-->

1 de março de 2016

Marinha abre concurso para preencher 1.340 vagas


Até o dia 28 de março, estão abertas as inscrições para preenchimento de 1.340 vagas no Concurso Público de Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros.

Os interessados devem possuir ensino médio no ato da matrícula e ser do sexo masculino, solteiro e ter entre 18 e menos de 22 anos no dia 1º de janeiro de 2017.    

A inscrição é realizada por meio do site www.ingressonamarinha.mar.mil.br, onde o candidato irá preencher o formulário e imprimir o boleto com taxa correspondente à R$ 20, que deverá ser paga em qualquer agência bancária. A inscrição também pode ser feita presencialmente nas Organizações Militares da Marinha, nos dias úteis, das 8 horas às 16 horas. 

Especialização 

No ato da inscrição, o candidato deverá apontar, por ordem de prioridade, quais áreas mais o interessam para se especializar, dentre as três seguintes: Apoio, Eletroeletrônica ou Mecânica. A opção escolhida será viabilizada, mediante a classificação no Concurso.

Avaliação

O concurso será feito por meio de provas objetivas com 50 questões de Ciências (Física e Química) (20), Matemática (15) e Português (15). As outras etapas envolvem as verificações de dados biográficos, de documentos, inspeção de saúde, teste de aptidão física (natação e corrida), avaliação psicológica e curso de formação.

Curso de formação

O curso de formação será realizado ao longo de 48 semanas, em duas etapas, nas Escolas de Aprendizes Marinheiros de Santa Catarina, Ceará, Pernambuco e Espírito Santo.

A primeira fase é a formação militar-naval, como Aprendiz-Marinheiro, e a segunda, já como Grumete, o aluno fará especialização inicial em uma das três áreas escolhidas na inscrição. Durante esse tempo, o aluno receberá uma bolsa-auxílio de R$ 790.

Quando se formar, será nomeado Marinheiro Especializado e será incorporado ao Corpo de Praças da Armada (CPA), permanecendo três anos nesta graduação. 

No terceiro ano, o militar fará o curso de especialização com duração de um ano e, se concluir o curso com aproveitamento, será nomeado Cabo, recebendo diploma de formação técnica dentro da área escolhida, reconhecida pelo MEC, com remuneração de cerca de R$ 2.500.

Serviço

Concurso Público de nível médio – Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros
Inscrições: até 28 de março no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br e nas Organizações Militares da Marinha.

O POVO Online

Grupo assalta idosa e atropela motoqueiro durante perseguição policial

Não houve troca de tiros, mas a Polícia encontrou com o grupo dois revólveres

Três pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos após uma colisão entre veículos durante uma perseguição policial no Bairro de Fátima, por volta das 10 horas desta terça-feira, 1º.

Segundo a delegada plantonista do 2º Distrito Policial (Aldeota), Ana Cristina Lima, o grupo havia roubado o veículo - um Onix vermelho - de uma idosa, próximo a uma clínica de imagem, localizada no bairro Aldeota, na rua Rocha Lima. 

Após o assalto, a idosa acionou a Polícia, que, por sua vez, localizou o carro e deu início à perseguição. 

Ainda de acordo com a delegada, no momento da fuga o grupo acabou atropelando um motoqueiro, que ficou "muito ferido", próximo à rua Barão de Aratanha. 

Além de colidir com a moto, o veículo atingiu outros dois carros. "Quando o Onix ficou inservível para ser dirigido, eles fugiram a pé", explica a delegada.

Não houve troca de tiros, mas a Polícia encontrou com o grupo dois revólveres, um calibre 38 e outro calibre 32. Segundo os suspeitos, as armas foram compradas na feira da Parangaba. 

Foram presos Anderson Nascimento de Oliveira, 20 anos, que já responde na Justiça por tráfico de drogas; Vanessa Rafael Pereira, 18 anos, namorada de Felipe de Alencar Ferreira, que tem extensa ficha criminal. Além de responder por receptação, homicídio e porte ilegal de armas, Felipe foi autuado por direção perigosa.

Os três responderão por associação criminosa, corrupção de menores, assalto a mão armada e roubo qualificado.

Os dois adolescentes foram encaminhados para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).


O POVO Online

Polícia prende homem com mais de R$ 4 mil em cédulas falsas

Notas falsas apreendidas
Um homem de 34 anos foi preso na tarde desta terça-feira, 1º, com uma quantia de R$ 4.320 em cédulas falsas, em Horizonte, 40 km de Fortaleza. Ao todo, foram recolhidas 216 notas de de R$ 20. 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Cleber Junior Pinheiro Pereira estava sendo investigado há dois meses. Ele foi detido em um imóvel no bairro Diadema. 

A Polícia Militar disse que o suspeito planejava vender as notas e esconder a origem das cédulas fazendo pagamentos à vista. Cleber foi levado à Delegacia Metropolitana de Horizonte, onde foi autuado por em flagrante por adquirir moeda falsa, com base no artigo 289 do Código Penal Brasileiro. 

O POVO Online

Detran leiloa 669 veículos de até R$ 11 mil


O primeiro leilão de 2016 realizado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) acontecerá nos dias 3, 4 e 5 desta semana, na Montenegro Leilões, no bairro Esplanada do Castelão. Ao todo, serão disponibilizados 454 lotes de motocicletas e 45 de carros, com preços que variam de R$ 350 até R$ 11 mil.

Além dos veículos, serão ofertados 154 lotes de sucatas de moto e 45 lotes de sucatas de carros. O modelo mais barato de carro é um Renault Clio, lote 617, que custa R$ 2mil. Os lotes mais caros, de R$ 11 mil, são referentes a um Fiat Pálio Wekeend Adventures Flex 2009/2010 e um Chevrolet Spin 1.8L AT LT 2013/2013. 

Segundo o Detran, os clientes precisam pagar, na hora, 25% de entrada dos veículos arrematados. Os exemplares são entregue sem pendências, mas os compradores devem pagar o IPVA 2016 (veículos com mais de 15 anos são isentos);, licenciamento de 2016 e seguro DPVAT de 2016, além da transferência do veículo para o seu próprio nome. 

Serviço
Leilão Detran
Data: Quinta, sexta e sábado
Horário: A partir das 10 horas
Local: Montenegro Leilões
Endereço: Ademar Paula, nº 1.000, bairro Esplanada do Castelão

- Clique aqui para ver o Edital do Leilão

- Clique aqui para ver a Lista de Lotes

O POVO Online

Três atletas Russanos estreiam dia 12 de março pela seleção de Aracati no Cearense de Futsal Sub 17

Para este ano de 2016, a Prefeitura de Aracati, através da Secretaria de Esporte e Lazer, ampliará seu alcance em relação ao Futsal, e já inscreveu seus representantes em três categorias de competições promovidas pela Federação Cearense de Futsal – FCFS, que são: Sub 15, Sub 17 e agora também Sub 20.

A categoria Sub 17 contará com três atletas Russanos, são eles: Lucas Veríssimo, Hernandes (os dois integraram a equipe campeã de 2015 pelo Sub 15), e Marcos John. Sem oportunidades e sem apoio no esporte em Russas, os atletas resolveram tentar a sorte na cidade vizinha, o talento deles foi reconhecido e recompensado com a conquista. Hoje, numa categoria acima, eles almejam conquistar vitórias, consequentemente títulos, e como todo jovem atleta, futuramente vir a realizar o sonho de se tornar profissionais de destaque nacional, como Falcão melhor do mundo no Futsal, ou o Cearense Valdin que saiu do Ceará para conquistar o Brasil pela Seleção Nacional.

Nos últimos três anos, o município de Aracati tem aumentado seus investimentos no esporte, principalmente nas categorias de base, como é o caso do Futsal, que em 2013, conquistou o título nacional dos Jogos da Juventude, ganhou o intermunicipal cearense na categoria Sub 17; e ainda conquistado o título inédito de Campeão Cearense 2015, da categoria Sub 15.

O Aracati de Futsal, inclusive já conheceu seus adversários na categoria Sub 17, que terá 04 grupos, sendo 03 grupos de 06 equipes, e 01 grupo de 07 equipes. Aracati figura no Grupo D, com Sumov, Crateús, Redenção, AD Nota 10, Real Granja e CRESSE.


O time de Aracati Sub-17 tem sua estréia marcada para o dia 12 de março contra a seleção de Crateús, em Crateús. O jogo de volta está marcado para o dia 26, agora em Aracati.

A competição é realizada pela Federação Cearense de Futsal, com apoio do Projeto Futsal Sesc.

Prefeitos do Vale do Jaguaribe se reuniram em Fortaleza para tratar do Hospital de Limoeiro

Prefeitos do Vale do Jaguaribe em reunião com o Secretário de Saúde do Estado, Henrique Javi (Foto: Agência TVJ1)

Estiveram reunidos ontem (29/02) na Secretaria de Saúde do Estado do Ceará, prefeitos e secretários municipais dos onze municípios que são atendidos pelo Hospital Regional Dr. Deoclécio Lima Verde(HRDDLV), em Limoeiro do Norte.

A reunião tinha o intuito de buscar soluções para os problemas financeiros que vinham surgindo, como o corte no repasse de R$ 90 mil do Estado, que havia sido suspenso pelo Cesau ao hospital e respectivamente as limitações de atendimento aos onze municípios do polo, decretadas pelo prefeito de Limoeiro do Norte, Paulo Duarte (DEM).
Fachada da emergência do Hospital Regional Dr. Deoclécio Lima Verde, em Limoeiro do Norte (Foto: Ellen Freitas)

Duarte indagou aos prefeitos da região quem gostaria de levar para seus municípios o polo regional, porém nenhum se pronunciou a respeito. Após muito debate todos os prefeitos e secretários municipais entraram em um consenso e reconheceram o hospital de Limoeiro do Norte como referência e decidiram mantê-lo como polo regional.
Prefeito de Limoeiro do Norte, Paulo Duarte (DEM), ao lado do Secretário de Saúde do Estado, Henrique Javi (Foto: Agência TVJ1)

Em entrevista ao portal de notícias TVJ1, o Secretário de Saúde do Estado, Henrique Javi, se mostrou muito satisfeito e disse que a reunião foi bastante positiva, destacando o compromisso do prefeito de Limoeiro do Norte que irá continuar com o hospital-polo.

Javi também irá tentar desbloquear dois meses de repasses do Estado para o hospital de Limoeiro, totalizando R$ 180 mil (cento e oitenta mil).


Paulo Duarte também apontou que os problemas que vinha enfrentando com o polo de Limoeiro do Norte nada mais é do que financeiro, assim como os demais hospitais-polos do Estado do Ceará enfrentam.



O gestor ainda em sua fala atribuiu questões políticas ao hospital, ressaltando que pessoas de Limoeiro do Norte tentam prejudicar o andamento do polo e cita o caso do coordenador da 10ª regional de Saúde do Governo do Estado, Elmo Nogueira.



Ainda com o secretário de saúde, Henrique Javi, quando questionado sobre a obra do Hospital Regional do Vale do Jaguaribe, que será construído em Limoeiro do Norte, o mesmo disse que encontra-se em fase licitatória pois houve mudanças no projeto para que fosse adequado a região e espera junto com o Governador Camilo Santana iniciar o mais rápido possível as obras.



FONTE: TVJ1

Vice-presidente do Facebook no Brasil é preso pela PF

O vice-presidente do Facebook na
América Latina, Diego Dzodan.
Crédito: Reprodução do Facebook
O executivo Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook para a América Latina, foi preso nesta terça-feira (1º), em São Paulo, pela Polícia Federal (PF).

De acordo com o órgão, a prisão na casa do executivo foi realizada após mandado expedido por um juiz da cidade de Lagarto, em Sergipe.

O motivo foi a companhia não colaborar com investigações policiais a respeito de conversas no WhatsApp, que pertence à empresa. Essas investigações tramitam em segredo de Justiça, informou a PF. Procurado, o Facebook não se posicionou sobre o tema até a publicação deste texto.

O Facebook teria descumprido três pedidos da Justiça. No segundo pedido, foi decidido multa no valor de R$ 50 mil, que depois foi elevada para R$ 1 milhão. 

Facebook: é a 2ª vez que a Justiça determina ação contra a empresa

É a segunda vez que o descumprimento de decisão judicial motiva uma decisão jurídica contra o Facebook. Em dezembro do ano passado, um juiz da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo (SP) determinou o bloqueio do WhatsApp em todo o Brasil por 48 horas, após não atender uma determinação judicial de 23 de julho de 2015.

Leia a nota divulgada pela Polícia Federal sobre o caso na íntegra:

"O juiz da Vara Criminal de Lagarto (SE), Marcel Maia Montalvão, informa a respeito das indagações sobre uma ordem de prisão do senhor Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook. Trata-se de um processo que corre em segredo de justiça, podendo informar apenas que trata-se de um processo de tráfico de drogas interestadual, em que a Polícia Federal solicitou ao juízo a quebra do sigilo de mensagens trocadas no WhatsApp. O que foi deferido pelo magistrado.

No entanto, a empresa Facebook, mesmo diante de três oportunidades não liberou as conversas solicitadas à Policia Federal. Sendo assim, o magistrado determinou uma multa de R$ 50 mil caso a ordem não fosse cumprida, a empresa não atendeu. A multa foi elevada para R$ 1 milhão e, também, a empresa Facebook não cumpriu a determinação judicial de quebra do sigilo das conversas do aplicativo whatsApp.

Diante das reiteradas determinações descumpridas, o juiz Marcel Maia decretou a prisão do responsável pela empresa no Brasil, o senhor Diego Dzodan, por impedir a investigação policial, com base no artº 2º, §1º, da Lei 12.850/2013".

Diário do Nordeste

Gerente de banco é sequestrado com família em Campos Sales


Campos Sales. O gerente do Banco do Brasil deste município foi sequestrado na manhã de hoje (02) e teve a família feita refém durante várias horas. De acordo com o Sargento Arlindo, da 4ªCia/2ºBPM, a ação foi descoberta quando o gerente teria ido à agência bancária sacar o dinheiro.

“Quando os criminosos descobriram que a Polícia tinha tomado conhecimento do sequestro, eles ligaram para o gerente dizendo que iam abortar a ação e libertar os familiares”, acrescentou o Arlindo.

A esposa do gerente, os dois filhos e a empregada doméstica foram deixados em uma estrada vicinal, há 10 km da sede do município, próximo a cidade de Salitre. Eles passam bem. Ainda de acordo com informações da polícia, cerca de dez homens participaram do sequestro. A quadrilha fugiu, sem levar nada, em direção ao estado do Pernambuco.

O Batalhão de Divisas que atua na fronteira entre Cariri e Pernambuco foi acionado. Policiais fizeram um cerco mas, até a publicação desta matéria, ninguém havia sido preso. Um helicóptero da Coordenadoria de Operação Aéreas (Ciopaer) está dando apoio à operação.

Diário do Nordeste

Cadáver sem cabeça seria de agricultor detido pela PM

A família do agricultor Washington de Araújo Cintra, 62 anos, que está desaparecido desde o dia 21 de fevereiro, denuncia que o homem foi levado de casa por quatro policiais militares durante a madrugada daquele dia, na localidade de Curupati, no município de Jaguaribara, no Vale do Jaguaribe. Um dos familiares, que preferiu não se identificar por medo de represálias, informou que o corpo encontrado no último sábado (27), em Morada Nova, sem a cabeça, com um dos braços decepado e, parcialmente queimado, seria o do idoso desaparecido.

A Delegacia Municipal de Morada Nova, que está investigando o caso, informou que ao lado do cadáver foi localizada uma carteira de identificação com o nome do agricultor.

No entanto, a Polícia Civil ainda não confirmou se o corpo é realmente o de Washington de Araújo Cintra.

Segundo informações de um familiar, o homem havia sido levado por quatro pessoas que se identificaram como policias militares da composição de Jaguaribara. Eles estariam fardados e utilizando balaclavas.



Viatura

"Os homem chegaram na casa por volta das duas da madrugada. Eles disseram que eram policiais e que ele (Washington de Araújo) teria que acompanhá-los até a Delegacia. Ele pegou os documentos e entrou dentro de uma viatura, mas até agora não retornou para casa", descreveu o familiar da suposta vítima. No dia seguinte, os familiares se dirigiram à Delegacia Municipal de São João do Jaguaribe na tentativa de obter respostas sobre o sumiço do agricultor. No entanto, a Polícia informou a um dos parentes que o idoso não chegou ao local e não foi registrada nenhuma ocorrência.

"Tentamos registrar um Boletim de Ocorrência (B.O), mas os policiais da Delegacia informaram que não seria possível por que não havia se passado o mínimo de 48 horas do desaparecimento. Ficamos sem saber o que fazer e não tínhamos nenhuma notícia dele", contou.

Na noite do último sábado (27), a família recebeu a informação de que um corpo havia sido encontrado nas proximidades do Canal da Integração, no município de Morada Nova. O cadáver estava em decomposição, sem a cabeça, com um braço arrancado e com partes do corpo queimadas. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) compareceu ao local e realizou os primeiros levantamentos acerca das causas da morte.

O corpo foi conduzido à sede da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Pefoce, em Fortaleza, para a realização dos exames cadavéricos e de identificação que poderão dizer se o corpo é realmente de Washington Cintra. Na manhã de ontem, os restos mortais foram submetidos aos trabalhos de análises, através das impressões digitais da vítima. Porém, o estado do corpo não possibilitou uma leitura conclusiva das digitais.

DNA

Um familiar do agricultor revelou ao Diário do Nordeste que será realizado um exame de DNA para tentar identificar se o cadáver é mesmo do agricultor. O resultado deverá ficar pronto nos próximos 15 dias. "Como arrancaram a cabeça, não foi possível realizar o exame pela arcada dentária. Com isso, o IML (Pefoce) fez o exame pela digital, mas como o corpo estava queimado também não foi possível confirmar a identificação. Vamos entrar em contato com os advogados para acompanhar o caso. O que não podemos é deixar esta morte impune e sem nenhuma resposta concreta", relatou.

Vingança

Ainda de acordo com informações de familiares do idoso, a motivação do homicídio teria sido o fato de Washington de Araújo Cintra ser pai de Willame Diógenes Cintra, 26. O homem está preso, suspeito de ter participado do assassinato do soldado da PM Hudson Danilo Lima, ocorrido em janeiro deste ano, durante um tiroteio na Zona Rural de Jaguaretama.

"Nós já vínhamos recebendo ameaças após a morte do policial, mas meu pai não tinha nada haver com o caso. Ele era um trabalhador, que morava na fazenda e não fazia nenhum mal. Se ele (Willame Diógenes) cometeu o crime, ele tem que ser punido e pagar pelo que fez, mas meu pai não tinha nenhuma relação com isso", acrescentou.

Apesar das informações preliminares, a Delegacia Municipal de Morada Nova informou somente que estão sendo realizados os primeiros levantamentos sobre o caso. Nenhuma das hipóteses estão descartadas, porém nada indica que o homem foi morto por represália à morte do soldado da PM ou por vingança de grupos rivais.

A reportagem tentou o contato com o delegado que passará a investigar o caso, mas as ligações não foram atendidas. A Polícia Militar também não se pronunciou oficialmente sobre as denúncias feitas pelos familiares do agricultor desaparecido. O relações pública da PM, coronel Andrade Mendonça, chegou a atender o celular à tarde, mas a ligação caiu e depois as chamadas não foram mais atendidas.

Diário do Nordeste

Homem troca tiros com delegado após assalto e é preso

Foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e munições

Um assalto a uma agência correspondente do Banco do Bradesco terminou em perseguição e tiroteio na última segunda-feira (29), em Icó, distante 365 km de Fortaleza.

Dois homens armados invadiram o local e roubaram cerca de R$ 25 mil. Após a ação, os suspeitos fugiram em um veículo Volkswagem Polo, de cor preta. 

Polícia foi acionada e iniciou as investigações sobre o caso. Na madrugada, o delegado Maurício Júnior e os policiais civis da cidade de Ipaumirim realizaram um cerco e trocaram tiros com os assaltantes. Apesar da ofensiva, a dupla conseguiu escapar.

Quando o delegado retornava à cidade, o carro em que os agentes estavam foi interceptado por dois homens em uma motocicleta, que efetuaram diversos disparos. Os policiais revidaram e conseguiram atingir um dos suspeitos.

O homem, identificado como Thales Henrique Oliveira Castro, 25, foi baleado na perna e acabou preso. Com ele, a Polícia apreendeu dois revólveres calibre. A Polícia ainda procura o outro suspeito de participar do tiroteio contra os agentes de segurança.

Com informações de Richard Lopes
Diário do Nordeste

Governo do Ceará divulgará edital para concurso da Polícia Militar nesta terça-feira, 01


Na na manhã desta segunda-feira, 29, o Governador Camilo Santana esteve em Crateús para inaugurar a 3ª e 4ª companhias do Batalhão de Divisas, que vão proteger a divisa do Ceará com o Piauí. No total, serão 88 policiais e sete viaturas atuando em 16 municípios da região.

Em seu discurso, além de ressaltar a importância do Batalhão de Divisas, Camilo também falou do concurso para soldados da Polícia Militar do Ceará (PM/CE), destacando que amanhã será anunciado o edital.

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Delci Teixeira, já havia dito que o Governo abrirá 4.200 vagas em concursos para policial até 2018. Teixeira explicou que a previsão é de contratar 1.400 profissionais em 2016, 1.400 em 2017 e 1.400 em 2018.

Para concorrer é necessário possuir ensino médio, idade de 18 a 30 anos até a data de matrícula no curso de formação e altura mínima de 1,62m para homens e 1,57 para mulheres. A remuneração inicial é de R$ 3.200.

Ao que tudo indica, o concurso deverá ser realizado de acordo com os mesmos moldes do último para o cargo, que ocorreu em 2011.

Monolitos Post

Proprietária de bar é executada após denunciar roubo


A comerciante Célia Alves de Lima, de 48 anos, foi executada após presenciar e denunciar um roubo que aconteceu no bairro Alto Alegre II, em Maracanaú, na noite do último domingo, 28. As informações sobre a motivação do crime foram repassadas por moradores. Testemunhas que preferiram não se identificar disseram que Célia presenciou um roubo a caminhoneiros na área onde morava. Ela era amiga das vítima e teria denunciado o caso à Polícia, mas foi executada na porta do próprio bar. 

De acordo com a estatística da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em 2016, 24 mulheres foram mortas no mês de janeiro. No mesmo mês de 2015, foram 21 vítimas e 10 casos a menos que em 2014. No ano passado, no período de janeiro a dezembro, foram 237 mulheres mortas no Estado do Ceará. Os meses com maior incidência de mortes do sexo feminino foram abril e maio, com um total de 56 casos. No mês de fevereiro de 2015 a SSPDS registrou 26 casos, neste ano o balanço não está consolidado.

Conforme a perita Lêda Queiroz, que trabalhou no local de crime de Maracanaú, junto da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a família estava revoltada e não queria colaborar com o trabalho da Divisão de Homicídios (DHPPP). “Quase não deixaram a gente fazer o local de crime. Não queriam deixar levar o corpo. Ela foi morta na calçada”, relatou.

A maior parte dos tiros atingiu a região da cabeça. A perita diz que os levantamentos da Polícia mostraram que quatro pessoas em um automóvel Celta surpreenderam Célia na calçada de casa, onde também funcionava um bar. “Disseram que eram policiais e mandaram colocar as mãos para cima, mas começaram a atirar. Uma pessoa foi socorrida, um homem. Ele foi baleado”, afirmou.

Conforme a perita, não houve chance de luta corporal. Célia morreu no local. Familiares dela evitaram conversar sobre o crime. A mulher não possuía antecedentes criminais. O delegado Bruno Montagnolli realizou os primeiros levantamentos. A delegacia da área é a do 20º DP, no Acaracuzinho.

Números

24 mulheres foram vítimas de crimes violentos em janeiro deste ano

237


mulheres foram mortas no ano passado. Em 2014 esse número foi de 264

O Povo Online

SINE/IDT de Russas dispõe de 15 vagas de emprego


O SINE/IDT de Russas está ofertando 15 vagas de trabalho. Os interessados devem procurar a agência do município, localizado na Avenida Coronel Araújo Lima, nº 1458, centro, portando todos os documentos: Carteira de Trabalho, Cartão do PIS, CPF, RG, CNH (caso tenha), comprovante de endereço, comprovante de escolaridade, certificados de cursos e currículo.


Informações mais detalhadas sobre o trabalho e o valor da remuneração podem ser obtidas no SINE/IDT de 08h às 17h, ou através do telefone: (88) 3411-8563.

PM cumpre mandado de prisão preventiva em Limoeiro do Norte

Nesta Segunda-feira, dia 29, por volta das 13h15min, a PM prendeu e conduziu à DPC de Limoeiro do Norte, por haver um Mandado de Prisão Preventiva (Processo N°10866/15-11635-57.2015.8.06.0115) em desfavor, a pessoa de NAILTON ALEXANDRE MOURA, 22 anos, natural de Limoeiro do Norte-CE, residente no bairro Estrada das Flores, Limoeiro.

Com Informações do 1ºBPM

43 aparelhos celulares são apreendidos na Cadeia Pública de Limoeiro do Norte


Nesta Segunda-feira, dia 29, por volta das 14h00min, deu-se início a uma revista na Cadeia Pública de Limoeiro do Norte sob o comando do Major MENEZES, com a presença do representante do Ministério Público /1ª Vara, Dr. Patrick, e com o efetivo 18 Policiais e 3 Agentes Prisionais, foi apreendido o seguinte material:

*43 (quarenta e três) Aparelhos celulares de diversas marcas;
*18 (dezoito) carregadores de celular;
*14 (quatorze) baterias de celulares;
*09 (nove) Chips de várias operadoras;
*05 (cinco) Cossocos (arma branca artesanal);
*04 (quatro) facas;
*44g (quarenta gramas) de Maconha;
*1g (uma grama) de Crack.

Com Informações do 1ºBPM

Novo ministro da Justiça tem 25 anos de carreira e comandou 2 vezes MP da Bahia


Com 50 anos de idade, o novo ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva, tem 25 anos de carreira e exercia os cargos de procurador de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) e de Procurador-Geral de Justiça Adjunto para Assuntos Jurídicos.

Ele também já comandou por dois mandatos consecutivos o Ministério Público do Bahia, entre 2010 a 2014. No período, Wellington César defendeu a manutenção da maioridade penal e atuou como interlocutor na relação entre instituições, especialmente na aproximação do órgão com as Polícias Civil e Militar. A posse do novo ministro, que substituirá José Eduardo Cardozo, deve acontecer na próxima quinta-feira, 3.

Indicação do ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, o futuro ministro é Mestre em Ciências Criminais e doutorando em Direito Penal e Criminologia.

Nascido em Salvador, Wellington César é formado em direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e ingressou no MP em 1991; foi promotor nas comarcas de Itagimirim, Tucano e Feira de Santana. Em 1995, ele foi promovido para Salvador, onde atuou na Promotoria de Justiça de Assistência, na 6ª Vara Criminal e na Central de Inquéritos do MP. Também ocupou o cargo de assessor especial do procurador-geral de Justiça nos anos de 1996, 1999 e 2000.

ESTADÃO conteúdo

MP denuncia Jardel e outros dez por crimes contra administração pública


O Ministério Público denunciou nesta segunda-feira (29) o deputado estadual Mário Jardel e outras dez pessoas por crimes como organização criminosa, peculato, concussão e uso de documento falso (veja abaixo a lista completa dos nomes e os crimes denunciados). O documento foi assinado e protocolado pelo procurador-geral de Justiça, Marcelo Lemos Dornelles, e endereçado ao presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, desembargador Luiz Felipe Difini.

A denúncia surge cerca de três meses após a Operação Gol Contra, deflagrada depois de denúncias de que o parlamentar e ex-jogador do Grêmio exigia parte dos salários de funcionários fantasmas e desviava verbas da Assembleia Legislativa. Jardel nega as acusações.

Conforme a denúncia do MP, entre fevereiro e novembro de 2015, Jardel e o advogado e assessor parlamentar Christian Vontobel Miller, o chefe de gabinete Roger Antônio Foresta, o coordenador-geral de bancada do PSD, Ricardo Fialho Tafas e o chefe de gabinete do líder da bancada do PSD, Francisco Demetrio Tafras, todos denunciados, integraram um esquema com objetivo de obter vantagens financeiras, mediante a prática de crimes contra a administração pública, como peculato e concussão, além do uso de documentos falsos e da lavagem de dinheiro.

De acordo com as investigações, a partir da posse Jardel como deputado estadual e da nomeação dos quatro assessores, eles planejaram e executaram a prática de crimes de peculato. Para o MP, verbas públicas referentes a diárias fictícias foram desviadas, além de indenizações veiculares fraudulentas e à manutenção de “funcionários fantasmas”.

Também foram cometidos delitos de concussão, caracterizados pela exigência de repasse de parte de salários e de verbas indenizatórias de servidores, além de uso de documentos falsos e de lavagem de dinheiro. O valor desviado, entre abril e novembro de 2015, é estimado em R$ 212.203,75.

Como funcionava o esquema

O MP afirma na denúncia que Jardel, que comandava o esquema, era o destinatário final da maior parte dos valores arrecadados. Christian Vontobel Miller, além de ser o mentor das irregularidades, participou ativamente desde a montagem do quadro de servidores até as deliberações que resultaram na prática dos delitos. Segundo o MP, como advogado pessoal e assessor de Jardel, ele era responsável por evitar que os crimes chegassem ao conhecimento das autoridades policiais, ministeriais ou da imprensa.

O chefe de gabinete Roger Antônio Foresta era o interlocutor do parlamentar nas exigências de parte dos salários e das diárias recebidas pela maioria dos assessores. Ele era o responsável, ainda, por arrecadar, mensalmente, parte dos salários dos demais colegas assessores.

Em algumas ocasiões, recebeu valores em sua própria conta corrente, para, posteriormente, repassar de forma direta todo o dinheiro arrecadado a Jardel. Foresta era o primeiro responsável pela execução das ordens de Jardel, encaminhando os trâmites necessários à contratação dos “assessores-fantasmas”, o pagamento de diárias indevidas e de indenizações veiculares fraudulentas, bem como a cobrança, saque, guarda, transferência, ocultação e dissimulação da origem ilícita dos valores arrecadados junto aos servidores.

Já o coordenador-geral de bancada do PSD, Ricardo Fialho Tafas, era corresponsável pela execução das ordens do parlamentar, gerando diárias inexistentes e atuando, da mesma forma, na cobrança dos valores dos demais servidores. Cabia a ele, também, a geração de indenização veicular irregular.

Por fim, o chefe de gabinete de líder da bancada do PSD, Francisco Demetrio Tafras, era responsável por exigir dos demais assessores, sob ameaça de perda do cargo em comissão, o repasse mensal de parte do salário.

Um dos assessores foi beneficiado pela delação premiada, já que prestou informações ao Ministério Público.

A denúncia cita diversas irregularidades verificadas: organização criminosa, lavagem de dinheiro, funcionários fantasmas, diárias de viagens e indenizações por utilização de veículo irregulares, viagens partitulares e tráfico de drogas.

Os denunciados pelo MP:

- Mário Jardel Almeida Ribeiro: constituir organização criminosa, peculato, uso de documento falso, concussão, lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

- Christian Vontobel Miller: constituir organização criminosa.

- Roger Antonio Foresta: constituir organização criminosa, peculato, uso de documento falso e concussão.

- Francisco Demétrio Tafras: constituir organização criminosa e concussão.

- Ricardo Fialho Tafas: constituir organização criminosa, peculato e uso de documento falso.

- Sandra Paula Aguiar de Souza: lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

- Flávia Nascimento Feitosa: peculato.

- Ana Bela Menezes Nunes: peculato.

- Samantha da Rosa Lindmann: peculato.

- César Ribeiro Júnior: lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.


- Carlos César Menezes Nunes: tráfico de drogas.

Investigação sobre fraudes

Em novembro, o Ministério Público deflagrou a Operação Gol Contra, após uma denúncia de um dos assessores de Jardel. O deputado foi acusado de desviar verbas da Assembleia Legislativa, exigir parte dos salários de funcionários fantasmas e até de envolvimento com traficantes. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos no apartamento do parlamentar. Gravações e escutas telefônicas ajudaram a comprovar o esquema.

Em dezembro, o corregedor-geral da Assembleia, deputado Marlon Santos (PDT), recomendou a cassação do mandato de Jardel. No relatório apresentado na Comissão de Ética, Marlon apontou indícios de irregularidades já apuradas pelo Ministério Público, como a nomeação de servidores para a obtenção de vantagens, o envolvimento com traficantes, o que configura quebra de decoro parlamentar, e fraudes em diárias.


Jardel nega. No fim do ano passado, durante a sessão extraordinária convocada pelo governador José Ivo Sartori para a votação do pacote da sexta etapa do ajuste fiscal, o parlamentar afirmou que pretende restabelecer a verdade sobre as denúncias, mas reconheceu ter errado no início de seu mandato. "Estou começando agora na política. Estou começando errado, mas posso melhorar", disse o deputado na ocasião.

G1