-->

28 de junho de 2016

Morre jovem baleado em assalto no último domingo(26) na Ingá em Russas


Morreu na madrugada de hoje, quarta-feira (29), José Leonardo Maia, que sofreu um tiro no peito em uma tentativa de assalto na localidade de Ingá, zona rural de Russas.

Por volta das 20h00min de domingo (26), na localidade de Ingá, zona rural de Russas-CE, foi lesionado a bala em decorrência de uma tentativa de assalto, José Leonardo Maia, um jovem de 25 anos. 

O fato se deu quando ele trafegava na referida localidade de moto, quando se deparou com dois indivíduos no meio da estrada que anunciaram um assalto, sendo que a vítima não parou, momento em que um dos meliantes efetuou um disparo de arma de fogo que o atingiu peito, do lado direito. Foi informado que a vítima conseguiu conduzir a moto até um bar próximo e foi socorrido por populares ao hospital local.

TV Russas

Quadrilha armada invade cadeia e resgata dois presos, logo em seguida os executa em Jaguaretama



Dois detentos que estavam sendo custodiados na Cadeia Pública de Jaguaretama, no Vale do Jaguaribe, foram resgatados e encontrados mortos, ontem. Conforme o Comando de Policiamento do Interior (CPI), os suspeitos renderam o único policial que estava no prédio onde funciona o Destacamento da PM e a cadeia, antes de retirarem as vítimas do local.

Os militares que atenderam à ocorrência informaram ao CPI que uma ligação para o Destacamento deu conta de várias pessoas incendiando uma casa, no Sítio Ipueiras. Os policiais se deslocaram até lá e encontraram a residência incendiada, mas já não havia ninguém no local.

Ao retornarem para Jaguaretama souberam do resgate. Ainda conforme o relatório dos PMs, homens armados chegaram ao Destacamento por volta de meia-noite e renderam o policial. Atiraram contra a fachada do prédio e foram até as celas retirar Sadan Diógenes Cintra e Antônio Jânio Silva Maia.

O policial rendido e os outros presos não foram feridos. Os detentos resgatados foram encontrados mortos a tiros, no início da manhã, na localidade de Torrões. Jânio e Sadan respondiam por roubo, homicídio, receptação, adulteração de veículo automotor e formação de quadrilha.

O secretário adjunto da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), coronel Lauro Carlos Araújo Prado, disse que os dois estavam presos desde o começo do ano, sob a acusação de terem participado do assalto que terminou com a morte do soldado Hudson Danilo Lima Oliveira. Sadan é irmão de Willame Diógenes Cintra, suspeito de comandar o bando que articulou o roubo e vários outros crimes.

"O caso está sendo investigado. Ainda não temos indicativos dos culpados e fazer qualquer insinuação seria precipitado. O delegado local está analisando imagens, acompanhando as perícias e já instaurou um inquérito para apurar quem cometeu os crimes", declarou Prado.

A Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) confirmou, em nota, que um grupo fortemente armado - formado por oito a dez homens - invadiu a Cadeia Pública e resgatou os presos.

Justiça mantém 367 presos em delegacia com falta de presídio


Um após o decreto que determinou o fim das audiências de custódia no Ceará, que define se a pessoa vai ser mantida presa ou não, a Justiça do Estado analisou a situação de 752 pessoas mantidas em delegacias.

As audiências de custódia, que podem enviar presos para os presídios, foram suspensas no Ceará após as rebeliões nas detenções, que resultaram na destruição de celas e morte de 14 internos. As audiências realizadas nesse período definiam se os criminosos seriam mantidos na delegacia ou receberiam liberdade.

Nas 752 análises, 367 (48,8%) pessoas foram mantidas nas delegacias e 385 (51,2%) receberam liberdade.

De acordo com Cézar Belmino Barbosa Evangelista, a Corregedoria aguarda resposta da Sejus sobre a possibilidade de recebimento de pessoas nos presídios, que atualmente passam por reforma. Após a resposta, a Corregedoria decidirá sobre a liberação, ou não, do ingresso dos mesmos.

Greve e rebeliões

As rebeliões ocorreram durante e após a greve dos agentes penitenciários. Segundo a Secretaria da Justiça, a motivação dos conflitos foi a suspensão das visitas nas unidades prisionais. De acordo com a Polícia Militar, os detentos quebraram cadeiras, grades, armários e queimaram colchões em diversos presídios.

A rebelião mais recente ocorreu na noite de segunda-feira, na Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. No local foram registradas três mortes e nenhum ferido. Policiais militares e agentes penitenciários entraram na unidade para fazer a contenção dos detentos. Segundo os agentes, o local teve grades arrancadas e parte das alas destruídas.

A Sejus comunicou que o Departamento de Arquitetura e Engenharia avalia os danos e faz encaminhamentos para os reparos necessários. Não houve interrupção no fornecimento de água nem comida e a pasta enviou assistentes sociais para a entrada dos complexos e nos prédios para oferecer apoio aos familiares dos presos.


Os agentes penitenciários também retornaram ao trabalho no sábado, após cerca de 12h de paralisação. A categoria aceitou a proposta de reajuste na Gratificação por Atividades e Riscos (Gaer), que era de 60%, para 100%. O reajuste será pago de forma escalonada: 10% em fevereiro de 2017, 10% em janeiro de 2018 e 20% em novembro de 2018.

G1/CE

Réu é condenado a 21 anos por matar drag queen

Taxista perseguindo veículo da Uber

Um vídeo que mostra taxistas perseguindo um carro da Uber, em Fortaleza, ganhou repercussão na rede social Facebook. O caso ocorreu no último sábado, 25, durante percurso por vias da Aldeota até a Cidade 2000. As imagens compartilhadas na página "Apoiamos Uber em Fortaleza" já tiveram 22 mil visualizações, 428 compartilhamentos e quase 200 comentários.

A perseguição só acabou após o motorista da Uber entrar no condomínio de um dos passageiros, na Cidade 2000. De acordo com um amigo do condutor perseguido, que preferiu não ser identificado por medo de represália, o colega dele pegou um casal na rua Pereira Filgueiras, no bairro Aldeota, próximo à Receita Federal. A partir dali, eles passaram a ser perseguidos.

Nas imagens compartilhadas no Facebook, dois taxistas seguem o veículo da Uber. Por conta da perseguição, um dos passageiros sugeriu ao motorista que entrasse em seu condomínio. "Ele (motorista) e o casal (passageiros) ficaram apavorados. Ele pensou que ia ser agredido, só não foi porque entrou no condomínio", comentou o amigo do motorista, que também presta serviços para o aplicativo de caronas. 


O rapaz contou a imprensa que um grupo com 158 motoristas da Uber foi criado no WhatsApp para "socorrer" colegas em situações semelhantes. "O medo é recorrente. Temos que andar preocupados com os taxistas. Estamos evitando pegar passageiros na Beira Mar por conta de perseguição. Eu mesmo já sofri perseguição, só não me alcançou porque passei por um final e ele (taxista) ficou", completou.

Sinditaxi

A direção do Sindicato dos Taxistas (Sinditaxi) informou que não orienta a categoria a exercer o "papel de fiscalização", nem concorda com taxistas que tenham este tipo de conduta. "A nossa orientação é para o taxista informar, quando avistar o transporte ilegal de passageiro, o local de onde de saiu e a placa do veículo". O número para denunciar irregularidades é 3452 9318.

Conforme o Sinditaxi, está prevista uma manifestação da categoria para o dia 29. O movimento foi organizado por taxistas, através das redes sociais. Apesar de não ser um evento oficial do Sindicato, a direção apoia o ato.

Uber

Foi procurada a empresa para comentar sobre o caso em Fortaleza. De acordo com a Uber, todo cidadão tem o direito de escolher como quer se mover pela cidade, assim como o direito de trabalhar honestamente. 

Em casos de agressões, a companhia indica aos motoristas parceiros que, além de registro de ocorrência na delegacia competente, é cabível representação criminal e queixas-crime.


"A Uber considera inaceitável o uso de violência. Esperamos que motoristas parceiros não se envolvam em brigas e discussões e que contatem imediatamente as autoridades policiais sempre que se sentirem ameaçados. Acreditamos que os motoristas parceiros precisam ter seu direito constitucional de trabalhar preservado e vamos dar todo o suporte necessário para que os agressores sejam julgados e condenados ", disse a empresa. 

O Povo Online

Homem é assassinado com tiros de pistola .40 em Jaguaribe


Nesta segunda, dia 27, por volta de 13h30min, na rua “C”, bairro Curralinho, Jaguaribe-CE, um indivíduo não identificado, efetuou vários disparos de pistola .40 em direção a pessoa de WELTON PINHEIRO PESSOA, 32 anos, estimasse que foram mais de 12 disparos direcionados principalmente à cabeça. Foi informado por populares que o acusado deixou a moto distante cerca de 50 metros do local do homicídio e foi caminhando a pé, no momento que a vitima auxiliava um passageiro deficiente a descer do ônibus, o acusado efetuou os disparos. Os PM's de serviço estão em diligencias afim de identificar e prender o acusado.

Com Informações do 1ºBPM

Mulher é presa em posse de espingarda artesanal em Jaguaruana


Nesta segunda, dia 27, por volta das 15h30min, na localidade de Santa Luzia, zona rural de Jaguaruana-CE, foi presa MARIA NAIARA BEZERRA SILVA, 20 anos, natural de Russas, a mesma estava de posse de uma espingarda de fabricação artesanal tipo socadeira e um frasco com pólvora. Os PM da F.T.A. efetuaram apreensão da arma, bem como, conduziram a acusada a DRPC de Russas, onde a mesma responderá o Inquérito por portaria. 

Com Informações do 1ºBPM

Jovem é preso após roubar Shineray utilizando faca em Russas


Nesta segunda, dia 27, por volta das 15h30min, na localidade de Sítio Garças, Russas-CE, foi preso WEVERTON PEREIRA SALDANHA, 18 anos, natural de Russas, o qual por volta das 15h10min, armado com uma faca, na Rua Projetada, bairro de Fatima em Russas, roubou uma motoneta Shineray 50cc, modelo F2, cor amarela, de um senhor de 65 anos. Os PM do Ronda do Quarteirão após diligencias efetuaram a prisão do acusado, bem como, recuperaram o ciclomotor roubado, o acusado foi autuado por roubo na DRPC de Russas-CE.

Com Informações do 1ºBPM

Homem é preso após tentativa de assalto no centro de Russas


No último domingo, dia 26, por volta das 23h00min, na Rua Cônego Agostinho s/nº, Centro de Russas-CE, foi preso FRANCISCO DANIEL DA SILVA OLIVEIRA, 23 anos, natural de Russas, o qual na Praça da Matriz em Russas, tentou roubar o celular de um mulher de 29 anos. Os PM do Ronda do Quarteirão efetuaram a prisão do infrator e conduzira a DPC de Morada Nova-CE, onde o mesmo foi autuado por tentativa de roubo. 

Com Informações do 1ºBPM

Homem é preso por porte ilegal de arma de fogo em Russas

Arma apreendida durante a ação do FTA

No último domingo, dia 26, por volta das 21h00min, na localidade de Sítio Canto, zona rural de Russas-CE, após uma abordagem policial, foi preso FRANCISCO ISAC RODRIGUES, 27 anos, natural de Russas, o qual estava portando ilegalmente uma pistola TAURUS, modelo PT 58 HC PLUS, calibre 380, nº KHO10572, com um carregador municiado com 04 (quatro) cartuchos calibre 380, e mais 10 (dez) cartuchos de revólver calibre 32 intactos. Os PM da F.T.A efetuaram abordagem, prenderam o acusado e conduziram a DPC de Morada Nova-CE, onde o mesmo foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e munição. 

Com Informações do 1ºBPM

Perícia do Senado não vê ‘pedalada’ de Dilma Rousseff

Senadores aliados e adversários de Dilma usam parte diferentes do documento como trunfo no processo de impeachment ( FOTO: ROBERTO STUCKERT FILHO )

Brasília. Uma perícia feita no Senado a pedido da comissão do impeachment aponta ato direto da presidente afastada Dilma Rousseff na liberação de créditos suplementares sem aval do Congresso. Por outro lado, diz que não foi identificada ação dela nas "pedaladas fiscais".

Os decretos e as pedaladas -o atraso no repasse do Tesouro ao Banco do Brasil para o Plano Safra-, ambos em 2015, embasam a denúncia que defende a saída definitiva da petista do cargo.

Como o laudo compromete a presidente afastada em um ponto e alivia em outro, senadores aliados e adversários dela usaram parte diferentes do documento como trunfo.

"A denúncia se desmonta por si só", afirmou Vanessa Grazziotin (PC do B-AM). "Essa perícia, que seria um instrumento da defesa, passa a ser ferramenta para a acusação", rebateu o líder do PSDB, Cássio Cunha Lima (PB).

A perícia, assinada por três técnicos do Senado, serve para instruir o processo. No julgamento final, são levados em conta também outros elementos, como os depoimentos de testemunhas, da própria acusada (no caso, Dilma), entre outros fatores. Dentro da comissão especial de impeachment, o laudo não deve alterar o quadro de votos de 15 a 5 contra a presidente afastada, mas servirá de arma política para cada lado no plenário do Senado, onde a disputa por votos continua. A votação final está prevista para agosto.

A perícia atende a recurso deferido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que também preside o processo no Senado, depois que o grupo pró-afastamento a derrubou.

Segundo o laudo, três dos quatro decretos de crédito suplementares investigados comprometeram a meta fiscal por promover "alterações na programação orçamentária incompatíveis com a obtenção" dela.

A assinatura de Dilma nos atos não deixa dúvidas aos peritos: "Há ato comissivo da exma. Sra. Presidente da República na edição dos decretos, sem controvérsia sobre sua autoria".

Ao falar das pedaladas, o laudo diz que não identificou ação de Dilma. Argumenta que cabe ao Ministério da Fazenda autorizar o repasse dos recursos do Plano Safra.

"Pela análise dos dados, dos documentos e das informações relativos ao Plano Safra, não foi identificado ato comissivo da Exma. Sra. Presidente da República que tenha contribuído direta ou imediatamente para que ocorressem os atrasos nos pagamentos", dizem os peritos.

A conclusão diz, no entanto, que a demora no pagamento do plano agrícola afronta a Lei de Responsabilidade Fiscal.

"A perícia vem exatamente reforçar aquilo que dizíamos o tempo inteiro: para se caracterizar o crime de responsabilidade do presidente da República, é preciso sua participação direta", disse Humberto Costa (PT-PE).

Cássio Cunha Lima rebateu: "Fica caracterizado o crime de responsabilidade no que diz respeito aos decretos de suplementação orçamentária", disse o tucano

O líder do PSDB minimizou o fato de o laudo não apontar relação direta de Dilma com as pedaladas. Para o tucano, trata-se de perícia contábil, em que, na avaliação dele, "não cabe a indicação de autoria".

Para o advogado de Dilma na comissão especial do Senado, José Eduardo Cardozo, porém, "está provado que não há dolo nos decretos e não há ato delituoso nas pedaladas".

Esclarecimentos


Hoje, defesa e acusação poderão pedir esclarecimentos sobre a perícia. Os técnicos terão até a sexta-feira para responder aos questionamentos. A junta de peritos deve ser ouvida pela comissão no dia 5 de julho. A previsão é que Dilma Rousseff deponha no dia 6, mas a presença não é obrigatória.

Diário do Nordeste