-->

18 de setembro de 2015

Dakota não irá paralisar suas atividades em Russas


A cidade de Russas foi tomada por boatos de que a Dakota Nordeste iria realizar uma demissão em massa que podia chegar até 600 pessoas e ainda deveria paralisar suas atividades por 2 meses.


Outras pessoas mais pessimistas saíram espalhando que a industria poderia até fechar definitivamente suas portas.

Coube a Isaildo Lopes Damasceno(Didi) presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias de Calçados e Vestuários de Russas, explicar a real situação, que segundo ele, tudo vai acontecer dentro da normalidade, e que as demissões não ultrapassarão a marca de 120, o que é considerado normal mediante o cenário da economia nacional e o seu reflexo no mercado calçadista.

A afirmação do sindicalista tem por base a conversa que teve sobre o assunto com o diretor Remi Delmar Welter.

Didi foi entrevistado por Ricardo Torres, durante o programa De olho na cidade, em sua 2ª edição, na Rádio Progresso de Russas. 

Ouça:



RT News

Açudes de Quixeramobim e Boa Viagem estão próximos de colapso hídrico


Mais dois açudes públicos deverão secar nos próximos dias no Interior do Ceará. Conforme dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), atualmente o Forquilha II, em Tauá, O Pirabibú, em Quixeramobim, o São José I, em Boa Viagem e o Umarí, em Madalena, estão com cota zerada. O Jatobá, em Milhã, e o Fogareiro, em Quixeramobim, estão tecnicamente (na prática) secos, mas ainda não constam como tal. O Açude Quixeramobim, também situado nessa cidade homônima, e o Vieirão, em Boa Viagem, já estão em situação de pré-colapso. Serão os próximos a serem inseridos na lista dos "sem água".


Segundo a Cogerh, o Açude Quixeramobim está atualmente com 0,72% do seu volume. O reservatório tem capacidade para 54 milhões de m³. A estimativa era de o açude atingir a sua cota zero no início da segunda quinzena de agosto. Mas, com a realização das manobras efetuadas pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), o açude ainda respira e abastece cerca de 50 mil consumidores.

Entretanto, o coordenador técnico-administrativo do SAAE de Quixeramobim, Paulo Roberto Paulino, avalia que o corte na captação hídrica pode ocorrer a qualquer momento. Resta pouco mais de meio metro de lâmina de água na parte mais funda do açude. Ele faz comparação ao período onde a cidade recebia água do Fogareiro, em volume morto há mais de seis meses.

Com o suporte do maior açude do Município, a área urbana recebia 160 litros por segundo, o equivalente a 13,8 milhões de m³ por dia. Hoje, a cota disponível é de 50 l/s. São 4,3 milhões de m³ diários.

Para tentar manter esse volume de abastecimento, mínimo, o SAAE está recorrendo até à perfuração de poços amazonas, uma espécie de cacimbão, no solo da barragem do Açude Quixeramobim. Técnicos da Cogerh auxiliam nos trabalhos de prospecção. A cidade já conta com 56 poços profundos. O objetivo é assegurar o abastecimento mínimo em toda a área urbana até a construção da adutora de montagem rápida, com 60 km de extensão, ligando o Açude Pedras Brancas, em Banabuiú, à Estação de Tratamento de Água (ETA) de Quixeramobim. A obra já foi iniciada, mas só deverá estar concluída no próximo ano.

Racionamento
Por esse motivo o SAAE, alerta os moradores para a necessidade do racionamento de água. Apesar da realização de manobras e inclusão dos poços na rede de distribuição, não serão suficientes para atenderem todos os bairros. Os bairros situados nas áreas mais baixas da cidade não estão racionando água, mesmo com a distribuição ocorrendo somente até às 14 horas.

Como a água é distribuída por gravidade, quem mora nas áreas mais elevadas não está vendo a água chegar às torneiras. "Eles parecem não entenderem que a nossa cota está esgotada", acrescentou Paulo Paulino.

Na cidade de Boa Viagem, onde há concentração de mais de 30 mil habitantes na área urbana, o Açude Vieirão está praticamente seco. O último levantamento da Cogerh apontava 4 milhões de m³. Segundo a diretora do SAAE municipal, Regina Almeida, considerado o consumo mínimo diário de 80 litros por pessoa, o órgão precisa disponibilizar mais da metade desse volume por dia. O reservatório já devia estar esgotado há três meses. Mas como os consumidores estão sofrendo na própria carne, com abastecimento de 24 horas a cada 72, o bombeamento continua ocorrendo.

Boa Viagem
Depois de Quixeramobim, Boa Viagem é a cidade do Interior do Ceará com o maior número de poços. Seriam 72 disponíveis à população, mas 25 deles não apresentaram nenhuma vazão. Para agravar ainda mais a situação, 30% dos disponíveis apresentaram vazão muito baixa. Não passam de mil litros por segundo. O solo da região é muito cristalino. A cidade já enfrenta racionamento desde 2012, quando o abastecimento começou a ser cortado a cada 24 horas. No ano passado, o corte aumentou para dois dias a cada dia de fornecimento.

Pelas estimativas de Regina Almeida, há mais de 20 anos atuando no SAAE de Boa Viagem, apesar de todo o esforço, inclusive da utilização da área de aluviões do Vieirão, o esgotamento total deverá ocorrer no máximo em 20 dias. Por esse motivo, chafarizes já foram instalados em vários bairros.

Distância
A água deverá chegar através de carros-pipa. Técnicos da Defesa Civil Estadual haviam informado que a captação será feita na Estação de Tratamento de Água de Caucaia. São quase 200 quilômetros de distância rodoviária.

Conforme o último boletim emitido pela Cogerh, o volume atual dos 153 açudes públicos monitorados pela Companhia é 3,10 bilhões de m³, equivalendo a 16,60% da capacidade hídrica total de 18,79 bilhões de m³.

A Bacia do Litoral ainda é a que apresenta o maior aporte hídrico do Estado do Ceará com 41,55%. A Bacia do Alto Jaguaribe, onde está situado o Açude Castanhão, vem logo em seguida, com 32,86%; Coreaú com 30,39%; Metropolitanas, 32,03%; Serra da Ibiapaba, com 23,49%; Salgado, 19,50%; Médio Jaguaribe; 14,83%; Acaraú 11,72%; Banabuiú, 4,36%; Curu, 3,94%; Sertões de Crateús, 2,36% e Baixo Jaguaribe, com apenas 0,87%.

Juiz do Ceará é condenado à pena de censura por venda de liminares


O juiz Chagas Barreto foi condenado à pena de censura nesta quinta-feira, 17, por desvios funcionais durante plantões judiciários, como a concessão irregular de liminares e direcionamento de ações, pelo Pleno Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). O magistrado atuava na 2ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza e não poderá figurar em lista de promoção por merecimento pelo prazo de um ano, contado a partir da imposição da pena, conforme o artigo 44 da Lei Orgânica da Magistratura Nacional. O relator do processo é o desembargador Inácio Cortez.

Na votação, 21 desembargadores queriam a condenação máxima, que resultaria em aposentadoria compulsória; oito votaram a favor da pena de censura; e apenas um pediu a absolvição. De acordo com as normas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o magistrado somente poderia pegar a pena máxima em caso de maioria absoluta. Portanto o segundo item mais votado vai prevalecer como o resultado do julgamento.

Apesar da condenação mais branda, a pena de censura pode atrapalhar a ascensão do juiz Chagas Barreto e dificultar candidaturas por cargos superiores. Segundo advogados ouvidos pelo O POVO Online, a punição não afetará nos vencimentos do magistrado, nem no exercício de sua função. 

O Ministério Público defendia a pena de aposentadoria compulsória. “Não estamos falando de um juiz recém-chegado. É de um juiz experiente, com 20 anos de atuação só na Vara da Fazenda Pública. Ele não pode alegar que pode ter cometido erro quando tomou uma decisão ou concedeu uma liminar durante um plantão natalino”, ponderou o procurador Miguel Ângelo de Carvalho Pinheiro. 

Relator do processo também votou pela aposentadoria compulsória. “Ninguém aqui questiona o teor das decisões, mas a forma como elas foram tomadas”, ponderou o magistrado, complementado pelo desembargador Antônio Abelardo Benevides Moraes. “Não são só indícios. São fatos. O juiz Chagas Barreto é um homem bom, mas errou.”

Já a defesa de Chagas Barreto sustentou que não haviam provas concretas contra ilícitos supostamente cometidos pelo juiz. “Não há qualquer prova de cometimento de dolo. Tudo provém de ilação. Não houve enriquecimento nem sinais exteriores de riqueza. O histórico dele é exemplar e a condição financeira é condizente com o que ele ganha. Se não há provas, ele deve ser punido por especulações? Qualquer juiz, mesmo o mais antigo, pode cometer eventuais erros. Isso é da natureza humana. Perfeito, só Deus”, alegou o advogado Valmir Pontes Filho.

O POVO Online

Jovem é morto dentro de táxi ao fazer entrega de droga


Danilo de Castro Silva, 19 anos, foi morto na CE-065, localidade de Tangueira, em Maranguape. De acordo com a Polícia, a vítima era fornecedor de droga e foi morta ao fazer uma entrega. O caso ocorreu por volta das 16 horas, nesta quinta-feira, 17. 

De acordo com o inspetor da Delegacia Metropolitana de Maranguape, Wellington Pereira de Sousa, a namorada da vítima, nome preservado, prestou depoimento na delegacia como testemunha e disse aos policiais que o casal fretou um táxi no bairro Jereissati. 

A Polícia afirma que Danilo ia fazer uma entrega de entorpecente. Conforme o depoimento da mulher à Polícia, o casal estava com um adolescente e, próximo a localidade da Tangueira, Danilo pediu para que o taxista parasse o veículo e que a namorada descesse do carro e fosse deixar a droga. 

A mulher teria saído do táxi com o adolescente e Danilo permaneceu dentro do carro. Os dois (namorada e adolescente) se encontraram com uma terceira pessoa, para quem entregariam a droga. No entanto o homem e o adolescente foram até automóvel e efetuaram disparos contra Danilo, que morreu no local. 

O taxista negou o frete à Polícia disse que a mulher estava em uma via e que teria apenas relatado um destino, mas que ele não sabia da existência da droga.

O adolescente foi apreendido em uma operação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar de Maranguape e seria encaminhado á Delegacia de Maracanaú. A Polícia informou que teria identificado o adulto e estava em diligências para prendê-lo.

O Povo Online

Hub vai gerar mais de 35 mil empregos e impacto de R$ 9 bi no PIB do Ceará


Em reunião com a presidenta da TAM, Cláudia Sender, uma comitiva formada pelo governador Camilo Santana, o prefeito Roberto Cláudio, o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque e outros membros, apresentou os resultados do estudo que revela os ganhos do Estado com a instalação do Hub, o centro de conexões de voos que a companhia aérea vai implantar no Nordeste.

O relatório “Estimulando um novo valor econômico” mostra que cerca de 35 mil empregos diretos e indiretos serão gerados até 2018 com a vinda da tecnologia. Além disso, o PIB cearense deverá crescer em 6%, impactando em R$ 9,9 bilhões na economia do Ceará em cinco anos.

A porcentagem de geração de empregos se concentra, em sua maioria, nos setores de transporte e armazenagem, 29%, e nos de atacado e varejo, mais 29%. Outros 12% serão resultado dos setores de hotel e alimentação.

A maior fatia do impacto econômico virá dos setores de transporte e armazenagem, 39%, enquanto 17% será resultado dos setores de atacado e varejo, e 12% dos setores de hotel e alimentação.

O levantamento é um dos fatores avaliados na análise do Grupo Latam para a implementação do equipamento. O Centro de Eventos, o Centro de Formação Olímpica, a ser inaugurada em novembro, e o Acquario do Ceará são considerados pontos positivos a favor de Fortaleza, contribuindo para o aumento do tempo de permanência dos turistas na capital cearense.

Uma próxima reunião está marcada para o dia 26 de outubro, quando será apresentado estudo sobre viabilidade técnica, econômica e financeira.

A decisão final será baseada em análises de uma série de critérios técnicos, incluindo competitividade de custos, infraestrutura adequada e experiência dos passageiros.

O relatório apresentado na reunião utilizou como base dados disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), além de projeções elaboradas pelo grupo Latam, e dados coletados em visitas técnicas.

Estiveram ainda no encontro, que durou cerca de uma hora e meia, os senadores José Pimentel e Eunício Oliveira, o deputado federal José Airton e os secretários, de Infraestrutura, André Facó, Turismo, Arialdo Pinho, e da Fazenda, Mauro Filho.

O POVO Online