-->

11 de agosto de 2016

Bandidos atacam carro-forte na BR-222 em São Luís do Curu


Um carro-forte foi atacado, na tarde desta quinta-feira (11), na BR-222 no município de São Luís do Curu, distante 79 km de Fortaleza. Os bandidos explodiram o veículo, que era da empresa Brinks, e levaram o dinheiro. A ação ocorreu na Curva dos Frios, nas proximidades do quilômetro 82,6 da rodovia. 

O grupo vinha em uma Toyota Hilux de cor prata quando abordou o carro-forte na BR-222. De acordo com testemunhas, os bandidos estavam com os rostos cobertos por balaclavas e portavam armas longas, provavelmente, de grosso calibre. Eles efetuaram alguns disparos e o veículo de transporte de valores parou.

Os bandidos usaram emulsões explosivas e conseguiram acessar o cofre do carro-forte. Segundo a Polícia, não houve relato de feridos. Após abrirem o cofre, os suspeitos retiraram o dinheiro e o colocaram na Hilux. Há a suspeita de que outras duas caminhonetes, sendo uma de cor preta e outra também de cor prata, tenham sido utilizadas no ataque para dar cobertura à fuga dos criminosos após o roubo.

Conforme a Polícia Militar, os bandidos fugiram pela mesma rodovia, em direção a Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), também foram deslocadas e deram início às investigações para apurar o caso.

Até a publicação desta matéria, as equipes policiais seguiam em busca dos suspeitos. Contudo, ninguém foi identificado ou preso por participação no crime. Este foi o quarto ataque a carro-forte registrado neste ano no Ceará. 

Diário do Nordeste

'Prefeita ostentação' é afastada novamente do cargo


A juíza Leonilde Delfina Barros Amorim, titular da 2ª Vara da Comarca de Zé Doca, decidiu nesta quinta-feira (11) afastar a prefeita Lidiane Leite que havia sido reempossada na última terça-feira (9) por decisão da Câmara dos Vereadores de Bom Jardim. A magistrada também afastou por 120 dias o presidente da Câmara, Araão Sousa Silva, por entender que ele agiu unilateralmente ao revogar o Decreto Legislativo 006/2015 que havia decidido pela perda do mandato de Lidiane.

A decisão da Justiça atende a um pedido do Ministério Público do Maranhão (MP-MA) solicitando que a Ação Civil Pública contra Lidiane Leite por Improbidade Administrativa fosse julgada. Na visão do órgão, o retorno de Lidiane ao cargo de prefeita resultaria na continuidade da dilapidação do patrimônio público de Bom Jardim.

Na sentença, a juíza disse que acatou ao pedido do MP-MA “tendo em vista sua recondução ao cargo de Prefeita Municipal desta cidade, em 09/08/2016, em solenidade realizada na Câmara Municipal de Bom Jardim, que, segundo o representante do Ministério Público Estadual, não atendeu as formalidades legais por inexistir o tal ato formal que autorizasse sua recondução ao cargo”.

O presidente afastado da Câmara Municipal de Bom Jardim, Araão Sousa Silva, disse que irá agravar da decisão da juíza alegando que o Ministério Público não solicitou nenhum ofício para averiguar as documentações e que seria abuso de poder por parte do órgão.

Lidiane Leite disse ao G1 que só irá se posicionar depois que tomar ciência da decisão da Justiça.

Recondução

Lidiane Leite foi reconduzida ao cargo de prefeita de Bom Jardim na última terça-feira (9) após o Decreto Legislativo 006/2015, que decidiu pela perda do seu mandato ter sido revogado. “Foi uma surpresa para mim. Eu estava voltando até a estudar quando eu fui

Presos são colocados para trabalhar e reformar escolas em Campo Grande-MS

Os presos já reformaram seis escolas na capital e na semana que vem vão para a delegacia, mas dessa vez para reformá-la. (FOTO: TJMS)

Uma ideia inusitada está chamando atenção em Campo Grande (MS). Presos do regime semiaberto, que têm direito a trabalhar fora da prisão durante o dia e voltar para a cadeia à noite para dormir, foram colocados para trabalhar duro e reformar o presídio e escolas da capital. O projeto já conseguiu economizar R$ 2 milhões aos cofres públicos matogrossenses.

Os presos do semiaberto do Centro Penal da Gameleira iniciaram na semana passada a reforma da Escola Estadual José Ferreira Barbosa, no bairro Vila Bordon, e em 45 dias a obra deverá ser entregue. Com esta ação, a economia de Mato Grosso do Sul ultrapassa R$ 2 milhões, considerando que uma obra desta proporção, segundo o governo, não sairia por menos de R$ 400 mil e com o programa custará apenas R$ 19,8 mil, pagos aos 15 reeducandos que executarão os serviços.

Na Escola Estadual José Ferreira Barbosa a economia foi de R$ 380 mil na reforma. No colégio Padre José Scampinl a redução foi de R$ 617 mil. Na Flavina Maria da Silva gerou economia de R$ 382 mil aos cofres públicos. Mais R$ 473 mil de redução na Padre Mário Blandino, R$ 290 mil na Brasilina Ferraz Manteiro e mais economia de R$ 200 mil na escola Delmira Ramos dos Santos.

A ideia partiu do juiz titular da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, Albino Coimbra Neto. Pelo programa, os materiais de construção são comprados com um fundo arrecadado pelo desconto de 10% do salário de cada preso da capital que trabalha por convênios com o poder público e iniciativa privada, e a mão de obra utilizada é dos presos também, por isso gera economia.

"A vara vem trabalhando há alguns anos para colocar em prática. A gente conseguiu fazer o regime semiaberto funcionar aqui. No resto do Brasil é uma piada. Na maioria dos casos os presos cumprem o regime como se fosse uma liberdade condicional, fica em casa à noite, junta as cartas de emprego e entrega", comentou o juiz ao Diário do Poder.
São cerca de 1000 presos do semiaberto em Campo Grande e todos trabalham. Um agente penitenciário acompanha as obras por entender do assunto. "Esses presos que pagam as reformas. Cada um recebe o salário mínimo e partir disso a Lei de Execuções Penais estabelece que o preso deve pagar pela sua despesa de manutenção. Com base nisso, eu baixei uma portaria em que o preso pague 10% da remuneração para manutenção do presídio". Deu certo.

A ideia inicial foi reformar a escola. Segundo o magistrado, algumas unidades estavam há 30 anos sem reparos. "Agora, eles (presos) se sentem numa posição diferente, antes de marginalização, ficam como 'salvadores da pátria', arrumando escolas que há décadas não viam uma pintura. Alguns diretores e professores demonstram gratidão a eles", explica.

O projeto segue como exemplo. "Quero mostrar que é possível fazer em outros locais. Só precisa de ajustes e fazer funcionar. Não imaginava que daria tão certo. Estou muito satisfeito", declarou Coimbra.


Na semana que vem os presos vão para delegacia, mas dessa vez para reformá-la. A expectativa do TJMS é fazer uma escola a cada período, ou seja, duas ao ano.

diariodopoder.com.br

Agência dos correios de Ibicuitinga é assaltada


Ibicuitinga. A agência dos correios deste Município do Sertão Central cearense foi assaltada no fim da manhã da última quarta-feira (10). De acordo informações da Polícia dois homens chegaram ao local armados e anunciaram o assalto. Ninguém ficou ferido. A agência não informou a quantia que foi levada.

O assalto teria ocorrido por volta de 11h00. A dupla chegou ao local em uma moto. Haviam poucas pessoas no prédio, que fica na rua José Damasceno, no centro. Armados com um revólver eles anunciaram o assalto e recolheram o dinheiro. A Polícia disse que foi informada minutos depois através de um chamado via 190.

Na fuga, populares informaram que os assaltantes seguiram em direção ao distrito de Açude dos Pinheiros. Equipes da Polícia de Ibicuitinga fizera buscas na região mas, até o início da manhã desta quinta-feira (11), ninguém havia sido preso.

Diário do Nordeste

Cadeia é invadida, presos são libertados e quatro pessoas são baleadas em Redenção


Redenção. Cerca de cinco homens armados invadiram a cadeia pública deste Município, na região do Maciço de Baturité, na noite da última quarta-feira (10). De acordo com informações da Polícia Civil, quatro presos foram baleados e oito foram libertados. A Polícia Civil do município realiza na manhã desta quinta-feira (11) um levantamento das informações para apurar o caso.

Os invasores chegaram no local antes da meia-noite em dois carros, um Toyota Etios branco e um Fiat Pálio prata, este último tem placas de Icó e, conforme informações repassadas pela Polícia, registrou queixa de roubo ainda esta semana no município de Ocara, também da região. De acordo com o inspetor Jeferson, da Polícia Civil de Redenção, dois agentes prisionais estavam de serviço no momento da ação. “Eles conseguiram fugir pelo forro do prédio, escaparam dos tiros. Nenhum ficou ferido”, contou o policial.

Os autores do plano teriam chegado na cadeia já atirando e quebrando cadeados. Os veículos foram usados na fuga e abandonados em seguida em uma localidade distante do centro da cidade. Os detentos feridos foram transferidos por uma equipe do município de Acarape para o Instituto Doutor José Frota (IJF) em Fortaleza, escoltados por uma equipe da Polícia Militar. Um deles teria sido atingido com sete disparos.

Conforme informou o inspetor Jeferson, “nas celas foram encontrados cossocos, celulares e carregadores”. Equipes da Polícia Civil trabalham para levantar novas informações a respeito do caso. Policiais da 9ª região realizam buscas para localizar e prender os fugitivos.

Em nota, a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado confirmou a fuga dos oito prisioneiros. São eles: Francisco Damasceno do Nascimento, Francisco Jhonatan Ferreira Silva, Francisco Jones Cabral de Oliveira, Francisco Rai de Sousa Lima, Jachson Santos Pereira, José Lindomar Pereira Viana, Francisco Felipe Amaro e Tavalo Tadeu Nascimento Bezerra. Ainda segundo o órgão, os quatro internos feridos passam bem.

Diário do Nordeste

Dupla invade prédio, algema guardas e arromba caixa em Fortaleza


Um roubo ousado foi registrado na noite da última quarta-feira (10) em Fortaleza. Duas pessoas, com os rostos cobertos, invadiram o prédio da vice-prefeitura da Capital, no bairro Vila União, algemaram os guardas municipais e arrombaram um caixa eletrônico. Toda a ação durou aproximadamente seis horas.

De acordo com o tenente Wilker Lopes, da 3ª Companhia do 6º Batalhão da Polícia Militar (3ªCia/6ºBPM), os suspeitos entraram no local quando as atividades já haviam sido encerradas no prédio. Conforme relatos dos guardas municipais que foram feitos reféns, era por volta de 20h quando os suspeitos entraram no local, a pé, por um portão lateral. 

Os guardas municipais foram rendidos e algemados em uma sala. Enquanto isso, os bandidos foram ao caixa eletrônico do Banco do Brasil e, utilizando um maçarico, conseguiram perfurar o cofre e retirar o dinheiro. A quantia não foi especificada. 

Por volta de 2h da madrugada desta quinta-feira (11), os suspeitos encerraram a ação e liberaram os guardas municipais, fugindo em seguida. Conforme a Polícia, há a suspeita de que havia um carro, do lado de fora do prédio, dando apoio aos criminosos. 

Após os suspeitos deixarem o local, os guardas municipais foram ao 34º DP (Centro), registrar a ocorrência. A Perícia Forense (Pefoce) foi acionada. As câmeras de segurança deverão ser analisadas para buscar imagens que possam ajudar a Polícia a identificar os suspeitos. Até a publicação desta matéria, ninguém havia sido preso pela ação.

Diário do Nordeste

Justiça afasta prefeito da cidade de Quixadá e mais quatro secretários

Prefeito João Hudson foi afastado por 120 dias (Foto: arquivo)

Quixadá. O prefeito deste Município, João Hudson Bezerra, foi afastado do cargo por 120 dias por uma decisão da justiça após o Ministério Público do Ceará (MPCE) deflagrar, na manhã desta quinta-feira (11), a operação “Folhas em Branco”, que investiga a participação do gestor e de quatro secretários em atos de improbidade administrativa. Mandados de buscas e apreensão de documentos foram cumpridos na sede da prefeitura e em quatro secretarias. Os mandados foram expedidos pelo juiz de Direito auxiliar da 1ª Vara da Comarca de Quixadá, Adriano Ribeiro Furtado.

Além de João Hudson, os secretários de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Francisca Verônica Costa Marinho; de Educação, Antônio Martins de Almeida Filho; de Planejamento e Finanças, Raimundo Nonato Martins; do Desenvolvimento Social, Vera Lúcia Coelho de Aragão; dos ordenadores de despesa do Departamento Municipal de Trânsito de Quixadá, Geison Lopes e do gabinete da Prefeitura, Ayla Mayara Arneiro de Barros, também foram afastados pela decisão. O procurador-geral do Município, Edil de Castro Cavalcante, também integra a lista de afastados. De acordo com o MPCE, os envolvidos ficam impedidos de adentrar às dependências físicas da Prefeitura de Quixadá.


Na decisão foi imposta também a indisponibilidade de bens dos representados no valor de 600 mil reais, correspondente ao valor da multa civil a ser imposta e que representa cem vezes o valor da remuneração recebida por cada agente público. Em nota, o MPCE disse que os afastamentos são “cautelar” e se baseiam “sobre possíveis atos de improbidade administrativa por parte dos gestores públicos e foi motivada por reiterados descumprimentos de ordens judiciais originadas de uma ação civil pública, de setembro de 2015, que pretendia garantir o pagamento dos salários dos agentes públicos municipais”. O órgão esclarece que teve que recorrer diversas vezes a medidas judicias e extrajudiciais para tentar assegurar o pagamento dos funcionários por parte da prefeitura. “Após inúmeros descumprimentos pela gestão das ordens judiciais e até mesmo de acordos por ela firmados, o MPCE, segundo as promotorias de Quixadá resolveu adotar ‘imperiosa medida, velando pela dignidade da pessoa humana, em defesa de direitos fundamentais'”.

A documentação apreendida será analisada pelo Ministério Público para a adoção das providências necessárias. Enquanto isso, a Câmara Municipal deverá convocar em caráter de urgência uma reunião extraordinária para nomear o vice-prefeito, Antonio Weligton Xavier Queiroz, para ocupar o cargo de prefeito, enquanto durar o afastamento.


A imprensa tentou contato por inúmeras vezes com o prefeito afastado, João Hudson mas, até a publicação desta matéria, o celular do gestor estava em caixa de mensagem.

Diário do Sertão Central

Operação da Coelce prende duas pessoas em Canindé por “gato"


Canindé. A Companhia Energética do Ceará (Coelce) realizou, na última terça-feira (9), neste Município da região central cearense, uma operação contra ligações clandestinas e furto de energia, os chamados “gatos”. A iniciativa contou com o apoio da Polícia Civil do Município. Até o final da tarde, duas pessoas havia sido presas e sete boletins de ocorrência foram registrados.

A operação durou durante todo o dia. De acordo com a Coelce, durante o trabalho de fiscalização, técnicos da empresa e peritos da Polícia constataram irregularidades na medição de energia em dois estabelecimentos comerciais e cinco residências. Os responsáveis foram levados para a Delegacia onde foram autuados. Os “gatos de energia” é crime com pena que varia de um a oito anos de reclusão.

Em nota a empresa disse que os furtos de energia “afetam diretamente a qualidade do serviço prestado pela distribuidora e põem em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica”. Como consequência, as ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, ocasionando interrupção no fornecimento de energia.

Outra


Em maio deste ano, outras três pessoas, sendo uma delas um comerciante, também foram presas na mesma cidade em outra operação da Polícia, por furto de energia. “Para conscientizar a população sobre o perigo do furto de energia, a Coelce realiza, além destas operações, diversos projetos sociais em comunidades, com informações sobre o uso eficiente de energia elétrica, programas para geração de emprego e renda e revisão gratuita de instalações elétricas de consumidores com menor poder aquisitivo”, informou a empresa em nota.

Diário do Nordeste

Polícia Federal combate pornografia durante operação no Ceará


Foi deflagrada ontem no Ceará uma operação da Polícia Federal (PF) para combater o crime de difusão de imagens com conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes pela internet no Estado. Para a execução da "Operação Internet Segura", dois mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 11ª Vara da Justiça Federal, sendo cumpridos um na Capital e o outro em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Conforme as apurações da PF, os dois homens investigados compartilhavam imagens de pornografia infantil na internet. Foram apreendidas diversas mídias para análise dos conteúdos pela Perícia da PF no Ceará.

"As investigações continuam e podem resultar em novas investidas, após o resultado da análise do material apreendido", informou o órgão, em nota.

Segundo a Polícia Federal, durante a operação, uma arma de fogo foi encontrada na residência de um dos suspeitos, em Fortaleza. Ele foi liberado mediante pagamento de fiança e responderá pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

Cerca de dez agentes federais participaram da ofensiva. Os suspeitos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes previstos nos artigos 241-A e 241-B, da Lei 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente), com penas que variam de um a seis anos de prisão.

Mais ações

Nos meses de janeiro, junho e julho deste ano, a PF deflagrou outras operações também com o intuito de combater a difusão de material pornográfico infantil.

Na última ação do órgão, em 15 de julho, um técnico de Enfermagem foi preso preventivamente, em Itapipoca.

Diário do Nordeste