-->

18 de outubro de 2016

PM sozinho e de folga persegue, troca tiros e prende casal suspeito de matar comerciante português durante assalto

Menos de 24 horas depois do crime de latrocínio que vitimou um comerciante português, no bairro Montese, um policial militar, de folga e sozinho, acabou por prender suspeitos de serem os assassinos. Na manhã de hoje, um sargento PM Oliveira perseguiu e trocou tiros com o casal entre os bairros Conjunto Esperança e Aracapé, na zona Sul da Capital.

Depois do tiroteio os acusados tentaram ainda se evadir, mas acabaram cercados no quintal de uma residência. Os dois suspeitos foram presos ainda com uma arma de fogo que  pode ser a mesma utilizada no assalto que terminou a morte do comerciante português Nuno Antônio Portugal Torres, 39 anos. O crime foi filmado pelas câmeras da loja da vítima, localizada na Rua Euzébio de Queirós.

Era por volta de 15h30 de ontem, quando o casal entrou na loja do português para, supostamente, comprar relógios importados que a vítima vendia. Em meio à venda, o homem sacou um revólver e ao tentar render Nuno, este reagiu. Em meio à luta corporal, o assaltante disparou vários tiros, matando o estrangeiro. Dois funcionários da loja ainda tentaram intervir mas foram ameaçados de morte e um deles levou um tiro no pé.

O casal fugiu levando os produtos da loja.

Os acusados estão sendo levados neste momento para a DHPP

Bandas investigadas em operação não declaravam valores reais de cachês dos shows à Receita

Empresa A3 Entretenimentos, localizada no bairro Passaré, foi alvo de mandados de busca e apreensão ( Foto: Natinho Rodrigues )
As bandas de forró que estão sendo investigadas na Operação "For All" não declaravam os cachês dos shows por inteiro no Imposto de Renda, segundo a Receita Federal e a Polícia Federal, que concederam coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (18), na sede da PF em Fortaleza.

De acordo com os órgãos, apenas 20% a 50% dos cachês eram declarados, por se tratar da parcela que era depositada na conta das empresas. A outra parte, que pode chegar a 80% do valor real, era paga em dinheiro em espécie às bandas, antes delas subirem ao palco.

A sonegação fiscal foi descoberta a partir da diferença entre o valor declarado pelas bandas e o cachê pago em shows que tinham prefeituras municipais como contratantes, já que estas discriminavam o valor real em documentos oficiais. Informações sobre o cachê das bandas fornecidas pela imprensa também colaboraram para a investigação.

"O que causou estranheza é o que é divulgado e o que efetivamente vai para o papel, para a declaração. Quando você cruza a quantidade de shows que é realizada por ano com o valor que eles cobram por cachê, a gente vê que é totalmente díspare do que eles informam oficialmente à Receita Federal. É uma diferença enorme", afirmou a delegada da Polícia Federal que conduziu a operação por dois anos, Doralucia Oliveira de Souza.

Maioria do lucro estava em 'mundo clandestino', segundo a Receita Federal

Além dos cachês dos shows, outros valores também eram omitidos pelas bandas de forró e pela empresa que controla esses grupos. A reportagem apurou que a A3 Entretenimento é a empresa investigada nessa primeira fase da operação e que Aviões do Forró e Solteirões do Forró são duas das quatro bandas envolvidas no esquema fraudulento.

"Existem dois caminhos. Um mundo oficial e um mundo clandestino, subterrâneo. A parte formal dessas empresas representa em torno de 20% do que efetivamente circulava de dinheiro. A grande parte dos recursos circulava em espécie, e isso demonstra claramente a tentativa de se evadir da tributação, o que apresenta indícios de lavagem de dinheiro", reforçou o Auditor Fiscal e Superintendente da Receita Federal no Ceará, Piauí e Maranhão, João Batista Barros.


Segundo Doralucia Souza, a operação "For All" continuará e irá abranger outras empresas e outras bandas no Ceará.

Diário do Nordeste

Correios de Pedra Branca é arrombado e bandidos levam todo dinheiro do cofre

Bandidos arrombaram uma porta dos fundos da agência para entrar no local sem serem percebidos (Foto: Google)
A agência dos Correios deste Município do Sertão Central, situada na rua Augusto Vieira Torres, no Centro, foi arrombada e teve o cofre violado. A Polícia informou que o fato foi percebido na manhã da última segunda-feira (17) quando uma funcionária chegava ao local para trabalhar. Não é possível afirmar quando teria acontecido a ação.

A funcionária, que não teve o nome divulgado por questões de segurança, acionou as equipes do destacamento da cidade, depois de perceber que as luzes do loca estavam apagadas e que uma porta, que fica na parte dos fundos do prédio, estava arrombada. A mulher foi até a sala onde fica o cofre e contatou que o equipamento havia sido violado.

De acordo com a Polícia o cofre pode ter sido violado com um pé de cabra. Todo o dinheiro que estava guardado foi levado. A principal suspeita é que a ação tenha acontecido no último final de semana, quando ocorreu uma festa na praça do centro. A Polícia acredita que os bandidos tenham se aproveitado do barulho para não serem ouvidos durante a ação de invasão ao estabelecimento.

A Polícia ainda informou que realizou diligência para localizar e prender algum suspeito mas, até a manhã desta terça-feira (18) ninguém havia sido preso.

Agência já foi alvo

Em dezembro do ano passado a família da gerente da agência de Pedra Branca foi sequestrada e feita de refém. A mulher foi levada por bandidos até o prédio no início da manhã, e obrigada a abrir o cofre e entregar toda a quantia aos bandidos.

Reportagem

No mês passado o Diário do Nordeste mostrou o drama vivido por moradores de municípios onde as agências dos Correios são alvo de ações criminosas e obrigadas a fechar em seguida, para a apuração técnica dos crimes. Sem os serviços, os moradores relatam ficar com prejuízos.

Diário do Nordeste

Vocalistas do 'Aviões' e empresários da A3 são conduzidos pela PF

Após operação deflagrada na manhã desta terça-feira (18), a Polícia Federal (PF) apreendeu cerca de R$ 600 mil em empresas ligadas ao grupo A3 Entretenimento, investigada por fraudes no Imposto de Renda. Ligados ao grupo, empresários e sócios da banda Aviões do Forró foram conduzidos para prestar esclarecimentos à Polícia nesta manhã. Acredita-se que pelo menos R$ 500 milhões tenham sido sonegados à Receita Federal.

De acordo com informações da PF, divulgadas em coletiva, cerca de 26 empresas ligadas e um total de quatro bandas de Forró do grupo estariam envolvidas no esquema. As bandas Aviões do Forró e Solteirões do Forró são duas delas. A Polícia também estipula que cerca de R$ 120 milhões tenham sido sonegados apenas pelas bandas de forró. Ao todo, a 'Operação For All', como foi denominada, 32 mandados de condução coercitiva e 44 de busca e apreensão em três cidades: Fortaleza e Russas, no Ceará, e em Souza, na Paraíba.

Além do cumprimento dos mandados pessoas ligadas ao grupo empresarial tiveram imóveis e veículos bloqueados, após determinação da Justiça. Os indícios são de que  os integrantes estariam fornecendo dados falsos ou omitindo dados relevantes em suas declarações de Imposto de Renda de Pessoas Físicas e Jurídicas. Também existem suspeitas de possível lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e associação criminosa.

Bloqueios

Ao todo, foram 163 imóveis bloqueados, 38 veículos de Pessoas Físicas e outros 31 de Pessoas Jurídicas. A Polícia Federal ainda não divulgou todos os nomes das bandas envolvidas no caso.


Mais informações em instantes.

Portaria autoriza pagamento do Garantia Safra a 25 municípios cearenses

A portaria da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAFDA) de  nº 64, publicada no último dia 14, autoriza o pagamento do Garantia Safra a 25 municípios cearenses, são eles: Abaiara, Acaraú, Arneiroz, Aurora, Bela Cruz, Caridade, Catunda, Cedro, Granjeiro, Independência, Ipaumirim, Ipu, Itatira, Jaguaretama, Lavras da Mangabeira, Madalena, Orós, Pacujá, Pires Ferreira, Potengi, Potiretama, Quixadá, Santa Quitéria, Umari e Várzea Alegre.

O pagamento ocorrerá de acordo com o calendário da Caixa Econômica Federal (CEF). Somando com a folha anterior, o Ceará tem atualmente 98 municípios com 116.703 agricultores recebendo o benefício. Outros 72 municípios municípios cearenses estão em processo de análise na Coordenação Nacional do Garantia Safra.

Aprece

Comissão aprova piso de R$ 1.567 para professores de escolas particulares

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou  proposta que estabelece um piso salarial de R$ 1.567 para professores da educação básica de escolas particulares com formação em nível médio.

O piso está previsto no Projeto de Lei 5223/13, deputado Lincoln Portela (PR-MG), e se refere a uma jornada de 40 horas semanais. Ele argumenta que a Constituição Federal garante a todo trabalhador brasileiro o direito a “piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho”.

Portela lembra também que professores da rede pública já contam com um piso salarial desde 2008, conforme a Lei 11.738.

Em 2013, quando o projeto foi apresentado, o valor do piso era de R$ 1.567 e foi usado por Portela para definir o piso para o setor privado. Atualmente, o piso salarial dos professores da rede pública é de R$ 2.135,64 para 40 horas semanais.

Salário igual

Relatora na comissão, a deputada Flávia Morais (PDT-GO) considerou justo estender a mesma remuneração ao professor das escolas privadas, que exercem, em seu dia a dia, as mesmas atividades que os da rede pública de ensino.

“Atendendo, assim, a um dos princípios básicos que regem o direito do trabalho, o direito a salário igual por trabalho igual, votamos pela aprovação do projeto”, disse.

A proposta de Portela prevê reajuste do salário pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) dos doze meses anteriores.

Tramitação

O projeto será analisado, em caráter conclusivo, pelas comissões Educação; e de Constituição e Justiça e Cidadania.

Ricardo Torres - RT NEWS

Homem é vítima de tentativa de homicídio em Beberibe (CE)

Um homem de 55 anos foi vítima de tentativa de homicídio na manhã desta segunda-feira (17), na localidade do Sítio Correa/Paripueba, zona rural de Beberibe (CE). O crime aconteceu na residência da vítima. De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima disse que estava sentado na calçada quando os acusados chegaram por trás de um muro, tendo disparado duas vezes contra ele.

Segundo informações do filho da vítima repassadas a PM, um homem identificado por Israel teria efetuado dois disparos de arma de fogo contra seu pai, tendo a arma falhado no momento dos disparos. À vítima percebendo a ação do criminoso, pegou um facão e saiu em perseguição ao meliante. Ao retornar para casa foi surpreendido novamente, agora por Israel e um comparsa de nome Gean vulgo 'sujim', que veio a novamente disparar duas vezes contra a vítima, acertando um disparo no tórax, e outro abaixo do olho direito, logo em seguida apreendendo fuga de imediato.

A vítima foi socorrida por populares ao hospital de Quixeré, onde recebeu atendimentos médicos e foi transferida para o IJF em Fortaleza, em estado grave.  A Polícia foi acionada para a ocorrência, e segue realizando rondas no intuito de localizar e prender os acusados.

Com Informações do 1ºBPM

Policial Civil e três suspeitos baleados durante troca de tiros na Capital

O tiroteio assustou as pessoas que estavam na rua. Houve correria no local. Foi grande a movimentação de policiai civis e militares ( FOTO: NATINHO RODRIGUES )
Um policial civil aposentado e três suspeitos ficaram feridos em uma troca de tiros, durante a tentativa de assalto do tipo 'chegadinha' bancária na agência do Banco do Brasil localizada na Avenida Ministro Albuquerque Lima, no Conjunto Ceará, em Fortaleza. Quatro homens foram presos acusados do crime.

De acordo com a Polícia, o grupo chegou à agência em dois veículos e tentou abordar a vítima, que adentrava ao banco para realizar um depósito bancário. O policial civil aposentado reagiu e teve início um tiroteio.

O inspetor aposentado ficou ferido na perna e foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Conjunto Ceará, mas não corre risco de morrer por conta do ferimento.

Dois dos suspeitos fugiram em um veículo Ford EcoSport, que depois foi abandonado, com marcas de tiro e de sangue, na Rua Bias Mendes, bairro Bonsucesso. Ferida, a dupla foi recolhida por uma Volkswagen Kombi e deixada no 'Frotinha' da Parangaba. Maicon Félix do Nascimento e Gabriel Silva Ferreira, conhecido por 'Gordinho', receberam voz de prisão dentro da unidade de saúde.

Os outros dois suspeitos empreenderam fuga em um veículo Chevrolet Onix e o abandonaram na Rua 864, para tentar despistar a Polícia, roubando em seguida um Chevrolet Classic. Na posse do veículo, eles se envolveram em um acidente e tentaram continuar a fuga a pé, pela Avenida I. Um dos assaltantes foi atingido por um tiro no rosto face e foi levado com urgência por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Instituto Doutor José Frota. Outro, identificado como Francisco de Assis Lima Pereira, 24, foi preso e conduzido ao 12º DP (Conjunto Ceará).

A Polícia encontrou armas de grosso calibre que foram utilizadas pelo bando. Foram apreendidos uma metralhadora caseira 380, uma escopeta, uma pistola 9mm e um revólver calibre 38.

A Polícia não confirmou o estado de saúde dos suspeitos baleados na ação.

Diário do Nordeste

Estado tem 30 prefeituras com denúncias de desmonte

O Tribunal de Contas do Estado (TCM) e o Ministério Público Estadual do Ceará (MPCE) reuniram ontem 73 prefeitos de vários municípios do Interior para alertar sobre danos administrativos durante a transição ( FOTO: REINALDO JORGE )
A Ouvidoria do Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM) recebeu cerca de 30 denúncias referentes a desmonte de prefeituras durante o processo eleitoral deste ano. Passado o primeiro turno da eleição, o presidente do TCM, conselheiro Francisco de Paula Rocha Aguiar, explica que nem todas as acusações se materializam, mas ressalta que o Tribunal segue apurando as supostas irregularidades, em conjunto com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Ontem, técnicos do TCM e promotores de Justiça do MP vistoriavam seis municípios onde há queixa de desmonte.

Paralelo a atividades de fiscalização executadas nas seis localidades, ontem, um evento que tinha como público-alvo os gestores dos municípios ocorreu na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Fortaleza. O encontro, organizado pelo MP-CE e pelo TCM, contou com a presença de 73 prefeitos. Na ocasião, foram reforçadas as orientações contra as práticas que provocam danos administrativos no período de transição entre as gestões.

O presidente do TCM, conselheiro Francisco de Paula Rocha Aguiar, reforçou que a legislação "é muito rígida para o último ano da administração municipal", o que segundo ele, resulta em "muitas proibições". Aliado a este endurecimento, a redução das receitas das cidades também é vista, segundo o conselheiro, como motivo de alerta, já que pode gerar mais dificuldade no cumprimento das exigências legais por parte dos prefeitos neste momento específico.

Apuração

O conselheiro explica que nem todas as denúncias de práticas irregulares protagonizadas por gestores que não conseguiram a reeleição ou a eleição dos seus sucessores - enviadas ao Tribunal - têm se efetivado no decorrer da apuração. Francisco reforça que "o TCM tem ferramentas virtuais avançadas" e é possível "saber exatamente o que está ocorrendo no município em tempo real ou dependendo da população, no máximo em 24h".

O TCM tem conhecimento do perfil dos administradores municipais desde que os mesmos iniciaram os mandatos em 2013, acrescentou o presidente. Este fato, explica, favorece o acompanhamento e a apuração das acusações contras os gestores.

De acordo com procurador-geral de Justiça Plácido Barroso Rios, diante da impossibilidade de focar nos 184 municípios, o MP-CE "se ateve àqueles onde já foi identificada a possibilidade maior de ocorrer irregularidades". Esta cidades já estavam sendo monitoradas pelos órgãos de controle externo, informa o procurador, por já "terem atividades suspeitas e históricos de ações reiteradas nesse sentido".

Segundo Plácido, irregularidades de todas as ordens estão sendo apuradas e vão desde a apropriação do mobiliário da Prefeitura até a demissão de servidores. As consequências para os autores das irregularidades, explica, se dão no aspecto cível, com atos de improbidade administrativa, caso seja configurado desvio de patrimônio ou de recursos, e na área criminal.

As ações para evitar os desmontes também são enfatizadas pelo presidente da Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), Expedito José, prefeito de Piquet Carneiro. O gestor ressalta ainda as dificuldades financeiras enfrentadas pelos municípios e diz que "resta esperar que venha alguma ação financeira da União, algum dinheiro a mais para que facilite aos gestores entregar as prefeituras sanadas".

Juazeiro do Norte

Questionado sobre em quais municípios as fiscalizações presenciais ocorreram ontem, Plácido Barroso Rios, revelou apenas que Juazeiro do Norte é uma das localidades vistoriadas. "Em breve, divulgaremos as outras", diz.

Presente no evento, o atual prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macêdo - que desistiu de concorrer no último pleito municipal - disse apenas que "está convicto que cumpriu sua missão e o tempo vai dizer se ele tinha razão ou não".

SAIBA MAIS

Obrigações dos prefeitos:

1.Cumprir as metas fiscais;

2.Preservar o patrimônio público, incluindo os documentos;

3.Manter os registros contábeis atualizados e íntegros;

4.Garantir o pagamento de pessoal;

5. Atualizar os inventários;

6.Não realizar operações de crédito por antecipação de receita orçamentária;

7. Limitar as despesas que possam resultar em restos a pagar.

Diário do Nordeste