decisão de rompimento de Cunha é 'posição pessoal'


Em nota publicada no final da manhã desta sexta-feira,, em seu site, o PMDB disse que a decisão de rompimento com o governo tomada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é "a expressão de uma posição pessoal, que se respeita pela tradição democrática do PMDB"

De acordo com o comunicado, "toda e qualquer decisão partidária só pode ser tomada após consulta às instâncias decisórias do partido: comissão executiva nacional, conselho político e diretório nacional".

Em entrevista coletiva pela manhã, Cunha já havia dito que sua decisão era pessoal, mas afirmou que defenderá o rompimento da legenda com o governo no congresso do partido, em setembro. O vice-presidente da República e articulador político do governo, Michel Temer, é também presidente nacional do PMDB.

* Com informações da Agência Estado


Pereiro, no Ceará, só tem água até o dia 15 de agosto


Municípios que integram a Bacia do Médio Jaguaribe sentem dificuldades com relação ao abastecimento de água. Os casos mais preocupantes são os de Alto Santo e Pereiro.

Enquanto neste primeiro água é distribuída em forma de rodízio, senso apenas algumas horas por dia para bairros distintos, no segundo, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informou que só haverá água até o próximo dia 15 de agosto.

Diário Regional


"Matei, bebi o sangue dele e beberia de novo", diz filha, ao confessar morte do pai na Paraíba

Foi preso na manhã desta quinta-feira (16) o grupo suspeito de matar um agricultor nessa quarta-feira (15), na zona rural do município de Casserengue, no Agreste paraibano, a 165 km de João Pessoa. Entre os presos está a filha da vítima, que é apontada pela Polícia Civil como autora dos tiros e golpes de faca, que mataram o agricultor. A morte dele teria sido por causa da venda de um garrote.

Em entrevista, a suspeita confessou o crime, com frieza. "Matei, bebi o sangue e beberia de novo", disse ela. A jovem falou ainda que já teria sido estuprada pelo pai e visto a mãe ser espancada várias vezes.

O delegado titular do Polícia Civil de Guarabira, Walber Virgolino, explicou. “Foram presos dois homens e duas mulheres, entre elas, a filha do agricultor. O grupo estava dentro da casa de um dos presos que fica localizada entre as cidades de Solânea e Arara, perto de onde ocorreu o crime. Foi uma operação conjunta entre o Grupo Tático Especial (GTE) e guarnição do Comando do 4º BPM”. Ele disse ainda que a filha do agricultor seria usuária de drogas.

Os presos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Solânea. Segundo o sargento Valdir, policial militar da Companhia da PM em Solânea, responsável pelo policiamento em Casserengue, a suspeita, junto com outras três pessoas, teria chegado ao sítio e ido direto a casa da vítima, onde buscou com a mãe o paradeiro do pai.

“Sabendo da localização, ela e as outras pessoas foram até a vítima. O homem estava capinando o roçado quando foi surpreendido e morto. A perícia vai averiguar detalhes, mas recebemos informes de que o corpo do homem tem sinais de perfuração por arma branca e de tiro. Não temos nada concreto quando a motivação, mas sabemos que a suspeita não gostava do próprio pai”, disse o sargento.

Fonte: Portal Correio


Polícia Civil prende cinco suspeitos de homicídios em Fortaleza

Prisões ocorreram em duas operações nos bairros Messejana e Montese. Um dos presos é suspeito de matar 'rival' na disputa pelo tráfico de drogas.


A Polícia Civil prendeu cinco suspeitos de homicídios em Fortaleza em duas operações realizadas nesta quarta-feira (15). Com um dos grupos foram apreendidas armas de fogo, droga e material de confecção de entorpecentes.

Em uma das operações, a polícia prendeu o suspeito de chefiar o esquema de tráfico de drogas no Bairro Montese. Ele havia assassinado em 2013 Thiago Rodriguez, "rival" do suspeito na disputa pelo tráfico de droga na região.

"Após vários dias de levantamento conseguimos prender Jean Fernandes e Derlando da Silva, indiciados por homicídio qualificado. Ele ceifou a vida do rival para dominar o tráfico de drogas no local", explica o delegado George Monteiro, da Divisão de Homicídios.

Em uma segunda operação, policiaiscivis prenderam três suspeitos de tráfico de droga e homicídios no Bairro Messejana. "Vamos continuar investigando para verificar se eles cometeram mais crimes e se há mais pessoas envolvidas na quadrilha", diz o delegado.

G1/CE



Ivo Gomes anuncia saída do Governo Camilo Santana

Atraso no pagamento de funcionários do Metrofor motivou o abandono da gestão pelo irmão dos ex-governadores Cid e Ciro Gomes.


Ivo Gomes (PROS), secretário das Cidades desde o primeiro dia do Governo de Camilo Santana (PT), deixou o comando da pasta nesta quarta-feira (16). 

A informação foi confirmada pela Assessoria de Comunicação do órgão, por meio de nota encaminhada à imprensa, onde foi citado o motivo do abandono da gestão por parte do irmão dos ex-governadores Cid e Ciro Gomes (PROS).

A justificativa apresentada foi o atraso no repasse de recursos para o pagamento de salários dos vigilantes da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), que já estavam previstos no orçamento desde o dia 1º de janeiro.

“O impasse foi comunicado à chefia do governo estadual pelo secretário das Cidades, Ivo Gomes, diversas vezes, desde que a Secretaria das Cidades assumiu a responsabilidade pela Companhia, em abril deste ano, mas nenhuma providência foi tomada até o momento”, cita a nota.

Com a saída do Executivo Estadual, Ivo Gomes pode reassumir a vaga de deputado estadual, alterando, mais uma vez, a configuração das cadeiras da Assembleia Legislativa do Estado, ou retomar o trabalho na Secretaria da Educação da Prefeitura de Fortaleza, de onde saiu para participar da coligação articulada pelo Clã Ferreira Gomes na campanha eleitoral de 2014.

Ceará News


Vazamento de um botijão de gás destrói automóvel na cidade de Quixeramobim

No interior do estado é comum veículos com essas irregulares transitarem nas vidas públicas, colocando a vida das pessoas em risco.

Um incêndio foi registrado na manhã desta quinta-feira, 16, na cidade de Quixeramobim, no Sertão Central cearense. Segundo informações repassadas pelo Corpo de Bombeiros para o site “O Sertão é Notícia”, um automóvel ficou bastante destruído após ser atingido por chamas.

Tudo ocorreu por volta das 09h40min, no bairro Alto da Colina. Populares informaram que o veículo Fiat Uno de placa HXW-7461, era adaptado para a produção de comida.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo ocorreu devido a um vazamento de um botijão de gás, ocasionando o fogo na parte interna do veículo que ficou completamente destruído. Houve apenas danos matérias.

No interior do estado é comum veículos com essas irregulares transitarem nas vidas públicas, colocando a vida das pessoas em risco. A falta de fiscalização prevalece. 

Fonte: revistacentral.com.br


Quadrilha é presa por furtar gasolina do terminal de combustível da Petrobras

Foto:  Reprodução O Povo Online
O Departamento de Inteligência Policial (DIP) da Polícia Civil do Estado do Ceará, prendeu nesta quarta-feira, 15, quatro homens suspeitos de furtar gasolina do terminal de combustível da Petrobras, localizado no Mucuripe, Área Integrada de Segurança 3 (AIS 3) de Fortaleza. Segundo a polícia, o esquema era chefiado por um servidor da empresa.

O DIP iniciou as investigações sobre o caso após os trabalhadores encarregados do posto realizarem denúncias. Conforme as acusações, os funcionários delatavam a constante falta de combustível no local.

O grupo foi flagrado por câmeras de segurança no instante em que roubava cerca de 17 mil litros de gasolina de um caminhão tanque da própria empresa. Os criminosos foram presos em flagrante na Avenida José Saboia, no bairro Mucuripe. Além do caminhão, os agentes apreenderam dois carros, sendo um Siena e uma Hillux de cor preta, além de quatro cartões magnéticos e sete celulares com os acusados.

Os presos foram identificados como Luciano de Sousa Magalhães,54, que responde por porte ilegal de arma de fogo e ameaça, além de servidor da instituição e apontado como chefe do grupo, Glauber Magalhães do Nascimento, 34, funcionário de uma empresa terceirizada da Petrobrás e sobrinho de Luciano, Tiago Fernandes Pereira, 31, responsável pelo caminhão tanque que levava a gasolina furtada e Kelton Soares Pereira, 33, que dava apoio ao grupo no veículo Siena. Com exceção de Luciano, os demais infratores não possuíam antecedentes criminais.

O grupo foi encaminhado ao 2º Distrito Policial (DP) e todos foram autuados em flagrante por furto e associação criminosa. De acordo com apurações policiais, os homens vinham agindo no esquema há certo tempo. Além disso, as investigações sobre o caso deverão continuar com o intuito descobrir o destino do produto furtado.

Ainda segundo o 2º DP, o inquérito policial deverá ser conduzido para o 9º DP, onde serão feitas mais investigações.
Foto: Reprodução Diário do Nordeste

O POVO Online


Mais de R$ 272,2 mil em notas falsas circularam no Ceará





As chamadas cédulas da segunda família do real começaram a circular em 2010. As novas notas lançadas pelo Banco Central (BC) vieram com a proposta de impor mais obstáculos à falsificação. Entretanto, o que se observa atualmente é que a tentativa da instituição financeira não surtiu o efeito ideal. O BC apreendeu um total de 3.702 cédulas falsificadas nos primeiros seis meses deste ano no Ceará, quantidade correspondente a um montante de R$ 272,2 mil.

Se pensarmos em termos proporcionais, o número de notas registrado de janeiro a junho deste ano é um pouco menor do que a quantidade referente a um semestre de 2014 (4.384,5). Em todo o ano passado, foram 8.769 cédulas recolhidas pela instituição financeira no Estado, o que corresponde a R$ 589,2 mil. Contudo, no comparativo entre 2012 e 2014, houve um crescimento de 71,06% no número de notas falsas apreendidas. Em 2012, foram recolhidas 5.126 cédulas, e em 2013, 7.452.


Principal alvo
O principal alvo dos falsificadores no Ceará até agora, neste ano, foram as cédulas R$ 100 da segunda família. A instituição financeira conseguiu recolher 1.497 cópias dessas nota falsificadas nos seis primeiros meses de 2015 no Estado.

Em segundo lugar no ranking das apreensões do BC estiveram as notas de R$ 100 da primeira família do real. As antigas cédulas, anteriores às lançadas em 2010, tiveram 665 edições falsificadas apreendidas pelo banco no período. 

As notas falsas de R$ 50 da segunda família do real ocuparam o terceiro lugar dentre as mais recolhidas pelo BC, com 633 unidades. As falsificações de cédulas de R$ 20 da segunda família também tiveram quantidade bastante expressiva.

Foram 530 cópias apreendidas pelo BC nos primeiros seis meses deste ano no Ceará. Em todo o Brasil, o BC recolheu 201.346 notas falsas de janeiro a junho deste ano, o que representa R$ 13,9 milhões em dinheiro falso. No ano passado, foram 504.295 cédulas falsificadas apreendidas, o equivalente a um montante de R$ 32,9 milhões, de acordo com a instituição financeira.

Recuo
O número de notas recolhidas pela instituição, em 2014, representa um recuo em relação à quantidade registrada em 2013 (545.221), mas houve crescimento nos três anos anteriores. Em 2010, foram 432.947 notas apreendidas. Em 2011, o BC recolheu 433.390 cédulas e, em 2012, foram 516.770.

O BC ressaltou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a falsificação de notas é um problema que acontece não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. A instituição financeira também disse que, apesar de ter lançado a partir de 2010 as notas da segunda família do real, que procuraram impor mais dificuldades aos falsificadores, também houve uma evolução dos mecanismos responsáveis por burlar essa tecnologia.

Como proceder
Segundo recomendações do Banco Central, no momento em que o usuário receber a nota pertencente à primeira família, ele deve atentar sempre para a marca d'água, segurando a cédula contra a luz para identificar se a imagem que aparece corresponde ao respectivo valor da nota.

Ao observar a frente da cédula, o lado que contém a numeração, o consumidor deve reparar o canto inferior esquerdo, colocando-o na altura dos olhos, sob luz natural abundante. Deverão ficarão visíveis as letras "B" e "C". Também é recomendado que o usuário passe os dedos sobre a figura da República estampada na nota, pois ela deve estar em relevo.

Para as notas de segunda família, valem os mesmos procedimentos e mais alguns. É preciso reparar no chamado número escondido. Com a frente da nota na altura dos olhos, na posição horizontal, em um local com bastante luz, o usuário deve observar o número indicativo do valor dentro do retângulo ao lado direito da nota. Também recomenda-se que se sinta com a mão o alto relevo em diversos detalhes da cédula, como a legenda "República Federativa do Brasil" e no número do canto inferior esquerdo.

Crime 
A falsificação de notas é crime, com pena prevista de três a 12 anos de prisão. Quem tentar colocar uma cédula falsa em circulação depois de ter tomado conhecimento dessa situação, mesmo que a tenha recebido de boa fé, pode ser condenado a uma pena de 6 meses a 2 anos de detenção. Ao se deparar com uma cédula suspeita, dentro ou fora de uma agência bancária, o consumidor deve se encaminhá-la ao gerente e pedir a substituição da nota. Se não obtiver sucesso, o cidadão pode procurar uma delegacia policial mais próxima.

Mais informações:

Consulte mais dicas sobre notas falsas no www.bcb.gov.br

Murilo Viana
Repórter

Diário do Nordeste



Taxa de iluminação pública em Palhano chega a ser maior que o valor do consumo


A polêmica sobre a cobrança da CIP (Contribuição de Iluminação Pública) em Palhano ainda não terminou. Agora, moradores ameaçam levar o caso ao  MP (Ministério Público) para instaurar inquérito civil para apuração de eventuais irregularidades na cobrança mensal do tributo que em algumas residencias o valor da CIP chega  a ser maior que o valor pago pelo consumo.

Segundo moradores, a taxa de iluminação sempre foi uma dor de cabeça para os cidadãos palhanenses, a ponto de ter sido enviado um novo e discutível projeto para a Câmara Municipal para minimizar o problema. Mas o tiro saiu pela culatra. Depois de aprovado o novo projeto, a situação se agravou ainda mais e valores absurdos em relação ao consumo passou a ser cobrado da população.

A oposição ainda alertou para o problema e pediu que o executivo revisasse o projeto enviado ao Legislativo, mas com maioria na Câmara, o prefeito conseguiu aprová-lo.  Agora a luta é para que um novo projeto corrigindo os erros atuais sejam revistos. Mas o prefeito recusa e rediscutir o problema.

Enquanto isso, moradores clamam por justiça e decidem recorrer ao Ministério Publico para solucionar o problema. “Não temos outra alternativa. Estamos abandonados”, comentou Luiz Carlos, ao exibir sua conta de anergia comprovando o que ele considera uma cobrança desonesta.

Confira a reportagem feita pela Tv Jangadeiro no vídeo abaixo:

População faz protestos após vereadores de cidade Paranaense aprovarem projeto que aumenta os salários deles em mais de 100%

Parlamentares chegaram a aprovar projeto em primeiro turno que aumentava salários em média em 114%. Após pressão da população, vereadores de cidade paranaense baixam salários para R$ 970
Moradora de Santo Antônio usa nariz de palhaço para protestar contra o aumento de salário dos vereadores (Crédito: Antônio de Picolli)

Os vereadores de Santo Antônio da Platina, maior cidade do Norte Pioneiro, vão passar a receber R$ 970 a partir de 2017. O valor foi fixado na quarta-feira (15) depois que a população da cidade de pouco mais de 45 mil habitantes lotou o auditório da Câmara para protestar contra a tentativa dos parlamentares de aumentar os próprios salários e o do prefeito em mais de 100%.

Ontem, os vereadores de Santo Antônio da Platina recebem R$ 3,4 mil por mês. Se a proposta original fosse confirmada - os parlamentares tinham aprovado o projeto em primeira votação na segunda-feira (13) -, os vencimentos saltariam para R$ 7,5 mil, um reajuste de 109%. Já o salário de vice-prefeito teria o maior percentual, subiria de R$ 4,5 mil para R$ 11 mil, 240% de aumento. O salário do prefeito passaria dos atuais R$ 14 mil para R$ 22 mil.

Durante a primeira votação, na terça-feira (14), uma empresária da cidade foi até a Câmara e fez uma manifestação contra o aumento. O ato foi registrado em vídeo e rapidamente ganhou as redes sociais e motivou uma ampla mobilização da população. Na quarta-feira, data da segunda votação, as lojas da cidade fecharam as portas mais cedo que o habitual e os funcionários foram dispensados. Milhares de moradores seguiram para a Câmara para acompanhar a votação.

A sessão
Usando nariz de palhaço, apito e peruca colorida, os manifestantes intimidaram os vereadores. A Câmara ficou tomada na quarta-feira (15). Tinha gente sentada até nos corredores. Diante de tamanha pressão, oito dos nove parlamentares apresentaram uma emenda ao projeto original fixando o salário de vereador próximo do que se prevê para o mínimo em 2017. A emenda foi aprovada, assim como o projeto final. 

Além de diminuir os próprios salários, os vereadores também fixaram em R$ 970 o salário do vice-prefeito e em R$ 12 mil os vencimentos do próximo prefeito da cidade.

A pressão da população também fez com que os vereadores retirassem da pauta de votação para a próxima semana o projeto que aumentava o número de cadeiras no Legislativo de 9 para 13 vereadores. O plenário já havia aprovado o projeto em 1.º turno e os vereadores só aguardavam o prazo regimental de 10 dias para colocá-lo em votação no 2.º turno.

Impacto financeiro
Levando-se em conta o aumento do número de cadeiras e dos subsídios no legislativo platinense, o gasto anual apenas com salários dos vereadores saltaria de R$ 400 mil para R$ 1,3 milhão. Hoje, o orçamento da Câmara de Santo Antônio da Platina é de R$ 2,7 milhões e a previsão para o ano que vem é de perto de R$ 3 milhões.

O presidente da Câmara de Vereadores, Valdir Domingos de Souza (PSB) reconheceu que foi um erro ter proposto o aumento. “Não era o momento. Eu já esperava uma reação tão negativa”, disse o vereador. Para Souza, o assunto é muito delicado e mesmo que fosse discutido em outro momento ele geraria a mesma polêmica. “Quando se fala em aumento de salário para qualquer político com mandato a sociedade protesta. Colocando [o projeto em plenário para ser votado] hoje ou daqui a um ano seria a mesma coisa”, prevê.

Apesar disso, para o presidente, fixar salários em R$ 970 não foi um atitude demagógica, e sim corajosa. “A partir de agora, ser vereador em Santo Antônio da Platina será uma prova de amor pela cidade”, avaliou.

Para moradores, proposta era absurda
Em entrevista à RPC, uma moradora lembrou que vereador não é profissão e que a proposta inicial para que o salário fosse dobrado era absurda. A professora Roberta Rosa também ressaltou a importância da mobilização popular. “É bom porque fomos nós que elegemos eles.”
Prefeito se disse surpreendido com projeto

O prefeito da cidade, Pedro Claro de Oliveira Neto (DEM), disse que nem sabia que os vereadores estavam votando o projeto. O democrata voltava de férias quando foi surpreendido pela polêmica. “Sequer ouviram minha opinião.”

Oliveira Neto garantiu ainda que se o projeto não fosse rejeitado no plenário ele vetaria a proposta quando chegasse às suas mãos. “Não faço política por dinheiro. Administro a cidade por amor à minha terra”, disse.

O projeto ainda precisa ser aprovado em segundo turno.

Fonte: jornaldelondrina.com.br