-->

7 de novembro de 2019

CBF divulga tabela básica do Nordestão e marca Clássico-Rei para 1º de fevereiro

Com mando de campo do Leão, definido em sorteio, o Clássico-Rei será em um sábado, ainda sem horário definido
Em 2019, Vovô e Leão empataram em 1 a 1 em jogo pela 1ª Fase
Foto: THIAGO GADELHA

A tabela básica da 1ª Fase da Copa do Nordeste de 2020 foi definida pela CBF e divulgada nesta quarta-feira, 7, com as 8 rodadas previstas. A fase de grupos acontece de 21 de janeiro a 21 de março e a partida entre Ceará e Fortaleza está prevista para 1º de Fevereiro, pela 2ª rodada da competição.

Com mando de campo do Leão, definido em sorteio, o Clássico-Rei teve apenas a data definida, um sábado, mas ainda sem horário e local, mas deve acontecer no Castelão.


As estreias dos times cearenses acontecem no fim de janeiro. O Leão, atual campeão do Nordeste, estreia primeiro, no dia 25, contra o Vitória, fora de casa. Já o o Vovô, campeão invicto de 2015, recebe o Frei Paulistano/SE, no dia seguinte. 

A sequência de jogos Leão na 1ª Fase será: Vitória (fora), Ceará (casa), Santa Cruz (casa), Imperatriz (fora), Confiança (fora), CSA (casa), Náutico (fora), América/RN (casa)

Os oito jogos do Ceará na primeira fase serão, nesta ordem, contra: Frei Paulistano (casa), Fortaleza (fora), ABC (fora), Bahia (casa), Botafogo/PB (casa), River/PI (fora), Sport (casa) e CRB (fora).

Na 1ª fase da Copa do Nordeste, os clubes do Grupo A enfrentam os do Grupo B em jogos apenas de ida. Os quatro melhores de cada grupo avançam para a fase quarta-de-final.

Red; Dn


Por 6 votos a 5, STF proíbe prisão após condenação em 2ª instância

A decisão abre caminho para liberar cerca de 5.000 réus, segundo o CNJ, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba desde abril de 2018
o Último a votar no julgamento desta quinta-feira (7) foi o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que desempatou o placar e deu o sexto voto contra a execução da pena antes de esgotados todos os recursos do réu

Obs; Reporter Erivando Lima o Brasil estar de LUTO VERGONHA NACIONAL

Foto: Fellipe Sampaio/STF
Blog; Erivando Lima


Polícia Federal faz operação nas residências do ex-presidente do STJ

Polícia Federal também cumpre mandado de busca e apreensão em Fortaleza.
A Polícia Federal de São Paulo deflagrou na manhã desta quinta-feira (7) uma operação para investigar o pagamento de propina a agentes públicos para suspender e anular a operação Castelo de Areia. Entre os alvos em São Paulo estão a residência do ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ex-ministro Francisco Cesar Asfor Rocha, e o escritório da Camargo Côrrea.

A operação Appius, realizada em parceria com o Ministério Público Federal, ocorre após delação premiada do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci Filho. São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em São Paulo e Fortaleza.

A Castelo de Areia foi deflagrada em 2009 e apurava os crimes de fraude à licitação, corrupção, lavagem de dinheiro, dentre outros, praticados por representantes da construtora Camargo Corrêa e agentes políticos, para obtenção de contratos públicos.

Cezar Asfor Rocha, ex-presidente do STJ, suspendeu a ação ao aceitar um habeas corpus em janeiro de 2010. Na ocasião, ele determinou a suspensão dos processos criminais e investigações, até que fosse resolvida a questão sobre a origem das provas. Em 2011, a Castelo de Areia foi anulada pela 6º Turma do STJ.

A operação Castelo de Areia teve fatos revelados na operação Lava Jato, durante apuração de irregularidades na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

O inquérito policial apura os crimes de corrupção passiva e corrupção ativa, além dos crimes de lavagem e ocultação de ativos. A investigação está em segredo de Justiça.

Em tempo

PF foi flagrada nesta quinta-feira (7), em Fortaleza, em apartamento na Praia de Iracema que pertence, também, a Cesar Asfor.

Com informações do portal G1


Polícia do Tocantins mata mais dois bandidos que eram da quadrilha dos “Pipocas”

Os corpos foram encontrados na manhã de hoje (7) após mais um confronto na mata.
Mais dois bandidos cearenses, integrantes da “quadrilha dos Pipocas”, foram mortos pela Polícia Militar na região do Pequizeiro, na zona central do Interior do estado de Tocantins. A informação foi confirmada pela PM, em Palmas, na manhã desta quinta-feira (7). Os corpos dos criminosos foram encontrados no começo da manhã de hoje após mais um confronto armado entre os bandidos e a PM tocantinense, durante a madrugada.

O tiroteio entre os criminosos e policiais militares ocorreu no andamento das buscas aos ladrões que teriam explodido uma agência do Bradesco na cidade de Pequizeiro na última quinta-feira (31). No mesmo dia, o bando se envolveu em um acidente de trânsito ao tentar atacar um carro-forte na rodovia estadual TO-242, entre as cidades de Goianorte e Araguacema, a cerca de 289 quilômetros de Palmas, capital do estado.

Os corpos dos dois homens – ainda não identificados – foram localizados no começo da manhã junto com mais armas do bando, fuzis, e elevou para seis o número de bandidos mortos em três tiroteios desde o dia dos ataques ao banco e ao carro-forte na Região do Pequizeiro.

Quadrilha cearense

Na madrugada da última sexta-feira (1º), quatro integrantes da quadrilha dos “Pipocas” morreram na mesma região. Um policial militar, identificado como sargento Gama, integrante do batalhão de Rondas Táticas Motorizadas (Rotam), do Policiamento de Choque, também ficou ferido e morreu quando era levado por colegas de farda para o hospital mais próximo da área onde a quadrilha foi cercada.

Além do sargento Gama, morreram também no tiroteio os bandidos identificados como: Elineudo Oliveira Silva (“Neudo Pipoca”), Elineuton Oliveira Silva (irmãos), Ângelo Márcio Rodrigues e Paulo Sérgio de Oliveira. Todos eram naturais do Município de Quixadá, no Sertão Central do estado (a 154Km de Fortaleza).

(Fernando Ribeiro)


Senado aprova PEC que torna feminicídio e estupro crimes imprescritíveis e inafiançáveis


Projeto agora vai tramitar na Câmara dos Deputados.

O Senado aprovou hoje (6) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 75/2019, que modifica o Artigo 5º da Constituição para determinar que o feminicídio seja inafiançável e possa ser julgado a qualquer tempo, independentemente da data em que foi cometido. Além disso, a PEC também inclui o estupro no rol de crimes imprescritíveis e inafiançáveis. A medida já é válida para crimes de racismo.

A aprovação foi unânime, com 58 votos favoráveis em primeiro turno e 60 votos favoráveis em segundo turno, quando o quórum foi ligeiramente maior. Por ter sido originado no Senado, a PEC agora segue para análise da Câmara dos Deputados.

Cometido contra mulheres, o feminicídio é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero. Atualmente o tempo de prescrição para esse tipo de crime varia de acordo com o tempo da pena, que é diferente em cada caso.

A proposta, de autoria da senadora Rose de Freitas (Podemos-ES), recebeu parecer favorável do relator, Alessandro Vieira (Cidadania-SE). “É urgente. As mulheres continuam sendo vitimadas e, ao colocar na Constituição que o feminicídio será crime imprescritível, estamos garantindo o recado para o agressor. Este crime não será esquecido, a vítima não será abandonada e o Estado brasileiro tomará as providências adequadas”, disse Vieira.

Kátia Abreu (MDB-TO) destacou o caráter inafiançável do crime. “Pegam a fragilidade física das mulheres e fazem com que sejam espancadas até a morte. Não vai adiantar arrumar dinheiro com parente rico para o assassino sair da cadeia. O feminicídio será crime inafiançável. Não adianta a justiça demorar para julgar, porque esse crime não vai vencer”. (ABr)

Sobral 24 horas;
Blog; Erivando Lima


Réus da chacina do Benfica são condenados a penas que somadas totalizam 363 anos de prisão


Após uma longa sessão que lotou o salão principal do Tribunal do Júri, no Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza, a Justiça condenou os três réus apontados como envolvidos numa organização criminosa responsável pela chacina do Benfica, ocorrida em março de 2018. AS penas somadas chegam a 363 anos de prisão. Sete jovens foram mortos, a tiros, por conta de uma rivalidade entre facções. Dos três réus, dois foram condenados pelos assassinatos e o terceiro por participar da quadrilha, sendo inocentado dos assassinatos.


O réu Douglas Matias da Silva foi condenado a uma pena de 189 anos, quatro meses e 12 dias de prisão, pelos crimes de assassinato triplamente qualificado e participação em organização criminosa. Steferson Mateus Rodrigues recebeu uma condenação de 170 anos e oito meses de reclusão, além do pagamento de multa. Já o réu Francisco Elisson Chaves conseguiu provar que na data da chacina não estava em Fortaleza. Por conta disso, foi inocentado das mortes, mas condenado a quatro anos e 10 meses de prisão por participar da organização criminosa.

Os crimes ocorreram na noite de 9 de março do ano passado, ocasião em que sete jovens foram assassinados a tiros de pistola no bairro Benfica, na zona Central de Fortaleza. Os três primeiros foram baleados na Praça da Gentilândia. Os demais, em ruas próximas dali.

Segundo apuraram as investigações policiais, a chacina foi motivada pela rivalidade entre duas facções criminosas que atuam no Ceará, além de inimizades por conta de torcidas organizadas.

Assassinados

Sete jovens foram mortos, sendo identificados como: Os mortos na chacina foram: Bruno Araújo de Oliveira, 23 anos; Júlio Cpésar Clemente da Silva, 28 anos; Carlos Victor Menezes Barroso, 23; Pedro Braga Barroso Neto, 22; Joaquim Vieira de Lucena Neto, 22; Adenilton da Silva, 22 anos; e José Gilmar Furtado de Oliveira Neto, 33.

(Blog Fernando Ribeiro)


Câmara aprova em segundo turno PEC que cria a polícia penal

Segundo a proposta, policiais penais deverão atuar na segurança em estabelecimentos penais (penitenciárias e presídios).
O plenário da Câmara aprovou, em segundo turno, por 385 votos a 16, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que cria as polícias penais nas esferas federal, estadual e distrital. O primeiro turno foi aprovado no dia 9 de outubro, por 402 votos a 8.

Após a aprovação do texto-base, deputados aprovaram um destaque que excluiu do texto um trecho que abria possibilidade de outras atribuições poderem ser definidas por meio de lei específica de iniciativa do Executivo.

Com essa supressão, o texto precisa passar agora pela Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ). Depois volta ao plenário da Câmara, para então ir à promulgação. A matéria veio originalmente do Senado.

Segundo a proposta, policiais penais deverão atuar na segurança em estabelecimentos penais (penitenciárias e presídios). O texto define ainda que a polícia penal será incorporada ao rol dos órgãos de segurança definidos pela Constituição, como Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

No primeiro turno, a medida foi apoiada por partidos de direita e esquerda. “Os agentes penitenciários já têm porte de armas, já exercem a função da segurança. A mudança é uma maneira deles terem carreira regulamentada", disse o deputado Marcelo Freixo (PSOL), na primeira votação. Nesta quarta-feira, o PSOL liberou a bancada.

O Novo que tinha obstruído o primeiro turno, orientou contra. Segundo o líder, Marcel Van Hattem (Novo-RS). “Percebemos, entre os favoráveis da proposta, interesse muito grande em evitar futuras privatizações de presídio. Entendemos que é importante haver sim aqueles agentes que cuidam das penitenciárias, mas também é importante que haja uma parceria público-privada em muitas instituições desse tipo”, disse Van Hattem.

Agentes penais acompanharam a votação na galeria do plenário da Câmara.

Com informações do Estadão


Professor abusa de criança de quatro anos em creche da Vila União, em Sobral


Sobe para 17 o número de abuso sexual contra crianças em Sobral. Desta vez, foi um professor que abusou de uma criança de quatro anos na CEI Domingos Olímpio, na Vila União, na última terça-feira (5/11), A criança já identificou o agressor que passou as mãos em suas partes íntimas. Este é o 12º ocorrido dentro das dependências de uma escola. A última ocorrência tinha acontecido na creche do Grajaú contra uma criança de três anos.


A criança, nascida em 3 de agosto de 2015, portanto com 4 anos, sofreu abuso sexual dentro da CEI Domingos Olímpio. Segundo a garota, o predador sexual era um homem que a seguiu ao banheiro e lhe tocou “no pipiu e no bumbum. À noite do mesmo dia, a criança relatou o caso à mãe, que verificou vermelhidão na vagina inflamada da criança.

Na manhã seguinte, nesta quarta-feira (6/11), os pais – L. A. A e J. B. M -foram tomar satisfação com a diretora da creche, a professora Joelma. Segundo eles, a professora não confirmou o caso e se negou a identificar o homem apontado pela criança como abusador.

De lá, eles foram para a Delegacia Regional, onde foram orientados a buscar a Delegacia da Mulher. À reportagem do Sobral Post, um agente da delegacia não quis dar informação. “Só na sexta-feira”, disse sem querer se identificar.

O Conselho Tutelar recebeu a denúncia e entrou em contato com a diretora Joelma, de quem se exigiu um ofício comunicando o fato. Como as primeiras providências já foram tomadas (B.O. na delegacia e encaminhamento ao Creas), cabe agora ao Conselho encaminhar ao Ministério Público. O caso está com o conselheiro Adail Alves, que não atendeu às ligações telefônicas.

COINCIDÊNCIAS

A equipe do Sobral Post foi à creche, no final da tarde, mas não encontrou a diretora. Falou com os vigilantes e moradores do entorno, que não souberam informar. No entanto, deram conta de movimentação policial em frente à escola, com a presença de algumas viaturas.

Por coincidência, a criança de três anos que foi abusada na creche do Grajaú, havia sido transferida para esta creche da Vila União, onde ocorreu o outro caso. A mãe dela, Fabrícia do Carmo, soube do caso e se dirigiu a escola para se informar. Falou com a coordenadora, cujo nome não se recorda, que disse não saber de nada. “Perdi a confiança nas escolas, só levo minha filha para creche depois que tudo for esclarecido, e o criminoso for afastado”, disse.

Fabrícia do Carmo, ainda revoltada e pedindo Justiça, não concorda com a atitude da família, que não quis muita divulgação (por isso, o jornal optou por usar apenas as iniciais). “Temos que divulgar, para que o caso não seja abafado, para que o agressor pague pelos seus erros, para que nossas crianças não corram o risco de novos abusos”, desabafou.

Sobral 24 horas
Blog; Erivando Lima


Russas CE plantão polcial


RUSSAS ROUBO A PESSOA

Durante a madrugada de hoje no Bairro Catumbela em Russas, um indivíduo armado praticou um assalto contra um mototaxista, onde roubou documentos, dinheiro e uma Moto FAN150, preta, placa NVC-3364. Diligencias foram realizadas, mas até o momento o indivíduo não foi localizado. 

JAGUARIBE PRISÃO POR INTORPECENTES

Por volta das 22h, no centro da cidade Jaguaribe, GILENO FERNANDES DE SOUZA, foi abordado pela polícia onde estava com drogas, em seguida foi conduzido para DPC local para os procedimentos legais. 

PM CE
Blog; Erivando Lima