-->

16 de novembro de 2015

Hackers do grupo Anonymous ameaçam o Estado Islâmico


Dois dias após os atentados terroristas na cidade de Paris, na França, que mataram mais de 120 pessoas, o grupo hacker conhecido como Anonymous declarou guerra ao Estado Islâmico, organização que assumiu a autoria dos ataques.

Em vídeo, um porta-voz usando a máscara de Guy Fawkes - que é a marca do grupo Anonymous - disse que membros de todo o mundo vão "caçar" os terroristas do Estado Islâmico. "Esperem por nós. Saibam que vamos achá-los e não vamos deixá-los. Lançaremos nossa maior operação até hoje contra vocês", diz o vídeo.


O porta-voz afirma ainda, em francês, que o objetivo é "unir a humanidade" e que o Estado Islâmico pode esperar por ataques cibernéticos "massivos". No Twitter, a organização Anonymous ainda alertou: "nós somos hackers melhores".

Não é a primeira vez que pessoas falando em nome do grupo Anonymous fazem ameaças ao Estado Islâmico. Em janeiro, após os atentados contra jornalistas e cartunistas da revista satírica Charlie Hebdo, também na França, os hackers também se declararam em ação contra os extremistas.

Mirror


Acidente entre caminhão e ônibus que transportava romeiros mata dois


Duas pessoas morreram na colisão traseira de um ônibus em um caminhão, por volta das 4h40min desta segunda-feira, 16, na BR-116, na altura do município de Barro, região do Cariri.

O ônibus transportava romeiros, que vinham da Paraíba, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ambulâncias estão no local para atender os "muitos" feridos, conforme o Núcleo de Comunicação da PRF.

O POVO Online


Paulista é preso suspeito de comandar ataques contra a Polícia e


Um paulista da cidade de Diadema foi preso, na noite de ontem, como suspeito de integrar uma facção criminosa de São Paulo que estaria montando base em Fortaleza e foi a responsável pela ordem de ataque contra viaturas, quartéis e delegacias das polícias Civil e Militar no fim de semana.

O suspeito, identificado como Luis Fabiano Ribeiro Brito, foi capturado por policiais do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), logo após bandidos terem atirado contra o quartel da 3ª Companhia do 6º BPM, no bairro Montese. O homem estava a bordo de um veículo importado, de luxo, com placa de São Paulo. Dentro do carro, os policiais encontraram cápsulas de pistola de calibre 380.

A perseguição policial que culminou na prisão do suspeito ocorreu cerca de três horas após iniciada uma série de ataques contra base das duas Polícias, em Fortaleza, além de um atentado contra um guarda municipal no Eusébio.

Luiz Fabiano foi levado para o plantão do 5º DP e, ainda na noite passada, transferido para a carceragem da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), onde está sendo interrogado acerca dos ataques contra policiais em Fortaleza.

As buscas aos responsáveis pelos atentados começaram ainda no início da noite do domingo, depois que criminosos incendiaram uma viatura da Delegacia de Capturas (Decap), que estava parada no pátio do 8º DP (José Walter). Logo em seguida, houve o caso dos tiros disparados na frente da companhia da PM, no Montese.

Mortes e atentados

O clima de insegurança e temor em Fortaleza se acirrou desde a noite da última quarta-feira (11) quando um policial militar, o soldado PM Valtembergue Chaves Serpa, foi morto ao reagir a um assalto no bairro Lagoa Redonda, na Grande Messejana. Nas horas seguintes, ocorreu uma chacina nos bairros próximos, Curió e São Miguel, que deixou 11 pessoas mortas, todas executadas sumariamente a tiros. 

No último sábado, outro PM acabou morto por assaltantes que tentaram roubar o dinheiro de uma agência lotérica localizada na Avenida Lineu Machado, no bairro João XXIII. Tratava-se do cabo PM José Marques Ferreira.

Desde então, a Polícia iniciou uma caçada aos assassinos dos militares. Ao mesmo tempo, bandidos passaram a fazer publicamente, através de redes sociais, ameaças de morte a integrantes da Segurança Pública, culminando nos atentados de domingo à noite. 

Blog do Fernando Ribeiro


Acidente de trânsito com vítima fatal em Itaiçaba


Neste Domingo, 15, por volta das 04h00min, na avenida João Batista Lima, próximo ao prédio da CAGECE, Centro, Itaiçaba, a pessoa de CHARLES AUGUSTO DA SILVA, 17 anos, casado, agricultor, natural de Fortaleza, residente em Jaguaruana, transitava na motoneta Honda Biz 125, cor preta, ano 2007, placa HYB 8513, sem capacete, quando perdeu o controle da mesma e veio a cair, o mesmo foi socorrido por populares ao hospital local, mais não resistiu a pancada na cabeça e veio a óbito. Os Policiais Militares atenderam a ocorrência e tomaram as devidas providências.

Com Informações do 1ºBPM


Homicídio à bala em São João do Jaguaribe


Neste Domingo, 15, por volta das 03h40min, foi informado ao destacamento de São João do Jaguaribe, através do fone 190, que havia ocorrido um homicídio bala no assentamento rural na localidade de Charneca, zona rural de São João do Jaguaribe, aproximadamente 30 km da sede do município de São João do Jaguaribe. Foi vítima de homicídio à bala,  a pessoa de João Henrique Pereira da Silva, 23 anos, Armador de construção civil, casado, residia no bairro Bela Vista, São João do Jaguaribe. No momento do ocorrido a vitima estava em uma vaquejada e uma festa dançante, no Parque de Vaquejada São Francisco, no referido assentamento, quando indivíduos de características não anotadas efetuaram disparos de arma de fogo contra o mesmo, que veio a óbito no local. Vale destacar que a vítima, juntamente com a pessoa de Domingos Abreu Júnior, 21 anos, solteiro, agricultor, residente do assentamento Charneca, eram organizadores do referido evento. Policiais Militares compareceram ao local do ocorrido, na qual permaneceram no local para preservar a cena do crime, até a chegada do Rabecão, que foi acionado, onde compareceu ao local e recolheu o corpo da vítima.

Com Informações do 1ºBPM


Mulher é encontrada morta em avançado estado de putrefação na cidade de Russas


Neste Domingo, 15, por volta das 06h20min, na rua Elisa Maciel Santiago, no conhecido ‘Quartinhos do Pereca’, bairro Guanabara em Russas, populares passaram a denúncia de que havia um mau cheiro em uma referida residência, que os Policiais Militares constataram que havia o corpo de uma mulher não identificada em avançado estado de putrefação, em cima de uma cama, que visualmente não apresenta nenhum sinal de violência, que a vizinhança não soube informar nada sobre a sua identificação e que apenas a mesma já não era vista a vários dias (uma semana provavelmente). Que o fato foi informado ao Inspetor Tiago na Delegacia de Polícia Civil, para as devidas providências com acionamento da Perícia e Rabecão. 

Com Informações do 1ºBPM


Dez agentes são presos por tortura em centro educacional


Dez instrutores dos centros socioeducativos do Ceará foram presos ontem acusados de terem cometido crime de tortura contra cerca de cem internos do Centro Socioeducativo São Miguel, abrigados provisoriamente no Presídio Militar, em Aquiraz.

O local foi recentemente transformado em unidade transitória para receber os adolescentes do São Miguel, após rebelião no último dia 6 de novembro.O mandado de prisão temporária foi expedido pela juíza Juliana Sampaio de Araújo, da Comarca de Acarape, que responde pela Comarca de Aquiraz e se encontrava de plantão neste fim de semana.

O juiz da 5ª Vara da Infância e Adolescência, Manuel Clístenes Gonçalves, tomou conhecimento das denúncias na última sexta-feira (13). Na ocasião, representantes do Ministério Público, Defensoria Pública e a Polícia Civil foram informados de maus tratos aos internos. Os encaminhamentos, de acordo com Manuel Clístenes, davam conta de "surra coletiva", envolvendo os cerca de 100 internos.

Tão logo o Ministério Público recebeu a denúncia foi feita uma mobilização de agentes da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), que se deslocaram até a unidade transitória, onde se encontravam os jovens. Com a constatação do exame, ainda conforme Manuel Clístenes, a decisão imediata foi o pedido da decretação da detenção de 10 instrutores. As prisões foram conduzidas pelos delegados Andrade Júnior e Valdir Duarte, por meio de ofício apontando para a gravidade do crime.

Cedeca
A presidente do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente (Cedeca) e também assessora jurídica do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca), Nadja Furtado, afirmou que desde a última rebelião ocorrida no São Miguel, o Cedeca, além de acompanhar, vem alertando para casos de não conformidade com a lei.

Nadja lembrou que, após os episódios de vandalismo e depredação daquele centro socioeducativo, houve o deslocamento dos internos para um presídio, o qual se mostrava inadequado à situação dos adolescentes em conflito com a lei. No entanto, os casos de tortura que chegaram ao conhecimento daquela entidade não-governamental são considerados os mais graves.

"O Cedeca é um órgão que tem um raio de ação limitado, mas que temos por obrigação acionar as entidades ligados aos direitos humanos e da criança", afirmou Nadja.

Manifestação
Em protesto contra a prisão dos colegas, cerca de 40 instrutores dos centros socioeducativos de Fortaleza paralisaram as atividades ontem pela manhã. O grupo se reuniu defronte ao Centro São Miguel e seguiu para o 10º DP (Antônio Bezerra).

Segundo informações dos agentes socioeducativos, desde o início da manhã, estavam paralisados os serviços nos Centro São Miguel, São Francisco e Dom Bosco. No início da tarde, outros quatro estabelecimentos para adolescentes também tiveram o funcionamento comprometido.

De acordo com Marcio Vieira, que atua no São Francisco, os instrutores só voltarão às atividades na hora que resolver a situação. O grupo deseja "que o Governo Estadual reconheça que o sistema está falido", dizendo que constantemente recebem ameaças e xingamentos dos jovens. Outro instrutor, Marden Viena, informou que eles iriam se reunir para conversar e ver as medidas que tomarão.

Revogação
O advogado da Associação dos Profissionais da Segurança (APS), Cristiano Queiroz Arruda, responsável pela defesa de nove dos dez instrutores, informou que conversará hoje com o delegado Valdir Duarte, responsável pela conclusão do inquérito, a fim de ver a possibilidade de conclusão imediata do caso para que remeta o processo para juíza da Comarca de Aquiraz. Na sequência, pleiteará a revogação da prisão temporária. "Acredito que logo vai ser concluída, pois só restam duas oitivas".

De acordo com ele, todos os acusados são réus primários, trabalham nos Centros e têm entre oito e 14 anos. Cristiano Arruda informou ainda constarem nos autos 29 exames de corpo de delito de natureza leve e que ainda será checado o tempo das lesões. O advogado aponta a possibilidade de elas terem ocorrido durante as rebeliões que os internos realizaram nos últimos três meses no interior dos centros educacionais.

Diário do Nordeste