-->

18 de outubro de 2015

Fotos de provas do Enem nas redes sociais são falsas, diz Inep


A uma semana da realização das provas doExame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, em sua página oficial no Twitter, que são falsasas fotos de supostas capas de dois modelos da avaliação e o tema da redação do Enem de 2015 que circulam pelas redes sociais neste domingo, 18.

"Atenção participantes do #Enem2015! As provas que estão circulando são falsas", diz o comunicado. Em 2009, a prova do Enem foi cancelada pelo Ministério da Educação (MEC), após o vazamento confirmado de informações.
No próximo fim de semana, mais de 7,7 milhões de estudantes farão quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma prova de redação. 

No sábado, 24 de outubro, serão aplicadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de quatro horas e trinta minutos, contadas a partir da autorização do aplicador. No domingo, 25, será a vez de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, com duração de cinco horas e trinta minutos.

Considerado, sempre, o horário oficial de Brasília, a aplicação das provas começará às 13h30. Os candidatos terão acesso aos locais de prova a partir das 12h. Os portões serão fechados às 13h, em todas as unidades da Federação. Assim, quem mora em Manaus, por exemplo, terá de chegar ao local de prova até as 12h locais; em Rio Branco, às 11h.

Esta será a primeira edição da prova em que o Ministério da Educação não vai encaminhar a versão impressa pelos Correios. Para evitar imprevistos, a orientação do MEC é que os candidatos visitem o local das provas com antecedência.

Para ajudar os candidatos a se preparar para o Enem, a EBC preparou o aplicativo Questões Enem que reúne todas as questões desde a edição de 2009. No sistema, é possível escolher as áreas do conhecimento que se quer estudar. O acesso é gratuito.

Agência Brasil

Criança morre ao ser atropelada por soldado da PM em Juazeiro do Norte


Uma criança foi atropelada e morreu na manhã deste domingo, 18, em Juazeiro do Norte, a 550 km de Fortaleza. O autor do atropelamento, um soldado da Polícia Militar, teve de ser escoltado, devido a ameaça de linchamento por parte da população.

De acordo com o policial de operações da Polícia Militar em Juazeiro do Norte, tenenteManoel Pinheiro, o policial foi identificado apenas como Leonardo e evadiu-se do local, na hora do ocorrido. Ainda segundo o oficial, após buscas policiais, o veículo foi encontrado na frente de uma residência e o policial foi capturado.

Revoltada com a ocorrência, a população se concentrou na frente da casa onde o soldado estava escondido e tentou linchá-lo, mas a Polícia conseguiu escoltar o homem até a delegacia.

Pinheiro também disse acreditar que o condutor responderá por homicídio culposo e também por omissão de socorro.

O POVO Online

Eduardo Martini segura Fortaleza e garante acesso do Brasil-RS à Série B




Um momento de alegria histórica e nova decepção. Com empate em 0 a 0, na tarde deste sábado, o Brasil-RS segurou a pressão do Fortaleza, diante de um Castelão lotado com mais de 60 mil torcedores, e conseguiu o acesso para a Série B em duelo dramático. O goleiro Eduardo Martini foi o grande nome da partida e impediu o gol dos donos da casa, principalmente no segundo tempo, quando fez pelo menos três defesas difíceis. 

Agora, o time gaúcho espera o vencedor de Portuguesa e Vila Nova para a semifinal. Mas o grande passo com o acesso para a Série B. O Fortaleza, de Marcelo Chamusca, por outro lado, caiu pelo segundo ano consecutivo nas quartas de final - em 2014, parou no Macaé. 

Empurrado por um Castelão lotado, o Fortaleza começou a decisão embalado. A tentativa por um gol cedo, porém, esbarrou no travessão e em Eduardo Martini, que fez o que pode para fechar a meta dos gaúchos. Intervenções providenciais, já que o Leão pressionou durante praticamente todo o primeiro tempo, parando no sistema defensivo rival, das características mais marcantes da equipe de Rogério Zimmermann. O Brasil-RS teve algumas escapadas, em especial uma arrancada de Felipe Garcia, mas pouco perigo levou ao gol de Ricardo Berna.

O segundo tempo reservou mais pressão ainda do Fortaleza. Novamente, Martini foi o nome dos gaúchos. Abriu o repertório de defesas difíceis. Voou, seja pelo alto para espalmar, seja por baixo para se antecipar aos atacantes. Sem atacar, o Brasil recuou e povoou a sua área para viver o momento histórico.

Torcida do Fortaleza volta a quebrar cadeiras da Arena Castelão após revés

Com o apito final do árbitro, a torcida do Fortaleza repetiu um gesto que vem sendo bastante comum nas eliminações do Fortaleza em anos anteriores. Os torcedores de um dos lados da Arena Castelão começaram a arrancar e arremessar cadeiras no gramado do estádio. A diferença em relação aos anos de 2012, 2013 e 2014 é que a ação da Polícia Militar foi mais rápida e conteve os vândalos.

No entanto, o ato deve ser registrado em súmula e o Tricolor do Pici pode receber punição por causa do ocorrido.

O Fortaleza empatou em 0 a 0 com o Brasil de Pelotas e acabou eliminado da Série C do Campeonato Brasileiro, sem conseguir o acesso para a Segundona. Na partida de ida, o Leão perdeu por 1 a 0, no interior gaúcho, e precisava vencer por dois gols ou mais de diferença para se classificar. Ou, pelo menos, repetir o placar do primeiro jogo para decidir a vaga nos pênaltis.

Nada de entrevista
Mais uma vez, repetindo 2014, quando foi eliminado pelo Macaé, elenco e comissão técnica não vieram dar entrevista coletiva para avaliar a partida. Só quem apareceu foi a assessoria de imprensa, que afirmou que o clima no vestiário era muito ruim e ninguém tinha condições de falar.

- Não esperávamos esse resultado. Por isso, o clima é muito ruim no vestiário. No momento apropriado, nós daremos satisfação à torcida. Mas nós pedimos desculpas aos torcedores e admitimos que a culpa foi nossa pela resultado - disse o assessor do clube, Afonso Ribeiro.

Agora, o Fortaleza só volta a campo em 2016, exatamente daqui a três meses, quando estreia no Campeonato Cearense, em casa, contra o Itapipoca