-->

13 de novembro de 2015

Estado Islâmico reivindica ataques a Paris, e polícia conta mais de 100 mortos


O portal “Site”, que monitora as atividades dos jihadistas na internet, disse que o grupo terrorista Estado Islâmico assumiu a autoria dos ataques na noite desta terça-feira (13) em Paris. Até agora, a polícia contabiliza mais de 100 mortos em sete ataques na capital francesa, a maioria na casa de espetáculos Bataclan.

Segundo a diretora do portal, Rita Katz, a revista do Estado Islâmico, a “Dabiq”, escreveu que a França “manda seus ataques aéreos para a Síria diariamente” e que essas ações “matam crianças e idosos”. “Hoje vocês estão bebendo do mesmo cálice”, escreveu a publicação.

Ela ainda informou, por meio de sua conta no Twitter, que há simpatizantes do grupo terrorista “celebrando” a série de ataques. “Fãs do Estado Islâmico celebram os ataques na França com um aviso: 'isso é só o começo … Aguarde até os istishhadis [suicidas] chegarem com seus carros”, postou a diretora do maior portal de monitoramento das atividades jihadistas. Segundo ela, os simpatizantes afirmam: “Lembrem, lembrem esta data, #Paris. Eles nunca vão esquecer este dia, como os americanos não esquecem do 11 de setembro”.

Agência Ansa


Cearense que estava nas arquibancadas do Stade de France relata pânico ao deixar estádio


O cearense Cícero Rodrigues, que trabalha como gerente comercial, estava com a esposa nas arquibancadas do Stade de France, em Paris, acompanhando o amistoso entre França e Alemanha. Estava tudo tranquilo, quando o pânico tomou conta dos torcedores durante o segundo tempo. Três explosões no entorno do estádio puderam ser ouvidas.

"No segundo tempo ouvimos dois estrondos, bem altos, mas já tínhamos combinado (eu e minha esposa) de saímos aos 30 minutos do segundo tempo para pegar o metrô e se dirigir ao hotel. Até então o clima estava super tranquilo dentro do estádio. Quando saímos, a polícia começou a impedir a saída dos torcedores".

Neste momento, em que a polícia francesa começou a impedir a saída da torcida, o gerente comercial disse que o pânico se instalou dentro do Stade de France. "A partir daí começou uma grande movimentação. Acho que as pessoas que estavam dentro do estádio já estavam descobrindo o que estava acontecendo. Aconteceu um corre-corre", disse.

Do lado de fora, Cícero Rodrigues falou sobre o forte esquema de policiamento nas ruas de
Paris. Conseguimos sair, mas até esse trajeto ao metrô, tinha muita polícia, exército, e um pessoal guiando as pessoas que saíam do estádio. A nossa estação era a última da linha. 

Em várias outras, o metrô não parava mais...conseguimos chegar bem ao hotel. Ficamos sabendo o que realmente tinha acontecido através de outra brasileira, que encontramos dentro do metrô.

Ao fim do amistoso, as informações davam conta de tiroteios em pelo menos três pontos de Paris, além de um ataque na casa de espetáculos Bataclan, onde cidadãos foram feitas de reféns. Em meio a todos os atentados, ao menos 60 pessoas foram mortas e outras dezenas ficaram feridas. O grupo terrorista Estado Islâmico teria assumido a autoria dos atentados.

Diário do Nordeste


Ataques em Paris ocorreram em sete pontos diferentes

Os ataques registados hoje (13) à noite em Paris ocorreram em sete pontos da cidade, segunda uma fonte ligada à polícia citada pela agência de notícias AFP.

De acordo com a France Presse, os ataques foram conduzidos por um kamikaze no Estádio de França no norte da capital, na sala de espetáculos Bataclan, no centro da cidade, onde ainda há 100 pessoas mantidas como reféns. Também é possível que os ataques tenham ocorrido em cinco bairros do centro de Paris, muito frequentados às sextas-feiras à noite, em bairros próximos da Praça da República, essa última localizada em uma área perto do jornal Charlie Hebdo, onde ocorreu um ataque em janeiro.

Os sete locais onde se deram os ataques são: o Estádio de França, a Gare Du Nord, o restaurante Petit Cambodge, o bar Le Carrilon, o Bataclan Concert Hall, o Belle Equipe Bar e em Les Halle.

O presidente francês, François Hollande, anunciou o estado de emergência e o fechamento das fronteiras da França.

Agência Lusa


Duas lesões à bala em Limoeiro


Hoje, dia 13/11, por volta de 19h00min, no Bairro Bom Nome em Limoeiro do Norte-CE, foram lesionados à bala Francisco Everton e Francisco Fagner, ambos residentes no Bairro Luis Alves em Limoeiro do Norte.

Policiais militares socorreram os dois para Hospital de Limoeiro.

Blog do Tom Gurgel


Polícia de Alto Santo-Ce Evita Sequestro de Gerente de Banco


A policia Militar de Alto Santo, no interior do Ceará, frustrou uma tentativa de sequestro contra o Gerente de uma agência Bancária desse Município. Aproximadamente 04 homens montaram campana em frente a agência e tentaram o sequestro no.momento em que o Gerente deixava o banco, juntamente com o vigilante, mais a Polícia suspeitou da movimentação dos 4 homens e Conduziu todos a DP desse Município. O fato ocorreu quarta-feira 11, e foi divulgado pela agência hoje.

Plantão Policial do Ceará


Pai é acusado de estuprar a própria filha, uma criança de apenas cinco anos, em Quixadá-CE


O agricultor Francisco Pedro dos Santos, 53 anos, está sendo acusado de estuprar a própria filha, uma criança de apenas cinco anos de idade, no Distrito de Dom Maurício, município de Quixadá. A denúncia partiu da mãe da criança.

A Polícia Militar foi ao local da ocorrência e constatou a veracidade da denúncia. O pai da criança, no entanto, havia fugido. A polícia realizou buscas, mas não conseguiu capturar o homem.

Algum tempo depois, a polícia recebeu uma ligação informando quem havia dado fuga ao acusado. A partir daí a polícia fez buscas minuciosas e descobriu que o fugitivo estava escondido numa casa longe do povoado. Os policiais deixaram a viatura a uma distância considerável da casa e prosseguiram a pé para fazer o cerco à residência.

O acusado acabou sendo capturado e, em seguida, conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Quixadá. A vítima foi levada ao IML de Quixeramobim para realizar os exames cabíveis ao caso.

Plantão Policial do Ceará


Pelo menos 60 mortos e 100 reféns em ataque no centro de Paris

Uma autoridade policial francesa afirmou que há pelo menos 60 mortos e 100 reféns no Bataclan Concert Hall, teatro de Paris, após terem sido registrados tiroteios e explosões em dois locais da cidade nesta sexta-feira, 13.

Um atirador que portava uma arma automática abriu fogo no restaurante Cambodge, no 11º distrito de Paris. Zonas de segurança foram instaladas e várias equipes de socorro mobilizadas.

O presidente francês, François Hollande, reuniu a célula de crise no Ministério do Interior para analisar a situação após os ataques, informou uma fonte oficial.

Reféns foram feitos em uma casa de shows em Paris, o Bataclan segundo a Polícia.

Um outro ataque - uma explosão - foi registrada em um bar perto do Stade de France, estádio de futebol de Paris, aonde ocorre um amistoso entre a seleção da França e da Alemanha.

De acordo com um jornalista da BBC que está no local, é possível ver 10 pessoas na calçada do bar gravemente feridas ou mortas.

O chefe de Estado deixou o Stade de France, onde assistia a um jogo de futebol entre França e Alemanha, e "atualmente faz um balanço da situação no Ministério do Interior com todos os serviços respectivos", acrescentou a fonte.

A reunião da célula de crise no ministério do Interior conta ainda com o primeiro-ministro, Manuel Valls, e o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve.

Segundo um funcionário francês, o número de vítimas "pode ser muito mais elevado".

Imagens mostram pânico nas ruas de Paris


Ataque em Janeiro
Doze pessoas morreram e dez ficaram feridas, em janeiro, em um ataque de homens armados e aos gritos de "Alá é grande" contra a sede da revista satírica Charlie Hebdo, localizada em Paris. No ataque, foram mortos os renomados chargistas Wolinski, Charb, Cabu e Tignous. Três suspeitos foram identificados, diz a Polícia.

Morte de jihadista
Os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira estar "razoavelmente certos" de ter eliminado o carrasco mais conhecido do Estado Islâmico (EI), o britânico John, o jihadista, em um ataque com drones na Síria, embora sua morte ainda não tenha sido confirmada.

Apoio
O ministro do Interior da Alemanha declarou, por meio do Twitter, seu choque e declarou apoio ao país vizinho.

Agência Estado e AFP




Aprovado projeto que isenta caminhoneiros de pagar multa por bloqueios


O plenário da Câmara aprovou hoje (10) projeto de lei que anistia os caminhoneiros que bloquearam rodovias de todo o país das multas que foram aplicadas no período de 18 de fevereiro a 2 de março, por ocasião dos protestos. Os caminhoneiros bloquearam as estradas em protesto contra o baixo preço do frete, os altos valores do diesel e dos pedágios. A proposta será agora apreciada pelo Senado Federal.

De autoria do líder da oposição, deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), e outros, o projeto foi apresentado no dia 2 de março, há pouco mais de uma semana. A votação foi possível graças a aprovação do pedido de urgência para deliberação da proposta na noite de hoje.

De acordo com os autores, a proposta limita os tipos de veículos e as infrações cometidas para não criar uma anistia geral para toda e qualquer infração de trânsito que tenha ocorrido no período de 18 de fevereiro a 2 de março. “Nosso objetivo é não onerar ainda mais os caminhoneiros que protestaram legitimamente pelos seus direitos”, disse o autor do texto.

Pelo projeto, serão anistiadas as multas por estacionamento na pista de rolamento, nos acostamentos, nos cruzamentos ou por impedir a movimentação de outros veículos, assim como o bloqueio da via com o caminhão.

Agência Brasil


Valim pede Força Nacional no Ceará e diz que Camilo perdeu o controle da Segurança


O deputado federal Vitor Valim (PMDB-CE), lamentou em pronunciamento na Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (12), a violência no Ceará e citou a matança ocorrida na Grande Messejana, onde 11 pessoas foram assassinadas, a maioria jovens.

O parlamentar lembrou as últimas pesquisas que mostram Fortaleza como a capital mais violenta do país. Em tom de apelo, Valim solicitou a presença da Força Nacional para o Estado e disse que o governador Camilo Santana perdeu o controle da segurança pública.

"Não podemos admitir essa matança, essa carnificina que está acontecendo no Ceará. Então, peço às Sras. Deputadas e aos Srs. Deputados que têm intimidade com a Presidente Dilma que levem este apelo do meu Estado: Presidente Dilma, mande a Força Nacional para o Ceará", exaltou

Ceará News


Prefeita Ana Teresa será agraciada com Troféu Estrela do Mar 2015


A Prefeita de Jaguaruana Ana Teresa Barbosa de Carvalho, será agraciada com o Troféu Estrela do Mar durante a 12ª Feira Nacional do Camarão no dia 17 de novembro às 19:hs, no Centro de Eventos em Fortaleza.

A conquista do Troféu Estrela do Mar è fruto do trabalho e do compromisso da prefeita Ana Teresa como gestora Pública do Município de Jaguaruana.

Na oportunidade serão agraciados : O governador Camilo Santana (setor público); o empresário Expedito Ferreira da Costa (do Grupo Compescal); o engenheiro Alberto Jorge Pinto Nunes (professor do Labomar-UFC); o produtor Hélio de Castro Holanda Filho; e o empresário Santana Júnior (coordenador regional da Poli Nutri Nutrição Animal).

Também receberão menção honrosa, o empresário Severino Ramalho Neto (Mercadinhos São Luiz).

Tem como critério para a outorga do prêmio ; as personalidades que se destacaram no ano, com suas contribuições técnico-cientificas, comercias, sociopolíticas.

RT News


No Japão, alunos limpam até banheiro da escola para aprender a valorizar patrimônio


Enquanto no Brasil escolas que "obrigam" alunos a ajudar na limpeza das salas são denunciadas por pais e levantam debate sobre abuso, no Japão, atividades como varrer e passar pano no chão, lavar o banheiro e servir a merenda fazem parte da rotina escolar dos estudantes do ensino fundamental ao médio.

"Na escola, o aluno não estuda apenas as matérias, mas aprende também a cuidar do que é público e a ser um cidadão mais consciente", explica o professor Toshinori Saito. "Ninguém reclama porque sempre foi assim."

Nas escolas japonesas também não existem refeitórios. Os estudantes comem na própria sala de aula e são eles mesmos que organizam tudo e servem os colegas.

Depois da merenda, é hora de limpar a escola. Os alunos são divididos em grupos, e cada um é responsável por lavar o que foi usado na refeição e pela limpeza da sala de aula, dos corredores, das escadas e dos banheiros num sistema de rodízio coordenado pelos professores.

"Também ajudei a cuidar da escola, assim como meus pais e avós, e nos sentimos felizes ao receber a tarefa, porque estamos ganhando uma responsabilidade", diz Saito.
Michie Afuso, presidente da ABC Japan, organização sem fins lucrativos que ajuda na integração de estrangeiros e japoneses, diz ainda que a obrigação faz com que as crianças entendam a importância de se limpar o que sujou.

Um reflexo disso pôde ser visto durante a Copa do Mundo no Brasil, quando a torcida japonesa chamou atenção por limpar as arquibancadas durante os jogos e também nas ruas das cidades japonesas, que são conhecidas mundialmente por sua limpeza quase sempre impecável.

"Isso mostra o nível de organização do povo japonês, que aprende desde pequeno a cuidar de um patrimônio público que será útil para as próximas gerações", opina.

Para que os estrangeiros e seus filhos entendam como funcionam as tradições na escola japonesa, muitas prefeituras contratam auxiliares bilíngues. A brasileira Emilia Mie Tamada, de 57 anos, trabalha na província de Nara há 15 e atua como voluntária há mais de 20.
"Neste período, não me lembro de nenhum pai que tenha questionado a participação do filho na limpeza da escola", conta ela.

Michie Afuso diz que, aos olhos de quem não é do país, o sistema educacional japonês pode parecer rígido, "mas educação é um assunto levado muito à sério pelos japoneses", defende.
Recentemente no Brasil, um vídeo no qual uma estudante agride a diretora da escola por ela ter lhe confiscado o telefone celular se tornou viral na internet e abriu uma série de discussões sobre violência na escola.

Outros casos de agressão contra professores foram destaques de jornais pelo Brasil nos últimos meses, como da diretora que foi alvo de socos e golpes de caneta em Sergipe e da professora do Rio Grande do Sul que foi espancada por uma aluna e seus familiares durante uma festa junina.

No Japão, este tipo de abuso dentro da escola é raro. "Desde os tempos antigos, escola e professores são respeitados. Os alunos aprendem a cultivar o sentimento de amor e agradecimento à escola", diz Emilia.

No ano passado, durante as eleições, a BBC Brasil publicou uma série de reportagens sobre a violência de alunos contra professores no Brasil. As matérias revelaram casos de professores que chegaram a tentar suicídio após agressões consecutivas e apontaram algumas das soluções encontradas por colégios públicos para conter a violência – da militarização à disseminação de uma cultura de paz entre escolas e comunidade.

Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que ouviu mais de 100 mil professores e diretores de escola em 34 países, o Brasil ocupa o topo de um ranking de violência em escolas – 12,5% dos professores ouvidos disseram ser vítimas de agressões verbais ou intimidação pelo menos uma vez por semana.

"Assim como o Brasil tem um programa de intercâmbio com a polícia japonesa, poderíamos ter um na área educacional", propõe Michie, da ABC Japan, ao se referir ao sistema de policiamento comunitário do Japão que foi implantado em algumas cidades do Brasil.

A brasileira lembra que a celebração dos 120 anos de relações diplomáticas entre Brasil e Japão seria uma ótima oportunidade para incrementar o intercâmbio na área social e não apenas na comercial.
"Dessa forma, os professores poderiam levar algumas ideias do sistema de ensino japonês para melhorar as escolas no Brasil", sugere Michie.

Ewerthon Tobace
De Tóquio para a BBC Brasil


Irmão mais velho é um pouco mais inteligente, segundo pesquisa


Uma pesquisa realizada com 20 mil pessoas na Grã-Bretanha, Alemanha e Estados Unidos revelou uma ligeira diferença na inteligência que favorece os irmãos mais velhos. O estudo foi feito por pesquisadores de uma das melhores universidades da Alemanhã (Leipzig).

A explicação estaria em fatores sociais, não biológicos. O status social do filho mais velho colabora para o seu desenvolvimento. Outra conclusão foi que a personalidade não é afetada.
Uma boa notícia para o outro grupo, porém, é que os mais novos parecem ser mais saudáveis que os mais velhos.

A pesquisa ainda sugere que características como inteligência são condicionadas a fatores como o tamanho da família, idade da mãe na época do nascimento dos filhos e a genética

O POVO Online, com informações do Catraca Livre


Caso chocante: mãe e padrasto beberam sangue de menino morto em ritual de magia negra na Paraíba conclui polícia civil


Investigação da Polícia Civil conclui que mãe e padastro beberam sangue de menino morto em ritual de magia negra, na Paraíba

A Polícia Civil encerrou, nessa quarta-feira (11), o inquérito criminal que investigava a do garoto Ewerton Siqueira, 5 anos, que teria sido assassinado em um ritual de magia negra.

O menino estava desaparecido desde o dia 11 de outubro, mas o corpo dele foi achado aberto dois dias depois, dia 13, em um matagal na cidade de Sumé, no Cariri do estado a 246 km de João Pessoa. O documento foi enviado à justiça que deverá julgar o caso. Quatro pessoas foram indiciadas pelo crime. Durante a execução do crime, a mãe e o padrasto teriam bebido o sangue da vítima.

O delegado seccional do Cariri, João Joaldo, disse ao Portal Correio que a mãe Laudenice dos Santos Siqueira, 22, o padrasto Joaquim dos Santos, 31, o ex-presidiário Denivaldo dos Santos, 37, e o suposto pai de santo, Wellington Soares Nogueira, 41 anos, vão responder criminalmente por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe, sem que a vítima tenha recurso para defesa. A pena varia entre 12 e 30 anos.

"No depoimento dados a nossa equipe, o ex-presidiário revelou em depoimento que o padrasto e a mãe do garoto beberam o sangue do menino durante o ritual de magia negra. Outro ponto relatado foi que a mãe da criança teria uma entidade espiritual que pedia o sacrifício de crianças com a extração do sangue para ter proteção e poder”, falou o delegado.
Ainda de acordo com o delegado, os quatro também vão responder pelos crimes de ocultação de cadáver (pena de 1 a 3 anos), denunciação caluniosa (pena de 2 a 8 anos), vilipendio a cadáver (quando há extração de órgão do corpo humano com pena de 1 a 3 anos) e associação criminosa ( pena de 1 a 3 anos).

O padrasto da criança, Joaquim Nunes dos Santos, também vai responder pelo crime de falsidade ideológica (pena de 3 meses a 1 ano). "Quando foi preso ele se apresentou como sendo Daniel Ferreira para despistar a polícia, tendo em vista que o padrasto era foragido da justiça. Joaquim também vai responder pelo homicídio do deficiente mental que foi preso suspeito do crime e estava na mesma cela", revelou João Joaldo.

Os homens estão recolhidos no Presídio PB1 e a mulher na Penitenciária Feminina Julia Maranhão, ambas unidades prisionais ficam em João Pessoa.

Crime

O garoto estava desaparecido desde o último domingo (11) e na manhã desta terça-feira (13), foi encontrado pelo padrasto, em um matagal próximo à cidade de Sumé. De acordo com a versão do padrasto, ele saiu logo cedo para procurar o garoto e, ao perguntar a uma pessoa conhecida, foi informado que uma criança teria sido encontrada no matagal. Ao chegar ao local, se deparou com o enteado morto em uma vala e com o corpo totalmente aberto. Dias depois, a polícia concluiu que o crime foi praticado por ele em companhia de mais três comparsas, entre eles, a mãe. O menino foi morto em um ritual de magia negra.

De início, a mãe da criança negou o menino, mas depois da prisão do pai do último envolvido no crime, ela confessou a participação e contou detalhes em um novo depoimento. A mulher disse que o menino sofreu golpes de faca no pescoço para que sangrasse e teve o fígado partido. Segundo a polícia, o ritual pode ter ocorrido por encomenda e teria custado cerca de R$ 10 mil. Antes de sofrer o golpe no pescoço, o menino teria pedido para não morrer.

Fonte: Folha do Sertão Portal Correio


Com gramado alagado, clássico entre Argentina e Brasil é adiado para hoje


Uma forte chuva que desabou em Buenos Aires na noite desta quinta-feira adiou o clássico entre Argentina e Brasil, pela terceira rodada das eliminatórias sul-americanas, em um dia. Até pouco mais de uma hora antes da partida, o gramado do Monumental de Nuñez estava coberto por poças, e o árbitro paraguaio Antonio Arias avaliou que não teria condições de jogo. Ele se encontrou com as duas delegações, que decidiram em comum acordo transferir a partida para esta sexta-feira às 22h (de Brasília) - o novo duelo terá transmissão ao vivo da TV Globo, do SporTV e do GloboEsporte.com.

- Tivemos uma reunião e não há condições. O plano meteorológico é de piora no clima e não há motivo para deixar o público esperando. Em comum acordo, deixamos para estar sexta-feira no mesmo horário. A Argentina queria às 20h, mas achamos melhor manter no mesmo horário - disse o coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi, em entrevista ao SporTV.

As poças começaram a surgir no final da tarde e, apesar da estiagem (que amenizou a situação crítica do gramado), a previsão é que a chuva continue, inclusive, com possibilidade de granizo. Havia a possibilidade de esperar o início de jogo por mais uma hora, mas as próprias delegações decidiram adiar logo a partida.

- A condição dos jogadores estava ameaçada. Teria chuva forte com relâmpago. Achamos desnecessário esperar pela hora de protocolo, mas não fazia sentido esperar - completou Gilmar.

Como as duas delegações chegaram ao Monumental antes do adiamento da partida, a seleção brasileira fez com o aquecimento no vestiário, até para evitar possíveis problemas físicos, e depois seguiu para o ginásio. Neymar, Daniel Alves, Elias, Renato Augusto, Jefferson, Alisson e Cássio foram antes para o hotel em que a seleção está concentrada para um trabalho específico na academia. 

A Seleção tem também um novo planejamento. Não treina nesta sexta-feira e viaja apenas no sábado para Salvador, onde enfrenta o Peru na terça-feira, pela quarta rodada das eliminatórias. Já os argentinos, que deixaram o estádio antes dos brasileiros, se movimentaram no ginásio ao lado do vestiário, primeiramente com as mãos, jogando basquete, e depois trocando passes. 

Com os jogos desta sexta-feira, o Brasil segue com três pontos na tabela e, se vencer a Argentina nesta sexta-feira, pode entrar na zona de classificação para a Copa do Mundo. Já a equipe de Tata Martino cai uma posição e ainda vai tentar a sua primeira vitória na disputa.

Globo Esporte


Quatro detentas são suspeitas de matar mulher encontrada em lata de lixo


Quatro detentas são suspeitas de matar Ana Cláudia Matos de Sousa, 25, encontrada morta jogada dentro de uma lata de lixo da vivência C do Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa (IPF), em Aquiraz, na noite desta segunda-feira, 9. 

As informações foram divulgadas em nota da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus). Conforme a Sejus, a interna foi espancada até a morte.

Ninguém chegou a assumir a autoria do homicídio, porém, de acordo com a nota, duas das quatro internas apontadas como possíveis agressoras na investigação foram transferidas para cadeias públicas - não divulgadas por razões de segurança - enquanto que  as outras duas foram conduzidas ao isolamento.

O crime, segundo a Sejus, está sendo investigado e acompanhado pela Coordenadoria de Inteligência da pasta. 

O órgão também negou, mais uma vez, sobre um suposto esquartejamento divulgado nas redes sociais e afirmou que está trabalhando para ampliar o efetivo de policiais na unidade prisional. 

Ana Cláudia estava no IPF desde dezembro de 2014, respondendo pelos crimes de roubo e tráfico de drogas. Cerca de 700 mulheres estão recolhidas na unidade prisional Auri Moura Costa, referência do País no acolhimento de presas. 

Confira a íntegra da nota:

"A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado informa que o óbito está sendo investigado pela delegacia e as investigações estão sendo acompanhadas pela Coordenadoria de Inteligência da Sejus. Ninguém assumiu a autoria do crime, mas quatro internas foram apontadas pela investigação como possíveis agressoras. Duas delas foram transferidas para cadeias públicas e as outras duas foram conduzidas ao isolamento. O laudo da Perícia ainda não foi divulgado, mas pode se confirmar que NÃO houve esquartejamento. A Sejus está em conversa com a Polícia Militar para ampliar o efetivo de policiais nas guaritas da unidade prisional, o que deve diminuir os riscos de um ocorrido como este.", diz a mensagem. 

População carcerária

A população carcerária feminina aumentou 567% em 15 anos no Brasil, conforme aponta o Infopen Mulheres, levantamento nacional de informações penitenciárias do Ministério da Justiça. 

Os dados obtidos no estudo, considerado inédito por fazer a análise aprofundada em um recorte de gênero, colocam o País como o quinto com a maior população carcerária feminina do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, China, Rússia e Tailândia. 

As mulheres representam 6,4% da população carcerária de todo o País, porcentagem correspondente a cerca de 607 mil detentas. 

O estudo também revelou que a maioria das mulheres presas no país (68%) é negra e o Ceará é o segundo estado com o maior percentual, com 94% de detentas negras. O Acre aparece na frente com 100% das detentas negras. 

Ceará, Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Maranhão, Pará, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e Sergipe são os estados que possuem unidades prisionais exclusivas para mulheres.

O POVO Online


Menina de 12 anos tem doença rara e precisa de cirurgia que custa R$ 72 mil

A vida muda de uma hora para outra. A ida à escola não acontece mais, o brincar se limita à cama, a busca dos pais por um médico parece algo inalcançável e a única alternativa é ir para São Paulo. Foi assim que tudo se deu para Vitória, 12, seu pai Valdemir, sua mãe Cássia e seus dois irmãos, de sete e um ano. Em maio, depois de um passeio com a família, Vitória sentiu febre e dor de cabeça. Após internações e diversas idas a médicos, em setembro ela foi diagnosticada com a Síndrome de Grisel, doença rara que afeta diretamente os movimentos e afeta geralmente crianças.

“Minha filha é uma menina dedicada, principalmente à igreja. Era estudiosa, obediente... há seis meses pegou essa doença e está acamada até hoje”, contou o pai, o repositor Valdemir Ferreira da Silva, 42. Ele contou que Vitória começou a sentir febre, dor de cabeça e ter o movimento da boca travado. A menina foi internada no Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS), transferida para o Hospital da Mulher e depois para o Hospital Geral de Fortaleza (HGF). “Muitos médicos a estudaram, mas não descobriram nada. O caso estava constando só como torcicolo”, lembrou.

Após receber alta, os pais a levaram à uma clínica de ortopedia. “O médico pediu uma ressonância (magnética) e aí foi comprovado que era Síndrome de Grisel. Ele disse que era rara, que não tinha nenhum caso semelhante no Ceará e que a opção era fazer uma cirurgia. Mas mesmo assim ela corre o risco de não ter uma vida normal”, disse Valdemir. Pesquisas na internet levaram os pais a conhecerem um médico em São Paulo, no Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT), que já tratou outros casos da doença. 

Conseguiram também entrar em contato com o pai de uma criança que também desenvolveu a Síndrome. “Ele disse que a operação custa R$ 72 mil, fora o tratamento. Queria pelo menos conseguir pagar a passagem para ir conversar com o médico e saber se ela tem como ser tratada pelo SUS”, disse o pai. Os planos, agora, são de batalhar em busca de soluções. “Vamos deixar nossos trabalhos, porque não tem como cuidar dela, trabalhar e ainda procurar uma forma de ir a São Paulo”, acrescentou.

A DOENÇA

Atualmente, Vitória faz uso de medicamento relaxante e anti-inflamatório. “Ela senta um pouquinho de vez em quando, mas deita logo. As lesões e as limitações dos movimentos aparecem do nada, porque são desconhecidos. Ela não vai mais para o colégio, não brinca... a gente tem de conversar, porque o psicológico é importante”, descreveu o pai.

Tentamos entrar em contato com o médico que atendeu Vitória no Ceará, mas não conseguiu entrevistá-lo até a publicação da matéria. A Síndrome de Grisel é uma subluxação não traumática causada por uma inflamação nos tecidos. Muitas vezes há inflamação dos tecidos moles no pescoço. Em casos extremos, a doença pode levar a quadriplegia e até mesmo morte por insuficiência respiratória.  

O POVO Online