-->

30 de julho de 2019

Polícias Civil do Ceará e do Pará prendem empresário paraense suspeito de aplicar golpes avaliados em mais de R$ 1 milhão


Uma ação conjunta das Polícias Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Metropolitana de Maracanaú (DMM) e do 28º Distrito Policial, e do Pará, por meio das delegacias de Conflitos Agrários e de Homicídios de Altamira, resultou na prisão de um empresário foragido da Justiça de Medicilândia, no Pará. A prisão ocorreu, nessa segunda-feira (29), em uma madeireira localizada no bairro Luzardo Viana, em Maracanaú, por força de um mandado de prisão preventivo pelo crime de estelionato.


Wesley Marques Silva (27), sem antecedentes criminais registrados no Ceará, foi capturado em seu comércio. No momento da abordagem, ele não reagiu à prisão. Conforme as investigações policiais, o homem é investigado por aplicar golpes contra produtores rurais do Pará. Ainda segundo a Polícia, o homem – que possuía uma empresa de cereais no estado paraense – realizava a compra de sacas de sementes de cacau e, ao receber o produto, efetuava pagamentos de valores irrisórios ou emitia notas com promessa de pagamentos que não eram realizados. Os valores devidos por Wesley as vítimas podem chegar ao montante de R$ 1 milhão.

Após aplicar os golpes, Wesley fechou os estabelecimentos comerciais que possuía nas cidades de Medicilândia e Anapu e fugiu para o Ceará, onde tentou se estabelecer como comerciante no ramo de madeireiras. “Nós descobrimos o seu paradeiro e identificamos que ele possui parentes que moram em Maracanaú. A partir daí, concentramos nossa investigação em conjunto com a Polícia do Ceará, que nos ajudou na localização e na captura dele”, explicou Fernando Marcolino, delegado de Homicídios no Pará.

Um fato que chamou a atenção da Polícia foi o homem ostentar, em redes sociais, o estilo de vida que mantinha no Ceará. Em várias fotos é possível observar Wesley em um apartamento na Avenida Beira Mar, na orla de Fortaleza, considerada uma das regiões com o metro quadrado mais caros da capital cearense. Além disso, ele costumava compartilhar fotos em pontos turísticos da cidade. Wesley foi encaminhado para a Delegacia Metropolitana de Maracanaú onde aguarda autorização judicial de transferência para o Pará, onde deverá responder pelos crimes cometidos.

Já no Ceará, a Polícia Civil apura se Wesley cometeu crime semelhante ao praticado no Pará. Caso alguma vítima o reconheça, pode procurar a delegacia de Polícia mais próxima e registrar o fato.

Red; Monolitos Post



Blog; Erivando Lima


Tribunal de Contas do Ceará define municípios a serem fiscalizados em agosto


Foram definidos na sessão do Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Ceará, realizada nesta terça-feira (30), os municípios que serão fiscalizadas in loco no mês de agosto. O anúncio foi feito pelo presidente da Corte de Contas, conselheiro Edilberto Pontes, durante o expediente da sessão.


Sorteados os municípios de Icó, Pentecoste, Aiuaba, Lavras de Mangabeira e São Luiz do Curu. A seleção dos entes auditados seguiu os critérios definidos pela matriz de risco, elaborada pela Secretaria de Controle Externo (Secex): dois municípios de alta complexidade, dois de média e um de baixa complexidade. Também será inspecionado o município de Itapipoca, selecionado mediante critério de risco.

Essas atividades fazem parte das fiscalizações ordinárias municipais de 2019. Até o final deste ano, 54 cidades cearenses receberão a visita dos auditores do TCE Ceará. No primeiro semestre de 2019, foram 18, incluindo os poderes Executivo e Legislativo.

Os trabalhos de fiscalização, no âmbito da Prefeitura e da Câmara Municipal, envolvem análise de orçamento, contabilidade, finanças e patrimônio, e verificam, por exemplo, a comprovação das prestações de serviços essenciais, bem como procedimentos de licitação e contratos.

A ação pode gerar a abertura de processos, diante de indícios de irregularidades, além de subsidiar a análise de prestações de contas municipais, com a coleta de documentos e informações.

Red; Monolitos Post

Blog; Erivando Lima


PROGRAMA TROVÃO DE NOTÍCIAS NA TV TROVÃO DO VALE DE 13HS ÀS 15HS COM ROZIL BEZERRA, ERIVANDO LIMA, GENILSON MARQUE E JOTA DAMASCENO NA TÉCNICA. – 30 DE JULHO II

Polícia Civil prende irmãs acusadas de comandar o tráfico de drogas na cidade de Horizonte


Uma denúncia anônima seguida de investigação levou a Polícia a prender duas irmãs acusadas de comandar o tráfico de drogas na cidade de Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Nesta segunda-feira (29), os inspetores da Delegacia Metropolitana daquele Município localizaram a casa que servia de ponto de venda de entorpecentes e prenderam, em flagrante, as duas mulheres denunciadas.

Carolina dos Anjos, 23 anos; e sua irmã mais velha, Raquel dos Anjos Chaves, 27 anos, foram detidas dentro da residência, no bairro Planalto, onde a Polícia já realizava “campana”. No imóvel foi encontrada uma grande quantidade de entorpecentes, além de material para embalagem, dinheiro e outros apetrechos do tráfico de drogas, caracterizando o flagrante delito. As duas receberam voz de prisão e não reagiram.

De acordo com a Polícia, uma das irmãs presa já tem histórico criminal, enquanto a outra era primária. Os policiais passaram vários dias fazendo diligências no sentido de chegar às acusadas e localizar as drogas. O movimento de usuários comprando as drogas incomodou a vizinhança, que fez a denúncia anonimamente, deflagrando a ação da Polícia.

Cadeia

As duas irmãs deverão ser encaminhadas ainda nesta semana para a Penitenciária Feminina Desembargadora Auri Moura Costa, no Município de Aquiraz, onde ficarão à disposição da Comarca de Horizonte.

A Polícia tenta agora localizar outros envolvidos no tráfico na mesma cidade.

(Fernando Ribeiro)


Quixadá CE plantão policial


IBICUITINGA FURTO

Dia 28/07/2019 (domingo), por volta das 21h:, a equipe da VTR fez deslocamento para a delegacia regional de Russas com o senhor de nome I. N. L, que afirmava ser vítima de furto, o objeto de furto é um macaco hidráulico que estava em posse do senhor F. C. C, o mesmo informou que desconhecia a origem ilícita e adquiriu o objeto comprando pelo valor de mercado através de um terceiro. Diante dos fatos foi lavrado um Boletim de Ocorrência.


QUIXADÁ ROUBO A MERCEARIA

Dia 29/07/2019 por volta das 21h20min, no bairro Centro, o senhor identificado por R. P, residente no local da ocorrência, ligou para o COPOM informando que havia sido roubado, o mesmo disse que estava em sua mercearia, quando chegaram duas pessoas a pé e anunciaram o roubo,  segundo a vitima um dos autores portava um revólver, do mesmo subtraíram 01 celular da marca Samsung, e uma pequena quantia em dinheiro. Após realizarem o delito, os acusados saíram em direção ao Condomínio da Palha. A VTR compareceu ao local, diligenciou, mas até o momento sem êxito na captura dos elementos. A vitima foi orientada a comparecer a Delegacia Regional de Policia Civil, para registrar a ocorrência.


QUIXADÁ DESOBEDIÊNCIA E EMBRIAGUES AO VOLANTE

Dia 29/07/2019 por volta das 23h20min, no bairro Centro, mais precisamente na rua Tabelião Enéas, , a composição do RAIO, em patrulhamento se deparou com dois indivíduos em atitudes suspeita, em uma motocicleta XRE 300, quando foi realizada a abordagem o condutor identificado por D. A. V., desobedeceu a ordem da composição policial, e aparentando estar embriagado, foi conduzido ao Posto da BPRE, para ser realizado o teste do BAFÔMETRO, sendo constatado 0,82 miligrama de álcool por litro de ar alveolar. Diante dos fatos, o mesmo foi apresentado na Delegacia Regional de Policia Civil, junto com o veiculo, para os devidos procedimentos.

Fonte; PM CE

Blog; Erivando Lima

Rebelião de presos em Altamira termina no maior massacre do ano

Por Redação, 23:00 / 29 de Julho de 2019
Centro de Recuperação de Altamira, no Pará, foi palco de briga entre facções rivais que resultou em, pelo, menos 57 mortos
Centro de Recuperação Regional de Altamira foi palco de uma sangrenta briga entre facções em Altamira, sudoeste do Pará
Foto: Folhapress

Um massacre, o maior do ano, foi registrado em um presídio no Pará. No Centro de Recuperação Regional de Altamira, no sudoeste do Estado, detentos fizeram, nesta segunda-feira uma rebelião e iniciaram uma briga entre facções, na qual morreram 57 internos - 16 decapitados.

O motim começou por volta das 7h e terminou antes do meio-dia. "Foi uma briga entre grupos rivais. Dois agentes penitenciários foram feitos reféns, mas já foram liberados", informou a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe).


Os confrontos começaram quando duas pessoas detidas em uma ala reservada para membros de uma das facções invadiram a área do grupo rival e causaram um incêndio.

"É provável que muitos presos tenham morrido sufocados", acrescentou a Susipe.

Um vídeo que circulou nas redes sociais, reproduzido pela imprensa, mostra seis cabeças amontoadas ao lado de um muro. Em seguida, um prisioneiro se aproxima e rola uma cabeça com o pé, como se fosse uma bola de futebol.

Em outro vídeo é possível ver corpos queimados em um telhado de onde emana uma fumaça escura e grossa, enquanto presos armados com facões vagam pelo local.

O local estava superlotado. Segundo as autoridades carcerárias, a prisão de Altamira tem capacidade para receber 200 presos, mas abrigava mais de 300. Em setembro de 2018, sete prisioneiros foram mortos em outro motim, atribuído a uma tentativa de fuga do mesmo estabelecimento.

Rota da cocaína

O Brasil, com 727 mil detentos, tem a 3ª maior população carcerária do mundo, mas conta apenas com 368 mil vagas nos presídios. Em maio passado, 55 presos morreram em outro confronto que durou dois dias entre organizações criminosas adversárias em prisões do Amazonas.

Em 2018, uma onda de rebeliões nos estados do Norte e Nordeste, com mais de 100 mortos, muitos assassinados de formas atrozes, atingiu o País e foi atribuída a rivalidades entre grupos pelo controle das rotas do tráfico de cocaína. As autoridades e especialistas atribuem esses massacres à luta pelo controle das rotas de cocaína da Bolívia, Peru e Colômbia, os três maiores produtores da droga.

Altamira, que fica a cerca de 800 km de Belém, está situada numa região que enfrenta sérios problemas de desmatamento e conflitos de terra entre tribos nativas com madeireiros e grupos que invadem seus territórios para praticar atividades agrícolas.

A cidade, de 110 mil habitantes, teve um forte crescimento demográfico após o lançamento em 2010 da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, que deve ser concluída até o fim do ano. A usina inclui uma barragem que será a terceira maior do mundo, cuja construção exigiu o deslocamento de dezenas de milhares de ribeirinhos do Rio Xingu, um afluente do Amazonas.

Transferência de líderes de facções

O ministro da Justiça, Sergio Moro, conversou, nesta segunda-feira, com o governador do Pará, Helder Barbalho, e se comprometeu a transferir para presídios federais líderes de facções responsáveis pelas mortes no Centro de Recuperação Regional de Altamira.

O ministro pediu que sejam identificados os líderes das facções para providenciar a transferência a presídios federais. O massacre em Altamira foi motivado por uma briga entre as facções Comando Classe A (CCA) e Comando Vermelho (CV).

Red; DN

Blog; Erivando Lima


Russas CE plantão policial


RUSSAS ROUBO DE MOTO

Por volta das 20h30min, na estrada carroçável que liga Russas a Jaguaruana, próximo ao Sistema de Tratamento de Esgoto, 02 indivíduos em uma moto Bros, preta, roubaram uma Moto CG 150 FAN, cor vermelha, anos 2010, placa: NUZ-8246, e fugiram em direção a Jaguaruana. 


JAGUARUANA ROUBO DE MOTO
Por volta das 19h20min, na Localidade de Lagoa da Salsa, zona rural de Jaguaruana, 02 indivíduos em uma moto, armados, roubaram uma motocicleta CG 125 FAN, ano 2010, preta, placa NVB-1896, em seguida fugiram.

ARACATI APREENSÃO DE ARMA DE FOGO
Dia 30 07 2019 por volta das 10h, em patrulhamento pela rua do Castelo no centro de Aracati, o policiamento apreendeu em uma residência uma Pistola calibre 380, com 10 munições intactas e 10 deflagradas. A referida arma foi apresentada na DPC local para os procedimentos legais.

Fonte; PM CE

Blog; Erivando Lima

Polícia Civil apreende carga ilegal com mais de 1,3 mil munições e prende quatro pessoas


Uma ação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Regional de Quixadá, na noite dessa quinta-feira (25), resultou na apreensão de uma carga ilegal com mais de 1.300 munições que seriam comercializadas no Sertão Central do Estado. Além da carga, quatro pessoas foram presas em flagrante.


O resultado da ação é oriunda de uma investigação desenvolvida pela PCCE em Quixadá referente à venda irregular de munições na cidade. Entre os presos, está um homem já conhecido da Polícia. Ele foi preso em 2017 pelo mesmo crime. Trata-se de Célio Morais Holanda (43), o “Nego do Alho”, que já responde por periclitação da vida ou saúde e comércio ilegal de arma de fogo.
Também foi preso o filho de “Nego do Alho”, identificado como Wanderson de Paulo Bezerra Holanda (21), e as pessoas de Márcio Aurilo Nogueira de Oliveira (40) e Francisco Gideone da Silva (20), todos eles sem antecedentes criminais. As prisões ocorreram na Rua Eusébio de Queirós, no bairro Planalto Universitário, em Quixadá, na Área Integrada de Segurança 15 (AIS 15) do Estado.

No total, a Polícia Civil apreendeu 1.319 munições – sendo 199 de calibre 12, 230 de cal. 20, 225 de cal. 22, 96 de cal. 28, 273 de cal. 32, 100 de cal. 36, 120 de cal. 38 e 76 de cal. 44 – além de 476 de estojos vazios de calibres diversos (utilizados para recarga), espoletas, 152 quilos de esferas de chumbo, 575 frascos de pólvora.

Também foram apreendidos três aparelhos celulares e os veículos que faziam o transporte da carga – um Fiat Toro prata, de placas POZ-8816 e um caminhão Ford Cargo 2429L vermelho, de placas OIK-0379. Conforme as investigações policiais, o material é oriundo da cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Todos os suspeitos foram encaminhados à sede da Delegacia Regional de Quixadá, onde foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e de uso restrito. A Polícia Civil mantém as investigações no sentido de identificar outros partícipes na atividade criminosa.

Reincidência

As investigações giraram em torno de Célio Morais que, em outubro de 2017, foi preso pela Polícia Civil com mais de 39 mil munições de vários calibres, nove toneladas de chumbo, quatro toneladas de pólvora, mais de R$ 10 mil em espécie e R$ 15 mil em folhas de cheque. Na ocasião, além de apreender o material, a Polícia Civil fechou os depósitos onde eram armazenados os ilícitos. Além de Célio, a Polícia Civil prendeu o genro dele, José Nilton Oliveira Vidal Junior.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3445-1047, da Delegacia Regional de Quixadá, ou para o WhatsApp da unidade policial pelo número (88) 98821-6771. O sigilo e o anonimato são garantidos.

(Polícia Civil/CE)

Blog; Erivando Lima