-->

28 de janeiro de 2018

Pedra nos rins (como são chamadas popularmente) são realmente muito dolorosas e não tem um momento especial para “aparecerem”.

Formadas por sais minerais e ácidos que se acumulam no aparato urinário quando não é possível processar as toxinas de maneira adequada, os cálculos renais podem ser eliminados por meio de vários remédios caseiros ou ervas diuréticas.

Alguns dados sobre as pedra nos rins Outro motivo para a formação de cálculos renais é quando a urina está muito concentrada. Então, os minerais que a formam se cristalizam e como consequência, “criam uma pedra”. Esse processo gera muita dor, principalmente no momento de expulsar as pedras pelo trato urinário.

Segundo alguns estudos, os homens sofrem mais de cálculos renais do que as mulheres, principalmente entre os 20 e 40 anos. Existe uma grande relação entre esses pacientes e os que sofrem de gota.

O melhor método para prevenir a formação de pedras nos rins é beber 8 copos de água diariamente, em muitos casos há uma tendência, ou pré-disposição em algumas pessoas a apresentarem esse problema e por isso tratamentos adicionais se fazem necessários.

Tratamento para pedras nos rins

Para evitar que ocorram, é preferível diminuir o consumo de chocolate, café, refrigerantes, beterraba, nozes, espinafre, morango, chá e gérmen de trigo, já que esses alimentos contêm elementos que poderiam ajudar na formação de pedras nos rins.

Por sua vez, não manter uma alimentação com muita quantidade de proteínas, sódio e açúcar ajudará a reverter a situação.

Ervas diuréticas que ajudam no tratamento das pedra nos rins Alguns chás e infusões de ervas podem acelerar os processos que ocorrem no trato urinário, evitando o desenvolvimento de cálculos e para quem já sofre com o problema, eliminando-os pela urina. Os mais usados são:

Salsa: permite a expulsão da pedra, é um dos melhores diuréticos existentes porque incrementa a micção. A proporção é de uma colher de chá de salsa seca em uma xícara de água fervendo. Beba várias vezes ao dia. Urtiga: aumenta a quantidade de urina e ajuda a evitar a formação de pedras ou a expulsão das mesmas quando são de pequeno tamanho. Dente de leão: é um excelente estimulador da produção de urina, muito bom para evitar a retenção de líquidos o a hidropsia. Também é recomendado para limpar o sangue, em casos de colesterol, diabetes ou hipertensão. Beba 3 xícaras por dia de uma infusão feita com folhas secas da planta. Dente de leão estimula as funções renais ajuda a eliminar pedra nos rins

Verbena: para aproveitar suas propriedades é aconselhável consumir de 2 a 3 xícaras por dia de uma infusão preparada com uma colher de chá de verbena seca por xícara de água, que deve repousar por 10 minutos e ser adoçada com mel. Remédios naturais para tratar pedra nos rins Esses tratamentos caseiros são muito eficazes e por sua vez, simples de preparar porque são feitos com ingredientes que geralmente temos à disposição em nossa cozinha ou em lojas de produtos naturais e dietéticos. Alguns deles são:

Quando aparecerem os primeiro sintomas de dor beba um copo de suco de limão recém-espremido misturado com um ovo. Se possível, consuma em jejum. Beba uma infusão feita com folhas de abacate e muita quantidade de suco de maçã espremido na hora. Consuma fucus algas todos os dias (acompanhando as refeições ou como pastilhas). Misture meio litro de leite quente com a mesma quantidade de vinho. Retire a nata e adicione flores de camomila. Leve ao fogo até que se dissolva e beba uma xícara por dia, principalmente quando surjam as cólicas. Ferva gengibre fresco em um litro de água por aproximadamente dez minutos. Embeba um pano e aplique de maneira tópica na área dos rins (a parte baixa das costas) ou aonde a dor esteja localizada. Compressa de gengibre para aliviar dores das pedra nos rins

Corte três rabanetes em rodelas, coloque-os em uma xícara com água e adicione uma colher de açúcar. Deixe repousar por 10 horas e coe (se obtém um xarope). Beba em jejum duas colheres de sopa até que as pedras sejam expulsas. Ferva durante 5 minutos um punhado de sementes de melancia com água. Deixe esfriar e beba uma xícara por dia para que os cálculos sejam eliminados naturalmente dos rins. Imagens oferecidas por dfaulder, Hey Paul Studios, Paul Hudson, Stan Dalone

Blog Erivando Lima


Carlos Rabello entrega o cargo e não é mais técnico do Ferroviário



O treinador alegou que ele e o clube possuíam "filosofias diferentes"

   Carlos Rabello não é mais treinador do Ferroviário. O técnico entregou o cargo alegando que ele e o clube possuíam "filosofias diferentes". O anúncio foi feito em entrevista após o empate em 1 a 1 no Clássico da Paz. 

"Deixo o Ferroviário em uma posição privilegiada. Algumas coisas estavam batendo com a minha filosofia. Então, acho melhor deixar esse espaço", declarou Carlos Rabello.

O paulista de 52 anos chegou ao Tubarão da Barra nesta temporada. No currículo, tem passagens por Bragantino, São Bento, Atlético Sorocaba, Mirassol, Ferroviária, Ituano e Marília,  Operário-MS, Coruripe-AL, CRB-AL, América-RN, Sergipe-SE e Galícia-BA. Em 2017, comandou o Juazeirense-BA onde conquistou o acesso para a Série C do Campeonato Brasileiro.

O Ferroviário já procura um substituto para a função e deve anunciar um novo treinador nos próximos dias.

   
Red; DN



Governador anuncia força-tarefa após Chacina das Cajazeiras; detalhes serão divulgados neste domingo



A ação pretende coibir as possíveis consequências da chacina e tentar chegar aos envolvidos

Após a Chacina das Cajazeiras, episódio histórico e sintomático da violência no Estado do Ceará, que ganhou repercussão internacional com a morte de 14 pessoas em uma briga de facções, o governador Camilo Santana decidiu montar uma força-tarefa envolvendo vários órgãos.  

A ação pretende coibir as possíveis consequências da chacina e tentar chegar aos envolvidos, já que, até agora, somente um suspeito foi preso. O governador deve anunciar as medidas ainda na tarde deste domingo (28). No momento, Camilo Santana está reunido com a vice-governadora, Izolda Cela, o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, André Costa, e a titular da Secretaria da Justiça, Socorro França, além de representantes da Polícia Federal e do Ministério Público. A imprensa teve acesso à sala apenas para fazer algumas imagens, mas agora eles estão reunidos a portas fechadas. Um pronunciamento deve acontecer em breve.

No último sábado, ele se posicionou em sua página no Facebook sobre o caso, considerando a chacina um "ato selvagem e inaceitável". Ainda ontem ele convocou o secretário de Segurança e a cúpula da SSPDS. "Determinei rigor absoluto nas investigações e busca incessante dos criminosos, para que todos os envolvidos sejam identificados e presos o mais rápido possível. Não aceitaremos de forma alguma que esse tipo de barbárie fique impune", disse na ocasião. 

A chacina aconteceu por volta de 0h30 do sábado (27), quando jovens estavam se divertindo numa festa popular do bairro, chamada "Forró do Gago". Segundo a polícia, três carros com homens fortemente armados chegaram ao local e fizeram disparos. Eles seriam da facção Guardiões do Estado (GDE) e a ordem seria matar os membros do Comando Vermelho (CV). No entanto, parte das pessoas mortas não teriam nenhuma ligação com o crime organizado. A maioria das vítimas são mulheres.

Red; DN


Banco é explodido em Solonópole e casal é feito refém



O grupo disparou mais de 20 vezes contra a delegacia do município e há a suspeita de que os criminosos também levaram armas do Fórum de Jaguaretama

   O município de Solonópole, a 275 km de Fortaleza, viveu uma hora de tensão na madrugada deste domingo (28). De acordo com informações da delegacia do município, um grupo de pelo menos 10 pessoas - em três carros e duas motos suspeitas – estaria envolvido na explosão de uma agência do Banco Bradesco por volta de 2h.  

Enquanto realizavam a ação, os criminosos fizeram um casal de refém. Eles também dispararam mais de 20 vezes contra o prédio da delegacia. Segundo um dos inspetores do local, que preferiu não se identificar, os tiros vieram de três calibres diferentes (uma escopeta 212, uma pistola.40 e um fuzil) e deixaram todos os policiais presos no estabelecimento. Ninguém saiu ferido. 

Ainda de acordo com o inspetor, há suspeita de que o grupo tenha passado no fórum de Jaguaretama e levado armas. No local, as paredes foram pichadas com referências ao grupo GDE (Guardiões do Estado), responsável pela Chacina das Cajazeiras na madrugada de sábado (27).

As investigações ainda estão em andamento e não há confirmação se os criminosos eram do Ceará ou mesmo de outro Estado, já que o município se aproxima da divisa com o Rio Grande do Norte. 
 Agência do Banco Bradesco é explodida em Solonópole Foto: VC Repórter PreviousNext
   

Red; DN


Após chacina, OAB estuda entrar com pedido de intervenção federal no Estado



Uma reunião foi acionada para segunda-feira, 29, para tratar também de ingressar com uma ação civil pública contra o Estado

O presidente da comissão de Direito Penitenciário da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB – CE), Márcio Vitor Albuquerque, vai propor para que o conselho da Ordem ingresse com uma ação civil pública contra o Estado para cobrar ações mais efetivas na área de segurança pública. Na madrugada de sábado, 27, 14 pessoas foram mortas em uma festa na periferia de Fortaleza. O caso já é considerado a maior chacina do Ceará. A medida será debatida pelo conselho da OAB em reunião na próxima segunda-feira, 29, que vai tratar também de um pedido de intervenção federal no Estado.

“A OAB e suas comissões vão cobrar do Estado um plano exequível, inclusive, no curto prazo para minimizar o caos que está a segurança pública. Inclusive, através de medidas judiciais para contratação de mais agentes e investimentos em tecnologia e inteligência para conter este avanço das facções criminosas no Estado”, afirmou.

Sobre o assunto
Ousadia de bandidos e omissão pública: a ascensão das facções que disputam o comando do crime
Facção teria usado vídeo para assumir autoria de chacina em Fortaleza; SSPDS não confirma
Chacina em Fortaleza: o que se sabe até agora
Chacina em Fortaleza repercute na imprensa internacional
Conselho Penitenciário do Estado critica postura de secretário no caso da chacina em Cajazeiras
Ele diz que a situação é de emergência e que o pedido de intervenção federal na área de segurança pública também deve ser debatido nesta reunião. Porém, ele considera que o mais indicado seja uma parceria para enfrentamento da questão.

“A intervenção federal é um dispositivo previsto na própria Constituição Federal quando há um problema de instabilidade na segurança de uma unidade da federação. No entanto, pensamos que neste momento o mais adequado é que haja um trabalho conjunto entre Estado e União para combater esta crise e, se for o caso, envio de tropas federais para ajudar no trabalho que já está sendo feito pelo Estado”.

O presidente do Conselho Estadual de Segurança Pública, Leandro Vasquez, advogado criminalista, discorda e diz que já é hora de adotar medida mais extremada. “Tem que haver a intervenção. Não dá para esperar outra chacina como esta. Pessoas inocentes morreram, não dá para esperar outra tragédia”.

Ele sustenta que o Plano Ceará Pacifico, apresentado pelo Estado como mecanismo para combate à violência, não traz medidas mais efetivas de curto prazo e que o Estado não tem conseguido conter de forma efetiva a ação das facções criminosas. “Este caos em si é uma tragédia anunciada porque há tempos o Conselho vinha alertando o Governo de que medidas tinham que ser tomadas junto às facções, mas nada é feito. É preciso uma correção de rumo”.

Red; O povo.com