-->

24 de outubro de 2016

Ladrão rouba, é assaltado e reclama de violência em Sobral

Suspeito de roubo é assaltado e agredido durante a fuga e reclama da violência em delegacia (Foto: Sobral 24 horas)
Sobral- Um jovem de 18 anos roubou dois celulares e teve os mesmos aparelhos roubados cerca de 10 minutos depois na cidade de Sobral, no interior do Ceará, neste domingo (23). De acordo com a Polícia Civil, Adreys Rodrigues de Sousa, que havia assaltado uma mulher e levado os celulares, se recusou a dar os telefones aos outros dois suspeitos e foi agredido.

“Na chegada à delegacia, o Adreys pediu ao delegado plantonista para registrar um Boletim de Ocorrência contra os dois que roubaram ele, que foram identificados apenas por Natan e Boquinha”, relata o inspetor da Polícia Civil Inácio Prado.

De acordo com a Polícia Civil, Adreys Rodrigues assaltou uma mulher que saía de uma igreja no Parque da Cidade, por volta das 9h. A vítima comunicou o crime à Polícia Militar, que localizou o suspeito cerca de 10 minutos depois com marcas de agressão.

“Quando foi abordado, ainda tentou fugir, mas estava muito machucado e viu que a PM o havia cercado e se rendeu, pedindo que fossem presos os dois que assaltaram ele”, explica o policial. Além do roubo, Adreys denunciou Natan e “Boquinha” à Polícia Civil por lesão corporal.

“Nós já estávamos com a vítima na viatura, que reconheceu ele de imediato. O mais inusitado é que ele fez um Boletim de Ocorrência e reclamou da violência”, relatou o sargento da Polícia Militar Frota.

Até a noite desta segunda, os suspeitos de assaltar Adreys Rodrigues não foram localizados. Após prestar depoimento – assumindo o crime, de acordo com Polícia Civil –, Adrys foi encaminhado à Cadeia Pública de Sobral.

Diário do Nordeste

Gasolina baixa e chega a R$ 3,71. Em Russas e postos da Região não baixa?

A gasolina mais barata, a R$ 3,71 o litro, foi avistada no posto Bela Vista II (bandeira Shell), situado na Av. Barão de Studart ( Foto: Kid Junior )
Uma semana após o anúncio da Petrobras de redução no preço da gasolina nas refinarias, está mais fácil para o consumidor perceber a baixa em postos de Fortaleza. O valor mínimo do combustível chegou a R$ 3,71 o litro, segundo levantamento feito pela reportagem em 12 postos da Capital nesta sexta-feira (21). O preço está R$ 0,01 menor em relação ao menor encontrado na quarta-feira (19), R$ 3,72. Cinco dos 12 postos pesquisados praticaram redução de até R$ 0,06 nos valores entre a quarta e a sexta-feira.

A maior retração supera a estimativa de queda da Petrobras para o consumidor, de R$ 0,05, e foi verificada no posto de bandeira Shell, situado no cruzamento entre as avenidas Barão de Studart e Padre Valdevino. Na quarta, o valor praticado pelo estabelecimento era R$ 3,79 o litro. Na sexta, passou para R$ 3,73. O mesmo valor foi encontrado em outros dois estabelecimentos de bandeira Shell e Ipiranga, no cruzamento entre as avenidas Barão de Studart e Santos Dumont. Entretanto, a gasolina mais barata, a R$ 3,71, foi avistada no posto Bela Vista II (bandeira Shell), situado na Av. Barão de Studart, no bairro Joaquim Távora. O combustível teve uma redução de R$ 0,03 desde o dia 14 deste mês.

O posto de bandeira Ale, no cruzamento entre Barão de Studart e Pontes Vieira, também baixou de preço em relação a quarta-feira, de R$ 3,77 para R$ 3,72. Esse mesmo valor já havia sido encontrado na quarta-feira no estabelecimento Petro+ (cruzamento entre Barão de Studart e Júlio Ventura) na quarta-feira. Na sexta, o preço se manteve.

Nos demais locais pesquisados, a gasolina custa entre R$ 3,77 e R$ 3,84 o litro. A reportagem ainda não verificou redução no preço do óleo diesel, que também teve redução nas refinarias. O combustível custa entre R$ 3,29 e R$ 3,06 nos estabelecimentos pesquisados.

Valor cai no Estado

No Ceará, o preço médio gasolina nas bombas caiu de R$ 3,86 na semana anterior para R$ 3,83 na semana encerrada neste sábado, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O preço, entretanto, subiu em 11 Estados e no Distrito Federal, a primeira em que vigorou a redução de 3,2% no valor do combustível nas refinarias. Após a decisão da Petrobras, as cotações do derivado de petróleo só cederam em 14 Estados e ficaram estáveis no Pará.

A manutenção das cotações chegou a ser atribuída à firmeza do etanol anidro, misturado em até 27% ao combustível fóssil. A União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), porém, negou essa relação.


O grande questionamento é se nas cidades do Vale do Jaguaribe, os preços da gasolina não vão baixar? O sentimento do consumidor é que existe uma especie de cartelização do preço do produto. Será?

Tv Jaguar/ Com Redação Erivando Lima

PF investiga corrupção em 98 prefeituras do Ceará sob suspeita de desvio de dinheiro público

Delegados Janderlyer Lima e Wellington Santiago detalharam como grupos organizados colocam em prática esquemas de corrupção ( Foto: Thiago Gadelha )
O Brasil é hoje o País em que se estima uma perda de até 2,3% do PIB com a corrupção; em que bilhões de reais são desviados, anualmente, somente em licitações irregulares; em que as verbas destinadas à saúde e educação são os principais alvos dos corruptos. O Brasil é o País em que, conforme uma fiscalização realizada no fim de 2013 pela antiga Controladoria-Geral da União (CGU), 95% das prefeituras analisadas apresentavam problemas com a destinação do dinheiro do erário, ainda nos processos licitatórios.

o Ceará, uma Delegacia da Polícia Federal que apura especificamente casos de corrupção começou a funcionar, em abril deste ano, e já tem 816 inquéritos. Transações feitas em 98 Municípios (mais da metade do Estado) estão sendo investigadas pela PF, sob suspeita de desvio de dinheiro público. Alguns esquemas identificados, inclusive parecem com os apurados pela "Operação Lava Jato".

De acordo com o delegado Janderlyer Gomes de Lima, titular da nova Delegacia de Combate à Corrupção (Delecor), em 2017, deverão ocorrer várias operações nas prefeituras cearenses. O intuito da criação da Instituição (inaugurada nas 27 Superintendências da PF) é saber qual destinação tomou o dinheiro desviado; é efetivamente achar os recursos subtraídos. Segundo Lima, bilhões de reais desviados de municípios do Ceará estão sendo rastreados e parte deste dinheiro já foi até enviada para fora do Brasil.

Os principais convênios fraudados no Estado, conforme o delegado, continuam sendo os da Saúde e Educação. "Estes convênios são os que movimentam mais dinheiro e são também os principais alvos dos corruptos. Há uma orientação institucional para que o combate à corrupção seja uma prioridade da PF. Tínhamos a Delegacia de Repreensão de Crimes Financeiros (Delefin), que se transformou na Delecor. Essa nova roupagem tem o dobro de delegados no Ceará. Somos agora 10 delegados para investigar esquemas de corrupção. Em 2017, nossas investigações deverão dar frutos e esperamos ter operações em diversas cidades", afirmou.

Diversidade

Janderlyer Lima explicou que os esquemas para o desvio do dinheiro são diversos e que nas apurações de alguns casos cearenses, a PF se deparou com os mesmos métodos observados na "Operação Lava Jato". "Tem todo tipo de fraude, mas elas estão evoluindo. Antes, a montagem da licitação só vinha depois e a fraude ficava aparente. Agora não é mais assim. Há grupos empresariais estruturados, que atuam há muito tempo com especialização em fraudar licitações e fazer com que o dinheiro tome caminhos cada vez mais difíceis de serem seguidos".

O delegado Regional de Combate ao Crime Organizado (DRCOR), Wellington Santiago, disse que existem estruturas empresariais ligadas a grupos políticos e, muitas vezes, os vínculos entre eles se dão antes da eleição. "São vínculos que começam nos financiamentos de campanha e os grupos vão se formando, se estabelecendo. Se transformam em empreendimentos político-empresariais, que muitas vezes atuam para se apoderar do dinheiro público. Quando os casos chegam à Polícia, em geral, nos deparamos com esquemas muito robustos", declarou.

Janderlyer de Lima explica que as empresas 'fantasmas' não são mais a principal opção para burlar investigações. "Há grupos empresariais que têm uma parte lícita e outra ilícita. Grupos que estão há tempos no mercado. São empresas com estrutura para prestar um serviço e, às vezes, prestam, porque o caminho para o desvio são é só fraudar a licitação ou deixar de prestar o serviço. Exemplo disso é o esquema que a 'Lava Jato' investiga".

Segundo o delegado, locadoras de veículos, construtoras, produtoras de grandes eventos, distribuidoras de medicamentos e de gêneros alimentícios e empresas de consultorias são exemplo de negócios que estão sendo investigados pela PF, no Ceará.

Algumas operações anteriores, como a "Gárgula' e a 'Cactus", deflagradas em 2009 e 2013, respectivamente, foram retomadas pela Delecor. As duas elucidaram esquemas com braços em vários Municípios. "Retomamos e queremos saber se os grupos que operavam os esquemas continuam atuando. Desta vez, teremos mais ferramentas para rastrear possíveis desvios de recursos", disse Janderlyer.

Além destes casos antigos, outros surgiram e já são alvo de apurações. A "Operação KM Livre", por exemplo, foi a primeira nascida na Célula da PF a ser deflagrada, no Estado. Ela apura um suposto esquema de locações de veículos na Prefeitura de Fortaleza, que teria o envolvimento de um deputado federal. A ação tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), por conta do parlamentar.

Controle e punição

Segundo o delegado Wellington Santiago, os mecanismos de controle do Estado sobre o dinheiro público estão sendo aprimorados. "É um ponto positivo que este controle esteja se tornando cada vez mais efetivo, porque quando o caso chega à Polícia o crime já aconteceu, o dinheiro já foi subtraído. Quando tomamos ciência dos desvios precisamos ir apagando os incêndios".


Para Santiago, há uma predisposição da sociedade a querer mitigar a punição dos crimes de 'colarinho branco'. "Geralmente, são aplicadas penas administrativas e pecuniárias, ao invés da prisão. Porém, as coisas estão mudando. Temos visto políticos e empresários de renome presos". O delegado titular da DRCor diz que a população precisa ficar atenta. "A maioria das pessoas não se sente diretamente atingida com a corrupção, como acontece nos crimes violentos. Muitas vezes a corrupção passa despercebida", considerou.

Diário do Nordeste

Homem é preso por descumprir medida judicial e agredir físicamente ex-esposa em Russas

Homem foi preso na tarde deste domingo, dia 23, na localidade do Alto São João, em Russas (CE), acusado de agredir fisicamente sua ex-esposa.

O acusado, Ricardo André Martins de Almeida, 32 anos, natural de Russas, foi preso em flagrante, após agredir fisicamente sua ex-companheira, de 33 anos. De acordo com a Polícia, havia uma medida protetiva em favor da vítima para que Ricardo mantivesse distancia, e o mesmo teria a descumprido.

O agressor foi encaminhado a Delegacia de Polícia Civil, onde foram realizados os procedimentos cabíveis.

Com Informações do 1ºBPM