-->

25 de junho de 2018

MPF denuncia Joesley e Miller por corrupção ativa e passiva



O Ministério Público acusa o ex-procurador Marcello Miller de ter aceitado propina de Joesley Batista para conseguir um bom acordo de delação premiada para o empresário

O Ministério Público Federal denunciou o ex-procurador Marcello Miller, os delatores da JBS Joesley Batista e Francisco de Assis, e a advogada Esther Flesch sob acusação de corrupção.

A denúncia, apresentada nesta segunda-feira (25), afirma que Joesley e Francisco ofereceram vantagens indevidas a Miller, se aproveitando da condição dele de membro auxiliar do grupo de trabalho da Lava Jato, para conseguir um bom acordo de colaboração premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR), envolvendo imunidade para se livrar dos crimes que cometeram.

A peça de acusação sustenta que uma fatura de R$ 700 mil emitida por um escritório de advocacia contratado pela JBS mostra que, ilicitamente, o ex-procurador receberia pelas horas trabalhadas para os delatores quando ainda estava no Ministério Público.

Para o procurador Frederico Paiva, da Procuradoria do Distrito Federal, que assina a denúncia, "um procurador da República integrante do grupo da Lava Jato foi o estrategista dos acordos de colaboração", orientando delatores a "obter os benefícios da imunidade, ajudando a redigir anexos, prestando aconselhamentos jurídicos e encontrando-se diversas vezes com seus corruptores".

Agora, a Justiça Federal do Distrito Federal terá de decidir se os quatro se tornarão réus. Miller e Esther são acusados de cometer o crime de corrupção passiva, e os executivos da JBS, de corrupção ativa.

Ainda segundo Paiva, Miller serviu a "dois senhores": valeu-se da confiança do então procurador-geral, Rodrigo Janot, e orientou seus "clientes".

"[Miller] Era a pessoa certa para, valendo-se do cargo, orientar juridicamente a interlocução entre corruptores e seus colegas de PGR e minutar documentos, inclusive porque tinha livre acesso aos membros integrantes da Lava Jato e poderia interferir, pela sua experiência no assunto e pela respeitabilidade até então existente entre seus pares, nas decisões adotadas em relação a acordos de colaboração", escreve o procurador no documento ao qual a Folha teve acesso.

Protagonista da principal polêmica em torno da delação da empresa, o ex-procurador se reuniu com os colaboradores quando ainda fazia parte do Ministério Público do Rio de Janeiro. 

Ele pediu exoneração do posto no início de março de 2017, mas sua saída só foi oficializada em 5 de abril, dias depois da assinatura do primeiro termo de confidencialidade entre JBS e PGR.

A colaboração, que implicou diretamente o presidente Michel Temer e provocou a mais grave crise política do governo, foi assinada em maio e deu imunidade para sete executivos, entre eles os irmãos Joesley e Wesley Batista. 

Miller integrou, entre fevereiro de 2015 e julho de 2016, o grupo de trabalho da Lava Jato na PGR. Depois, de agosto até sua exoneração, manteve-se como "membro auxiliar do grupo de trabalho da Lava Jato".

Mesmo ainda recebendo dos cofres públicos, o ex-procurador acertou para virar sócio escritório Trench Rossi Watanabe (TRW). A intermediação foi feita por Esther, que também era sócia da banca. Na denúncia, Frederico Paiva diz que o TRW foi usado como interposto para o pagamento das vantagens indevidas. 

Nesse momento, Miller também já havia acertado com os delatores JBS que entraria no caso.

Mensagens em posse dos investigadores mostram Flesch orientando como horas de trabalho deveriam ser marcadas para futura remuneração, já que Miller ainda não estava formalmente no escritório. 

O resultado disso, segundo a peça de acusação, foi uma fatura de R$ 700 mil, que reunia as horas que o ex-procurador dedicou aos delatores no período em que ainda estava no Ministério Público, em março e abril. 

"Para que ninguém descobrisse a atuação de Miller, a fatura foi dissimulada, pois não descreveu os advogados que realizaram os serviços, bem como o número de horas correlatas", afirma Paiva no documento.

"O preço desse auxílio abrangeu aconselhamentos acerca de estratégias de negociação e revisão dos anexos, além da redação final da proposta que foi apresentada, sob a ótica de um procurador que atuava, justamente, nessa atividade de assessoria do PGR", consta na denúncia.

O procurador ainda refuta as alegações dos delatores de que não tinham conhecimento de que Miller ainda era procurador à época dos primeiros contatos. 

"Todas as evidências apontam que Joesley e Francisco conheciam a condição de procurador de Miller e que tinham a real expectativa de que, no exercício do cargo e integrante da equipe de auxílio do então PGR Rodrigo Janot, Miller poderia facilitar ou lhes ajudar na celebração de acordo de colaboração premiada", escreve na peça.

O autor da denúncia ainda afirma que a conhecida conversa gravada sem querer entre Joesley e Ricardo Saud, outro executivo da JBS, mostra da ciência deles sobre o tema.

"As conversas, reforçadas pela ingestão de bebidas alcoólicas (o que retira os freios inibitórios da personalidade) são de máxima espontaneidade, o que aumenta o valor probatório dos fatos e corrobora as afirmativas da presente peça acusatória", acrescenta. 

Na semana passada, a Polícia Federal havia indiciado Miller, Joesley, Francisco, Esther e também a advogada Fernanda Tortima. O Ministério Público, no entanto, deixou Tortima de fora da denúncia apresentada nesta segunda.



Red; DN


Batalhão recebe 23 viaturas em Russas CE


A imagem pode conter: carro e atividades ao ar livre

O 1º batalhão da policia militar situado na região jaguaribana na cidade de Russas, recebeu hoje 25, o reforço de 23 viaturas, que serão distribuídas em 19 cidades que fazem parte da area do batalhão de Russas.

A cidade russana ficará com 3, Limoeiro do norte 5 e, Aracati 6, as demais serão distribuídas nas demais cidades.

Blog; Erivando Lima;


LIMOEIRO DO NORTE/CE) FURTO DE VEÍCULO (MOTOCICLETA


Domingo dia 24/06/2018 por volta das 03 h, no Bairro Bom Nome, Limoeiro do Norte-Ce, a vítima de nome Francisco Rubens do Nascimento, casado, agricultor, natural de Rodolfo Fernandes-Rn, residente no Bairro Bom Nome, Limoeiro do Norte-Ce; teve sua motocicleta subtraída, Moto Ronda 150 Bros, cor vermelha, ano 2009, placa H X H-1166; a vítima compareceu ao quartel por volta das 08 h informando que havia sido furtado a sua motocicleta, no horário acima citado; A RP 1134 composta pelos PM’S,  compareceu ao local e saíram em diligencia, a vítima foi enviada a D P C para ser feito os procedimentos legais.

Blog;

PALHANO - CE MORTE OCASIONADA POR INCENDIO


Domingo dia 24/06/2018, por volta das 15 h fomos informados que deu entrada no Hospital Municipal de Palhano/CE, vítima de queimaduras, a pessoa de BERNARDINO FERREIRA DA SILVA, natural de Palhano, Solteiro, Aposentado, Residente na localidade de Barbada, Zona Rural S/N (Palhano). Saliento que, segundo os seus familiares, a vítima já era acamada e fumava bastante, e na ocasião tentou acender um cigarro com um palito de fósforo que caiu aceso em cima do colchão onde ela estava deitada e ocasionou o incêndio. Ao perceber o incêndio, familiares apagaram o fogo com baldes d´água e socorreram a vítima para o hospital. No entanto, devido a gravidade dos ferimentos, a vítima veio a óbito, cabe destacar que compareceu no hospital para recolher o corpo o Rabecão V T R 7078 - Motorista Evaldo e o Ajudante Renato) e, foi ao local do incêndio para procedimentos de sua perícia, a Perícia Forense (V T R 7005 – com o Perito e Motorista.

Blog;

RUSSAS - CE ACIDENTE DE TRANSITO

Domingo dia 24/06/2018, por volta das 14 h 50 min, na CE 536, foi vitima de acidente de transito a pessoa de CLAUDIVAN SILVA DA ROCHA, natural de Russas, Profissão: Agricultor, residente na Travessa Vasco da Gama,Várzea Alegre, Russas). a vitima informa que trafegava em seu veiculo HONDA/N X R 150 BROS ES,  Placa: O C K 5896, 2011, Cor: PRETA, quando veio a colidir com um animal no meio da pista. A vitima foi socorrida pela equipe do SAMU com escoriações leves para o hospital da Cidade. A equipe do DEMUTRAN esteve no local prestando o devido apoio.

Blog;

PALHANO - CE ASSEDIO A MENOR DE IDADE


Domingo dia 24/06/2018, por volta das 13 h 40 min, fomos informados via 190 que a pessoa J. O. D. S., havia assediado a menor M. K.S.C. que mora com sua genitora. De imediato a CP 1571, foi à residência da menor, local onde ocorreu o fato, e conduziu o acusado e a menor acompanhada de sua mãe para a Delegacia de Russas. Apresentadas ao Delegado Plantonista, ao serem ouvidas as partes, a autoridade policial constatou que o assédio havia ocorrido na presença de outra menor, Delegado resolveu instaurar o Inquérito Policial por portaria com base no art. 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente em relação a segunda menor qualificada, visto não haver procedimento cabível em relação a primeira. 

Blog;

RUSSAS - CE LESÃO CORPORAL –


Domingo dia 24/06/2018, por volta das 14 h 30 min, deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a senhora Maria Aldairte da Silva Andrade Oliveira,  residente na Travessa Francisco Loureiro. A mesma deu entrada na unidade com uma lesão na cabeça que gerou um curativo com seis pontos. Segundo relatos da própria vitima, ela se envolveu em um briga na localidade de Pitombeira I, em um Bar , e que conhecia a agressora apenas de vista. A equipe C P 1 541 com os PMs, se deslocou ate o endereço da agressora, mais a mesma não foi localizada. A equipe esta em diligencias na região.

Blog;

A um mata-mata do acesso, Ferrão espera o adversário



Com o placar de 4 a 2 em cima do Altos/PI, no último sábado, o Ferroviário eliminou os piauienses das oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro e agora aguarda o seu próximo adversário. O Ferrão chegou no momento decisivo, no qual, se passar pelo próximo mata-mata, finalmente estará garantido o acesso à Série C do Brasileiro.

Edson Cariús marcou três gols e Mazinho um, para garantir a classificação do Ferroviário, quebrando uma invencibilidade de um ano e seis meses que o Altos não perdia no seu estádio, o Felipe Raulino.

Estão classificados até o momento, os seguintes clubes: Linense/SP, Manaus/AM, São José/RS, Ferroviário, Imperatriz/MA, Treze/PB e Caxias/RS. Falta um outro classificado, no confronto entre Campinense/PB x Brasiliense/DF, hoje, às 21h15 no Estádio Amigão. Nas quartas de final, os duelos obedecem ao seguinte critério: 1º x 8º; 2º x 7º, 3ºx 6º e 4ºx5º.

O técnico Marcelo Vilar disse que já esperava as dificuldades dessa etapa: "Eu havia alertado que os dois jogos contra o Altos seriam muito disputados e o resultado sairia nos 180 minutos. Nem nós encontraríamos moleza com o nosso jogo em casa, nem eles encontraram aqui no estádio deles. Chegamos aqui em Altos com uma proposta ofensiva, fizemos 2 a 0 e um terceiro gol mal anulado, mas confirmamos nos classificamos", disse o treinador coral.

Os mais prováveis para enfrentar o Ferrão nas quartas de final serão Manaus/AM, Brasiliense ou Campinense, mas a rodada se completa hoje.

"Graças a Deus pude acertar um chute maravilhoso e ajudar o Ferroviário a se classificar. Agora, é descansar e aguardar o próximo mata-mata", disse Mazinho. Ferrão retoma os treinos no dia de hoje para a fase seguinte.

Red; DN