-->

8 de junho de 2016

Japonês da Federal é preso em Curitiba


Agente federal que participou de prisões de vários investigados pela Operação Lava Jato, Newton Ishii, conhecido como Japonês da Federal, foi preso nesta terça-feira, 7, em Curitiba. Ele está detido na Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense, e o mandato foi expedido pela Vara de Execução Penal Justiça Federal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. O motivo da prisão não foi informado.

Ishii foi citado na gravação que levou à prisão do ex-senador senador Delcídio do Amaral, em Brasília. O ex-líder petista no Senado foi detido por tentativa de obstrução da justiça. No áudio, o agente federal é citado quando Delcídio discute quem estaria vazando informações para a mídia e o chama de "japonês bonzinho".

Prisões da Lava Jato

O assédio de admiradores já havia feito com que ele fosse afastado das ações de prisão da PF. Enquanto ele fazia seus serviços em Curitiba, como afazeres da carceragem e o transporte de presos, Ishii era parado para fotos e conversas com fãs.

O Povo Online

Russas: Vacinas estragadas causam prejuízo de mais de 200 mil aos cofres públicos


O vereador Paulo Santiago solicitou que a secretaria de saúde do município providencie com urgência um gerador de energia no Centro de Saúde de Russas.

A razão do pedido é que o Centro de Saúde conta com conservadores de vacinas imunobiológicas, e possíveis oscilações na energia podem estragar as vacinas, portanto se tiver acontecido falta de energia, vacinas estragadas podem ter sido aplicadas na população.

A motivação do requerimento foi o desperdício de 1.100 doses de vacinas H1N1 na última campanha realizada em Russas. O custo da dose é de R$ 184,00, pagos pelo governo federal, o que representa R$ 202.400,00 (duzentos e dois mil e quatrocentos reais). 

Segundo o vereador o pior não é o custo financeiro e sim 1.100 russanos que deixaram de receber a imunização. O motivo da perda das vacinas pode ter sido a queda de energia que aconteceu no dia anterior.

Paulo ainda afirmou que não é necessário um gerador que alimente todo o prédio, e que um gerador de pequeno porte já é suficiente para suprir a necessidade dos conservadores.

TV Russas

Ceará é primeiro em denúncia de fraude no Bolsa Família ligada a servidores

Maior programa federal de transferência de renda está sob investigação diante de suspeitas de irregularidades

Entre todas as suspeitas de irregularidades no programa Bolsa Família no Ceará, 97% delas estão ligadas a benefícios repassados a servidores públicos. O POVO teve acesso aos números do estado no Levantamento feito pelo Ministério Público Federal (MPF) - órgão que investiga o caso-, e divulgado no último dia 30.

O Ceará é o 5º Estado com maior número de benefícios repassados pelo Bolsa Família e o 3º em valores suspeitos, que atingem R$ 334 milhões. Desses, R$ 327 milhões são captados por 121 mil servidores públicos - o que coloca o Ceará em primeiro lugar em termos percentuais na lista de suspeitos no País e segundo em números brutos, ficando atrás apenas da Bahia. Ao todo, R$ 2,5 bilhões são investigados.

A Procuradoria-Geral da República obteve os valores por cruzamento de dados públicos. A consulta lança suspeitas sobre a renda de beneficiários e o atendimento dos critérios para receber os valores. Não foi informado a esfera à qual os servidores pertencem. A coordenadora estadual do programa Bolsa Família, Silvana Crispim, explica que “não há problemas em servidor público receber benefícios, desde que tenha renda per capita inferior a R$ 164 para este fim”.

A suspeita, segundo o MPF, origina-se na avaliação do número de membros que compõem a família do beneficiário. Como servidor público, por lei, “não pode receber valor inferior à um salário mínimo (R$ 880)”, os contemplados pelo programa com menos de quatro pessoas na família - o que elimina a possibilidade de necessidade por baixa renda per capita -foram colocados na lista

Entre outros grupos de suspeita de irregularidade na lista estão beneficiários doadores de campanhas, empresários e falecidos. A maior parte do restante do valor apontado pelo MPF pertence a doadores, somando R$ 9 milhões.

Às suspeitas lançadas a doadores de campanha, Silvana alega que parte desses são laranjas utilizados por políticos na declaração de verbas de campanha e outros estão “no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar sem, na verdade, estarem aptos a receber o benefício”.

O que diz a Setra

De acordo com a Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome de Fortaleza (Setra), é necessário melhor avaliação dos órgãos municipais e federais, já que o MPF fez “cruzamento de dados com outros recursos da União” não utilizados por essas pastas e o “papel do município é apenas cadastrar, levar o beneficiário ao registro do Cadastro Único”. 

A secretaria esclarece que “a atualização cadastral é feita a cada dois anos” e que “o beneficiário é obrigado a fazer a atualização dele” - sendo informado por meio de comprovante no momento do saque do benefício.

Saiba mais

A Bahia é o estado que recebe maior quantidade de benefícios (R$ 6 bilhões) e apresenta o maior valor geral suspeito, de R$ 642 milhões. Proporcionalmente, Alagoas tem o menor índice de benefícios suspeitos, com R$ 7 milhões apontados pelo MPF de um total de R$ 1,6 bilhão repassados pelo Bolsa Família - representando irregularidade de apenas 0,5%. No Amapá, R$ 460 mil foram considerados suspeitos num total de R$ 240 milhões, o segundo menor do País, totalizando 0,19% de valores suspeitos. Roraima recebe o menor repasse federal (R$195 milhões) mas tem, percentualmente, maior índice de suspeita, de 17% dos benefícios (R$ 35 milhões).

O Bolsa Família tem como objetivo tirar famílias de situação de pobreza ou extrema pobreza, por meio de suporte financeiro direto. Estão aptas a receber o benefício famílias que possuem renda mensal per capita inferior a R$ 77 - caracterizando situação de “extrema pobreza” - , ou até R$ 164 - inseridas no quadro de “pobreza”.

O Povo Online

Falta de leitura e web são responsáveis por erros de português


SÃO PAULO - Principal responsável pela eliminação de candidatos às vagas de estágio, o uso incorreto da língua portuguesa é justificado pelos jovens como "preguiça de ler". Pesquisa, realizada pelo Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), mostrou que 40% dos estudantes são reprovados nas seleções para estágio por apresentarem maus resultados em testes ortográficos e redações. 

Para entender porque os candidatos cometem tantos erros em português, o Nube fez uma pesquisa com 11,6 mil jovens de 15 e 26 anos, faixa etária com maior reprovação.

O principal motivo apontado pelos entrevistados para o uso incorreto do português é que "as pessoas têm preguiça de ler", a resposta foi dada por 32,7% dos participantes. A segunda resposta mais dada pelos entrevistados foi "terem se acostumado com o português abreviado nas redes sociais", com 28,9%. 

“Alguns se condicionam muito com esse tipo de 'escrita encurtada' e acabam por cometer erros, tanto na elaboração de algum texto, quanto no envio de um simples e-mail profissional”, disse Erick Sperduti, coordenador de recrutamento e seleção do Nube.


Entre os entrevistados, 22,3% ainda disseram "não haver incentivo para a leitura no Brasil", 13,4% apontaram como causa a "baixa formação dos candidatos" e apenas 2,6% disseram acreditar que "as empresas exigem muito dos candidatos". 

Estadão

Apostador de Fortaleza acerta as 6 dezenas e ganha R$ 27 milhões na Mega-Sena


Um apostador de Fortaleza acertou as seis dezenas do concurso 1825 da Mega-Sena, sorteadas nesta terça (7) em Iguatu (CE). 

Ele vai receber o prêmio de R$ 27.333.858,49, de acordo com a Caixa Econômica Federal. 

Os números sorteados foram: 10, 11, 21, 50, 51 e 54. Pela quina, 41 apostadores receberão R$ 43.198,01 individuais. Outras 3.176 apostas levarão R$ 796,65 individuais pela quadra. 

Jovem é preso por tentativa de extorsão e ameaça aos pais, em Jaguaruana


Nesta terça-feira, dia 07, por volta das 16h00, na Travessa Rosendo Correia Lemos, centro de Jaguaruana-CE,  foi preso FABRÍCIO CARLOS DO AMARAL, 21 anos, natural de Russas-Ce, o qual estava fazendo ameaças e tentando extorquir dinheiro de seus pais. Os PM conduziram o acusado a DPC de Jaguaruana, onde o mesmo foi autuado em flagrante nos artigos; 147(ameaça) e 158(extorsão) do CPB, bem como nos artigos 5 e 7, I, II da lei 11.340/06.

Com Informações do 1ºBPM

Bando do Vale do Jaguaribe é preso durante operação


Oito pessoas foram presas, ontem, durante uma operação conjunta das polícias Civil e Militar do Ceará, na Região Jaguaribana. A investida teve como base um trabalho de investigação realizado, desde o ano passado, pela Inteligência da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Seis dos alvos foram capturados e outros dois já estavam presos e receberam novos mandados.

A ação tinha o objetivo de cumprir 13 mandados contra pessoas acusadas principalmente de homicídios, mas que também têm envolvimento com outros crimes. O titular da SSDPS, Delci Teixeira, disse que a desarticulação do bando deve impactar diretamente nos índices de crimes do Vale do Jaguaribe.

"Era um grupo de pessoas que nos causava preocupação, em razão dos altos índices de criminalidade que alimentavam. Acreditamos que teremos uma certa tranquilidade. Porém, isto não significa que iremos dormir em 'berço esplêndido'. Nosso trabalho e esforço para reduzir crimes se renova todo dia. Não temos tempo de comemorar, nem de lamentar", afirmou Teixeira.

O secretário declarou que a quadrilha atuava mandando e executando homicídios, embora também fosse envolvida com tráfico de drogas e tivesse eliminado rivais em acertos de contas e disputas por território. Os nomes dos presos ainda não foram divulgados pela Secretaria.

Durante a operação, os policiais estiveram à procura dos alvos nos municípios de Russas, Jaguaribe, Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte, Quixeré e São João do Jaguaribe. O coronel Lauro Carlos de Araújo Prado, secretário adjunto da SSPDS, disse que a maioria dos mandados de prisão estavam em nome de pessoas da mesma família. "Praticamente todos eram Diógenes", declarou.

Conquista

Uma fonte da SSPDS conversou com a reportagem e disse que a desarticulação da quadrilha foi uma "conquista", porque ela "aterrorizava" a região em que atuava. "Eles eram comparsas do William Diógenes, que foi preso e transferido para um presídio federal. Matavam, roubavam e ameaçavam. Eram muito temidos. Foram eles que mataram o soldado Hudson, durante um assalto. Além disso, são apontados como executores de incontáveis homicídios", afirmou.
Diário do Nordeste

Acidente com ônibus escolar deixa três mortos em Sobral

Os dois veículos bateram de frente. Além dos três mortos, dez alunos tiveram ferimentos leves e foram levados para a Santa Casa ( foto: Marcelino Júnior )

Sobral. O acidente entre a carreta de Placas AJL-9577 e o ônibus escolar de Placas LOH-3879 resultou na morte de três pessoas, entre elas uma estudante de 18 anos. A colisão bloqueou, por mais de duas horas, um trecho do quilômetro 251 da BR-222, no distrito de Aprazível. O Corpo de Bombeiros teve que jogar jatos de água em partes da via para evitar mais acidentes, por conta da quantidade de combustível espalhada pelo local. 

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu no fim da tarde de ontem, quando o motorista da carreta, que seguia no sentido Sobral- Serra da Ibiapaba, teria tentado ultrapassar outro caminhão e bateu de frente com o ônibus que transportava cerca de 35 estudantes, de nível médio, que voltavam para casa na localidade de Pedra de Fogo, depois de mais um dia de aula no Distrito de Rafael Arruda. Testemunhas informaram que havia trabalhadores na estrada e muita poeira.

Três mortos

Com o impacto, o condutor do ônibus, Ronaldo Ribeiro de Alencar, assim como o motorista da carreta, morreram no local. Os corpos ficaram presos nas ferragens e tiveram que ser retirados pela equipe do Corpo de Bombeiros com ajuda de um desencarcerador. Dez estudantes foram conduzidos à Santa Casa de Misericórdia em Sobral para atendimentos médicos, e depois liberados com ferimentos leves. 

A jovem de 18 anos, Daniele Rodrigues de Sousa, que também chegou a ser levada ao hospital, não resistiu aos ferimentos, tendo sofrido parada cardio rrespiratória, segundo um médico plantonista. Ainda na estrada, os demais estudantes foram levados para casa em outro veículo, cedido pela empresa proprietária do ônibus escolar.

De acordo com Francisco Osmarino Ribeiro, proprietário do ônibus, “o trajeto é feito todos os dias, com uma média de 35 a 40 alunos. Há cinco anos o motorista fazia esse percurso, levando estudantes até a escola”, disse.

Diário do Nordeste