-->

7 de dezembro de 2015

Acidente com vítima fatal em Flores


Acidente com vítima fatal na CE que liga Flores à Limoeiro do Norte , próximo ao Arraial. Colisão entre duas motos, segundo informações, duas pessoas vieram a óbito no local, e um ficou gravemente ferido. 
Sem mais detalhes.




Detran/CE concede perdão de dívidas com multas até R$ 1 mil


O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran/CE) concede perdão (remissão) da dívida de multas aplicadas pelo órgão no valor de até R$ 1 mil relativos aos anos de 2010, 2011, 2012 e 2013, por pessoa física.

Para obter o benefício, que consta na Lei Estadual 15.838/15, de 27 de julho de 2015, o interessado deverá comparecer à sede do Detran, na Avenida Godofredo Maciel, 2900, Bairro Maraponga, em Fortaleza.

O interessado também poderá acessar o site, impreterivelmente até o dia 30 de dezembro de 2015. O valor que ultrapassar R$ 1 mil pode ser parcelado.

Tribuna do Ceará

Medicamentos podem ficar até 20% mais caros com perda de descontos


O preço dos medicamentos pode ficar até 20% mais caro para o consumidor neste final de ano. Após o governo ter autorizado reajuste médio de 5,68% em abril, os preços agora sobem porque os fabricantes vêm, reduzindo os descontos que ofereciam às farmácias.//

Segundo fabricantes, a alta do dólar pressiona os custos de produção, então os descontos são cortados para manter as margens de lucro. Em levantamento informal feito em farmácias, O GLOBO encontrou descontos de 15% a 30% em medicamentos genéricos de uso contínuo, como a Atovarstatina, usada para baixar o nível de colesterol.

Para o cliente que leva mais de três caixas do medicamento, o desconto sobe para 40%.

Ceará News

Maioria dos governadores é contra o impeachment da presidente Dilma


Levantamento realizado pela Folha de S. Paulo mostra que entre os 27 governadores, pelo menos 15 são contrários à abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, nove preferem não se manifestar de modo incisivo e apenas um é favorável ao afastamento da presidente: Pedro Taques (PSDB) do Mato Grosso. Outros dois (RO e RR) não responderam ao jornal.

Para ampliar essa base de apoio, Dilma irá se reunir nesta semana com os governadores em Brasília. A presidente já havia ensaiado uma aproximação com governadores em setembro, quando procurava apoio para a recriação da CPMF.

Carta de apoio

Na última quinta-feira (3), governadores dos nove estados do Nordeste divulgaram nota condenando a iniciativa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em dar andamento a um dos pedidos de impeachment protocolados na Casa contra a presidente Dilma Rousseff. Para os governadores, representantes de cinco partidos, Cunha reagiu com motivação pessoal à decisão da bancada do PT na Câmara e, com sua atitude, acentua um “indesejado retrocesso institucional”.

Veja abaixo quadro de apoio publicado na Folha de S. Paulo:

Ceará News

Traficantes de drogas expulsam mãe e filhas de casa no Vila Velha


Com as mãos trêmulas, a mulher de 33 anos, cujo nome será preservado pelo O POVO, contou ontem como foi expulsa por traficantes do bairro Vila Velha e passou dois dias dormindo em quintais de pessoas que a acolheram em bairros vizinhos. 

No 34º Distrito Policial, a empregada doméstica, mãe de três meninas e um adolescente, lembrou que se viu desesperada após o envolvimento do filho de 17 anos em um roubo. Os traficantes da área deram ao adolescente uma arma e uma moto para que ele fizesse um assalto. O jovem aceitou a proposta e, após o crime, foi apreendido junto com o material. Os filhos são criados sem ajuda do pai, que, após a separação, parou de ajudar a família.

Segundo a vítima, após um ano, os traficantes descobriram que o rapaz está próximo de ter liberdade. Na última sexta-feira, 4, ela disse, foram até a residência dela e afirmaram que a família deveria ir embora caso não pagasse pela moto e a arma. A mãe questionou o fato de os traficantes terem envolvido o filho em um roubo e foi jurada de morte por “falar demais”.

A mulher, nascida do interior do Estado, não é alfabetizada, não tem eletricidade em casa por falta de dinheiro e não teria como pagar os traficantes. Com muita dificuldade, ela disse, paga a mensalidade da residência do projeto Minha Casa Minha Vida: R$ 25.

Depois de deixar as filhas de 12, 14 e 15 anos em casas de conhecidos, ela ficou nos quintais. “Os vizinhos tinham medo de me receber”. Na tarde de ontem, a mulher procurou a delegacia, no Centro, onde encontrou o inspetor Marcos Cavalcante, que a levou de volta à residência com o apoio da Unidade Tática Operacional, da Polícia Civil, que conseguiu retirar os poucos pertences da família. A noite de ontem a mulher e as filhas passaram em um abrigo.

“Todos os dias eles vão lá de madrugada olhar se a gente está na casa. Por mais humilde que eu seja, mas é muito bom a gente ter a casa da gente”, lamentou. Segundo o inspetor, as investigações serão aprofundadas para que os responsáveis pelas ameaças sejam presos.

O Povo Online

Acidente de trânsito na BR-116 com vítima fatal de Russas


Acidente de trânsito com vítima fatal na br 116, km-151, entrada de Jaguaruana, a vítima era Ozimar Alves de Oliveira Filho, 25 anos, natural de Russas, filho do seu Ozimar do INSS. O mesmo trafegava em sua moto BROS de placa NVC-0208 sentido Palhano/Russas quando cochilou e veio a colidir de frente com uma carreta de placas ASC-9767 / LZV-3606 vindo à óbito no local do acidente.


Acidente de trânsito na Av. Dom Lino em Russas


Neste Domingo, 06, por volta das 23h20min, na Avenida Dom Lino, cruzamento com a avenida Governador Raul Barbosa, ocorreu um acidente de trânsito envolvendo o veículo fiat Palio de cor preta, ano 2006, de placa HYM-0268, em nome de JOSÉ RIBAMAR DE MELO, e que era conduzido, segundo populares por um menor que se evadiu e abandonou o carro; e a moto Honda CG 150 Titan de cro azul, ano 2007, de placa HYD-5352, que era conduzida por JOSÉ DE SOUSA ARAUJO, 31 anos, solteiro, mototaxista,. PM compareceu no local e adotou as medidas cabíveis. 

Com Informações do 1ºBPM



Detalhes do homicídio acontecido na noite de ontem na cidade de Russas



Neste Domingo, 06,  por volta das 19h10min, na Avenida Gonçalves, 752, Russas-CE, mais precisamente no bar do Ednilson. Foi vítima de homicídio a bala MICHAEL DENISON ANDRADE PEREIRA, 21 anos, solteiro, natural de Fortaleza, residente na rua Padre Estevão, Russas-CE. Que no local ninguém informou nada sobre os autores do ilícito. Vale Informar que depois que foi feito o isolamento do local de crime, populares entregaram aos policiais 13 capsulas de pistola calibre 380.  Após homicídio ocorrido no interior do seu bar, conforme radiograma 023/15, Ednilson, com a ajuda de uma outra pessoa (não identificada), haveria arrastado o corpo da vitima para o outro lado da rua. PM realizaram a prisão e conduziram EDNILSON à DRPC para os devidos procedimentos.

Com Informações do 1ºBPM

Vereador de Iguatu é preso por dirigir com sintomas de embriaguez


O vereador de Iguatu Joaquim Ribeiro, conhecido por “Joaquim do Pezão”, foi preso na manhã deste domingo acusado de dirigir embriagado. Ao ser abordado pela polícia, o vereador se negou a fazer o teste do bafômetro. Joaquim Ribeiro foi levado para a delegacia Regional de Iguatu. Ele pode ser solto se pagar fiança no valor de R$ 2.500,00.

Blog do Roberto Moreira

Nicolás Maduro reconhece derrota nas eleições legislativas


O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, reconheceu a derrota da sua formação política, o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), pela primeira vez em 16 anos, nas eleições legislativas desse domingo (6).

“Vimos com a nossa moral, com a nossa ética, reconhecer estes resultados adversos, aceitá-los e dizer à Venezuela que a Constituição e a democracia triunfaram”, afirmou, em declaração divulgada pela televisão, pouco depois do anúncio oficial do resultado, que dá maioria parlamentar de dois terços à oposição.

"Foi um dia longo, com grande jornada de participação, em que quase 75% dos eleitores expressaram o seu voto", disse Maduro. Ele destacou que se trata da 20ª eleição, "de um ciclo profundo de democracia" na Venezuela.

"Sempre temos sabido reconhecer os resultados, em todas as circunstâncias", acrescentou, afirmando que as forças 'chavistas' sempre confiaram no sistema eleitoral do país.

Maduro atribuiu o resultado à "guerra econômica" contra o governo venezuelano.

"Na Venezuela não triunfou a oposição", triunfou "um plano contrarrevolucionário para desmantelar o Estado social-democrático de justiça e de direitos", destacou.

Ele disse ainda que os resultados são vistos pelos socialistas "como uma bofetada para acordar" e apelou aos venezuelanos que os reconheçam pacificamente.

Agência Brasil

Partidos têm até 14h desta segunda-feira para indicar comissão do impeachment


Com reunião de instalação marcada para 18h de amanhã no plenário da Câmara dos Deputados, os partidos da base aliada e da oposição têm até as 14h desta segunda-feira (7) para definir os parlamentares que integrarão a comissão especial que analisará o pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff e vai elaborar um parecer sobre a denúncia por crime de responsabilidade, aceita na semana passada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

O PT confirmou que o líder do partido na Câmara, Sibá Machado (AC) e o líder do governo, José Guimarães (CE), integrarão a comissão. Sozinho, o partido tem direito a oito assentos e ao mesmo número de suplentes. O PT informou que os nomes restantes serão escolhidos na reunião de bancada do partido, na manhã desta segunda-feira.

O PMDB, partido do vice-presidente Michel Temer, e também de Eduardo Cunha, que deflagrou o processo de impeachment, terá o mesmo número de assentos que o PT. Segundo a assessoria de Leonardo Picciani (RJ), líder da sigla na Câmara, o deputado só divulgará os nomes para a comissão especial após terminar a lista. Ele próprio ainda não decidiu se integrará o grupo.

A reportagem da Agência Brasil não conseguiu contato com Carlos Sampaio, líder do PSDB, que terá seis vagas. Já no caso do DEM, partido de oposição com direito a dois assentos mais os suplentes, também não está decidido se o líder da legenda na Câmara, Mendonça Filho (PE), integrará a comissão especial. “Ele não definiu se vai, ou se vai indicar outra pessoa”, disse a assessora de imprensa do deputado. Segundo ela, o partido deve tomar a decisão amanhã cedo, provavelmente após reunir a bancada.

Ao todo, a comissão terá 65 membros, distribuídos conforme a representatividade de cada partido no Congresso. De acordo com o regimento interno da Casa, deve haver pelo menos um membro de cada partido. Além do DEM, PRB, SD, PSC, PDT e PROS terão duas vagas cada. PP, PSD, PR e PSD terão, cada um, quatro vagas e o PTB, três. As bancadas do PHS, PTN, PMN, PEN, PCdoB, PPS, PV, SOL, PTC, PTdoB, Rede e PMD, terão, cada uma, um representante na comissão.

Agência Brasil

Jogador sai do banco, leva o São Paulo à Libertadores e derruba o Goiás


O São Paulo tem um novo mito. Se neste domingo Rogério Ceni disse adeus à carreira de 25 anos, o Tricolor foi salvo pelo xará do goleiro-artilheiro. O atacante Rogério saiu do banco de reservas após suar para se recuperar de lesão na coxa direita e marcou um golaço para sacramentar a vitória por 1 a 0 sobre o Goiás no Serra Dourada. O resultado levou o time paulista à próxima edição da Copa Libertadores da América e rebaixou o Esmeraldino após três anos na elite.

Os mais de 30 mil torcedores presentes no Serra Dourada pareciam todos engasgados, sem forças para cantar. Os são-paulinos, mesmo que em situação mais confortável, engoliam seco a cada susto provocado por sua desentrosada linha defensiva. O Goiás, atrapalhado pelas próprias limitações, avançava e errava demais. A fragilidade técnico da partida fica evidenciada pelo fato de que a primeira chance real de gol saiu aos 39 minutos, quando Thiago Mendes tabelou com Alan Kardec e parou em grande defesa do goleiro Renan.

A formação praticada por Milton Cruz neste domingo é um esboço do que restará ao São Paulo na próxima temporada. Com Rogério Ceni e Luis Fabiano na tribuna e Alexandre Pato no banco - todos sairão para 2016 -, o Tricolor foi um time modesto em campo, dependente do esforço elogiável de Hudson para uma forte marcação e nos lampejos de Thiago e Kardec na frente. Já Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos participaram muito pouco da partida e arrancaram xingamentos da torcida que compareceu ao Serra Dourada.

No segundo tempo, com os resultados de Figueirense e Avaí, a queda do Goiás foi sendo concretizada. O silêncio da torcida deu lugar a ameaças e os militares da tropa de choque cercaram todo o gramado com cães, armas de fogo e cassetetes. A tensão também pairou sobre a tribuna destinada à diretoria do São Paulo. Torcedores sem camisa grudaram em grade próxima ao local e cobraram a saída do vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro.

O terror técnico persistiu, e os tricolores cada vez mais se distanciavam em campo. Cada atleta era uma ilha no extenso gramado do Serra e nas próprias vaidades. Os sempre criticados Reinaldo e Lucão faziam jogo impecável, enquanto as fontes de habilidade do time eram nulas. A primeira alteração, feita após os 30 minutos, irritou a torcida. Wesley entrou no lugar de Bruno, comprovando a intenção de somente gastar tempo e assegurar o empate suficiente para permanecer na quarta colocação.

Em Goiânia, o São Paulo foi espelho de todo seu ano turbulento. Decisões erradas de Milton como se fora os cabeças da gestão Carlos Miguel Aidar: sacar Thiago para a entrada de Lyanco, causando recuo exagerado da equipe, é apenas um exemplo. Mas como disse Luis Fabiano na semana passada, o interino costuma ter sorte e a vaga na Libertadores saiu. 

O interino chamou Rogério aos 43 minutos do segundo tempo e viu o talismã driblar a marcação na ponta esquerda e acertar o chute da salvação no ângulo de Renan. Festa são-paulina nas arquibancadas, em campo e na tribuna da diretoria, com olhos marejados do presidente Leco. Choro também dos esmeraldinos, que mantiveram a tensão no Serra Dourada com bombas e ameaças de confronto com a polícia e os são-paulinos. Que venha 2016!

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 X 1 SÃO PAULO

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data/Hora: 6/12/15, às 17h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeirto (MG) 
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Pablo Almeida da Costa (MG) 
Público pagantel/Renda: 34.284 pessoas/ R$ 329.310,00
Cartões amarelos:  Liniker, David e Alex Alves (Goiás); Ganso (SPFC)
Gols: Rogério (0-1), aos 47'2ºT.

GOIÁS: Renan, Gimenez (Arthur 38'2ºT), Alex Alves, Fred e Rafael Forster; Patrick, David, William Kozlowski (Juan 43'2ºT) e Liniker (Carlos Eduardo 17'2ºT); Erik e Bruno Henrique. Técnico: Pachequinho.

SÃO PAULO: Denis; Bruno (Wesley 33'2ºT), Lucão, Edson Silva e Renaildo; Hudson, PH Ganso e Carlinhos; Thiago Mendes (Lyanco 37'2ºT), Alan Kardec (Rogério 43'2ºT) e Michel Bastos Técnico: Milton Cruz.

Minuto L

Vasco empata com o Coritiba e é rebaixado pela terceira vez à Série B


Vasco está rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro pela terceira vez em oito anos, uma tragédia que já estava encaminhada, dada a dificuldade da combinação de resultados, apesar da grande evolução do time no segundo turno. Neste domingo, o empate em 0 a 0 com o Coritiba, no Couto Pereira, confirmou a nova queda do clube.

Nem mesmo se vencesse conseguiria se livrar do rebaixamento, já que o Figueirense ganhou do Fluminense. O Avaí, outro que interessava ao Vasco, empatou em 1 a 1 com o Corinthians e também caiu.

Publicidade
Quando a bola rolou, a chuva prejudicou bastante o andamento da partida. Choveu fino durante todo o domingo em Curitiba, mas na hora do jogo aumentou. Com o gramado molhado e pequenas poças, ficou difícil para os dois times conseguirem trocar passes e criarem jogadas. Assim, o primeiro tempo foi de um nível técnico bem ruim.

Ainda assim, foi o Coritiba que levou mais perigo. Poucas vezes em jogadas trabalhadas. Na maioria, em lançamentos ou sobras de bola. A principal delas veio nos pés de Henrique Almeida, que chutou para fora estando de frente para Martin Silva. O Vasco, em toda a etapa inicial, só teve uma oportunidade de marcar, com Nenê. Desequilibrado, ele chutou em cima de Wilson.

Na volta para o segundo tempo, a chuva continuou, mas com menos força. Assim, o gramado só piorou. Em certos pontos sequer dava para jogar, já que a bola parava nas poças. Apesar dos pesares, o Cruz-Maltino voltou melhor e o jogo passou a ser disputado praticamente inteiro no campo de defesa do Coritiba. Era difícil, porém, trocar passes e criar boas jogadas de gols, já que o gramado empoçado impedia as tentativas.

E naquela que seria a principal chance do Vasco, Nenê foi derrubado na área e o árbitro Anderson Daronco mandou seguir. O lance revoltou jogadores e comissão técnica. A luta pelo gol seguiu até os minutos finais, mas não teve sucesso. 2015 se tornou outra mancha na história do clube.

CORITIBA 0 X 0 VASCO
Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data/Hora: 6/12/2015, às 17h
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Alessandro Rocha Matos (BA) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Cartões amarelos: Negueba (CTB)
Cartão vermelho: Jorge Henrique (VAS, 47'/2ºT)
Gols: -
Renda/Público: R$ 266.532,00/10.322 pagantes

CORITIBA: Wilson, Leandro Silva, Wallison Maia, Juninho e Carlinhos; Alan Santos (Rafael Marques, 38'/2ºT), Cáceres (Ícaro, 18'/2ºT) e Juan (Thiago Lopes, 22'/2ºT); Negueba, Kleber e Henrique Almeida - Técnico: Gauchinho.

VASCO: Martin Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Diguinho (Mateus Pet, 29'/2ºT), Serginho, Bruno Gallo (Leandrão, 22'/2ºT) e Nenê; Jorge Henrique e Riascos (Rafael Silva, 30'/2ºT) - Técnico: Jorginho

Minuto L

Araripe tem novo prefeito após eleições suplementares


O último ano de mandato da Prefeitura de Araripe, na região oeste do Cariri, será o primeiro do petista Giovane Guedes. Ele foi escolhido neste domingo, 6, o novo prefeito da cidade após eleições suplementares, autorizadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em outubro. Guedes toma possa no próximo dia 16.

O novo prefeito assume o comando no lugar do prefeito em exercício, Damião Rodrigues de Alencar (PSD), seu rival nas eleições suplementares. Damião era presidente da Câmara e esteve à frente da Prefeitura por nove meses, desde a cassação do ex-prefeito Germano Correa (PSD) e seu vice Guilherme Lopes de Alencar. Eles foram acusados de contratar servidores temporários em período proibido. 

“Demos início ao processo porque monitoramos a contratação dos funcionários dele. Na eleição passada de 2012, perdemos por 46 votos só”, explica o agora prefeito eleito Giovane, que tem intenções de tentar a reeleição em 2016.

Ontem, ele conseguiu mais de 7614 votos,o equivalente a 72,82% dos votos válidos, contra 2.842 votos da coligação adversária, um percentual de 27,18% dos votos válidos.
A fim de fiscalizar o processo, líderes do PR, que se coligou ao PT no município, Roberto Pessoa e Gorete Pereira acompanharam as eleições em Araripe.

O Juiz Eleitoral da 68ª Zona Eleitoral, Marcelo Wolney de Alencar, informou que tanto o breve período de campanha, que totalizou 45 dias até o dia da eleição, quanto à própria eleição, transcorreram com tranquilidade, não sendo identificado nenhum tipo de irregularidade, crime eleitoral ou qualquer ato que atrapalhasse o processo eleitoral.

Três equipes da Polícia Federal e 35 homens da Polícia militar foram destacados aos locais de votação, 64 ao todo. Uma carreata pelo centro da cidade fechou o dia de pleito.

Amaury Alencar, especial para O POVO

Detento mata companheira durante visita em presídio


Um detento matou a companheira durante uma visita em uma unidade prisional no município de Baturité, a 93 quilômetros de Fortaleza. O crime aconteceu por volta das 16 horas deste domingo, 6. 

Segundo o inspetor Aécio Pinheiro, da Delegacia de Baturité, Carlos André Mesquita Morais, 29, natural de Fortaleza asfixiou Maria Natália de Queiroz Correia Morais, 31, dentro da cela e, em seguida, se matou. 

 Conforme o inspetor, após a visita os funcionários deram pela falta da mulher e quando foram chamá-la encontraram os dois mortos. O policial disse que a motivação do crime está sob investigação.

 André estava preso pelo crime de estupro, conforme informou o policial civil.

O Povo Online

Ciro Gomes e governador do Maranhão lançam movimento contra impeachment


Ciro Gomes se reuniu com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), para lançar o movimento Golpe Nunca Mais, em São Luís (MA) e nas redes sociais. Junto ao governador, lideranças do PDT deram início a ação contra o impeachment de Dilma Rousseff.

A página do movimento foi lançada no Facebook para divulgar a ação, inspirada na Rede da Legalidade, movimento comandado por Leonel Brizola (1922-2004). O movimento garantiu a posse de João Goulart na presidência, em 1961.

O governador do Maranhão afirmou que a mobilização, feita por meio da internet é um dever "como militantes políticos", segundo informou a Folha. Ele afirmou ainda que, junto a Ciro, está pronto a se juntar "a mobilizações sociais contra essa tentativa de fraudar a vontade popular".

Em entrevista com o governador, Ciro Gomes afirmou que Michel Temer é "sócio íntimo" do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). "Não por acaso o beneficiário dessa ruptura da democracia e dessa imensa e potencial crise para (durar) 20 anos é ninguém menos do que o senhor Michel Temer, capitão do golpe", afirmou.

Ciro se filiou ao PDT em setembro deste ano, após deixar o Pros. Ele fez críticas ao governo de Dilma e justificou manifestações da população contra a situação econômica do Brasil. Ciro disse ainda que o impeachment pode deixar o país em uma crise parecida com a que passa a Venezuela.

Em vídeo, Ciro Gomes afirma que "remédio para governo ruim não é interromper o rito da democracia".

O Povo Online

Ciro Gomes diz que Temer é 'capitão do golpe' e anuncia: 'Se ele assumir quem entra com impeachment sou eu'


O ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes foi o convidado do programa “Mariana Godoy Entrevista” dessa sexta-feira (04/12) na RedeTV. O político fez duras críticas ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e ao vice-presidente do Brasil Michel Temer, a quem classificou como “capitão do golpe” contra a presidente Dilma Rousseff.

Ciro disse que não pensa em lançar uma candidatura pelo estado de São Paulo. “Os paulistas têm bons representantes para isso”, afirmou. “Minha vida partidária é uma tragédia”, afirmou Ciro ao comentar suas filiações a sete partidos diferentes. “Se eu mudei de partido, eu nunca respondi a um inquérito sequer”, defendeu-se.

“Ele jamais poderia ter sido eleito”, disse Ciro Gomes sobre o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Ciro contou que já havia denunciado Cunha antes, o chamando de “ladrão” na Câmara, e foi processado por isso e, posteriormente, absolvido. “E quero lembrar uma coisa: ele chamou como testemunha dele o Michel Temer”, disse o ex-ministro.

Ciro Gomes disse que o povo tem “que fazer o esforço de separar o joio do trigo” quando falou a respeito da ‘má fama’ da política no cenário atual. “Democracia é um regime de conquista, de cidadania, você não pode ser leviano, tem que fazer um esforço na hora de votar”, afirmou.

Ciro disse que um impeachment pode “enfraquecer ou fortalecer um país” e citou o exemplo da saída do ex-presidente Fernando Collor como uma situação positiva que o impeachment trouxe. Entretanto, classificou o atual pedido como “um golpe puro e simples”. Ciro Gomes classificou Eduardo Cunha como “ladrão” e categorizou a decisão de instalar o processo de impeachment como “política”. “O governo errou, pois ‘bailou’ com esse cidadão [Eduardo Cunha] que não deveria ter bailado”, definiu.

O ex-governador disse que acredita que Dilma Rousseff é uma pessoa “honrada” e afirmou que “impeachment não é remédio para um governo ruim”. “Ele [Cunha] viu nessa possibilidade de derrubar a Dilma a chance de salvar o mandato dele”. “Se não fosse a tragédia, eu diria ‘bem feito’. Cansei de dizer pro Lula, pra Dilma, pros meus companheiros, que não é responsável colocar o PMDB na linha de sucessão”. Ciro garantiu que Michel Temer seria “o capitão do golpe” e que Temer não será presidente: “Se ele assumir, no primeiro dia quem vai entrar com pedido de impeachment sou eu”.
Ciro Gomes disse que Helio Bicudo e Miguel Reale, juristas que protocolaram o pedido de impeachment, não podem ser chamados de juristas: “Bicudo não está no seu melhor momento e Reale foi ex-ministro de Fernando Henrique”.

Sobre a fala de Eduardo Cunha no mesmo programa, “Mariana Godoy Entrevista” em maio, quando se disse contra o impeachment e que “o Brasil não é uma ‘republiqueta'”, Ciro disse: “Acredito que o Judiciário vai mandar este senhor para a cadeia. Temos que esperar. Só para provar que o Brasil não é uma ‘republiqueta'”.

Ciro Gomes fez profecia se Dilma sair do poder: “Haverá 20 anos de recessão” e citou o exemplo da Venezuela, que depôs um presidente e se vê hoje em um momento péssimo político, econômico e social.

Perguntado sobre o que Dilma deve fazer para “dar a volta por cima”, Ciro disse: “Manda ela tomar um conjunto de providências comprometidas com o futuro do país, que ela vai ver se não arruma um monte de empresários para ajudar”. O político disse que a presidente está cercada de “inimigos” e com uma “equipe péssima”.

Ciro aproveitou para analisar a situação do ex-presidente Lula: “Não sei o que tá acontecendo com o Lula, ele não se poupa”. “O Lula tá cometendo um gravíssimo erro que é essa tutela em cima da Dilma”, analisou.

O ex-ministro disse que a “maquiagem” das contas do governo não poderia ser classificada como um crime de responsabilidade fiscal, pois não existem procedentes para esse tipo de caso.

“Ninguém tem ideia do que é desumano ser candidato a presidente do Brasil não sendo ‘mainstream”, disse o político, reafirmando que não tem intenções de se candidatar ao cargo novamente.

“E de repente eu virei o novo Collor, porque eu comecei a falar coisas. Porque você fala da economia do país (…) Mas hoje, o grande gasto ‘fora da curva’ é juro para bancos. Infelizmente eles dão as cartas no país”.

Questionado novamente pela jornalista Mariana Godoy se não pretende realmente voltar para a vida política, Ciro disse: “Eu não pretendo ser, mas acho que vou sim”.

Com informações da RedeTV
Matéria retirada do RT NEWS

Médicos obrigados a “bater ponto” estão deixando os empregos


Uma decisão de Governo, posta em prática na Secretaria de Saúde, que obriga os médicos a registrarem digitalmente suas presenças nos locais de trabalho, já motivou pedidos de antecipação de aposentadorias e de demissões no Hospital de Messejana e Hospital Geral de Fortaleza, além de impaciência em muitos outros, e críticas veementes à medida. A decisão do Governo e as suas consequências já ocorridas têm sido o centro das conversas na área médica.

Outra providência que desagrada a parte da classe médica é a exigência de comprovação dos serviços prestados por Cooperativas. Elas, hoje, são as responsáveis por inúmeros procedimentos, nas mais diversas áreas da Saúde, com elevado custo ao Estado. Há denúncias de que profissionais dessas Cooperativas, muitos servidores do Estado, deixam de produzir no seu horário de trabalho para o Estado, mas registram uma extensa relação de procedimentos como cooperados.

Por Edson Silva