-->

28 de novembro de 2015

Litro da gasolina chega a R$ 3,89


Postos de combustíveis de Fortaleza e Região Metropolitana estão reajustando o preço do litro da gasolina em até R$ 0,21. O POVO encontrou estabelecimentos cobrando até R$ 3,89 ontem. 

No boletim da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgado na última segunda-feira, 22, o valor médio cobrado pelos postos chegava a R$ 3,68. 

A justificativa para o aumento seria um “repasse silencioso” que as distribuidoras têm feito aos donos dos estabelecimentos.

“Há um mês comprávamos a gasolina por R$ 2,96. Hoje esse preço está chegando para nós a R$ 3,23”, disse uma gerente de um posto (bandeira BR) que não quis se identificar. Na nota do dia 24, o valor do combustível estava em R$ 3,22. Na quinta-feira, 26, era comprada pelo estabelecimento por R$ 3,23.

Um subgerente de um posto cuja bandeira é SP diz que a ordem de mudança dos preços ocorreu por volta das 10 horas de quinta-feira. “O argumento para esse aumento está na distribuição. A distribuidora aumenta o preço e não temos como segurá-lo por muito tempo. Por isso temos de repassar”, aponta.

Em Fortaleza, estabelecimentos localizados nos bairros Serrinha, Aldeota, Parque Araxá e Parquelândia praticavam preços que variavam de R$ 3,83 a R$ 3,89. Em Maracanaú, os preços eram reajustados entre R$ 3,87 e R$ 3,89.

O POVO entrou em contato com a Petrobras Distribuidora, mas a empresa informou que não iria se pronunciar sobre o assunto. Já a SP Combustíveis destacou que a área comercial responderia os questionamentos ainda na quinta-feira, 26.

Também procurado, o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom) não retornou as ligações. 

O assessor para assuntos econômicos do Sindicato dos Postos de Combustíveis do Ceará (Sindipostos), Antônio José da Costa, informou ainda na quinta desconhecer o aumento dos preços. “Não tenho informações”, destaca. Ele também fala não haver um reajuste do preço dos combustíveis por parte do Governo.

(Átila Varela)
O Povo Online

Ceará decide neste sábado, contra o Macaé, sua permanência na Série B


A intensidade de uma temporada estala no Castelão lotado. Cheio de ânsias, temores e desejos. Para o momento final, com o torcedor alvinegro pulsando na vibração de que toda esperança valerá a pena. Porque hoje, às 16h30min (horário de Fortaleza), a vitória sobre o Macaé livra por completo o Ceará do rebaixamento. Mas alcançar a conquista vai além de se manter na Série B. Vale o desfecho da reação incrível do Vovô, melhores finanças para 2016, além do orgulho de jamais ter habitado a Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro.

O ano começou com grande conquista para o Alvinegro de Porangabuçu. Silas e seus comandados sagraram-se campeões da Copa do Nordeste, título mais importante da história centenária do clube. No Estadual, não obteve a mesma sorte e perdeu a chance de conquistar o penta. Contudo, as coisas passaram a desandar na disputa da Segundona. A equipe ruiu, o torcedor desesperançou-se. Foram-se jogadores, técnicos e a lanterna do Ceará acendeu tanto na zona de degola que parecia sem chances de apagar. Até a 30ª rodada, esteve 98% rebaixado. Só que futebol não é apenas matemática.

A diretoria alvinegra anunciou “Doido”, que por acaso também é Lisca, como técnico. E a loucura trouxe a campo um time são, dotado de identidade e competente. Emplacou cinco vitórias seguidas para hoje, diante do Macaé, saber que nenhuma luta está 100% perdida até que acabe.

Manter-se na Série B é possível. E também necessário para manutenção de boa estrutura. Vencer o jogo de hoje significa garantir a cota de R$ 5 milhões por direitos de transmissão. É, também, continuar com elenco qualificado - com folha em torno de R$ 1 milhão - para buscar novos acessos à elite em temporadas seguintes. É manter seu atual principal ídolo, Lisca, no comando do time - o técnico garantiu que fica no clube em caso de assegurar permanência.

Com 41 pontos, o Ceará é 17º na disputa, um ponto atrás de Macaé (15º) e Oeste (16º), clubes também ameaçados de cair para a Série C. Se empatar com o adversário de hoje, o Vovô ainda tem chances de escapar se o Oeste perder seu jogo, diante do Paysandu, no mesmo horário. De Éverson até Rafael Costa, a massa alvinegra confia no triunfo. De evitar ter o melhor e o pior comportados num único ano. De continuar dias de estabilidade no campeão do Nordeste. Manter-se num presente coberto de glórias.

O Povo Online

JUIZ CONDENA EX-GESTORES DE LIMOEIRO DE LIMOEIRO DO NORTE CE A PAGAR MULTA DE R$ 15 MIL POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA


O juiz Daniel Carvalho Carneiro, atuando pelo Grupo de Descongestionamento do Interior, condenou Eduardo Martins Rocha, ex-secretário de Saúde do Município de Limoeiro do Norte (a 209 km de Fortaleza), a pagar multa de R$ 15 mil por improbidade administrativa. Ele também teve os direitos políticos suspensos por cinco anos e foi proibido de contratar com o Poder Público.

Segundo os autos (nº 7546-64.2010.8.06.0115), de acordo com denúncia do Ministério Público do Ceará (MP/CE), o ex-secretário, no período de 2007, cometeu irregularidades como a ausência de licitação para aquisição de combustíveis e locação de veículos.

Na contestação, o Município de Limoeiro apresentou documentação para a compra de combustíveis. Já quanto às despesas com locação de veículos, reconheceu que não existiram procedimentos licitatórios.

Ao julgar o caso, no último dia 24, o magistrado destacou que “a realização de despesas e contratação de serviços sem a precedência do devido processo licitatório implica em manifesta violação aos princípios da impessoalidade e moralidade administrativa”. Para o juiz, foram violados os princípios da administração pública, também incorrendo na prática dos atos de improbidade.

No dia anterior, o mesmo magistrado julgou outro processo de improbidade administrativa (nº 8297-51.2010.8.06.0115), no qual condenou o ex-presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Limoeiro do Norte, Carlos Marduque da Silva Duarte, a pagar multa no valor de R$ 15 mil. O ex-gestor também teve os direitos políticos suspensos por cinco anos.

Fonte: Tom Gurgel

A PARTIR DAS 18 HORAS A RÁDIO RIOMAR 91,3 SERÁ OPERADA DEFINITIVAMENTE


Hoje às 18 horas a rádio RIOMAR FM 91,3 será operada comercialmente com sua programação definitiva.

Apostando no segmento popular, a emissora preparou uma grade com perfis de programação que atenda o gosto da população com muita música de sucesso e informações.
A antena localizada a 140 metros acima do nível do mar, no alto da serra, terá um alcance nas cidades de Russas, Jaguaruana, Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte, Morada Nova, Palhano, além de Baraúna e Apodi, no Rio Grande do Norte. Fiquem sintonizados!

Fonte: Adail Carneiro

Homicídio ocorrido ontem na cidade de Russas


Nesta Sexta, 27, por volta das 17h40min, na avenida Padre Marcondes, localidade de Jardim de São José, Russas-CE, mais precisamente em frente à praça, foi vítima de homicídio a bala FRANCISCO GILSON DE ARAUJO, 44 anos, solteiro, comerciante, natural de Russas-CE, residente no endereço da ocorrência, o qual teve várias perfurações a bala na cabeça e no corpo (não sabendo totalizar quantas). Que no local ninguém informou nada sobre o(s) autor(es) do crime. PM’s compareceram no local e adotaram as medidas cabíveis.

Com Informações do 1ºBPM

Preço do etanol cai em 8 Estados e sobe em 18 e no DF na semana, diz ANP


Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros caíram em oito Estados e subiram nos outros 18 e no Distrito Federal nesta semana. Na semana anterior, houve recuo apenas em Roraima. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No período de um mês, os preços subiram em todo o País.

Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação subiu 1,43% na semana, para R$ 2,539 o litro. No período de um mês, acumula valorização de 11,21%. Na semana, a maior alta ocorreu em Roraima (+7,24%) e o maior recuo no Paraná (-1,47%). No mês, o etanol subiu mais em Mato Grosso (22,13%).

No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 2,239 o litro, em Mato Grosso, e o máximo foi de R$ 3,79 litro, no Acre. Na média, o menor preço foi de R$ 2,456 o litro, também em Mato Grosso. O maior preço médio foi verificado no Acre, de R$ 3,303 o litro.

Competitividade

O etanol é competitivo ante a gasolina apenas em Mato Grosso pela segunda semana consecutiva. Em todos os outros Estados e no Distrito Federal a vantagem é do combustível fóssil, segundo dados da ANP compilados pelo AE-Taxas.

Segundo o levantamento, em Mato Grosso o etanol equivale a 67,32% do preço da gasolina. Em São Paulo, a gasolina tem cotação média de R$ 3,477 o litro, enquanto o etanol hidratado, de R$ 2,539 o litro.

ESTADÃO conteúdo