-->

29 de maio de 2017

Sport anuncia Vanderlei Luxemburgo como novo técnico


Vanderlei Luxemburgo

O Sport anunciou nesta segunda-feira (29) o acordo com o técnico Vanderlei Luxemburgo para comandar o clube pernambucano no restante desta temporada. Ele entra no lugar de Ney Franco, demitido na última quarta-feira após a derrota na final da Copa do Nordeste para o Bahia.

O novo comandante do time rubro-negro, que deverá chegar ao Recife nesta terça e acompanhar o treino da equipe, comemorou a oportunidade de trabalhar no futebol nordestino pela primeira vez na carreira em mensagem publicada no site oficial do clube.

“É uma grande oportunidade. Minha primeira vez no Nordeste, um grande momento profissional. Vou levar o meu conhecimento a um grande clube. Vou trabalhar visando uma conquista de um Brasileiro. Assisti a alguns jogos do Sport, que tem jogadores experientes e que mescla com jovens”, destacou o técnico.

Pentacampeão brasileiro como treinador, o carioca de 64 anos demonstrou bastante entusiasmo com o acerto e ressaltou a importância da torcida rubro-negra para o sucesso de seu trabalho. “Sempre foi muito difícil jogar contra o Sport na Ilha. Tem uma magia especial aí. Essa magia tem que existir sempre a nosso favor. Se das 38 rodadas do Brasileirão, em 19 vamos atuar na Ilha, é uma vantagem a nosso favor”, completou Vanderlei Luxemburgo.

Fraco desempenho 

O último trabalho de Vanderlei Luxemburgo havia sido no Tianjin Quanjian, da China, no ano passado. Mas a passagem do brasileiro no futebol chinês foi rápida e conturbada. O treinador não conseguiu bons resultados e foi demitido após seis meses de contrato, tendo que entrar em uma briga com a diretoria do clube para receber a multa rescisória.

Vanderlei Luxemburgo iniciou a carreira como técnico em 1983 no Campo Grande-RJ. Depois, passou por vários grandes clubes do País como Palmeiras, Corinthians, Flamengo, Cruzeiro e Santos. Entre 1998 e 2000, comandou a seleção brasileira. Sua principal experiência internacional foi no comando do espanhol Real Madrid em 2005.

Fonte DN


GILMAR ATIRA TEMER AO MAR: “TSE NÃO É UM DEPARTAMENTO DO GOVERNO”



Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Gilmar Mendes reagiu às informações divulgadas de que Michel Temer tenta interferir na votação da ação de cassação de seu mandato, articulando um pedido de vistas do processo; segundo Gilmar, as informações são plantadas na mídia pelo Planalto; "Ficam alimentando especulações indevidas na imprensa. Agem como se o TSE fosse um departamento do governo. Repito: o TSE não é um departamento do governo", disparou; "Eles não sabem absolutamente nada do que ocorre no tribunal. Não cuidam bem sequer de seu ofício. Se fizessem isso, não estariam metidos nessa imensa crise", criticou; neste final de semana, Temer trocou o comando do Ministério da Justiça, que agora fica sob o comando de Torquato Jardim, que, segundo o Planalto, tem boa interlocução no TSE; Torquato já disse que não acha estranho caso seja pedido vista por parte de algum ministro da Corte

Brasil  247


Homicídio a faca e lesão corporal em Morada Nova-Ce neste domingo (28)



Na madrugada deste domingo (28), morreu uma das figuras mais populares da cidade de Morada Nova-Ce. Francisco Deijário Maia, de 58 anos conhecido como Pepêta. Ele era servidor Público Municipal, foi atleta de voleibol representando a Morada Nova nos jogos Olímpicos, e gostava muito de se divertir.

Pepêta estava na noite anterior em uma seresta na Churrascaria Frango Dourado, quando saiu de lá em companhia de outras pessoas, para a casa de uma mulher no bairro Nova Morada. Segundo informações, houve uma discussão na casa, onde um homem desferiu um golpe de faca em seu pescoço, e lesionou outra pessoa.

Pepêta chegou a ser socorrido para o Hospital local, mas não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito. Na cidade a comoção é grande, pois o Pepêta não fazia mal a ninguém, ele era homosexual, mas sabia respeitar a todas as pessoas. Foi morto covardemente, e a justiça deve ser feita.

Fonte portal; vale do Jaguaribe 


Ceará faz promoção de ingressos para jogo contra o Londrina no dia do aniversário do clube


torcida ceará

O dia 2 de junho (sexta-feira), data em que o Ceará completa 103 anos de existência, promete reservar uma grande festa para a torcida alvinegra. Após vencer o Náutico fora de casa, o Vovô vai encarar o Londrina, na Arena Castelão, às 21h30. E com direito a promoção de ingressos.

A diretoria alvinegra anunciou que dois setores do estádio (arquibancada Superior Norte e Central) serão comercializados pelo valor de R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).

As entradas para a partida começam a ser vendidas nessa segunda-feira, 29/05, a partir das 9 horas, nas lojas Sou Mais Ceará.

O Vovô vem embalado após o primeiro triunfo na Série B. O rival, o Londrina, tem a mesma quantidade de pontos do Alvinegro (4), mas ocupa posição abaixo devido ao saldo de gols.

Serviço

Ceará X Londrina
Data: 2 de junho (sexta-feira)
Horário: 21h30
Início da venda de ingressos: 29 de maio (segunda-feira), a partir das 9h
Valores:  Torcida do Ceará:
- Arquibancada Superior Norte e Central: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia);
- Arquibancada Inferior Central (Bossa Nova): R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia);
- Setor Premium: R$ 120,00 (inteira); R$ 60,00 (meia)

Torcida visitante: 
Cadeiras Especiais: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia).

Forte DN


Russas CE




AGENTE DE MICRO FINANÇAS

Ali Mentador DE LINHA DE PRODUÇÃO
VENDEDOR PORTA A PORTA


Vereadora de Ipueiras é pega no flagra com marido de amiga na cama

A vereadora de Ipueiras, Indira Pereira, foi flagrada com o marido de uma amiga na cama, após uma comemoração. Segundo informações, a festa acontecia na casa da mulher traída, que teve de se ausentar para resolver um problema.

Ao voltar, presenciou a cena e partiu para a agressão. Não bateu no marido, mas em Indira.


A vereadora de Ipueiras, Indira Pereira
29/05/2017 query_builder 9:20

A vereadora de Ipueiras, Indira Pereira, foi flagrada com o marido de uma amiga na cama, após uma comemoração. Segundo informações, a festa acontecia na casa da mulher traída, que teve de se ausentar para resolver um problema.

Ao voltar, presenciou a cena e partiu para a agressão. Não bateu no marido, mas em Indira.


Fonte Ceara News


Morre, aos 71 anos, o sanfoneiro Clementino Moura


clementino moura

O sanfoneiro cearense Clementino Moura, de 71 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (29). Ele estava internado há três devido a complicações renais. Ele deixa, além do som da sua sanfona, um filho também músico, Clementino Filho. Conhecido nos clubes como “Rei da Gafieira”, Clementino é irmão de Otílio Moura, outro sanfoneiro.

Nascido na cidade de Capistrano, cidade distante 120 quilômetros de Fortaleza, em 14 de novembro de 1945, Clementino mostrou inclinação pela música por influência do pai, que também tocava sanfona.

Durante sua vitoriosa carreira, o cearense dividiu o palco com outros grandes músicos nordestinos como Dominguinhos, Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga.

Antes de ganhar sucesso tocando sanfona, Clementino Moura foi taxista e até mesmo policial militar, quando tocou integrou a banda de música da corporação.

Fonte DN


Chuvas atingem mais de 100 municípios do Estado; São Gonçalo teve o maior volume do mês



O fim da quadra chuvosa no Ceará vem trazendo um bom volume de precipitações. No intervalo de 7h deste domingo até as primeiras horas desta segunda-feira (29), a cidade de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana , registrou o maior volume do mês: 118mm. No total, choveu em cerca de 100 cidades do Estado.

Além do recorde do mês de maio, São Gonçalo do Amarante também tem o maior volume acumulado entre as cidades do Ceará. Até este fim de semana, o município acumulava 118 milímetros, o que representa um desvio positivo de 61% acima da média histórica. Considerando somente a média, a cidade ainda está a 12% do normal.

Outro volume intenso registrado de domingo para esta segunda foi em Amontada, cidade distante 157 quilômetros de Fortaleza. Neste município localizado no Litoral Norte, dados parciais da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) apontam 117mm.

No Litoral de  Fortaleza, o maior volume até agora foi registrado em Maranguape. Na terra de Chico Anysio, houve precipitações máximas de 57mm. Na Capital, o maior acumulado em cerca de 24 horas é de 14 milímetros.

10 MAIORES CHUVAS POR MUNICÍPIO DO DIA
Create column charts


Fim de semana

Neste fim de semana, choveu em 37 cidades de sábado (27) para domingo (28). Considerando somente este intervalo, Pindoretama, cidade distante 36 quilômetros de Fortaleza, foi onde choveu mais forte. Lá, foram registrados 68mm. Até então, a precipitação mais intensa no município neste mês havia sido de 56mm, no dia 10, de acordo com a Funceme.

Fonte DN


Festa das Mães na comunidade de bom sucesso foi um sucesso em Russas CE


A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo

Aconteceu no ultimo sábado (27), a festa das mães da comunidade de Bom Sucesso, zona rural do município de Russas. O evento é tradicional, e acontece todos os anos um trabalho feito pela Audenete líder comunitária, contando com o apoio dos comerciantes e, outras lideranças.

Quem esteve presente também colaborando o presidente da Unacr Delzimar

Blog Erivando Lima

A imagem pode conter: 15 pessoas, pessoas sentadas e atividades ao ar livre

RUSSAS-CE ROUBO A PESSOAS


Ontem dia 28.05.2017, por volta das 08h:00 min, na Av. Cel Araujo Lima, Centro, Russas, próximo ao numeral , foi vítima de roubo a senhora de 80 anos  residente na Av Cônego Agostinho, Centro, Russas. A vítima informa que um indivíduo transitando em uma Shineray, trajando camisa vermelha e calção amarelo, subtraiu da mesma uma quantia de R$42 reais em espécie e logo após tomou rumo ignorado. A Rd 2775 está em diligencias.

Blog Erivando Lima


RUSSAS-CE DISPAROS DE ARMA DE FOGO EM RESIDENCIA 

Ontem dia 28.05.2017, por volta das 07h:00 min, compareceu ao quartel do 1º BPM, uma senhora para noticiar que um indivíduo tinha ido até a frente de sua residência e efetuado vários disparos de arma de fogo, o FTA  se deslocou até o local, e constatou várias capsulas e projeteis de arma de fogo. A vítima foi indagada sobre o possível autor, a mesma informa que provavelmente pode ter sido o seu ex companheiro Luiz Felipe de Oliveira. Populares informaram que o autor dos disparos trafegava um uma moto Broz, com detalhes laranja e capacete escuro. A equipe da PM recolheu 

Blog Erivando Lima


RUSSAS-CE FURTO DE VEICULO

Ontem dia 28.05.2017, foi vitima de furto o senhor  Paulo Lima,,natural de Russas, residente na  Lagoa do toco, Russas. A vítima informa que estacionou o seu veículo, HONDA/CG 125 TITAN KS, Placa: HWG4737, Cor: PRATA, em frente a sua residência, por volta das 11:30hs, e ai retornar por volta das 16:00 Hs o veículo não se encontrava mais no local. o FTA encontra-se em diligencias.


Blog Erivando Lima




Representantes cearenses tropeçam

Jogando contra equipes potiguares, os representantes cearenses perderam os 100% na Série D do Brasileiro. Nesse domingo (28), o Guarany empatou por 2 a 2, em Sobral, com o Potiguar-RN e o Guaraju foi derrotado, fora de casa, em Ceará-Mirim, para o Globo-RN por 2 a 0.

O Globo-RN entrou em campo já dando indícios de que daria trabalho para o Guaraju, no estádio Barretão. O time potiguar dominou o jogo com tranquilidade no primeiro tempo, abrindo o placar já aos dois minutos com Glaucio. Na etapa complementar, a Águia liquidou a fatura, com Romarinho. O resultado embolou o Grupo A6, já que todas as equipes agora aparecem com três pontos. Na próxima rodada, o Guaraju joga em casa, no domingo (4), às 16h, no estádio Morenão, em Iguatu, contra o Parnahyba-PI.

Empate Amargo

Com o apoio da torcida, o Guarany de Sobral abriu placar, ainda no primeiro tempo, com Peu. Ainda na etapa inicial, o Potiguar-RN chegou ao empate com Léo Cunha de pênalti. No segundo tempo, Monga colocou novamente o Cacique do Vale na frente, mas Romeu, após falha da zaga, estragou a festa do time cearense. Na próxima rodada, o Guarasol enfrenta o Maranhão no domingo (4), às 16 horas, no Castelão, em São Luís.

Fonte DN

Temer troca ministros para blindar ex-assessor e evitar cassação no TSE



Brasília. A menos de dez dias do julgamento da cassação de seu mandato pela Justiça Eleitoral, o presidente Michel Temer realizou uma troca ministerial e nomeou o jurista Torquato Jardim para a Justiça.

O movimento teve como objetivo fortalecer a pasta e melhorar a interlocução do peemedebista com o Tribunal Superior Eleitoral e o Supremo Tribunal Federal, que conduz inquérito contra o presidente.

> Novo ministro da Justiça já criticou Lava-Jato
> Torquato defende suspensão no TSE
> Presidente visita áreas de enchente

Ao contrário de Osmar Serraglio, que ocupava o cargo até então, Torquato já foi ministro do TSE e tem boa interlocução nos tribunais superiores. É conhecido pelo perfil conciliador.

Ele já havia sido cogitado para a Justiça quando Temer assumiu o governo, em maio de 2016, mas o presidente acabou escolhendo o atual ministro do STF, Alexandre de Moraes. No novo cargo, Torquato terá ascendência sobre a Polícia Federal.

A mudança ocorre a pouco mais de uma semana da retomada do julgamento pela Justiça Eleitoral da cassação da chapa Dilma-Temer, marcada para começar no dia 6 de junho.

Com a mudança, o presidente decidiu nomear Serraglio para a vaga anteriormente ocupada por Torquato, mantendo o direito a foro privilegiado ao deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), amigo de Temer e suplente de Serraglio.

O parlamentar é acusado de receber uma mala de R$ 500 mil em propina na delação premiada dos donos da JBS e está sendo investigado no STF no mesmo inquérito de Temer.

Com a manutenção do foro privilegiado a Loures, Temer também se blinda, já que seu inquérito está atrelado ao do ex-assessor especial. Para os procuradores, o valor recebido por Loures teria a anuência do presidente, o que impossibilita a separação das investigações.

O presidente chegou a considerar nomear Serraglio para a Cultura, mas, com receio de protestos de artistas e intelectuais, preferiu a Transparência.

A ideia em análise é que a Cultura seja ocupada por um nome indicado pela bancada federal de Minas Gerais, que reivindica um ministro desde o início da gestão peemedebista.

A saída de Serraglio da Justiça já era discutida, uma vez que sua gestão era criticada por auxiliares e assessores presidenciais. Havia receio de que ele fosse citado em delação premiada que tem sido negociada com o MPF pelo fiscal agropecuário Daniel Gonçalves Filho, apontado como o líder do esquema descoberto pela Operação Carne Fraca.

Em grampo divulgado em abril, Serraglio chamava Daniel de "grande chefe". Ele telefonou em fevereiro ao fiscal, quando ainda era deputado federal, para obter informações sobre o frigorífico Larissa, de Iporã (PR).

Antes de virar ministro, Torquato chegou a atuar como advogado de Marina Silva e da Rede Sustentabilidade no processo para registrar o partido na Justiça Eleitoral, em 2015.

Delegados da PF

O presidente da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal, Carlos Eduardo Sobral, demonstrou preocupação com a troca no Ministério da Justiça. A entidade ressaltou a autonomia necessária ao cargo de diretor-geral da PF.

"Os delegados da PF foram surpreendidos com a notícia da substituição, até mesmo porque desconhecem qualquer proposta de Torquato Jardim para a Pasta. É natural que qualquer mudança gera preocupação e incerteza sobre a possibilidade de interferências no trabalho realizado pela Polícia Federal", disse.

Sobral considerou fundamental a aprovação, no Congresso da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 412/2009, que garante a autonomia funcional, administrativa e orçamentária à PF. "Também que seja instituído o mandato para diretor-geral da PF, de modo que mudanças de governo ou de governantes não reflitam em interferências políticas, cortes de recursos e de investimentos que prejudiquem as ações da PF", ressaltou.

   
Fonte DN


PF vai intensificar combate à corrupção nas Prefeituras


Um dos delegados de Combate à Corrupção (Delecor) do Ceará, Joécio de Holanda, conta que a corrupção que se alastra pelo Interior do Estado se dá principalmente por meio de licitações fraudulentas. "As organizações criminosas constituem 'empresas de fachada' para participarem das licitações. A fraude, normalmente, acontece em um conluio da iniciativa privada com o poder público e possibilita a contratação ilegal. Daí vêm os superfaturamentos e os consequentes desvios. Quando se faz um conluio desses, evidentemente, cada um sai ganhando uma parte", detalha.Image-0-Artigo-2248095-1


Image-1-Artigo-2248095-1

Conforme Delecor, a corrupção que se alastra pelo Interior do Estado se dá principalmente por meio de licitações fraudulentas
A necessidade de aumentar as investigações revela uma preocupação do Serviço de Repressão a Desvios de Recursos Públicos (SRDP), situado na Sede da PF, em Brasília, a respeito dos esquemas montados para investir contra as prefeituras. "Hoje, temos uma preocupação muito grande com o nível municipal, onde verificamos que há um certo descuido por parte dos órgãos [fiscalizadores]. O foco maior está sendo a 'Lava-Jato', então identificamos que isso gerou uma certa liberdade para os municípios e, às vezes, alguma questão de desvio não está sendo tratada da forma que achamos que deveria estar sendo", declarou o chefe da SRDP, delegado federal Rolando Alexandre de Souza.


Conforme Joécio Holanda, muitas vezes, as várias empresas que concorrem em uma licitação foram abertas pela mesma quadrilha, mas nenhuma tem capacidade operacional, empregados ou mesmo sede física. O delegado afirma, ainda, que as comissões de licitações das prefeituras são formadas por pessoas consideradas de confiança dos gestores, mas que, na maioria dos casos, não têm conhecimento jurídico para analisarem os contratos.

O chefe da Divisão de Repressão a Crimes Financeiros (DFIN), delegado João Vianey Xavier Filho, lembra que as delegacias que apuram crimes financeiros e corrupção em todo o Brasil têm vários inquéritos contra prefeituras por apurar e que a intensificação de operações pode ser aguardada, pela população, nos próximos anos.

"Temos muito serviço na fila, em andamento ou aguardando o melhor momento para ser iniciado. Às vezes, são questões de oportunidade para se iniciar a investigação, mas existem muitas coisas acontecendo e desdobramentos de operações de destaque ainda estão surgindo. Então, são anos e anos pela frente de muito trabalho já garantido, fora o que venha a surgir", revelou o delegado.

João Vianey Filho afirma que esses crimes decorrentes das fraudes nas Prefeituras, geralmente, são acompanhados de outros, como a lavagem de dinheiro. As práticas ilícitas incluem até o envio do dinheiro desviado em nível municipal para o exterior.

"É muito comum, principalmente quando se tem crimes de desvio, os investigados precisarem 'esquentar' o dinheiro proveniente de qualquer espécie de propina ou superfaturamento. É muito usada a figura de 'doleiros', hoje chamados de operadores financeiros. Eles fazem operações de troca de moedas, em grande, média ou pequena quantidade, para que o dinheiro desapareça no Brasil e surja em outro País, que tem políticas de paraíso fiscal. Isso se aplica em qualquer nível de corrupção e crimes financeiros, inclusive municipal", completa João Vianey.

Consequências

Segundo o chefe do SRDP, Rolando de Souza, os órgãos fiscalizadores têm dificuldades para apurar desvios de recursos em nível municipal, principalmente em cidades do Interior. A consequência da corrupção é a deterioração dos serviços públicos que devem ser ofertados para a população desses municípios. "Na conta, falta muito. As pessoas morrem nas filas de hospitais, não têm sala de aula para estudar, porque o dinheiro chega, mas não é aplicado onde deveria".

Joécio de Holanda ratifica que as áreas mais afetadas pelos esquemas de corrupção são Saúde e Educação, por recebem repasses de altos valores. "A corrupção é um dos crimes mais graves, senão o mais grave. As consequências da corrupção sistêmica no Brasil são desastrosas. Esse abismo que existe entre as poucas pessoas que têm muito poder aquisitivo e a grande maioria da população brasileira é uma consequência direta da corrupção", ressaltou.

Conscientização

João Vianey Filho espera que as grandes operações realizadas no País tenham o papel de 'conscientizar' outros agentes públicos a não se corromperem. "O desafio é, a partir dessa atuação, ter um reflexo pedagógico, frente à sociedade para que fique claro que a eventual conduta delituosa vai ter uma consequência, isso é muito importante para que haja uma reversão do quadro criminoso. Se quem está delinquindo tiver a certeza que isso vai gerar uma repercussão negativa, que ele vai ser investigado e virá a ser preso, processado e eventualmente condenado, ajudará muito na redução dos casos", afirma.

Joécio Holanda diz que acredita está havendo uma mudança de postura da sociedade, no enfrentamento à corrupção. "Acho que está havendo uma mudança gradual de cultura, entendimento e percepção da corrupção pelo povo. E a identificação do que se entende por criminoso também, porque essas pessoas [políticos e empresários] não eram identificadas como criminosas", acrescentou o delegado.

Falta de efetivo especializado na área dificulta apurações
A insuficiência de efetivo da Polícia Federal dificulta o monitoramento de todos os municípios e a execução de mais operações de combate à corrupção a nível municipal, em todo o Brasil, segundo o chefe da Divisão de Repressão a Crimes Financeiros (DFIN), João Vianey.

"É o velho problema de cobertor curto. Temos um número de policiais, que é mais reduzido ainda quando você leva em consideração a necessidade de especialização para atuação na área, pois são crimes complexos, que exigem análise bancária, financeira, patrimonial e de documentos. E, por falta de efetivo e de recurso, acabamos focando muito nas grandes fraudes", revela o delegado.

A PF é responsável por apurar o crime quando há desvio de recursos federais que, normalmente, são repassados em maior volume para os municípios do que os recursos estaduais. De acordo com Joécio, as investigações partem de notícias-crime recebidas pela Polícia, através de denúncias da população ou de informações que são apuradas e contestadas pelos órgãos fiscalizadores, como a Controladoria Geral da União (CGU) e os Tribunais de Contas da União (TCU), Estado (TCE) e Municípios (TCM).

Além da contribuição externa, a PF acompanha as suspeitas de desvios de recursos por mecanismos próprios. "Temos sistemas de investigação e vários bancos de dados que nos ajudam no que a gente chama de 'proatividade'. É a própria Polícia buscandoa áreas sensíveis, onde imaginamos que os desvios podem ser mais volumosos, para que possamos concentrar nossos esforços, que são limitados", conta o delegado Joécio de Holanda.

Operação prendeu um prefeito eleito
Image-0-Artigo-2248092-1
Joécio Holanda é um dos delegados que atua na Delecor, inaugurada no Ceará há aproximadamente um ano
Image-0-Artigo-2248092-1
O primeiro ano da Delegacia de Combate à Corrupção (Delecor) da Superintendência Regional da Polícia Federal do Ceará foi marcado por uma operação em que foram presos 10 suspeitos de participar de um esquema que desviou, pelo menos, R$ 10 milhões de recursos públicos, em três Prefeituras do Ceará: Itapipoca, Pacajus e Ocara. A 'Operação Três Climas' foi deflagrada em 7 de dezembro.

Entre os presos estava o prefeito eleito do município de Mulungu, Robert Viana Leitão (PMN), que seria diplomado no mesmo dia em que foi levado à sede da PF, por força de um mandado de prisão preventiva. De acordo com a investigação, conduzida pelo delegado Joécio de Holanda, o prefeito eleito era sócio de uma empresa que participou de licitações fraudulentas, que desviaram dinheiro de fundos destinados à educação básica e ao transporte escolar, em contratos firmados entre 2012 e 2015.

Robert Viana foi solto no dia 30 de dezembro último, por uma liminar expedida pelo desembargador Ivan Lira de Carvalho, mas ele responde ao processo em liberdade.

Outras nove pessoas foram presas, 24 mandados de busca e apreensão e seis de condução coercitiva foram cumpridos pela PF durante a Operação. O delegado Joécio ressaltou, na época, que as fraudes das licitações eram 'evidentes'. "As licitações foram grosseiramente fraudadas. Não foi difícil identificar. Vários atos de um mesmo processo licitatório foram datados em um mesmo dia. Coisas denotativas que eram voltadas para empresas específicas".

   
Fonte DN