-->

14 de agosto de 2015

Brasil reduz em 15% o desmatamento na Amazônia Legal


O Brasil reduziu em 15% a taxa de desmatamento na Amazônia Legal no período entre agosto de 2013 e julho de 2014. É o segundo menor índice desde 1988, ano em que o sistema de monitoramento por satélite (Prodes) iniciou a coleta de dados. Em 10 anos, a taxa anual de desmatamento da Amazônia Legal foi reduzida em 82% caindo de 22.772 Km² de área desmatada em 2004 para 5.012 Km² em 2014.

Os números – que se referem ao corte raso, ou seja, a remoção completa, legal e ilegal, de cobertura florestal com áreas superiores a 6,25 hectares – foram anunciados na tarde desta sexta-feira, 14, conjuntamente pelos ministros Izabella Teixeira (Meio Ambiente) e Aldo Rebelo (Ciência, Tecnologia e Inovação). “É um belo número”, disse a ministra Izabella.

Segundo a ministra, do ponto de vista da redução das emissões, o Brasil segue cumprindo a lei que estabelece a Política Nacional de Mudança do Clima, que estabelece uma meta de, até 2020, atingir o índice de 3.915 Km² desmatados em um ano. “A ideia é antecipar essa meta”, disse.

Izabella Teixeira disse que o País chega à terceira geração do Plano de Ação de Prevenção e Controle de Desmatamento da Amazônia Legal (PPCDAm) com um aprimoramento de instrumentos e estratégias de combate ao desmatamento, como a melhoria da articulação das ações de monitoramento e fiscalização do desmatamento ilegal. “Do ponto de vista das ações de governo, queremos não só coibir o crime mas prevenir o desmatamento ilegal”, disse.

O ministério pretende sobrepor mapas das áreas desmatadas aos que revelam aquelas que têm autorização com base no cadastro ambiental rural, para poder separar o que é desmatamento legal e o que é ilegal. “Esse é o próximo desafio para que o Brasil possa, do ponto de vista do clima, construir a taxa de reposição ou restauração florestal, uma ambição do país para cumprir o Código Florestal”, disse.

O entrave, segundo ela, é a dificuldade em identificar as áreas onde ocorre o desmatamento ilegal. Isso ocorre porque condições legais para a supressão autorizada da floresta são fiscalizadas pelos Estados, que não repassam os dados ao ministério. “Os Estados não cumprem o que foi acordado há três anos”, disse a ministra. Segundo ela, apenas o Acre, um dos Estados que aumentaram o desmatamento no último ano, irá apresentar nas próximas semanas ao ministério os dados desmatamentos legais e ilegais.

Relator do Código Florestal no Congresso, o hoje ministro de Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo defendeu a divulgação dos dados estaduais para garantir a recuperação das áreas passíveis de serem reflorestadas. “Temos a necessidade de, no futuro, recolher nos Estados as estatísticas dos desmates autorizados para não só obedecer ao que estabelece no Código Florestal mas garantir a recuperação das florestas nativas”.

Ceará Agora


Ato em homenagem a radialista morto reúne multidão em Granja



Moradores da cidade de Granja, a 352 km de Fortaleza, e municípios vizinhos, realizaram homenagem ao radialista Gleydson Carvalho, assassinado a tiros dentro do estúdio enquanto trabalhava, no último dia 6 de agosto.

O crime ocorreu em Camocim, a 379 km da capital cearense, e chocou a população da região.

Na tarde desta quinta-feira, 13, foi realizada uma caminhada “pela paz e justiça”, reunindo populares de Granja, Camocim, Martinópole e regiões vizinhas, além de autoridades locais. De acordo com a prefeitura de Granja, cerca de 10 mil pessoas estiveram presentes; o ato encerrou por volta das 18 horas.

O radialista apresentava o programa “Show do Amigão”, na rádio Liberdade FM, e ganhou apelido em homenagem ao nome do programa. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), Gleydson havia contado a pessoas próximas que estava recebendo ameaças.

A Polícia chegou a identificar dois suspeitos do assassinato, mas os homens fugiram antes dos policiais chegarem à residência, na localidade de Serrota, no município de Senador Sá. Um casal que estava no local foi preso suspeito de dar suporte ao crime.

Durante a homenagem ao radialista, o prefeito de Granja, Romeu Aldigueri, destacou que a região parece estar em “silêncio”, após a tragédia. “É como se nossa região ficasse em silêncio, infelizmente de uma maneira trágica e terrível calou-se a voz de nossa região. Agora só resta as saudades; era uma grande voz cheia de amor e carinho pelos seus ouvintes”, destacou.



O Povo Online

Odebrecht é alvo de ação da PF contra superfaturamento em obra de estádio da Copa


A Polícia Federal faz nesta sexta-feira (14/08), operação contra um esquema de superfaturamento nas obras da Arena Pernambuco, na Grande Recife, a cargo da Odebrecht, empreiteira que também é alvo da Operação Lava Jato, que investiga cartel e corrupção na Petrobras.

Na ação, batizada de Fair Play, estão sendo cumpridos dez mandados de busca e apreensão em Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais e Distrito Federal. A Polícia Federal vasculha endereços da Odebrecht e o escritório de parceria público-privada do Governo de Pernambuco.

Os agentes também estão em endereços de outras empresas e órgãos em busca de contratos para compará-los com os da Arena Pernambuco. O nome da operação remete à abertura da Copa das Confederações no Brasil, em 2013. Na ocasião, o presidente da Fila, Joseph Blatter, pediu fair-play (conduta leal, respeito) à torcida que vaiava a presidente Dilma Rousseff no Mané Garrincha em Brasília.

Maior construtora do País, a Odebrecht foi a responsável por quatro estádios da Copa. A obra da Arena Pernambuco foi pactuada com a empreiteira na gestão do ex-governador Eduardo Campos (PSB), morto num acidente aéreo em agosto do ano passado. Com custo inicial de R$ 530 milhões, saiu, no fim, por cerca de R$ 700 milhões. Segundo os investigadores, o valor dos serviços estaria inflado em R$ 42,8 milhões.

O presidente da empreiteira, Marcelo Odebrecht, foi preso em junho, acusado de envolvimento no esquema de cartel e desvio de verbas da Petrobras. No mês seguinte, o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato no Paraná, aceitou denúncia contra ele e outros executivos por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Marcelo e outros dirigentes da Odebrecht são acusados de crimes nas obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), da sede da Petrobras em Vitória (ES), nos contratos de compra de nafta pela petroquímica Braskem (controlada pela empreiteira em sociedade com a estatal) e nos contratos de navios-sonda para exploração de petróleo em alto mar com a empresa Sete Brasil (criada pela estatal). Também pesa contra eles o uso de doleiros e offshores em operações de dólar-cabo e movimentações em contas secretas.

Ao aceitar a denúncia, Moro escreveu em despacho que “os recursos obtidos através desses contratos, que têm sua origem em crimes de cartel e ajuste fraudulento de licitação, foram utilizados, após a sua submissão a condutas de ocultação e dissimulação, para pagamento das propinas”.´

Estadão Conteúdo


Victor Valim pede devassa na Previdência de Caucaia


O deputado federal Victor Valim (PMDB) cobrou, em Brasília, uma verdadeira devassa nas contas do Instituto de Previdência do Município de Caucaia. Com base em denúncias que recebeu de servidores preocupados com o futuro da aposentadoria, Victor pediu à Comissão de Valores Mobiliários, do Banco Central, ao Ministério Público Federal, ao Ministério da Previdência Social e ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) informações sobre a saúde financeira da Previdência Social de Caucaia.

‘’Os servidores públicos de Caucaia estão à mercê de uma máfia instalada, que desviou o dinheiro público da sua função primária, e deve- se a todo custo tomar todas as medidas visando o equacionamento do problema, punindo os culpados e saneando a administração pública’’, dispara Victor Valim, no pedido de informações encaminhado ao presidente do TCM, Francisco Aguiar, ao Ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, e ao Procurador Geral de Justiça, Rodrigo Janot.

Segundo Victor Valim, há informações de que o déficit nas contas da Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) totaliza uma quantia vultuosa de milhões de reais. Os recursos desviados, de acordo com o parlamentar, ‘’pode ter sido resultado de rombos, má-gestão, corrupção, enfim, falta de respeito na gestão dos fundos municipais da previdência, o que evidencia completo descaso com o planejamento e a correta utilização de recursos públicos’’.

Victor Valim destaca, ainda, que o acesso ao relatório da auditoria do TCM e aos números de auditorias do Ministério da Previdência Social, será importante, pois, com esses dados o Tribunal de Contas, a Comissão de Valores Mobiliários e o Ministério da Previdência Social poderão levar ao conhecimento da Câmara dos Deputados provas dos ilícitos cometidos em Caucaia.´

Ceará Agora


Técnica de enfermagem quebra ambulatório de hospital em Pacoti

A redação da expresso Som Zoom Sat Aratuba recebeu uma nota de repúdio a um fato ocorrido na tarde desta quinta feira (13/08) no município de Pacoti relatada pela internauta e ouvinte Ivonete Barbosa dizendo lamentar o ocorrido, após tomar conhecimento de uma, técnica de enfermagem residente em Guaramiranga quebrou todo o Ambulatório do Hospital Pe. Quiliano em Pacoti – CE.

Segundo as técnicas de enfermagem de plantão no local, que testemunharam o momento de fúria onde a mesma agrediu fisicamente uma colega enfermeira, porque seu familiar faleceu a caminho de Pacoti, oriundo de Guaramiranga. “Essa senhora não tem equilíbrio psicológico para trabalhar na área da saúde, e deve responder judicialmente pelo vandalismo causado e ser imediatamente afastada da profissão.”

Fica aqui a indignação da população que tanto precisa desse equipamento de saúde é um hospital filantrópico, pois colaboramos para a reforma e melhoria do mesmo.

Essa informação foi confirmada pelo destacamento local aonde tiveram que contê-la- sendo necessário realização de um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) por desacato, dano ao patrimônio público e injúria.



Com informações do radialista Neto Rodrigues



CHORÓ CE: CRIMINOSOS ORDENAM QUE HOMEM SE DEITE NO CHÃO E O EXECUTAM COM TIROS NA CABEÇA

Francisco Silvio, executado a bala no município de Choró nesta quinta-feira, 13.



Um crime de morte chocou a população do município de Choró, no Sertão Central do Estado, na tarde desta quinta-feira, 13.

De acordo com informações da polícia, Francisco Silvio Timóteo Galvino de Freitas, de apenas 25 anos, estava descarregando mercadorias de um caminhão na localidade de Monte Castelo, na Zona Rural, quando foi abordado por dois indivíduos que chegaram numa motocicleta e, sem darem nenhuma chance de defesa, ordenaram que a vítima se deitasse no chão. Em seguida, efetuaram diversos disparos contra a cabeça de Silvio, que teve morte imediata.

O que motivou o crime ainda é desconhecido. Policiais do destacamento de Choró e da Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá trabalham para esclarecer o homicídio, localizar e prender os executores.

Populares comentaram nas redes sociais que Silvio era um rapaz trabalhador. Ele tinha um carro de horário que fazia percurso entre Monte Castelo, Choró e Quixadá.

Monólitos Post

PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA, UMA MULHER ASSUMIRÁ O GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ


Pela primeira vez na história do Ceará, uma mulher assumirá o Governo do Estado. Na próxima sexta-feira, a vice-governadora Izolda Cela (Pros) ocupará o Palácio da Abolição por um período de sete dias. Isso, porque o governador Camilo Santana (PT) viajará, no fim de semana, com destino aos Estados Unidos. Ali, cumprirá descanso com a família. Os gastos da viagem, avisa, serão por conta própria.

Fonte: Blog do Eliomar

IDOSA SOFRE INFARTO E MORRE NO CHÃO DO HOSPITAL MOSSORÓ/RN


O quadro dela agravou e, como não haviam camas e macas disponíveis, teve que ser atendida em uma superfície rígida – o piso foi o local mais apropriado para o atendimento.

Os problemas no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) se agravam a cada dia. Uma idosa de 74 anos morreu no chão de uma das enfermarias após sofrer um infarto. Maria Íris Soares chegou à unidade hospitalar passando mal, foi atendida e colocada em uma cadeira de rodas. O quadro se agravou e, como não haviam camas e macas disponíveis, teve que ser atendida em uma superfície rígida – o piso foi o local mais apropriado para o atendimento.

Na semana passada o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (SINDISAÚDE/RN) denunciou que pacientes estavam sendo atendidos em colchonetes colocados no chão das enfermarias. Dessa vez, nem colchonete tinha.

Segundo o Sindisaúde, na manhã de hoje havia 35 pacientes em macas nos repousos e novo em macas nos corredores. “Existe aqui uma prática para maquiar a situação. Pegam os pacientes dos corredores e amontoam nas enfermarias e repousos”, lamentou João Morais, diretor da entidade.

Na manhã de hoje, 13, o Sindisaúde realizou um protesto denunciando os problemas, a falta de estrutura, as obras de ampliação atrasadas e ressaltando os motivos que levaram a greve dos servidores da saúde. Os manifestantes protestaram com a simulação de um cadáver enrolado com um pano branco (veja no vídeo abaixo).

Explicação
A direção do hospital, em entrevista coletiva agora há pouco, informou que a mulher já chegou ao hospital sem vida e que o procedimento realizado pela equipe médica foi o correto. A idosa foi levada por uma vizinha para o HRTM.

Excesso
A superlotação da unidade hospitalar tem causado dificuldades aos trabalhos dos profissionais de saúde que lá trabalham e dos próprios pacientes e familiares. Muitos pacientes são de outras cidades que não tem estrutura para atender a demanda e acabam transferindo-os para Mossoró.

Etildes Severino de Medeiros está no HRTM desde o dia 2 com o filho de 18 anos que foi vítima de acidente automobilístico e está esperando por uma cirurgia. “Já me disseram que aqui não faz. Estamos tentando uma vaga num hospital de Natal. Na Casa de Saúde Dix-sept Rosado faz, mas como não somos daqui não temos direito”, disse a mulher natural de Assu.

Maria Edileusa é de Caraúbas e veio com o filho, também vítima de acidente. “No hospital Agnaldo Pereira não tem nada, nem agulha, papel higiênico, nada. Até uma ambulância a gente não consegue quando precisa. Os doentes de lá são todos transferidos para cá. Isso acaba superlotando o Tarcísio Maia e causando todos esses problemas”, destacou.

Fonte: Passando na Hora


TCM revela buraco de R$ 1,2 bi na Previdência de Caucaia


O prefeito de Caucaia, Washington Gois (PROS), está deixando um abacaxi azedo na área da previdência municipal para ser descascado pelos seus sucessores. A herança se arrasta desde as gestões que antecederam ao Governo Gois, mas o fardo ficou ainda mais pesado para os beneficiários da previdência do Município com uma lei aprovada no ano de 2011.

O escândalo previdenciário de Caucaia fez o deputado federal Victor Valim (PMDB) espalhar pedidos de informações em Brasília em uma tentativa de preservar direitos dos servidores e seus dependentes.

Victor pediu ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), ao Tribunal de Contas da União (TCU), à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e ao Ministério da Previdência Social uma completa devassa nas contas do Instituto de Previdência do Município de Caucaia para serem evitados mais danos aos servidores.

O caso é grave. A Lei Municipal nº 2.222, de 26/04/2011, alterada pela Lei nº 2.241, de 12/07/2011, segundo o TCM, enviada pela Prefeitura e aprovada pelos vereadores de Caucaia, segregou a massa dos segurados da Previdência do Município em dois grupos.

Foi uma tentativa de esconder o sol com uma peneira, mas o resultado é devastador para uma parte dos servidores municipais.

Um desses grupos é denominado Fundo Previdenciário (superavitário de R$ 13.584.526,51), formado pelos servidores públicos municipais admitidos após 10 de outubro de 2008. E o outro, denominado Fundo Financeiro (deficitário em R$ 1.285.621.987,61 – um bilhão, duzentos e oitenta e cinco milhões, seiscentos e vinte um mil, novecentos e oitenta e sete reais e sessenta e um centavos), que é composto pelos servidores públicos municipais admitidos até 10 de outubro de 2008.

A diferença entre as duas categorias está no modelo de tratamento a ser dado aos servidores a caminho da aposentadoria ou aos dependentes que são beneficiários com as pensões.

Quem é contribuinte no período que antecede ao mês de outubro de 2008 tem risco de enfrentar atropelos no pedido de aposentadoria ou pensão. O atuais servidores, que entraram na Prefeitura após o ano de 2008, vivem, em princípio, uma situação mais confortável.

Segundo, ainda, o TCM, o Fundo de Previdência de Caucaia tem um Patrimônio de Investimentos de R$ 113.373.266,69 e apresenta aplicações realizadas sem observância dos normativos internos e externos (Política de Investimentos e Resolução 3922/2010), além de contribuições de parcelamentos sem comprovação de pagamento de todas as parcelas, que somam R$ 12.276.588,03.

O Jornal Grande Porto, em sua edição do dia 16 de julho, veiculou reportagem com a denúncia do deputado federal Victor Valim sobre os descaminhos no Instituto de Previdência Municipal de Caucaia. O TCM confirmou as irregularidades, consideradas por auditores como graves. Em entrevista a emissoras locais de rádio, o presidente do Instituto de Previdência, Hipólito Potin, contestou denúncias sobre irregularidades na instituição.

TCM responde questões sobre previdência de Caucaia

A reportagem do Jornal Grande Porto encaminhou ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) quatro questionamentos sobre a saúde financeira da Previdência Municipal de Caucaia. As respostas dadas pela Assessoria de Imprensa do TCM contemplam às perguntas enviadas pelo Grande Porto e tem como papel principal esclarecer a denúncia feita pelo deputado federal Victor Valim e, ao mesmo tempo, dar tranquilidade aos servidores e dependentes da previdência municipal. Abaixo, você tem a íntegra das respostas do TCM.

– Qual é a real situação do Regime de Previdência em Caucaia?

1) Fundo Previdenciário Capitalizado com resultado atuarial superavitário de R$ 13.584.526,51 (treze milhões, quinhentos e oitenta e quatro mil, quinhentos e vinte e seis reais e cinquenta e um centavos)

2) Fundo Previdenciário Financeiro expõe um déficit de R$ 1.285.621.987,61 (um bilhão, duzentos e oitenta e cinco milhões, seiscentos e vinte um mil, novecentos e oitenta e sete reais e sessenta e um centavos).

3) Patrimônio de Investimentos: R$ 113.373.266,69.

4) Aplicações realizadas sem observância dos normativos internos e externos (Política de Investimentos e Resolução 3922/2010).

5) Contribuições de parcelamentos sem comprovação de pagamento de todas as parcelas. Valor total do parcelamento: R$ 12.276.588,03.

Em virtude da inviabilidade do plano de amortização para equacionamento do déficit atuarial do Instituto de Previdência do Município de Caucaia, a Lei Municipal nº 2.222, de 26/04/2011, alterada pela Lei nº 2.241, de 12/07/2011, segregou a massa de seus segurados em dois grupos. Um denominado Fundo Previdenciário (superavitário de R$ 13.584.526,51), formado pelos servidores públicos municipais admitidos após 10 de outubro de 2008.

E o outro, denominado Fundo Financeiro (deficitário em R$ 1.285.621.987,61), composto pelos servidores públicos municipais admitidos até 10 de outubro de 2008.

O déficit do Fundo Financeiro será sanado da seguinte forma:

1) quando as despesas previdenciárias forem superiores à arrecadação das contribuições, 50% (cinquenta por cento) da complementação das despesas será oriunda dos valores acumulados no Fundo Previdenciário Financeiro e o restante será oriunda dos recursos orçamentários;

2) quando não houver sobra de recursos do Fundo Previdenciário Financeiro, o Município, suas autarquias e fundações assumirão a integralidade da folha líquida de benefícios, observada a provisão orçamentária.

GP – Qual a situação mais crítica entre as cidades com regime próprio de Previdência? TCM – Em termos gerais, as principais falhas estão relacionadas aos seguintes fatores:

– Déficit atuarial, o que demonstra uma provável dificuldade para pagar os benefícios.

– Não instituição do conselho do fundo;

– Irregularidade entre os processos administrativos e os dados do SIM;

– Irregularidade em licitações;

– Repasse a menor de contribuições previdenciárias pela Prefeitura;

– Despesas administrativas acima do permitido;

– Ausência de credenciamento de instituições e fundos de investimentos que recebem aplicações;

– Não elaboração de relatório trimestral de rentabilidade e riscos;

– Irregularidade nos registros contábeis;

– Omissão de documentos.

Grande Porto

Apreensão de drogas no Ceará aumenta 53,1% nos sete primeiros meses de 2015


Ações realizadas pelas Polícias Civil e Militar do Estado do Ceará, de janeiro a julho de 2015, em combate ao tráfico de drogas no Estado resultaram na apreensão de 1,9 tonelada de entorpecentes. O número é 53,1% maior em relação à quantidade apreendida no mesmo período do ano passado.  Em 2014, o número foi de pouco mais de 1,2 tonelada.

Para o delegado Sérgio Pereira, diretor da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), o aumento no número de apreensão é resultado de ações de inteligência que são desenvolvidas pelas forças de segurança do Ceará. “Policiais civis e militares estão integrados no combate ao tráfico. As ações realizadas estão desarticulando grupos criminosos responsáveis por este crime no Estado”, ressaltou o delegado.

Juntos, os policiais apreenderam 1.707,79 quilos de maconha, 158,05 quilos de cocaína, além de 96,55 quilos de crack. Totalizando 1.962,39 quilos de drogas retiradas de circulação. Em igual período em 2014, foram apreendidos 834,68 quilos de maconha, 76,93 quilos de crack e 369,85 quilos de cocaína, resultando em 1.281,47 quilos apreendidos. O comparativo do período registra aumento de 53,1% nas apreensões.

Ações intensificadas pela Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas também apreenderam drogas sintéticas no Ceará. Este ano – até o mês de julho, as ações de combate ao tráfico de drogas sintéticas resultaram nas apreensões de mais de 3,4 mil comprimidos de ecstasy, além de 2.115 selos de LSD e 165 pontos de NBOMe. Drogas como GHB e Ktamina, antes desconhecidas no Ceará, também foram apreendidas.  “Além do tráfico das drogas mais conhecidas, intensificamos as ações combatendo os sintéticos, que são drogas mais caras e geralmente negociadas em festas raves. Desarticulamos os principais grupos criminosos que atuam nesse segmento no Ceará e no Nordeste”, destacou Sérgio.

Prisões
Somente de janeiro a julho deste ano, 2.691 adultos foram presos – sendo 530 mulheres e 2.161 homens – e 920 adolescentes foram apreendidos por tráfico e associação para o tráfico de drogas. Em todo o ano de 2014, foram capturados 3.855 adultos e 1.478 adolescentes envolvidos com o tráfico.

Denúncias
Além das ações realizadas pelos agentes de segurança pública do Ceará, a ajuda da população tem contribuído para o aumento no número de apreensões. As denúncias anônimas ajudam os policiais a identificarem “bocas de fumo” e traficantes que atuam em diversos locais do Estado. A população pode ajudar denunciando a prática criminosa que tem conhecimento. Para denunciar, basta ligar para o disque denúncia da SSPDS através do número 181, o sigilo é garantido.

Ceará Agora

Governo recupera 109 km da CE-362 beneficiando a região Norte


As obras de restauração da CE-362, na região Norte do Ceará, realizadas pelo Governo do Estado seguem adiantadas. O trabalho está sendo realizado nos trechos da rodovia que cortam os municípios de Uruoca, Massapê, Martinópole e Granja.

Ao todo, passam por restauração 109 quilômetros de rodovia, totalizando um investimento de R$ 64.176.876,00, recursos do Tesouro do Estado e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A obra compreende três trechos: Uruoca-Martinópole-Parazinho; entroncamento BR-222-Olho D’água Pajé; e Massapê-Senador Sá-Uruoca. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos até o final deste ano.

O trecho Uruoca-Martinópole-Parazinho, que compreende 41 quilômetros da rodovia, está com 97% de execução. O segundo trecho, de 33 quilômetros, no entroncamento BR-222-Olho D’água Pajé, já está com 95% de andamento. Já o último, de 35 quilômetros, em Massapê-Senador Sá-Uruoca, encontra-se com 24% de execução.

Os trabalhos fazem parte das obras do Programa Viário de Integração e Logística – Ceará IV e incluem serviços preliminares e auxiliares, drenagem, pavimentação, obras d’arte correntes, sinalização (horizontal e vertical), proteção ambiental e outros.

Com Governo do Estado


Campanha contra paralisia infantil será lançada nesta sexta-feira


Nesta sexta-feira, 14 de agosto, às 9 horas, a Secretaria da Saúde do Estado e a Secretaria de Saúde de Fortaleza se juntam para lançar a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e também a Campanha Nacional de Multivacinação. O lançamento ocorrerá na Unidade de Saúde Edmar Fujita, na Avenida Alberto Craveiro, 480, Dias Macedo. A campanha começa no sábado, 15, em todos os postos de saúde dos 184 municípios, e vai até o dia 31 deste mês.

A meta de cobertura estabelecida pelo Ministério da Saúde para a vacinação contra a paralisia infantil é de 95% das 570.452 crianças na faixa etária de 6 meses a 5 anos incompletos. Ou seja, o Ceará deve vacinar 541.925 crianças no 184 municípios. Há 27 anos nenhum caso de paralisia infantil é registrado no Ceará, mas para manter a doença cada vez mais longe das crianças o Ministério da Saúde, Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde mobilizam todos os anos as famílias para a Campanha Nacional de Vacinação. Há alguns países ainda com registro de casos, onde a poliomielite é considerada endêmica, segundo a Organização Mundial de Saúde. Este ano, até o dia 16 de junho, foram registrados 28 casos da doença, sendo 25 no Paquistão e três no Afeganistão.

Multivacinação
Os 17 dias de campanha são uma boa oportunidade de proteger a saúde das crianças de diferentes doenças. Além da paralisia infantil, os pais devem levar as crianças de O a menores de 5 anos aos postos de saúde para atualizar a caderneta e deixá-las vacinadas contra o sarampo, rubéola, caxumba, coqueluche, meningite, hepatite B, rotavírus, catapora, difteria. Todas as vacinas do calendário nacional de imunização da criança estarão disponíveis nos postos de saúde.

TCU identifica superfaturamento de R$ 673 milhões na Refinaria Abreu e Lima


O plenário do Tribunal de Contas da União aprovou ontem (12) relatório do ministro Benjamin Zymler, segundo o qual foi identificado um superfaturamento de R$ 673 milhões em contratos de obras da Refinaria Abreu e Lima, em Recife (PE). Os valores são resultados da análise de uma amostra de R$ 1,46 bilhão, de contratos que totalizam R$3,37 bilhões para obras da refinaria.

Dos R$ 673 milhões calculados como sobrepreço, R$ 186 milhões estão relacionados a valores desembolsados para fornecimentos. De acordo com o TCU, o valor está 114% acima do preço de referência.

Do total pago a mais, R$ 317 milhões foram gastos com mão-de-obra, o que, segundo o TCU, representa valor 174% maior do que o considerado como referencial. Em equipamentos de montagem, foram investidos R$119 milhões a mais do que o tribunal apontou como referência – valor que, segundo Zymler, é 59% maior que os preços de mercado.

No relatório, o ministro Zymler destacou a importância dos órgãos investigativos para comprovação do esquema de corrupção.

Ceará Agora


CBF confirma jogos das Eliminatórias em Fortaleza e Salvador neste ano

O coordenador da CBF, Gilmar Rinaldi, confirmou que Fortaleza e Salvador serão as sedes das partidas contra Venezuela e Peru, em outubro e novembro, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. O blog Bastidores FC havia antecipado a informação (leia aqui). A entidade quer, neste início do torneio, o apoio incondicional do torcedor. Por isso, escolheu cidades onde normalmente a seleção brasileira costuma ser bem recebida.

A partir do momento em que a Conmebol não levou adiante a ideia de cada seleção atuar numa sede fixa (duas cidades no caso do Brasil), a CBF passou a receber lobby intenso de federações interessadas em receber partidas. A Bahia, por exemplo, fez a solicitação em maio.

Dunga e Gilmar Rinaldi participaram da decisão. A tendência é que, quando a Seleção estiver melhor e com maior respaldo do público, as partidas se espalhem por outras regiões do país.

– O planejamento é pensarmos tecnicamente. Lógico que ficar perto do torcedor é importante, sabemos o momento que a Seleção está vivendo e as dificuldades que há nas Eliminatórias. Sempre foi assim, não vai ser diferente. Vamos precisar do apoio de todos. 

A ideia do treinador, aliás, é jogar no maior número possível de cidades – serão nove partidas no Brasil durante as Eliminatórias. Mas ressaltou que as decisões serão tomadas paulatinamente. 

– Passo a passo, tomaremos as decisões conforme as Eliminatórias. O Brasil, pela qualidade dos jogadores, tem que jogar em todas as cidades possíveis, porque é um continente. Não vamos poder agradar a todos, são poucos jogos. Queremos ter o apoio e retribuir com vitórias e bons jogos para que o torcedor saia feliz do estádio – completou. 

A Seleção estreia nas eliminatórias em outubro, mas as datas ainda não foram definidas. No mês, a equipe enfrentará o Chile, em Santiago, e a Venezuela, em Fortaleza. Em novembro, pegará a Argentina fora de casa e o Peru, em Salvador. 

Antes, em setembro, o time de Dunga jogará amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos.

Globo Esporte/CE


Aulas são suspensas após colégio ter risco de desabamento


Desde a segunda-feira, 10, os 510 alunos do colégio municipal de Ensino Fundamental II Cláudio Martins, no bairro Parangaba, estão sem aulas, mesmo o regresso escolar tendo acabado na uma semana antes, na segunda, 3. O motivo é a interdição do prédio em que funciona o colégio. Engenheiros contratados pela Secretaria Municipal de Educação (SME) avaliam que o levantamento das pilastras do elevado da Parangaba do Metrô de Fortaleza (Metrofor) causou falhas que comprometem a estrutura do colégio.

A reforma está prevista para começar na segunda-feira, 17, e deve durar 45 dias, de acordo com a diretora da instituição, Shirley Vieira. Durante esse tempo, as aulas devem ser realizadas em um prédio alugado. Uma proposta de aluguel de edifício na região está em processo de análise pela SME.

“Os pais estão agoniados (pela suspensão das aulas)”, diz Shirley, “mas é melhor fechar a escola do que morrer todo mundo soterrado”. Nessa sexta-feira, 14, ela diz que será realizada reunião com os responsáveis pelos estudantes para detalhar a situação.

O Cláudio Martins tem, aproximadamente, 50 anos e essa é a primeira reforma pela qual passará, informa a diretora do colégio.

Por nota enviada a nossa redação, a Secretaria Municipal da Educação afirma que a necessidade do reparo foi identificada pela própria equipe de infraestrutura do órgão, que de maneira preventiva resolveu interditar o local. "A SME já está orçando os serviços que deverão ser executados. Os reparos envolvem troca de madeiramento, retelhamento, aterro e compactação de solo, troca de piso, entre outros serviços de manutenção geral", escreve. E acrescenta: "Em caráter de urgência, a SME já está providenciando a locação de um prédio próximo à escola para o devido atendimento aos alunos. Além disso, a secretaria ressalta que ocorrerá a reposição das aulas".

Nossa redação entrou em contato com a assessoria de comunicação da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor) na noite desta quinta-feira, 13, que informou que vai enviar equipe ao local para averiguar o problema e que manterá diálogo com a Prefeitura de Fortaleza.

O POVO Online