-->

10 de outubro de 2015

Agência do Banco do Brasil é explodida em Araripe e assaltantes saem sem dinheiro


Uma tentativa de furto a agência do Banco do Brasil no Centro da cidade de Araripe - a 528,8 km de Fortaleza - acabou sendo frustrada por volta das 2 horas da madrugada deste sábado, 10. Um grupo de doze pessoas explodiu caixas eletrônicos e um dos cofres da agência, mas não conseguiu retirar dinheiro. Na fuga, quatro pessoas foram feitas reféns mas foram liberadas em seguida, sem ferimentos. As informações são da 2ª Companhia do 4º Batalhão da Polícia Militar.

Os criminosos utilizaram uma caminhonete na ação e espalharam grampos de aço pelo caminho para dificultar a perseguição das viaturas da PM que foram deslocadas ao local. Três veículos tiveram os pneus furados pelos objetos. Conforme a PM, o grupo seguiu para a região serrana, no sentido do estado de Pernambuco.

Outros casos
Com este caso, sobe para 52 o número de ataques a banco registrado no Ceará em 2015. Na sexta-feira, 9, uma agência do banco Bradesco no município de Caridade, a 100,4 km de Fortaleza. Dois homens armados teriam abordado os vigilantes do banco, que reagiram ao ataque. A Polícia Militar foi encaminhada ao local e houve troca de tiros, mas ninguém ficou ferido. 

Na quarta-feira, 8, três homens arrombaram um caixa eletrônico do Banco do Brasil, que estava instalado dentro de um farmácia em Juazeiro do Norte. No último dia 27 de setembro, um grupo de 10 homens explodiu um terminal de autoatendimento do Branco do Brasil e um posto bancário do Bradesco, em Choró. O dinheiro do BB foi levado, mas nenhuma quantia foi subtraída do posto do Bradesco.

O POVO Online 

Fortaleza enfrenta Brasil-RS hoje, em Pelotas, buscando encaminhar o sonhado acesso à Série B

Depois de duas semanas de treinos, viagem antecipada e muito mistério, o Fortaleza começa hoje a definir se alcançará o sonhado acesso à Série B depois de seis anos. O primeiro desafio é superar a pressão dos torcedores em Pelotas e conquistar um bom resultado diante do Brasil-RS, às 16 horas, para garantir vantagem na segunda e decisiva partida. 

Blindagem marcou a semana para o Fortaleza, que viajou para Porto Alegre na última segunda-feira, se isolou da sua torcida e fechou todos os treinos. A intenção era focar na preparação, controlar a ansiedade, se adaptar ao clima e não revelar detalhes do esquema tático. Tudo isso para manter o foco total na melhor preparação física e mental para a fase decisiva das quartas de final.

O técnico Marcelo Chamusca deve manter a coerência e, com todos os atletas à disposição, repetir a escalação do último jogo do Leão. A torcida tricolor confia em grandes atuações de nomes que vêm se destacando na competição, como o goleiro Berna, mais experiente atleta do elenco, o volante Corrêa, dono de maior número de assistências do time - são nove, e o atacante Maranhão, artilheiro do Tricolor com sete gols.

“Independente de adversário, campo, condições, sempre vamos jogar para vencer, com equilíbrio e muita disposição, sem desespero e sem abrir mão da nossa organização defensiva para poder atacar”, frisou Chamusca.

Em Pelotas, Fortaleza tenta quebrar jejum de seis jogos sem vitória como visitante na Série C. O último triunfo foi diante do Salgueiro-PE, por 1 a 0, no dia 28 de junho.

SÉRIE C 2015

BRASIL-RS

TÉCNICO: ROGÉRIO ZIMMERMANN
BRA: 4-4-2 

EDUARDO MARTINI

Wender
Leandro Camilo

Teco
Xaro

Leandro Leite
Jardel (Nunes)

Galiardo (Marcio Hahn)
Diogo Oliveira

CLÉVERSON
NENA

FORTALEZA

TÉCNICO: MARCELO CHAMUSCA
FOR: 4-4-2 

RICARDO BERNA
ADALBERTO

CORRÊA
THALLYSON

TINGA
LIMA

AUREMIR
EVERTON

MARANHÃO
LÚCIO MARANHÃO

DANIEL SOBRALENSE

Local: Estádio Bento Freitas - Pelotas - RS

Data: 10/10/2015
Horário: 16 horas

Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Helton Nunes (SC)

Transmissão: Esporte Interativo NE, TV Diário, TV Brasil/TV Ceará e Rádio O POVO / CBN 

O Povo Online

Ministério da Saúde abre edital para preencher vagas do Mais Médicos no Ceará


O Ministério da Saúde lançou nesta sexta-feira, 9, edital para a reposição de vagas desocupadas do Mais Médicos desde o último processo de seleção, realizado em julho. No Ceará, 26 municípios, que possuem 34 postos remanescentes, devem aderir ao certame até o dia 15 de outubro para confirmar a necessidade das vagas. Os médicos podem se inscrever na seleção entre os dias 13 e 18 de outubro.

“Não é incomum médicos que estejam no Programa serem aprovados na residência médica, receberem uma proposta de emprego ou passarem em um concurso, por exemplo. Isso é uma realidade na profissão médica, que tem um mercado de trabalho aquecido”, explica o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Hêider Pinto. 

De acordo com ele, os editais trimestrais garantem a reposição rápidas das vagas ociosas, mantendo a “prestação dos serviços nas unidades básicas de saúde. “Não é incomum médicos que estejam no Programa serem aprovados na residência médica, receberem uma”. No Brasil, são 323 municípios poderão preencher 410 vagas ociosas. 

Segundo o Ministério, os postos em aberto que não forem solicitados pelos ou que estão suspensos temporariamente pela coordenação do Programa poderão ser disponibilizados nas próximas seleções, dependendo do município e da regularização da suspensão. Em julho, 100% das 276 vagas foram preenchidas por médicos brasileiros com registro no País. 

Ao todo, o Programa conta com 18.240 médicos em 4.058 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), levando assistência para cerca de 63 milhões de pessoas. Os interessados poderão escolher, a partir do dia 20, até quatro cidades de diferentes perfis onde desejam atuar. A previsão é que os primeiros profissionais brasileiros selecionados nesta etapa iniciem as atividades no início de novembro. 

Serviço 
Edital dos médicos
Cronograma dos médicos


O Povo Online

Mulher fica três dias presa por quebrar alavanca de distribuição de água em Alto Santo, denuncia filha


A agricultora Liliane Silva Cavalcante, de 41 anos, foi presa nessa terça-feira, 6, após quebrar uma alavanca de distribuição de água no Sítio Tibolo, em Alto Santo, 241, 1 km de Fortaleza. Ela foi autuada no artigo 163 do Código Penal Brasileiro, de Dano ao Patrimônio Público, com fiança estipulada, inicialmente, em R$ 3 mil, mas foi solta na noite desta sexta-feira, 9, sem o pagamento da quantia. 

De acordo com a filha de Liliane, Nayane Cavalcante Almeida, 18 anos, a mãe estava desesperada com a falta de água da região e quebrou a alavanca em um momento de estresse. “Ela quebrou uma alavanca que regulava o abastecimento e depois ainda danificou umas válvulas e uma torneira. Veio um funcionário da Prefeitura e chamou a Polícia”, contou ao O POVO Online. 

“Primeiro disseram que ela ia só depor na delegacia, junto com um vizinho nosso. Escutaram o homem e ela ficou detida”, diz a filha da agricultora. Na mesma noite em que foi presa, por volta das 18 horas, Liliane passou mal e foi hospitalizada, sob escolta, com um quadro de hipertensão. 

Um amigo da família conseguiu o apoio de um advogado, que conseguiu baixar a fiança para R$ 2 mil, valor que a família ainda não tinha condições de pagar, conforme Nayana. “Graças a Deus ela saiu sem pagar nada, chegou agora de noite e saiu para agradecer os vizinhos e quem deu apoio”, afirmou a filha. 

Liliane mora em uma casa na região, junto com Nayane, o marido, e outros dois filhos, um homem de 20 anos e uma outra jovem de 22 anos. Nayane conta que a região está desabastecida há cerca de três meses, período em que a água chegou de maneira pontual. “Passa três meses sem vim água, e teve dias em que a água saía por dez minutos, não tão limpa, mas também não era suja. Eu sei que não é só nossa casa, mas acho que minha mãe não precisava passar por isso”. 

Para Nayana, a mãe agiu sem pensar, aflita por não ter água para escovar os dentes ou tomar banho. O município de Alto Santo é abastecido pelo açude Castanhão, que nesta sexta-feira, 9, está com volume de água em 14,49% de sua capacidade, segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). 

Mais da metade dos 153 açudes do Ceará está com volume de água inferior a 10% da capacidade, conforme publicado pelo O POVO. Os 82 açudes representam 53% dos reservatórios do Estado monitorados pela Cogerh, e 123 açudes estão com volume inferior a 30%. O açude Gavião, que recebe água do Castanhão e abastece Fortaleza, é o que apresenta a melhor situação, com volume de 83,97%.

Foi tentando o contato com o delegado da Polícia Civil de Alto Santo, mas as ligações ainda não foram atendidas. 

O POVO Online 

'Todo país em crise precisa de mais impostos', diz Levy em Lima


O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, reiterou em encontro com investidores nesta sexta (9) que mais impostos são necessários para atravessar a crise econômica.

Ele voltou a defender a CPMF, afirmando que o tributo deve ser temporário, apenas para ajustar "as receitas cíclicas" da previdência.

"Todo país em crise precisa de mais impostos", disse Levy, reforçando que a prioridade do governo deve ser o ajuste fiscal. Segundo ele, a experiência internacional mostra que, quando a política macroeconômica volta aos trilhos, a recuperação do crescimento é rápida.

Os comentários foram feitos em um encontro fechado com cerca de 60 investidores de vários países organizado pelo banco de investimento Brasil Plural, em Lima (Peru), onde Levy está participando da reunião anual do FMI(Fundo Monetário Internacional).

A situação da Petrobras foi uma preocupação de investidores levantada no encontro. Segundo a Folha apurou, Levy disse que a administração atual da empresa é profissional e não hesitará em tomar medidas impopulares se elas forem necessárias, incluindo a alta dos combustíveis.

"O governo não deve interferir na Petrobras", disse Levy, acrescentando que a estatal tem condições de honrar seus pagamentos até 2016.

No mesmo encontro, o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse que o nível de juros atual é suficiente para a convergência da meta de inflação. Ele ressaltou que os principais temores no cenário externo atual são a desaceleração na China, o fim do super ciclo das commodities e a possibilidade de aumento de juros nos EUA.

Mais tarde, em entrevista coletiva, o ministro Joaquim Levy também citou as "transições" em curso no mundo como o foco principal das discussões em Lima. Mas disse que há uma percepção de que o viés da recuperação global é positivo.

"Há mais otimismo, porque a gente vê a economia global convergindo para novos caminhos. 

No caso do Brasil, estamos também fazendo essa travessia. Sabemos que temos que fazer isso da forma mais segura possível", disse Levy.

Foi a mesma mensagem incluída pelo ministro no comunicado feito nesta sexta ao Comitê Monetário e Financeiro do FMI. A declaração observa que, embora os gastos públicos tenham caído aos níveis de 2013, a "rigidez orçamentária", principalmente em programas sociais, tende a diminuir a meta original de superavit primário".

Folha de São Paulo

Ex-capelão da PM é preso em São Paulo sob suspeita de desviar R$ 2 milhões da Capelania Militar

Ex-capelão da Polícia Militar de São Paulo, padre da Igreja Católica e tenente-coronel, Osvaldo Palópito foi preso no dia 27/05/2015 sob suspeita de improbidade administrativa e prática de crimes militares.

Palópito foi capelão da PM até o início deste ano, quando solicitou sua passagem para a reserva. Ele foi responsável pela paróquia Santo Expedito, na Luz (centro), onde funcionava a capelania.

A prisão preventiva, determinada pela Justiça Militar, foi pedida pelo coronel Levi Anastácio
Félix, corregedor da PM e responsável pelo inquérito policial militar que investigava o oficial.

A informação de que o ex-capelão era alvo de investigações na Corregedoria da PM foi revelada em fevereiro pelo jornal "O Estado de S. Paulo". Segundo a reportagem, Palópito era então suspeito de enriquecimento ilícito e de ter desviado até R$ 2 milhões da Capelania Militar.

As suspeitas teriam surgido em 2009, mas apenas em 2014 a polícia entendeu haver indícios suficientes para a abertura de inquérito.

Durante a investigação, foram quebrados os sigilos bancário e telefônico do padre. Também foi cumprido um mandado de busca e apreensão em um imóvel no litoral norte de São Paulo.

O ÚLTIMO CAPELÃO
Após a passagem de Palópito para a reserva, em janeiro, e com a crise instaurada na capelania, o comandante-geral da corporação, coronel Ricardo Gambaroni, determinou a extinção do cargo de capelão militar.

O padre, que gravou discos de canções religiosas, fazia shows para centenas de pessoas e tem diversos vídeos publicados na internet.

Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar afirmou que não pode dar detalhes das investigações e das acusações porque "o processo corre em segredo".

Ainda segundo a nota, Palópito é acusado de ter cometido "crimes militares e improbidade administrativa".

A corporação não informou se, além das investigações na Corregedoria da PM, o padre e oficial também é investigado por outros órgãos, como o Ministério Público.

Ele foi levado para o presídio militar Romão Gomes, na zona norte de São Paulo.

OUTRO LADO
A Folha não conseguiu localizar a defesa do padre e oficial da Polícia Militar. A corporação não informou se ele tem advogado constituído.


A culpa é do contador, diz ex-capelão

A culpa é do contador. Essa é a versão do ex-capelão da Polícia Militar, padre e tenente-coronel Oswaldo Palópito, suspeito de improbidade administrativa e páticas de crimes militares. Ele é suspeito de enriquecimento ilícito e desvio de R$ 2 milhões da Capelania Militar.

O padre ficou preso por quatro meses e atualmente responde o processo militar em liberdade. O programa SBT Brasil, do SBT, teve acesso a um vídeo gravado durante um depoimento de duas horas de Palópito ao Ministério Público Militar.

O padre responsabilizou o contador da Capelania Militar pelas irregularidades e negou participação em esquemas fraudulentos. No vídeo, ele identifica o contador apenas pelo primeiro nome - Edson - e não dá mais detalhes.

Os investigadores flagraram Palópito trabalhando em um empório, que de acordo com a corregedoria da PM ele era dono, no litoral norte de São Paulo. Ele abriu uma segunda conta em nome da igreja sem avisar ninguém e lá depositava o dinheiro do dízimo dos fiéis, pagos via carnês mensais.

O ex-capelão nega qualquer irregularidade em relação ao seu trabalho no empório

Folha de São Paulo

Justiça manda soltar ex-prefeita ostentação Lidiane Rocha


A Justiça Federal mandou soltar a ex-prefeita de Bom Jardim (MA) Lidiane Rocha (ex-PP) nesta sexta-feira (09). Em sua decisão, o juiz federal José Magno Linhares Moraes determinou que ela cumpra medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica e apresentação mensal à Justiça. Ela também fica proibida de ir à prefeitura, no interior do Maranhão.

Lidiane é acusada pelo suposto desvio de R$ 15 milhões por meio de fraude a licitações de merenda escolar durante sua gestão. No dia 20 de agosto, a Justiça decretou sua prisão em caráter preventivo. Ela fugiu e ficou 39 dias desaparecida.

A ex-prefeita se apresentou à Polícia Federal em 28 de setembro. Ela passou apenas 11 dias presa no quartel do Corpo de Bombeiros, da capital São Luis. Na quarta-feira (07) a pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça determinou o bloqueio dos bens de Lidiane até o limite de R$ 4,1 milhões.

As empresas A. O da Silva e Cia LTDA e A4 Serviços de Entretenimento e seus proprietários tiveram os bens bloqueados no valor de R$ 1.377.299,77 e R$ 2.788.446,67, respectivamente, por supostamente participarem do esquema fraudulento, segundo o Ministério Público.

Vaidosa, Lidiane Rocha, de 25 anos, exibia nas redes sociais imagens de uma vida de alto padrão para uma cidade de 40 mil habitantes à beira da miséria, com um dos menores IDHs do Brasil.

Carros de luxo, festas e preocupação com a beleza, o que inclui até cirurgia plástica, marcam o dia a dia da moça que candidatou-se pela coligação "A esperança do povo". Seu nome de batismo é Lidiane Leite.

Paraná Online