-->

21 de setembro de 2015

Morlândia não é mais Secretária de Educação do Municipio de Russas

Informações dão conta de que Morlândia de Holanda não é mais Secretária de Educação de Russas. 

A Ex-Secretária deixou o cargo na tarde desta segunda-feira, 21; ela que teve seu nome envolvido em vários crimes, como fraude em licitações, falsificação de documentos e superfaturamento dos preços da merenda escolar e falsidade ideológica junto a três outras pessoas no dia 2 deste mesmo mês. Onde também teve prisão decretada e liberada dois dias após por meio de uma liminar que a concedeu prisão domiciliar.

Seis pessoas morreram em um acidente na PE-320 em Flores, Sertão de Pernambuco



Do G1 Caruaru
Seis pessoas morreram em um acidente na PE-320 em Flores, Sertão de Pernambuco, na noite do domingo (20). De acordo com a Polícia Militar, um carro e uma caminhonete bateram de frente. Com a batida, os veículos pegaram fogo e as vítimas foram carbonizadas. A caminhonete trafegava sentido Carnaíba e o carro no sentido oposto.
O efetivo da PM tentou apagar as chamas, que só foram controladas com a chegada do Corpo de Bombeiros. A pista ficou interditada por aproximadamente três horas. A Polícia Civil informou que os corpos foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife. Possíveis parentes das vítimas - que ainda serão identificadas - foram até a delegacia em busca de informações.

G1/PE
____________________________________

Sobre a ocorrência de hoje a noite em Flores, NÃO PROCEDE.

O que aconteceu foi um acidente nas proximidades da cidade de Flores, em Pernambuco.
Não tem nada a ver com Flores de Russas.

Sem mais detalhes.

Procon Fortaleza vai aplicar multa milionária contra operadoras de telefonia


O Procon Fortaleza divulgará nesta terça-feira, 22, detalhes sobre a multa milionária que deve aplicar contra operadoras de telefonia móvel que prestam serviço na capital. Os processos somam mais de três mil páginas e reúnem reclamações de consumidores que sofreram o bloqueio de internet, mesmo tendo contratado planos ilimitados.

Em abril desse ano, o Procon fiscalizou lojas próprias das operadoras e revendas, recolhendo material publicitário de ofertas de planos de internet ilimitada. A análise desse material, serviu para concluir que houve propaganda enganosa por parte das operadoras. Outras infrações ao Código de Defesa do Consumidor (CDC) serão detalhadas na coletiva de imprensa.

Ceará Agora

Justiça interdita presídio feminino no Ceará que enfrenta lotação


A Justiça interditou nesta segunda-feira (21) o presídio feminino Desembargadora Auri Moura Costa, no Ceará por um prazo de quatro meses, devido à superlotação da unidade. A decisão é do juiz corregedor dos Presídios de Fortaleza, Luiz Bessa Neto. A proibição não alcança presas condenadas em regime fechado.

Na decisão, o magistrado determinou que “as internas em estado maternal deverão ser separadas das demais, sejam provisórias ou condenadas, e quando possível, observado o limite de vagas da creche, serem ali internadas a partir do sexto mês de gestação”.

De acordo com a determinação, a diretoria do presídio feminino Desembargadora Auri Moura Costa, em Aquiraz, na Grande Fortaleza, deve encaminhar dados semanais ao Juízo Corregedor dos Presídios informando os níveis de encarceramento.

Em nota, a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado que ao órgão 'somente o cumprimento da determinação". "A Sejus acredita que o projeto Audiência de Custódia, iniciado no último dia 21 de agosto e que apresenta o preso em flagrante a uma autoridade judicial no menor tempo possível para que este decida sobre a necessidade ou não da prisão preventiva, deverá, a médio prazo, reduzir a população carcerária.", diz a nota.

Para tomar a decisão, o corregedor considerou um pedido da Defensoria Pública do Estado (DPE), que denuncia irregularidades na gestão de encarceramento, como excesso prisional. Segundo documentos da DPE, a unidade tem atualmente o dobro da capacidade máxima.

Em relação à capacidade específica para presas provisórias, o presídio “alcançou o limite de mais de 500% de internas em face das condenadas em regime fechado e que essa realidade agride as recomendações das Regras Mínimas para o Homem Encarcerado da Organização das Nações Unidas”.

A justiça cita ainda em sua decisão que há encarceramento recente de presas provisórias junto a presas condenadas (contrariando a finalidade do IPF de acolher presas condenadas); e a necessidade de "cuidar de forma mais adequada das gestantes encarceradas no local".

G1/CE

Tentativa de assalto termina com assaltante baleado em Limoeiro


Hoje, dia 15h00min, na Clinica São Judas Tadeu, de propriedade do Dr. Reuber, foi assaltada por 3 assaltantes, na fuga a porta da clínica travou e para sair atiraram na porta.

Na saída a polícia se encontrava do lado de fora e acabou baleando um dos assaltantes que foi socorrido para Hospital Regional de Limoeiro e será encaminhado a Fortaleza. Os outros 2 conseguiram fugir.

Blog do Tom Gurgel

Prefeitos e bancada federal cearense discutem crise financeira nos municípios

O debate entre prefeitos de municípios cearenses e a bancada de deputados federais que representam o estado do Ceará, acontece com o desabafo dos gestores municipais sobre a situação critica que as cidades estão enfrentando por conta da crise econômica que o país esta passando. Com cortes no orçamento do Governo Federal e a diminuição do repasse para os estados e os municípios, o aumento do desemprego, impactos negativos na economia.


Participam a reunião os deputados federais Danilo Forte, Raimundo Gomes de Matos, Chico Lopes, Cabo Sabino, José Airton Cirilo e o deputado estadual Sérgio Aguiar.

Com informações de Domingos Távora.

Juiz Sérgio Moro condena Vaccari, e mais nove réus da Lava Jato


O juiz Sérgio Moro, que conduz os processos da Operação Lava Jato na Justiça Federal, condenou dez pessoas por envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras. Entre elas estão o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, condenado a 15 anos e quatro meses de reclusão, e o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, que recebeu pena de 20 anos e oito meses de reclusão. Ambos foram condenados pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Pelos mesmos crimes, também foram condenados o ex-executivo da empresa Toyo Setal Augusto Ribeiro de Mendonça Neto (a 16 anos e oito meses de reclusão); o ex-gerente de Serviços da Petrobras Pedro José Barusco Filho; Mario Frederico de Mendonça Goes (ambos condenados a 18 anos e quatro meses), apontado como operador do esquema; o ex-consultor da Toyo Setal Júlio Gerin de Almeida Camargo (12 anos); o operador Adir Assad e os responsáveis por parte dos pagamentos de propina Sônia Mariza Branco e Dario Teixeira Alves Júnior (cada um dos três condenados a nove anos e dez meses de reclusão).

O doleiro Alberto Youssef foi condenado a nove anos e dois meses de reclusão. Na sentença, o juiz Sérgio Moro disse reconhecer a “continuidade delitiva” do acusado na prática dos crimes de lavagem de dinheiro.Essas condenações são decorrentes da ação penal que teve origem na décima fase da Lava Jato.

Economia deve ter queda de 2,7% este ano


A projeção de instituições financeiras para a retração da economia este ano passou piorou pela décima vez seguida. Desta vez, a estimativa para a queda do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 2,55% para 2,70%. Para 2016, a expectativa de retração também foi alterada: de 0,60% para 0,80%, no sétimo ajuste consecutivo.

Essas estimativas são do boletim Focus, publicação semanal elaborada pelo Banco Central (BC), com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores da economia.

Na avaliação do mercado financeiro, a produção industrial deve apresentar retração de 6,45%, este ano. Na semana passada, a projeção de queda era 6,20%. Em 2016, o setor deve se recuperar, mas a projeção de crescimento está cada vez menor: passou de 0,50% para 0,20%, no quarto ajuste seguido.

O encolhimento da economia vem acompanhado de inflação acima da meta, este ano. A meta é 4,5%, com limite superior de 6,5%. A estimativa das instituições financeiras para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), este ano, foi ajustada de 9,28% para 9,34%. Para o próximo ano, a expectativa é que a inflação fique abaixo do limite superior, mas ainda distante do centro da meta, em 5,70%, contra 5,64% previstos na semana passada. Esse foi o sétimo aumento seguido na projeção para inflação em 2016.

Para tentar trazer a inflação para a meta, o BC elevou a taxa básica de juros, a Selic, por sete vezes seguidas. Depois desse ciclo de alta, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), no início do mês, a Selic foi mantida em 14,25% ao ano.

Para as instituições financeiras, a Selic deve permanecer em 14,25% ao ano até o fim de 2015 e ser reduzida em 2016. A projeção mediana (desconsidera os extremos da estimativa) para o fim de 2016 passou de 12% para 12,25% ao ano.

A taxa é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve como referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reajustá-la para cima, o BC contém o excesso de demanda que pressiona os preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando reduz os juros básicos, o Copom barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas alivia o controle sobre a inflação.

Ao manter a Selic, o BC indica que ajustes anteriores foram suficiente para produzir os efeitos esperados na economia. O BC costuma dizer que os efeitos de elevação da Selic se acumulam e levam tempo para aparecer.

A pesquisa do BC também traz a projeção para a inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), que foi alterada de 7,77% para 8,25%, este ano. Para o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), a estimativa passou de 7,77% para 7,86%, em 2015. A estimativa para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) foi alterada de 9,30% para 9,46%, este ano.

Agência Brasil

Turista português cai do 15° andar de edifício no Meireles


Um turista português de 37 anos morreu após cair do 15° andar de um hotel na avenida Abolição, no bairro Meireles, na manhã desse domingo, 20. Nuno Miguel Leitão Rainho Valente Lopes estava em Fortaleza a trabalho e era engenheiro eletricista. 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o engenheiro estava sozinho no flat e a principal suspeita é de suicídio. A queda ocorreu por volta das 6h10min, e a Perícia Forense foi até o local para coletar informações. 

O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O nome da empresa para qual Nuno trabalhava não foi revelado pela Polícia Civil. 

O POVO Online

Princípio de incêndio destroi celas da Delegacia de Maranguape


Um princípio de incêndio aconteceu no início da manhã desta segunda-feira, 21, na Delegacia Metropolitana de Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza. O fogo, de origem ainda desconhecida, tomou conta da cadeia e atingiu as celas, o que gerou um grande tumulto. No momento do incidente, 34 presos e apenas um policial estavam no local.

Segundo o cabo Reis, da 2ª Companhia de Policiamento de Maranguape, o incêndio teve início por volta das 8 horas da manhã. Ainda de acordo com o policial, após a contagem dos presos, uma fuga foi detectada.

O diretor do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpol), Francisco Lucas, afirma que uma reunião deve acontecer ainda na manhã de hoje com a juíza da 1ª Vara da Comarca de Maranguape, Marília Lima Leitão Fontoura, para definir o destino dos detentos. Ele explica que a cadeia pública do município registra superlotação.

Francisco Lucas destaca a agilidade do policial de plantão, fundamental para que uma tragédia fosse evitada. "O incêndio se alastrou rapidamente e atingiu as celas. O policial precisou ser bastante ágil para conseguir retirar os presos da cela. Ele chegou, inclusive, a queimar parte do seu fardamento, durante a ação", relatou, acrescentando que o incêndio não deixou feridos.

O POVO Online

Governo deixa de arrecadar R$ 2,7 bi com ampliação



A ampliação do Simples Nacional fez o governo deixar de arrecadar R$ 2,758 bilhões de janeiro a agosto de 2015 em relação ao mesmo período do ano passado. As informações foram divulgadas em boletim pela Receita Federal do Brasil.

Segundo o chefe do Centro de Estudos Tributários da Receita Federal, Claudemir Malaquias, o maior alcance do Simples Nacional permitiu que cerca de 300 mil empresas que, até o ano passado, pagavam Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) pelo lucro presumido migrassem para o modelo, pagando menos tributos.

“Existe um primeiro impacto para a queda das receitas do IRPJ e da CSLL pelo lucro presumido, que é a redução do consumo. Também observamos um efeito provocado pela migração para o Simples Nacional das empresas dos setores beneficiados pela ampliação do regime”, afirmou Malaquias

Entre os incentivos fiscais do governo, o Simples Nacional representa a segunda maior perda de arrecadação federal em 2015, sendo superada apenas pela desoneração da folha de pagamentos, que fez o Governo deixar de arrecadar R$ 3,225 bilhões nos oito primeiros meses do ano também em relação a 2014.

Com queda real, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de 12,16% em 2015, o IRPJ e a CSLL são os principais responsáveis pelo recuo da arrecadação neste ano. Apesar de interferir na queda da arrecadação do IRPJ e da CSLL, o Simples Nacional não é o principal fator que explica o desempenho dos dois tributos.

Malaquias ressalta que o responsável pela contração do IRPJ e da CSLL é a queda no lucro das grandes empresas, que declaram pelo lucro real. Nesse modelo, que abrange cerca de 130 mil companhias que faturam mais de R$ 78 milhões, as empresas pagam com base em uma estimativa mensal de lucro. Caso a expectativa não se confirme, as companhias emitem balancetes para suspender o pagamento dos dois tributos.

Lucro presumido
Na declaração por lucro presumido, que abrange as demais empresas, as companhias pagam IRPJ e CSLL com base num percentual do faturamento com as vendas. As empresas não apuram o lucro real porque a tarefa exigiria um trabalho de contabilidade incompatível com o tamanho delas.

Conforme a Receita, as companhias que declaram IRPJ e CSLL pelo lucro real pagaram 13,44% a menos pela estimativa mensal de lucros de janeiro a agosto do que no mesmo período do ano passado em valores corrigidos pela inflação. 

Agência Brasil

Tremor de 6,2 na escala Richter atinge Chile


Um forte tremor de magnitude 6,2 na escala Richter atingiu nesta segunda, 21, a área central do Chile, informou o Instituto Sismológico do país. Até agora, não há registro de vítimas ou danos materiais.

O terremoto teve o epicentro a 27 quilômetros (km) de Los Vilos, a 190 km de Santiago e a 10 de profundidade.

De acordo com o Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha, o tremor não tem características para provocar um tsunami.

O terremoto é uma réplica do anterior, de magnitude 8,3, que atingiu a mesma região do país no dia 16, gerando um alerta de tsunami e deixando 13 mortos e cinco desaparecidos.

Mais de 9 mil pessoas ficaram sem casas com o tremor de quarta-feira. O número de desalojados estimado inicialmente era 3.500, mas subiu depois que as autoridades chegaram às vilas remotas da região de Coquimbo, a mais de 260 km de Santiago, onde foi localizado o epicentro do terremoto.

Agência Brasil

20 pessoas mortas em quatro chacinas no Ceará no ano de 2015

Somente no ano de 2015, 20 pessoas foram vítimas de quatro chacinas, registradas no Ceará. Os crimes, com registros de quatro, cinco e até seis pessoas executadas, aconteceram em Sobral, Limoeiro do Norte e na Capital. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) diz que trata as ocorrências com prioridade máxima, porém nenhuma delas foi totalmente resolvida, já que conforme dados da própria Instituição, as diligências ainda continuam em todos os casos.

O primeiro registro foi em Sobral, no último dia 14 de abril, na localidade de Pau D'arco, distrito de Aprazível. Foram assassinadas seis pessoas da mesma família identificadas como Benedito Gomes da Silva, 39; Antônia Emilly da Silva, 15 anos; Antônio Geovane Nascimento de Sousa, 19; Aureliano da Silva Ribeiro, 21; Patrícia Farias da Silva, 30; e Maria de Jesus Farias da Silva, 53.

Dos quatro homens envolvidos no crime, dois foram presos. "Não encerramos as buscas. O crime foi desvendado, a motivação esclarecida. Não conseguimos prender todos os acusados, mas estamos nos esforçando para isto", disse Lauro Carlos de Araújo Prado, secretário-adjunto da SSPDS.

A segunda chacina do ano se deu em Limoeiro do Norte. Conforme a Polícia, José Alisson Marques Maia, 30; Jorge Luiz da Silva, 34; Francisco Edson de Souza, 31; e Paulo Petrônio Portela, 49, foram mortos no 'Bar Alta Tensão', às margens da CE-358, na localidade de São Raimundo. Lauro Prado disse que as diligências deste caso continuam. Dos seis suspeitos, quatro foram presos, dois mortos em confronto com a Polícia e um está foragido.

"Este é um crime complexo. Aconteceram muitos desdobramentos. Acreditamos que fora os indiciados, outras pessoas estejam envolvidas. Não podemos revelar detalhes das investigações, mas posso adiantar que a motivação está por trás de uma história cheia de detalhes e de situações ligadas ao tráfico e à vingança", contou Prado.

Capital
Em Fortaleza, ocorreram duas chacinas, com cinco vítimas cada, em agosto. Na comunidade da Estiva, no Serviluz, dia 11 de agosto, Rafael Guedes Nogueira, 22; Maurício Casimiro da Silva, 24; Francisco Maurismar dos Santos, 36; Raimundo Nonato Pereira Júnior, 33; Emílio de Paula da Costa, 29, foram mortos, na Rua Guaraci.

Sobre este caso, a SSPDS informou que 30 pessoas foram ouvidas e imagens de seis câmeras de segurança estão sendo analisadas. Porém, a participação dos suspeitos não foi comprovada. "Ainda não temos elementos suficientes para que ninguém seja denunciado. Temos suspeitos, mas ainda não podemos consubstanciar prisões. Estamos trabalhando para que as pessoas certas sejam punidas", disse o secretário-adjunto.

No 'Beco da Cinquentinha', no Jardim das Oliveiras, cinco pessoas foram executadas, no dia 30 de agosto, por seis homens armados com fuzis e pistolas. Um dos suspeitos, identificado como Roberto Bruno Agostinho da Silva, 22, foi capturado pela equipe do 6ºDP (Messejana), em Cascavel. Ele confessou que participou da chacina. Os cinco comparsas dele permanecem foragidos.

Vale em Destaque

Ciro acusa Oposição e Temer de apoiarem o golpismo


O retorno de Ciro Gomes ao cenário político nacional após uma “desintoxicação política”, tem sido amplamente explorado pela mídia nacional. Na sua filiação ao PDT, o ex-ministro, no entanto, voltou com sua “metralhadora giratória” contra os que ele considera “adversários” políticos.

Em entrevista, na edição deste domingo da Folha de S. Paulo, Ciro acusou a oposição e o vice-presidente Michel Temer de apoiarem uma “escalada do golpismo” contra a presidente Dilma Rousseff. Para ele, a democracia está ameaçada pelo golpismo. Para ele seria muito caro o preço de uma interrupção do mandato. “É só olhar a Venezuela. Quem produziu aquele quadro lá foi esse tipo de antagonismo odiento. O país vai viver momentos tensos e graves, vizinhos à violência, por causa desses loucos”.

Ele disse que estará na primeira fila nas ruas defendendo a presidente Dilma. E entende que muitos brasileiros assim o farão, afirmando que não é para defender Dilma, mas as regras. “O impeachment pode ser a catarse de quem está zangado, mas no dia seguinte os problemas serão os mesmos. Só que agora o PT, a CUT e os servidores estarão em pé de guerra com um presidente sem legitimidade”.

Ele acusa Aécio Neves e Fernando Henrique Cardoso de serem pessoas de má fé. Diz que o PSDB apoia o impeachment por pura vingança. “Em 1999, quando houve a desvalorização violenta do real e a popularidade do presidente foi ao chão, o PT começou com o Fora FHC. O comportamento do Fernando Henrique é constrangedor. Como dizia Brizola, ele está costeando o alambrado do golpe. ”

Para Ciro, o motivo principal da fraqueza política da presidente não é o escândalo, mas a mentira. “A zanga do povo não é propriamente com a corrupção, que é chocante, mas com o sentimento de ter sido enganada. A gente votou em um conjunto de valores e está recebendo o oposto”.

Para ele, o governo tem que se reorganizar politicamente e fazer uma gestão econômica coerente com o discurso que lhe deu a vitória. E afirma que ainda há tempo. “O problema é que ela não tem projeto nem equipe”. Gomes afirma ainda que a equipe da Dilma é de quinta (categoria), salvo exceções.

Quanto ao pacote fiscal, ele tacha de ilusionismo, e que 70% não sairá do papel. Para ele o governo atrapalha a retomada da economia, aumentando os juros. Entende que a inflação é provocada por câmbio e preços administrados, dois setores sobre os quais os juros não têm o menor efeito. Observa que os maiores bancos estão tendo lucro 40% acima do ano passado. Estão ganhando com a crise.

Ceara Agora

Pela 11ª vez desde abril, Congresso tentará analisar vetos presidenciais


Em meio a negociações de um ajuste fiscal para evitar o deficit previsto para o próximo ano, o governo terá, nesta semana, que redobrar esforços para evitar novos gastos. Pela 11ª vez desde abril, deputados e senadores tentarão analisar, na terça-feira (22), os vetos da presidenta Dilma Rousseff a matérias analisadas pelo Congresso.

Na lista, estão decisões do Planalto que evitam a criação de despesas aprovadas pelos parlamentares, como o projeto de lei que reajusta os salários dos servidores do Judiciário em até 78,56% (PL 28/15), aprovado em junho.

Desde que o texto foi vetado integralmente, os corredores da Câmara e do Senado têm sido tomados por dezenas de manifestantes nos dias mais movimentados. Liderados por entidades como a Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União (Fenajufe), os servidores prometem fazer barulho até o “último momento” para assegurar o reajuste, que, segundo eles, não ocorre há nove anos.

A pressão contrária à economia buscada pelo governo será intensa. Levantamento da Fenajufe apontou que a mobilização dos servidores conquistou o voto de mais de 340 deputados e 55 senadores pela derrubada do veto. “A aprovação geraria um impacto financeiro na ordem de R$ 25,7 bilhões para os próximos quatro anos, ao fim dos quais passaria dos R$ 10 bilhões por exercício. Um impacto dessa magnitude é contrário aos esforços necessários para o equilíbrio fiscal na gestão de recursos públicos”, declarou a presidenta Dilma Rousseff na justificativa do veto.

Paralelamente às conversas com lideranças da base aliada, ministros também negociaram uma fórmula intermediária de reajuste com o próprio Judiciário. O resultado foi a proposta apresentada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no início de agosto com aumento de 41,47% para os servidores, em oito parcelas semestrais, a partir de janeiro de 2016. De acordo com Ministério do Planejamento, o aumento terá impacto total de R$ 5,9 bilhões.

Esse veto é apenas um dos 306 dispositivos que foram barrados pelo Planalto. Na sessão marcada para as 19h de terça (22), os parlamentares decidem sobre outros nove vetos totais e 296 pontos de 22 textos votados que não foram integralmente aceitos pelo governo.

Além do reajuste do Judiciário, a base aliada também tentará segurar barreiras impostas pela equipe de Dilma a textos que vinculam os benefícios dos aposentados ao reajuste do salário mínimo e flexibilizam o fator previdenciário no cálculo de aposentadoria.

Diante de tantas matérias que provocaram problemas para o Planalto no primeiro semestre, o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), comemorou com alívio as últimas votações. “Estamos na quinta semana [desde o retorno do recesso parlamentar em junho] em que não votamos qualquer material que aumente gastos”, disse. Guimarães atribui o “refresco” às negociações feitas pelo governo e à aproximação que o Planalto tem intensificado com os parlamentares de partidos aliados.

A última sessão em que deputados e senadores analisaram vetos presidenciais ocorreu em 11 de março. Em abril, os parlamentares teriam uma nova relação de dispositivos para analisar, mas as dez sessões marcadas desde então não ocorreram ou foram abertas sem atingirem quórum – maioria absoluta (257 deputados e 41 senadores) – para a votação.

Dois idosos morrem após capotamento de veículo com cinco pessoas em Icó


Duas pessoas de uma mesma família morreram na manhã deste domingo, 20, após o carro em que elas trafegavam capotar na CE 282, na localidade de Tatajuba, no município deIcó. Outras três pessoas também ocupavam a Blazer, de cor preta e placas OGC-1980 da cidade de Cajazeiras (Paraíba), mas sofreram apenas escoriações. 

Segundo o Corpo de Bombeiros do município de Iguatu, cidade vizinha a Icó, ficaram presos às ferragens e faleceram os idosos João Ventura de Abreu, 64, e Maria Zulmira Sousa de Abreu, 60. O carro era guiado por Erivan de Sousa Abreu, de 36 anos. Além dele, foram encaminhados para hospital em Iguatu José Ventura de Abreu, 67, e Raimundo Ventura de Abreu, 59.

O motivo do acidente está sendo investigado. Conforme os Bombeiros, o carro bateu em um barranco e acabou capotando. 

De acordo com informações do site Iguatu.Net, os passageiros seguiam para o município deAcopiara, onde participariam de um velório. Por falta de médico legista no Instituto Médico Legal de Iguatu, os corpos teriam sido levados para Juazeiro do Norte, distante cerca de 150 quilômetros.

O POVO Online