-->

8 de novembro de 2016

Bombeiro morre e outros dois ficam feridos após acidente na BR-222

Um bombeiro identificado por Edson Filho morreu após colisão entre carro e caminhão, no início da tarde desta terça-feira (8), na altura do km 61 da BR-222, no município de São Gonçalo do Amarante, distante 55 quilômetros de Fortaleza. Outros dois bombeiros ficaram feridos.

De acordo com informações preliminares da Capitã do Corpo de Bombeiros Juliany Freire, os profissionais voltavam para Fortaleza após expediente de trabalho. 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) afirmou que as vítimas foram socorridas, mas uma não resistiu. 

Empresários e bancário de Juazeiro do Norte são denunciados pelo Ministério Público Federal

Quatro empresários e um bancário foram denunciados à Justiça pelo Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) por crime contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro. Os suspeitos foram investigados na Operação Fratello deflagrada em setembro deste ano. Conforme as apurações, eles são responsáveis por irregularidades em um empréstimo contratado junto à agência do Banco do Nordeste (BNB) de Juazeiro do Norte, para a construção de shopping, na mesma cidade da Região do Cariri.

Dentre os empresários denunciados estão José Mauro Gonçalves de Macedo e David Ney Gonçalves de Macedo, filhos do prefeito afastado de Juazeiro, Raimundo Antônio de Macedo, conhecido como 'Raimundão'. Os irmãos são administradores da JDMM Construções e Incorporações Ltda e do Shopping Center Juazeiro Ltda. Segundo o MPF, eles teriam utilizado recursos obtidos junto ao BNB, através de linha de financiamento com verba do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), para a construção de obras não previstas no projeto apresentado ao banco.

As investigações identificaram um hotel e uma torre comercial anexos ao shopping, que não estavam no projeto. "Para obtenção do empréstimo, os empresários apresentaram ao BNB um projeto que contemplava exclusivamente a construção do prédio do shopping, no valor de R$ 32,7 milhões. Do total, R$ 29,5 milhões foram financiados pelo FNE. Durante a execução das obras, os recursos federais foram desviados para o hotel e a torre comercial", informou a Instituição federal.

O MPF explicou, ainda, que as irregularidades supostamente cometidas foram viabilizadas por meio de fiscalizações fraudulentas do BNB e pela expedição de notas fiscais 'frias', por parte das empresas contratadas para a construção do shopping. O funcionário do BNB Danilo Régis da Silva Pontes, que atestou como regular o uso dos recursos; e os empresários Paulo André Santana de Melo e Ramon Machado da Silva, responsáveis pelas empresas que emitiram notas frias também foram denunciados como participantes do esquema.

O procurador da República Celso Leal, autor da denúncia, afirma que "recursos de um financiamento têm destinação específica, não podendo ser aplicados em finalidade diversa, sob pena de cometimento de crime". De acordo com Leal, os acusados tentaram novo financiamento com recursos federais apresentando projeto com informações falsas sobre a obra.

Operação

Os empresários e o bancário foram alvos da Operação Fratello, deflagrada em 14 de setembro, por vários órgãos federais. Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão na empresa proponente do projeto, na casa de um técnico do Banco do Nordeste e outros três nas residências de empresários. Foram apreendidas mídias, documentos e R$ 20 mil em espécie.

Na época da investida, a Polícia Federal explicou que o nome da operação é uma alusão ao significado da palavra 'fratello' em italiano, que significa irmão, confrade, afilhado, amigo, em face do vínculo de parentesco e laços de amizade que une os sócios e representantes das principais empresas investigadas.

No dia 1º de novembro, Raimundo Macedo foi afastado pela segunda vez da Prefeitura de Juazeiro. O peemedebista é investigado por associação criminosa, concussão e lavagem ou ocultação de bens e valor. José Mauro Gonçalves de Macedo também figura como investigado neste caso.

Diário do Nordeste

Capital amanhece com chuva nesta terça-feira (08)

A manhã desta terça-feira (08) trouxe chuva e um clima ameno para a Capital. Desde o início do mês de novembro, nenhuma precipitação havia sido registrada em Fortaleza. Apesar disso, o site da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) aponta chuvas em apenas três municípios durante esta manhã: em Altaneira, Redenção e Cariús.

Por enquanto, a maior chuva registrada foi em Altaneira, com 21.0 mm, seguida pela ocorrida em Redenção, com 3.6 mm, e logo depois pela registrada em Cariús, com 3.6 mm. A previsão, ainda segundo o site da Funceme, é que o céu permaneça com poucas nuvens em todo o Estado do Ceará, porém com possibilidades de chuva na região do Cariri. O motivo apontado para a falta de nuvens seria a brisa marítima na faixa litorânea.

Transtornos

Até o momento, as informações são de que semáforos nas avenidas Pontes Vieira, Padre Valdevino e Abolição apresentaram problemas e ficaram sem funcionar durante esta manhã.

Diário do Nordeste

Coelce muda nome para Enel e promete melhores serviços

A mudança de nome da Companhia Energética do Ceará (Coelce) para Enel Distribuição Ceará, que ocorre hoje, promete ao usuário do Estado, segundo afirma o presidente da holding Enel no Brasil, Carlo Zorzoli, tecnologia de ponta para ofertar mais serviços e menos tempo sem energia. Concomitantemente, a empresa foca no mercado livre e na mini e microgeração.

O Ceará foi e segue sendo muito central para nós. Nosso propósito é seguir entre os melhores grupos elétricos do mundo, tanto na distribuição quanto na geração e crescer no mercado de produtos e serviços, que ainda é pequeno, mas onde vemos grandes oportunidades", explica Zorzoli, acrescentando que a estratégia segue os pilares de sustentação do plano de desenvolvimento pensado pela empresa para o próximo ano o qual envolve geração de energia renovável, redes de distribuição e serviços agregados para os clientes.

Isso envolve ainda as outras empresas da companhia, como a Prátil e a termelétrica instalada no Pecém, as quais passam a serem chamadas de Enel Soluções e Enel Geração, respectivamente. Apenas a Enel Green Power mantém o nome.

Conexão rápida

Já o presidente da Enel Distribuição Ceará, Abel Rochinha, afirma: "a primeira mudança a ser percebida pelo usuário será a melhor qualidade daqui pra frente". Ele aponta para a tecnologia de telecomando - na qual se "coloca chaves em diversos locais da rede de maneira que trabalho feitos antes em 1h são prontos em 5min, fazendo com que o cliente quase não sinta que ficou sem energia" - como um dos principais benefícios aos quatro milhões de cearenses clientes da Enel. "Uma segunda forma também é a conexão de novos clientes. Historicamente, sempre tivemos a média de 120 mil novos clientes por ano - muito mais do que a maioria das outras distribuidoras. Isso gerou um 'GAP' da ordem de 30 mil clientes (sem conexão à rede) e que nós estamos resolvendo até meados do ano que vem", disse, citando que, enquanto Coelce, a companhia obteve boas avaliações na Agência de Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Geração distribuída

A transformação de clientes em geradores de energia também é vista pela Enel como oportunidade de negócio e, segundo os dois executivos, a companhia atuará neste negócio com mais afinco a partir da Enel Soluções, que espera crescer 70% ao ano em potência instalada até 2019.

"O alvo é tipicamente um cliente particular de consumo médio/alto ou pequenos negócios, pequenas indústrias, rede de varejo", afirma Zorzoli. Atualmente, a empresa já atua nesta área, mas os trabalhos devem ser intensificados em regiões onde a Enel não atua como distribuidora. Sobre os gargalos que afetam os novos planos, ele aponta para o financiamento como um dos principais desafios e diz estar negociando com bancos para ter um pacote que facilite o negócio. Outro impedimento é a instalação de placas solares no teto. Para ele, o serviço só deve ser feito no solo.

Fique por dentro 

Companhia tem trajetória de 45 anos no Ceará


Criada em 5 de julho de 1971, a Companhia Energética do Ceará (Coelce) surgiu da unificação de quatro empresas distribuidoras de energia elétrica então existentes no Estado: Celca, Cenort, Conefor e Cerne. Em 1995, a Companhia tornou-se uma empresa de capital aberto, passando a negociar suas ações nas principais bolsas de valores brasileiras. Três anos depois, em 1998, em leilão público, realizado na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro (BVRJ), a empresa foi privatizada. No mesmo ano, o Consórcio Distriluz Energia Elétrica S.A. Converteu-se no operador da empresa, assinando o contrato de concessão, válido por 30 anos. Já em 1999, foi concluído o processo de reestruturação societária e a Coelce passou a ser controlada pela Investluz S.A., da espanhola Endesa.

Diário do Nordeste

32 celulares são apreendidos da cadeia pública de Jaguaruana

Uma vistoria foi realizada na manhã desta segunda-feira, 07, na cadeia pública de Jaguaruana/CE.

Durante a vistoria realizada, por volta das 10h, por agentes penais e policiais militares, foram apreendidos 32 aparelhos celulares, 05 carregadores para celular, 09 baterias para celular, 04 tesouras, 05 serras artesanais, 05 cossocos, 06 pedras de crack e 03 gramas de maconha.

Todo o material apreendido foi encaminhado ao Juiz da Vara de Execuções Penais para as providências da Lei.

Com Informações do 1ºBPM

Dupla é baleada e presa após tentar furtar clínica em Russas

Dois homens foram presos após serem flagrados furtando aparelhos eletrônicos de uma clínica odontológica em Russas. Houve troca de tiros com a Polícia, ambos ficaram feridos.

A Polícia foi acionada via 190 para uma ocorrência de arrombamento por volta das 22h30. Era informado que dois indivíduos havia arrombado e invadido uma clínica odontológica, na rua Coronel Perdigão Sobrinho, centro de Russas.

Na ação, os suspeitos tentaram fugir com um aparelho de TV 40" e um receptor digital, mas acabaram sendo alvejados a bala pela Polícia, sendo socorridos ao hospital local. Foram presos: Francisco Lidioberto Da Silva, vulgo ‘Vô’, 32 anos, natural de Jaguaruana/CE, já com passagens pela polícia por vários delitos e Francisco Glaucieudo Da Silva, vulgo ‘Glaucio’, 23 anos, natural de Russas/CE. Eles encontram-sem hospitalizados e sob escolta policial.

Com Informações do 1ºBPM