-->

5 de junho de 2017

Estudo aponta três cidades cearenses entre as 30 mais violentas do País



A taxa de homicídios do Ceará cresceu 122,8% no Ceará de 2005 a 2015, segundo dados divulgados, nesta segunda-feira (5), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). O estudo listou Maracanaú (6º), Fortaleza (13º) e Caucaia (27º) entre as 30 cidades mais violentas do País.

O Atlas analisou dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, referentes ao intervalo de 2005 a 2015, e utilizou também informações dos registros policiais publicadas no 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do FBSP.

Para listar os 30 municípios potencialmente mais violentos do Brasil em 2015, o estudo considerou as mortes por agressão (homicídio) e as mortes violentas por causa indeterminada (MVCI).

 A capital cearense e São Luís, no Maranhão, são as únicas capitais brasileiras presentes nesta lista.

Nordeste com 18 das 30 cidades listadas

Conforme o estudo do Ipea intitulado Atlas da Violência 2017,  a taxa de homicídios por 100 mil habitantes no Ceará em 2005 era de 21%. Já em 2015, chegou a 46,7%. No Brasil, o Ceará fica atrás somente do Rio Grande do Norte, Sergipe, Maranhão e Tocantins. Os estados que apresentaram crescimento superior a 100% nas taxas de homicídio no período analisado estão localizados nas regiões Norte e Nordeste.

Em relação ao número absoluto de assassinatos, o Ceará somou 32.191 na década 2005-2015, o que representa um crescimento de 145%. No somatório de homicídios, no Nordeste o estado fica atrá somente da Bahia (55.401) e Pernambuco (42.368). No geral, São Paulo lidera com 72.667.

VARIAÇÃO DA TAXA DE HOMICÍDIOS
Create bar charts


Custo envolvendo assassinato de jovens no Brasil equivale a 1,5% do PIB


Mais do que uma tragédia social, a alta taxa de homicídios de jovens no Brasil também tem reflexo econômico. Segundo os pesquisadores que elaboraram o Atlas da Violência no Brasil 2017, o custo envolvendo o assassinato de jovens entre 15 e 29 anos equivale a 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do País, mesmo valor aplicado em políticas de segurança pública.

O estudo apontou que, em 2015, o Brasil registrou 50.080 assassinatos. "É como se caísse um Boeing 737 todos os dias no Brasil", comparou Samira Bueno, diretora executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Do total de mortos naquele ano, 31.264 eram jovens e adolescentes, o que faz com que a média de assassinatos na população jovem seja o dobro da média nacional.

Na série histórica entre 2005 e 2015, 318 mil jovens e adolescentes foram vítimas de homicídio no Brasil. A população negra é a mais afetada pela violência. "A gente sabe que a violência tem cor também. O negro é o que está mais vulnerável. De cada 100 homicídios no Brasil, 71 são de negros", apontou Samira. "Tem outro fator: a taxa de homicídios entre não negros caiu 12,2%, enquanto que a de negros aumentou 18,2%." Entre mulheres, a diferença é ainda maior. "Em 2015, 4.621 mulheres foram assassinadas, não necessariamente por feminicídio", destacou a diretora do FBSP, alertando para o crescimento do número de mortes entre mulheres negras.  "Entre 2005 e 2015, a taxa de homicídios de mulheres não negras diminui 7,4%. Já entre as mulheres negras, cresceu 22%."  

Durante a apresentação do estudo, conduzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o pesquisador Daniel Cerqueira apontou a prevalência do número de armas de fogo nos casos de homicídio. Cerqueira apresentou um slide com a mesma arte utilizada pelo Ministério Público Federal do Paraná em uma das denúncias contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele colocou a inscrição "arma de fogo" em um círculo no centro do slide, com diversos outros círculos tipificando crimes apontando para o centro.

A semelhança não parou por aí. "Aí, vocês vão me perguntar: isso é só convicção? Não, nós temos provas", afirmou. O pesquisador citou estudos internacionais que fazem apontamentos sobre a relação entre armas de fogo e assassinatos e fez um paralelo com os dados levantados no Atlas da Violência. "Não por coincidência que os Estados em que têm maior prevalência de armas de fogo são também os que tiveram os maiores índices de homicídios", considerou.

Para ele, a redução nos índices de violência passa por políticas de segurança efetivas. "Quando existem governos comprometido com a segurança pública, mas não baseada no achismo, e, sim, no método, temos boas perspectivas", destacou. Ele citou os casos de Pernambuco e Espírito Santo, que chegaram a ter períodos de redução nos índices de assassinato.

Depois, citando o motim da Polícia Militar capixaba em fevereiro, período que registrou quase 200 assassinatos em menos de três semanas, lamentou. "Isso só mostra a fragilidade das ações que vêm sendo feitas no País." Para Samira Bueno, é necessária uma maior presença do governo federal na área de segurança. "A gente não vê outra saída que não um protagonismo da União em políticas de segurança pública, sobretudo voltadas aos homicídios."

Redação DN


CUT/VOX: 85% QUEREM CASSAÇÃO DE TEMER E 89% DEFENDEM DIRETAS JÁ



Pesquisa Vox Populi, contratada pela CUT, confirma: Michel Temer conseguiu unir o Brasil contra ele; segundo o levantamento, 85% dos brasileiros querem que o Tribunal Superior Eleitoral casse Temer na sessão que ocorrerá nesta terça-feira 6 e 89% querem escolher o novo presidente da República; a pesquisa aponta ainda que 75% dos brasileiros avaliam negativamente o desempenho de Temer como presidente; para 20%, ele é regular e para apenas 3%, positivo; 73% dos entrevistados acreditam que o Brasil vai piorar com Temer no poder (em abril o percentual era de 61%) e 17% acham que vai ficar como está

Brasil 247


Audiência pública discute a retração do comércio varejista em 2016

Quais os fatores que levaram o comércio brasileiro a ter a maior retração econômica de sua história? Essa e outras questões serão discutidas em audiência pública proposta pelo deputado federal Adail Carneiro (PP-CE) na próxima quinta-feira (08/06), às 9h30, no plenário 5 da Câmara dos Deputados.
O evento é organizado pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (CDEICS) da Câmara dos Deputados. Carneiro apresentou um requerimento que foi aprovado na reunião deliberativa ordinária de 29 de março.
Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o volume de vendas do comércio varejista registrou a maior queda no mês de dezembro de 2016, em comparação ao início da pesquisa em 2001. Quando comparado ao mês anterior, as vendas caíram 2,1% e em dezembro de 2015, a redução foi de 4,9%.
Ainda de acordo com a pesquisa, em 2016 o comércio varejista restrito, que não inclui o comércio de veículos automotores e materiais de construção, observou uma retração de 6,2% no volume de vendas, em relação ao ano de 2015. A queda do comércio ampliado, incluídos veículos e materiais de construção, na comparação com 2001, foi ainda maior: 8,7%.

Para enriquecer o debate, foram convidados o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Pereira; o presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Antonio Oliveira Santos; o presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Roberto Olinto; o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos; o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Sanzovo Neto; o presidente da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), Glauco Cesar Haumi; o presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF), Altino Cristofoletti; o presidente do Instituto Para Desenvolvimento do Varejo (IDV), Antonio Carlos Pipponzi; e o presidente da Associação Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), Eduardo Terra.
Quais os fatores que levaram o comércio brasileiro a ter a maior retração econômica de sua história? Essa e outras questões serão discutidas em audiência pública proposta pelo deputado federal Adail Carneiro (PP-CE) na próxima quinta-feira (08/06), às 9h30, no plenário 5 da Câmara dos Deputados.
O evento é organizado pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (CDEICS) da Câmara dos Deputados. Carneiro apresentou um requerimento que foi aprovado na reunião deliberativa ordinária de 29 de março. 
Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o volume de vendas do comércio varejista registrou a maior queda no mês de dezembro de 2016, em comparação ao início da pesquisa em 2001. Quando comparado ao mês anterior, as vendas caíram 2,1% e em dezembro de 2015, a redução foi de 4,9%.
Ainda de acordo com a pesquisa, em 2016 o comércio varejista restrito, que não inclui o comércio de veículos automotores e materiais de construção, observou uma retração de 6,2% no volume de vendas, em relação ao ano de 2015. A queda do comércio ampliado, incluídos veículos e materiais de construção, na comparação com 2001, foi ainda maior: 8,7%.
Para enriquecer o debate, foram convidados o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Pereira; o presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Antonio Oliveira Santos; o presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Roberto Olinto; o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos; o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Sanzovo Neto; o presidente da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), Glauco Cesar Haumi; o presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF), Altino Cristofoletti; o presidente do Instituto Para Desenvolvimento do Varejo (IDV), Antonio Carlos Pipponzi; e o presidente da Associação Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), Eduardo Terra.




AGENTE DE MICROFINANÇAS
VENDEDOR PORTA A PORTA

SINE/IDT de Russas  localizado à Av. Cel. Araújo Lima, 1458-A – Centro.   Atendimento - 08:00 às 17:00


Blog Erivando Lima


Acidente com vitima fatal em Limoeiro do Norte


Estamos aguardando mais informações


A imagem pode conter: céu, nuvem e atividades ao ar livre

Segundo informações  o fato aconteceu por volta das 11;30 mm de hoje segunda feira 05 de junho, nas proximidades do KM 194 na BR 116 , bem perto da entrada dos setores zona rural de Limoeiro do Norte. Segundo informações de populares, o acidente envolvendo um a camionete e um veiculo de passeio sendo uma motocicleta, o fato teria uma vitima fatal. 

Identificado como José Edivaldo Gomes.A imagem pode conter: 1 pessoa, motocicleta, céu, nuvem e atividades ao ar livre



Blog Erivando Lima


PRF prende quadrilha de roubo de cargas e dono de restaurante


O trio assaltou e fez de reféns o motorista e o auxiliar do caminhão que conduzia a carga.

Rodoviária Federal (PRF) realizou, nesse domingo (5), a prisão de quatro suspeitos de roubo e receptação de cargas no Estado. Por volta das 20h, os policiais abordaram um veículo com três ocupantes, no KM 71 da rodovia BR-116, que confessaram ter acabado de assaltar um caminhão no KM 128 da rodovia.

Os suspeitos disseram ainda ter feito de reféns o motorista e o auxiliar do caminhão assaltado, que teve a carga roubada e descarregada numa churrascaria do KM 70 da BR-116. Equipes da PRF se dirigiram ao local e detiveram o dono do restaurante por receptação. A quadrilha é responsável por vários assaltos a veículos e cargas na região, informou o órgão. 

A carga roubada, composta de alimentos congelados, foi avaliada em torno de R$ 80 mil.

Os três assaltantes informaram ainda que um segundo veículo envolvido na ação estava em pane no KM 94 da rodovia, tendo sido guinchado e levado pela PRF à Polícia Civil de Horizonte.

De acordo com as vítimas, resgatadas pelos policiais, um terceiro veículo, de modelo Toyota Hilux, transportava mais três envolvidos na ocorrência, mas ele não foi localizado. Segundo a PRF, cerca de seis toneladas da carga roubada foram recuperadas.

Redação DN
O dono da churrascaria é suspei de receber parte da carga roubada pelos suspeitos.


Irregularidades na construção da mansão de Cid marcam Dia Mundial do Meio Ambiente




O desmatamento em Área de Proteção Ambiental no topo da serra ainda é parcial. Enquanto são abertas vias de acesso, helicóptero leva cimento para o empreendimento

A Serra da Meruoca é protegida pela Lei Federal 11.891, que a transformou em Área de Proteção Ambiental (APA). Mas ela só é respeitada por algumas pessoas, o que não é o caso de Cid Gomes.

Ele está construindo uma mansão avaliada em R$ 3 milhões no topo da Serra da Meruoca. Isso faz com que um desmatamento irregular seja visto pelos moradores do local. A ação ainda é parcial. Tanto é verdade, que vias de acesso até a obra de Cid são escassas. O cimento para a construção precisa ser levado de helicóptero, agilizando a entrega do empreendimento de luxo.

O ex-governador defende que tem um patrimônio de R$ 782 mil. Mas levar cimento em helicóptero para construir uma mansão avaliada em R$ 3 milhões não condiz com o que declara.

Hoje era dia de comemorar

Nesta segunda-feira (5), é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Quem conhece e admira a Serra da Meruoca, não tem o que festejar, porque a APA sofre com a degradação ambiental.

Desmatamento que não vai servir para nenhuma obra estruturante, apenas para beneficiar o lazer de uma única família.

Ceara News


MPF poderá divulgar novos áudios envolvendo Temer, alerta advogado do presidente



Armazenamento tático das gravações da JBS poderão ser apresentados durante o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral que começa nesta terça-feira

A pouco mais de 24 horas do julgamento que pode começar a definir a permanência do presidente da República Michel Temer, áudios ainda não revelados podem ser divulgados a qualquer momento, e comprometer ainda mais o atual momento político do país. O alerta é do advogado de Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gustavo Guedes.

Ele afirmou estar preocupado com o surgimento de novos fatos relacionados à delação da JBS durante o julgamento que começa nesta terça-feira (6), a partir das 19h. Segundo Guedes, o Ministério Público Federal (MPF) estaria realizando um “armazenamento tático” de gravações da delação da JBS, que seriam reveladas durante o julgamento no TSE.

Reuniões no final de semana

O final de semana foi marcado por várias reuniões do presidente Michel Temer com aliados, onde foram desenhados alguns cenários para a semana decisiva para seu governo. O Planalto acredita em um cenário no qual o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pode até mesmo apresentar denúncia contra Temer ao STF antes mesmo de serem enviadas respostas do presidente aos questionamento do Ministério Público Federal, possibilidade descartada por procuradores ligados ao caso.

Com O Globo.



RUSSAS-CE PRISÃO POR (VIOLÊNCIA DOMÉSTICA) e (DIRIGIR SOB A INFLUÊNCIA DE ÁLCOOL)


Ontem dia 04/06/2017, por volta das 18 h 50 min, na Rua Francisco Oliveira, em frente à Igreja Canaã, Russas-CE, foi preso ANCHIETA DE BRITO LIMA,23 anos, natural de Russas-CE, amasiado, Garçom,  residente na Rua 25 de Agosto, 631, Russas-CE, por haver agredido sua amasia ELIENE REIS DOS SANTOS,  natural de Bahia,  e logo em seguida ter saído no veículo FIAT PÁLIO FIRE, cor prata, ano 216, placas PNY 4068, com sintomas de ter ingerido bebidas alcoólicas, sendo abordado pelos PPMM , na CP 1671 FTA, que conduziu o mesmo para fazer o teste de bafômetro na PRF, que constou 0,41 mg/l, sendo conduzido para a DRPC local, onde foi autuado em flagrante nos art. 147 

Blog Erivando Lima


RUSSAS-CE PRISÃO POR TENTATIVA DE HOMICIDIO A FACA


Ontem  dia 04/06/2017, por volta das 10h10 min, na travessa João Afonso, Russas-CE, foi vítima de tentativa de homicídio a faca FRANCISCO FRANKLIN DA COSTA GOMES 38 anos, natural de Russas-CE), com uma perfuração no peito direito de aproximadamente 08 centímetros. A vítima foi socorrida à UPA, enquanto o policiamento foi acionado e informado que o autor da tentativa trata-se do indivíduo ALEXANDRE NOBREGA ALVES, vulgo BOLÃO, natural de Fortaleza-CE, no Brejo, Multirão Velho, Russas-CE). PM’s  na RD-2775 iniciaram as diligencias e por volta das 12 h 30, conseguiram prender ALEXANDRE na travessa João Afonso, conduzindo-o à DRPC, onde ALEXANDRE foi autuado por tentativa de homicídio.

Blog Erivando Lima


Estradas estaduais registram três acidentes fatais neste sábado


pre

Mais um fim de semana de perdas nas estradas estaduais. Desta vez, foram registrados no relatório da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) três acidentes com vítimas fatais - em Trairi, Tianguá e Morada Nova -, todos entre a tarde e início da noite de sábado (3).

O primeiro caso aconteceu por volta das 15h40, no km 25 da CE 346. Um veículo capotou várias vezes e o condutor Francisco Mário Barbosa de Oliveira, 33, veio a óbito em Trairi.

Já no começo da noite, por volta das 18h, uma colisão envolvendo quatro veículos levou a óbito o condutor de uma motocicleta, Francisco Adauto Nogueira Filho, 38. Este acidente ocorreu no km 72 da CE 265, Morada Nova.

Menos de uma hora depois, uma colisão envolvendo um carro e uma moto no km 137 da CE 187, em Limoeiro do Norte, também levou a óbito o motociclista, cujo nome não foi identificado.

   Redação DN


Chefe de organização criminosa do RN é preso no Ceará com R$ 31,9 mil em espécie


gilson mrianda

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, no início da tarde deste domingo (4), no KM 159, da BR-116, em Russas, um homem foragido da Justiça por tráfico de drogas. Ele seguia de Foz do Iguaçu, no Paraná, para Fortaleza.

Conforme a PRF, ele é acusado de integrar organização criminosa "Sindicato do Crimes", responsável por financiar ataques em Rio Grande do Norte.

No momento da abordagem, o acusado apresentou se identificou aos policiais como Gilson Pontes Miranda, apresentando uma CNH, RG e CPF com tal identificação. Contudo, após verificação, a PRF detectou que os documentos eram falsos.

O nome verdadeiro do condutor é Gilson Miranda Silva. Além da documentação falsa, a polícia apreendeu a quantia de R$ 31,9 mil em cédulas de R$ 100 e R$ 50. Ele estava acompanhado de uma mulher cuja identidade não foi revelada pela PRF.

Organização criminosa

De acordo com o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN), Gilson Miranda lidera um dos braços da organização criminosa "Sindicato do Crimes" cujo patrimônio identificado chega a R$ 20 milhões. No grupo ainda estavam esposa, pais e irmãos.

A informação foi revelada durante entrevista coletiva que detalhou a Operação Medellín, desencadeada em setembro de 2016. Naquela ocasião, 14 pessoas foram presas, mas Gilson não foi encontrado. Ele já era foragido de outra operação no Rio Grande do Norte. O esquema liderado por ele pode ser visto aqui.

Além do crime de tráfico de drogas e ocultação de bens, Gilson Miranda é suspeito de ser o mandante do assassinato de outro homem.

Redação DN


Homem é morto a facadas na calçada de casa em Icó


ico

O funcionário de um depósito de bebidas de Icó, José Cleudemir Oliveira Almeida, 30, foi morto a facadas na madrugada deste domingo (4), por volta de 00:40, na calçada de sua casa, no Conjunto Nova Vida, localizado na periferia do município.

Mais conhecido como "Neguinho", a vítima era natural de Jaguaribe e foi assassinado com duas facadas, uma no pescoço e outra no tórax, pelo borracheiro Damião Antonio dos Santos, 45, residente no mesmo bairro da vítima. O acusado fugiu logo após o crime, em uma motocicleta.

Os inspetores da delegacia regional de Polícia Civil estiveram no local em contato com testemunhas, realizando os primeiros levantamentos, mas não conseguiram obter êxito na prisão do homicida. 

O crime foi presenciado pela companheira de José Cleudemir, Maria Isabel Silva Batista, de 24 anos. Ela prestou depoimento ao delegado regional de Polícia Civil Erlon Leite Fernandes dos Reis, e, de acordo com as primeiras informações, José Cleudemir estava ingerindo bebida alcoólica quando o borracheiro Damião Antonio chegou e os dois começaram uma discussão. A vítima tería esmurrado o acusado, que teria saído da rua prometendo voltar. 

De volta ao local, Damião desceu da moto, esfaqueou José Cleudemir e fugiu logo em seguida. O corpo da vítima foi encaminhado de Icó para ser necropsiado em Iguatu. Outras testemunhas serão ouvidas no decorrer da semana pelo delegado Erlon Leite, que já instaurou o inquérito policial.

Com informações de Richard Lopes

   

Três linchamentos registrados em 24h

De sexta-feira (2) para sábado (3) foram registrados três linchamentos e uma tentativa, na Capital e Região Metropolitana. Conforme uma fonte da Polícia Civil, que preferiu não se identificar, além das facções criminosas que ordenam mortes com requintes de crueldade, as pessoas que não têm envolvimento com crimes estão participando dos espancamentos que terminam até em assassinatos.

LEIA MAIS

Discursos de ódio das redes sociais ganham as ruas 

"As pessoas são vítimas das altas taxas de criminalidade do Estado, querem ver alguém punido e acabam agindo da forma mais extremada possível. Gente que se diz contra a violência integra essas turbas enfurecidas e espanca um bandido até a morte. Parece que não percebem que a partir do momento que você participa de um linchamento, vira criminoso também. Nessas mortes tem muita gente de facção também. A crueldade é um jeito deles de mostrar poder", afirmou o investigador.

No fim de semana, foram registradas três ocorrências de linchamentos. Três pessoas foram mortas e uma ficou ferida. O primeiro caso se deu na sexta-feira (2), na Comunidade do Lagamar, bairro São João do Tauape. Um detento da facção Comando Vermelho (CV) teria ordenado a execução de um homem suspeito de matar a esposa a facadas. A vítima foi baleada, apedrejada, espancada e teve o corpo queimado.

Durante a noite, dois supostos assaltantes foram mortos, na Rua 3, no Residencial Novo, em Maracanaú. A dupla estaria roubando uma moto, quando foi surpreendida por um grupo denominado 'Os Justiceiros'. Os dois foram baleados e espancados pela população.

Na madrugada de sábado (3), um assaltante foi agredido por um grupo de 20 pessoas, na Rua Padre Mororó, no Centro. Ele saiu da prisão há poucos dias e foi flagrado tentando roubar uma bicicleta.

Preconceitos

De acordo com Luiz Fábio Paiva, pesquisador do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) da Universidade Federal do Ceará, "são muitos os preconceitos construídos socialmente que, grosso modo, estruturam as manifestações de quem acha que pode enquadrar o outro no que pensa sobre o mundo".

"O maior perigo dos discursos de ódio é que eles fomentam a intolerância, destruindo a possibilidade de convívio e possibilitando que a violência seja usada de maneira indiscriminada contra os que são considerados 'inimigos'. O objetivo de quem dissemina o ódio é eliminar a diferença, reduzindo o outro ao que ele pensa e acredita ser a verdade", acrescenta o estudioso da violência.

Para além da punição, a discussão social sobre os limites do discurso é necessária. Segundo o sociólogo Luiz Fábio Paiva, a reprodução da raiva cria a incerteza dos limites. "Não há limites para quem dissemina o ódio. Também é difícil dizer até onde uma pessoa imbuída de suas convicções pode ir para estabelecer o que julga ser o certo", aponta.

O delegado Julius Bernardo afirma que cada caso é analisado pela Polícia, de acordo com o teor das ofensas ou agressões. "As penas variam de acordo com cada crime. No caso de ofensas, às vezes, vão além da própria injúria, como o racismo e a misoginia".

   
Redação DN


Foragido do RN é preso em Russas



Um homem foragido da Justiça do Rio Grande do Norte por tráfico de drogas foi preso, ontem pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-116, altura do Município de Russas. Ele seguia de Foz do Iguaçu, no Paraná, para Fortaleza, quando o veículo que dirigia foi interceptado. Conforme a PRF, o criminoso integra a organização criminosa 'Sindicato do Crime', responsável por financiar ataques no Estado do Rio Grande do Norte.

No momento da abordagem, o acusado se identificou aos inspetores como Gilson Pontes Miranda, apresentando uma CNH, RG e CPF com o mesmo nome. Contudo, após verificação, foi constatado que todos os documentos eram falsos.

O nome verdadeiro do criminoso é Gilson Miranda Silva. Além da documentação falsa, a Polícia apreendeu R$ 31,9 mil em cédulas de R$ 100 e R$ 50, que ele trazia consigo. Miranda estava acompanhado de uma mulher, cujo nome não foi revelado pelos policiais.

Organização criminosa

De acordo com o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), Gilson Miranda lidera um dos braços do 'Sindicato do Crime' cujo patrimônio identificado chega a R$ 20 milhões. No grupo ainda estariam esposa, pais e irmãos dele.

A informação foi revelada durante entrevista coletiva que detalhou a 'Operação Medellín', desencadeada em setembro de 2016. Naquela ocasião, 14 pessoas foram presas, mas Gilson não foi encontrado.

Além do crime de tráfico de drogas e ocultação de bens, Gilson Miranda é suspeito de ser o mandante de um assassinato.

   Redação DN