-->

7 de março de 2016

Tiro de Guerra realiza formatura de matricula de atiradores da turma 2016


Na noite da última quarta-feira (02), aconteceu a solenidade de matricula da turma de atiradores do Tiro de Guerra 10-010, nas fileiras do Exército Brasileiro, com a presença do Chefe de Gabinete Sr. Lucas Diógenes, representando o Diretor do Tiro de Guerra – prefeito Weber Araújo e do Chefe da Instrução do TG 10-010 Subtenente Jorge Almerindo Carvalho. Mais uma vez a solenidade ficou marcada pela presença de inúmeras autoridades, como o Capitão Josivaldo – Delegado de Serviço Militar/10ª RM, o Subtenente Elivaldo – Cmt do TG de Aracati, o 1° Sgt Sandro Nunes – Cmt do TG  Limoeiro do Norte, o Major Tallys – Cmt do Corpo de Bombeiros de Limoeiro do Norte, o Inspetor Régino – Chefe da PRF de Russas, o Tenente Lealdo – do 1° BPM, além da presença de autoridades civis e militares, familiares dos atiradores e o público em geral.

Ao todo, 50 jovens ingressaram nesta turma que terá encerramento em novembro deste ano.  Os jovens receberão instruções militares, terão aulas de civismo e cidadania, de armamento, de primeiros socorros, tecnologias sociais, entre outras atividades.

A solenidade foi abrilhantada pela Banda de Música Maestro Orlando Leite e também pela banda própria do TG 10-010, formada por atiradores e ex-atiradores do TG 10-010.

No encerramento da solenidade, autoridades e seus representados fizeram uso da palavra destacando a importância do cumprimento do serviço militar obrigatório dos jovens nascidos em Russas. O Chefe da Instrução, subtenente Jorge elogiou a sua tropa pelo bom desempenho na formatura, e por ter matriculado 100 % de seu efetivo com voluntários, pela energia, vibração e nível de acerto verificado, disse que esta pode ser umas das melhores turmas que já passaram neste tiro de guerra. “Aproveitem a experiência que terão nesse período de formação e levem para a vida toda. Russas ganha com a formação de vocês. Parabéns!”, ressaltou o Chefe de Gabinete Sr. Lucas Diógenes.

EXÉRCITO BRASILEIRO: “BRAÇO FORTE, MÃO AMIGA”.

Informações: Subtenente JORGE ALMERINDO CARVALHO – Chefe da Instrução do Tiro de Guerra 10-010.

Crianças e adolescentes participavam de orgia em festa num buffet na Barra do Ceará

Uma denúncia recebida pela Polícia Civil, na última sexta-feira (4), levou a equipe da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa) a fechar um buffet onde todos nos fins de semana ocorriam festas regadas a drogas, bebidas e sexo entre menores. Adolescentes e até crianças tinham acesso ao local onde podem beber e se drogar on quanto quisessem. Uma pessoa acabou presa.

O local onde as festas aconteciam era o “Flower Kid Buffet”, localizado na Avenida Senador Robert Kennedy, 236, na comunidade Goiabeiras, na Barra do Ceará (zona Oeste da Capital). Quando os inspetores da Dece conseguiram entrar no local, se depararam com cenas dantescas.

Crianças e adolescentes se drogando, ingerindo bebidas alcoólicas como cachaça, uísque e vodka, além de se drogarem com pedras de crack, maconha e até um solvente reparador de pingos de solda, altamente tóxico e cujo odor é parecido à “loló”, que também acusa efeito alucinógeno.  “Nos banheiros eles faziam sexo e ingeriam drogas. No meio da festa a bebida era consumida livremente”, contou um dos policiais que participaram da operação.  

Um DJ era contratado para a festa. Nos ingressos para o evento, que custava apenas R$ 10,00, a indicação de a festa foi batizada de “Orgia Fest 1.0”.

O organizado da festa acabou sendo preso em flagrante. Várias crianças de até 11 anos, e adolescentes foram conduzidos à Dececa para serem ouvidos na condição de vítimas da exploração.  Nenhum deles estava acompanhado de pais ou responsáveis. Mas, foi só a notícia se espalhar pela comunidade das Goiabeiras sobre a ação da Polícia, que muitas mães, tios e outros responsáveis apareceram para dizer que não sabiam que os menores estavam no buffet usando drogas.

Do lado de foram, outras dezenas de jovens tentaram impedir o trabalho da equipe da Dececa, que teve que pedir o apoio da Polícia Militar para complementar a missão.  A delegada Ivana Timbó deverá instaurar inquérito sobre o caso.

Blog do Fernando Ribeiro

Deputado afirma que secretário de Segurança Pública está sendo omisso no combate à criminalidade

Araújo falou também sobre a polêmica acerca de bloqueadores nos presídios 

“O secretário da Segurança Pública está sendo omisso”.  A declaração foi feita, na manhã desta sexta-feira (4), pelo deputado estadual Leonardo  Araújo (PMDB), ao comentar a onda de ataques a coletivos e delegacias, bem como, à violência armada que atinge o Estado do Ceará.

Em entrevista ao programa “Ceará News”, na Rede Plus de Rádio, o peemedebista não poupou críticas ao setor da Segurança  Pública e falou, ainda, sobre a polêmica em torno do projeto de lei que o governador Camilo Santana (PT) encaminhou à Assembleia Legislativa para a instalação de bloqueadores de sinal de celular nos presídios da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

“O Estado do Ceará não tem Segurança Pública. O Ceará tem insegurança instalada em todo  os níveis, em todos os bairros e em todas as camadas sociais independente de seu grau de nível social e econômico”. 

Conforme o deputado, “o Secretário Delci (Teixeira, titular da Segurança Pública), não está tendo a agilidade e a competência para combater o crime em nosso estado”.
Segundo ele, o projeto de lei que o governo encaminhou à AL transfere para as operadoras de telefonia celular a responsabilidade para a instalação dos bloqueadores nos presídios. “As operadoras não têm obrigação com a segurança Pública. A obrigação é do Governo do Estado”.

Política

O deputado se reportou, ainda, sobre o agravamento da crise política no País e os desdobramentos da Operação Lava Jato, que, na manhã de hoje, cumpriu 40 mandados judiciais de condução coercitiva e de busca e apreensão em quatro estado. Em São Paulo, o ex-presidente da República, Lula da Silva, foi um dos alvos da ação da Polícia Federal. 

Blog do Fernando Ribeiro

Vinte e três pessoas assassinadas no Ceará durante o fim de semana


Vinte e três pessoas foram assassinadas em todo o Estado do Ceará durante o fim de semana que passou, o primeiro do mês de março. A ordem das facções criminosas de manter os bairros dominados pelo tráfico de drogas sem registros de homicídios ainda prevalece. Por conta disso, Fortaleza registrou somente 8 casos.

Além disso, seis pessoas foram mortas na Região metropolitana e outras 9 no Interior.  Entre as vítimas estão três adolescentes e uma mulher.

Na Capital, os assassinatos aconteceram nos seguintes bairros: Passaré, Mondubim, Salinas, Caça e Pesca, Genibaú, Conjunto Esperança, Aracapé e Bom Jardim.
Já na Região Metropolitana, foram seis crimes nos seguintes Municípios:  Caucaia (3 crimes), Pacajus, Itaitinga e Maranguape.

No Interior do Estado, foram nove assassinatos nos Municípios de Ipaporanga, Itapipoca, São Benedito, Itapiúna, Crateús, Mauriti, Limoeiro do Norte, Tianguá e Juazeiro do Norte.
Casos

Na noite de domingo, pelo menos, dois assassinatos aconteceram no Município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. O primeiro, por volta de 19h20, quando uma mulher foi morta a tiros e seu companheiro baleado. O caso ocorreu ma BR-222, altura do quilômetro 17, na localidade de Genipabu.

O segundo crime ocorreu às 20:48 na BRT-060, localidade de Minguaú, onde um homem, ainda não identificado, foi executado com vários tiros.

Um caso misterioso ocorreu na orla marítima de Fortaleza. O corpo de um homem foi encontrado com marcas de tiros, amarrado e enterrado em uma cova rasa. O fato aconteceu no começo da tarde do domingo, na Praia do Caça e Pesca. O corpo da vítima seguiu para a Coordenadoria de Medicina Legal como indigente. 

Blog do Fernando Ribeiro

Tentativa de homicídio a "facadas" na comunidade de Barreiras em Russas

Tentativa de homicídio na noite deste Domingo, dia 06, na comunidade de Barreiras, zona rural de Russas. Segundo informações, a vitima de nome "Luciano", foi atingida por OITO(8) perfurações. O mesmo foi socorrido para UPA onde foi realizado os primeiros socorros, e em seguida encaminhado em estado grave para o Hospital local.

Sem mais detalhes!

Violência chega ao ponto do comando do 1º BPM não divulgar mais relatório diário a Imprensa


A violência que tomou conta do estado do Ceará parece não ter limites. Facções desafiam o Governador Camilo Santana ( PT ) que nada faz a não ser negar que elas se instalaram no estado. Semana passada a Sede da Secretária de Justiça foi atacada. Nem mesmo o secretario foi trabalhar. Vários ônibus queimados. Cinco delegacias tiveram portas ou janelas atingidas a bala. O 3º DP, localizado na avenida Bezerra de Menezes, bairro Otávio Bonfim, foi atacado na madrugada deste domingo (6), às 1h23. Este foi o quinto ataque a delegacias em quatro dias. Já forma atacados os 19º DP, 27º DP, 23º DP e o 23º DP, no bairro Nova Metrópole, em Caucaia, alvejado com mais de 20 tiros. No interior a violencia é a mesma, só falta o ataque a delegacias ou aos comandos da PM.

Após uma onda de assalto que aconteceu mais uma vez em Russas , neste sábado,05, a imprensa do Vale do Jaguaribano recebe a informação do 1ºBPM que a partir de agora,  o relatório diário com os dados das ocorrências não serão mais divulgados a imprensa. A informação diz que, haja vista que a divulgação dos nomes das vítimas na imprensa falada ou escrita, tem gerado constrangimento às pessoas, que em muitos casos tem se negado a registrar ocorrências com receio de seus nomes serem divulgados, bem como pelo fato de a divulgação de muitos dos detalhes, atrapalha também as investigações. Só serão divulgados a quantidade de ocorrências, assaltos, homicídios, etc etc. Com a decisão de não mais divulgar o relatório alegando expor as vítimas, ao mesmo tempo a ação protege aos que andam em desacordo com a Lei.  Mas tal decisão também tende amenizar para os comunicadores que são ameaçados simplesmente ao ler os relatórios diariamente.

Russas News

Segurança aciona contingente extra e traça estratégia contra atentados

Fachada do 3º DP, atingida ontem, a alguns quarteirões da SSPDS

A sequência de atentados que atinge Fortaleza há cinco dias colocou em emergência o aparato de Segurança Pública do Estado. Férias de policiais foram canceladas e folgas foram suspensas para reforçar o efetivo diante da crise. Já vinha havendo mobilização espontânea de policiais civis e militares, que se apresentaram voluntariamente para ajudar na segurança às instalações, segundo informou o delegado-geral da Polícia Civil do Ceará, Andrade Júnior.

Ele afirmou ainda que os serviços de inteligência estão mobilizados e já têm pistas de suspeitos. Imagens de câmeras de segurança de delegacias mostram as ações, mas até ontem não haviam sido identificados os autores dos ataques aos prédios. No caso dos atentados contra ônibus, quatro homens foram presos e três adolescentes foram apreendidos na noite da última quarta-feira.

Além do contingente policial extra, foi traçado plano de ação, com estratégias para proteger os prédios da área de segurança e Justiça e para capturar criminosos. “Sob pena de comprometer o êxito das ações, não podemos revelar detalhes”, argumentou Andrade Júnior.

Escalada de violência

Nos últimos cinco dias, foram registrados 12 atentados em Fortaleza e um em Caucaia, na Região Metropolitana, contra veículos de transporte coletivo e prédios públicos das áreas de Segurança e Justiça.


O ataque mais recente ocorreu na madrugada de ontem. Por volta de 1 hora, tiros foram disparados contra o 3º Distrito Policial (DP), na avenida Bezerra de Menezes — distante alguns metros da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social. Um policial teve ferimentos leves no joelho.

Foi o quinto ataque contra delegacias em quatro dias. No dia em que começaram os atentados contra prédios públicos, na última quinta-feira, 3, prédio da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) também foi alvejado. A Sejus é responsável pela administração do sistema prisional do Ceará. No mesmo dia, granada de mão também foi lançada contra o 27º DP, no João XXIII, mas não explodiu.

Os ataques contra ônibus começaram na quarta-feira, 2. De lá para cá, seis foram incendiados, além de uma topique também atacada. Diante da onda de violência, na quinta-feira e na sexta, ônibus deixaram de circular durante a noite, deixando muita gente sem ter como voltar para casa em muitos pontos de parada.

Trabalhadores


Segundo o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Ceará (Sinpol-CE), Gustavo Simplício, a situação é de “alerta” entre os policiais. Trabalhadores do transporte público reúnem-se na noite de hoje para apresentar pesquisas realizadas em campo sobre a segurança dos profissionais e discutirá medidas emergenciais.

O Povo Online

Tremor de terra é registrado neste domingo em Solonópole e Jaguaribe

Solonópole registrou tremor em uma profundidade de cerca de 10km e uma magnitude de 3.2 na escala Richter

A terra volta a tremer no Interior do Ceará. Na tarde deste domingo, por volta das 17h30 moradores da zona rural dos municípios de Solonópole, no Sertão Central, e de Jaguaribe, no Vale Jaguaribano, sentiram um forte estrondo e alguns relatam que a terra tremou.

Segundo o vereador, Thiago Bastos, de Solonópole, o tremor foi sentido nas localidades de Maretas, Bom Jardim, Nova Olinda, Poço do Bento e São Luiz de Solonópole e no distrito de Nova Floresta, que pertence a Jaguaribe.

“Os moradores relataram que ocorreu primeiro um intenso estrondo, um barulho forte como se fosse um trovão e depois a terra tremeu um pouco, mas foi rápido, dois segundos”, contou Bastos. “Muitos ficaram com medo, mas não houve registro de rachaduras ou outro dano material”.

De acordo com o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP), o tremor de terra foi registrado em Solonópole , em uma profundidade de cerca de 10km e uma magnitude de 3.2 

O agricultor, Francisco Rozileudo Moreira, do sítio Nova Olinda, zona rural de Solonópole, confirmou que houve um forte barulho, seguido de tremor.

“Foi muito rápido, veio aquele barulho, que parecia um trovão e depois senti a terra tremer debaixo dos pés”, contou.

ABALOS NO CEARÁ

De janeiro a outubro de 2015, foram registrados dez tremores de terra no Ceará de magnitude entre 2.2 e 3.2 graus na Escala Richter, sentidos pelas pessoas nas áreas atingidas, e mais 30 secundários, muitas vezes não perceptíveis pela população.

A maior incidência naquele período de 2015 foi em Irauçuba e o maior tremor registrado foi de 2.8 graus.

Ceará e Rio Grande do Norte são áreas de maior ocorrência de abalos sísmicos no Nordeste.

CLASSIFICAÇÃO DOS TREMORES

Escala Richter

3 a 3,9 graus – são percebidos pelos humanos, mas não causam danos materiais.
4 a 4,9 graus – eventualmente provocam estragos em carros e vidros.
5 a 5,9 – causam danos em construções sólidas, rachaduras.
6 a 6,9 – causam estragos em um raio de 100 km, destroem pontes e estradas.
7 a 7,9 – são dez vezes mais fortes do que os de magnitude 6.
8 em diante – são catastróficos, destroem cidades e causam morte.

TREMORES NO CEARÁ

Mais de 40 municípios já registraram tremores de terra no Ceará. O primeiro registro é de 1807, em Pereiro. O maior abalo das regiões Norte e Nordeste ocorreu em Pacajus, em 1980, com 5,2 graus na Escala Ritcher. “É um fenômeno recorrente, e não previsível”, explicou Ferreira. O Estado tem cinco estações sismóligicas permanentes em Morrinhos, Sobral, Cascavel, Pedra Branca e Mauriti, que integram uma rede brasileira de sismologia operada em parceria entre a UFRN, a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Nacional de Brasília (UNB) e o Observatório Nacional no Rio de Janeiro. Há ainda uma unidade isolada de observação no Açude Castanhão.

Diário do Nordeste