-->

9 de janeiro de 2020

Raio atinge quatro pessoas e mata caminhoneiro que descarregava carga durante chuva no interior do Ceará

Segundo a polícia, as vítimas foram socorridas para o Hospital Municipal de Jaguaruana.
A imagem pode conter: 1 pessoa
Um caminhoneiro morreu após ser atingido por um raio no início da tarde desta quinta-feira (9), na localidade de Sítio Perereca, em Jaguaruana, no interior do Ceará. Conforme a polícia, outras três pessoas foram atingidas e receberam descarga elétrica no corpo.

O fato aconteceu enquanto o caminhoneiro, de 37 anos e natural de São Paulo, descarregava a carga de produtos que transportava. O auxiliar dele, de 39 anos e nascido no Paraná, também foi atingido.

De acordo com o delegado Alisson Nunes, da Delegacia Municipal de Polícia Civil da cidade, todos foram levados para atendimento médico no Hospital Municipal de Jaguaruana. O caminhoneiro, contudo, não resistiu.

Não foi informado o estado de saúde das outras três vítimas.

Blog; Erivando Lima / G1 CE

Quixadaense acusado de vários crimes é preso no estado do Pará


Um quixadaense foi preso no estado do Pará acusado de participar de várias ações criminosas nos estados do Ceará e Maranhão.


De acordo com a polícia,  as equipes policiais da Delegacia de Repressão a Roubos a Banco, vinculada a Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRRBA/DRCO), no decorrer de investigações referentes a ataques a carros-fortes e ações na modalidade “novo cangaço” conseguiram identificar a presença no estado do Pará de Paulo Sérgio de Oliveira. Ele é foragido dos estados do Ceará e Maranhão.

Ainda segundo a polícia, os policiais, do setor de inteligência da DRCO, conseguiram localizar o suspeito no município de Ananindeua, na região metropolitana de Belém, e nesta quarta-feira (8) realizaram a prisão.

Paulo Sérgio é indicado como integrante da quadrilha dos Pipocas, oriunda do estado do Ceará e responsável por diversas ações criminosas de extrema violência nas regiões Norte e Nordeste. Contra ele existem mandados de prisão preventiva e mandado de prisão por sentença condenatória.

Blog; Erivando Lima / Monolitos Post

URGENTE: Justiça nega mais um pedido de liberdade do Presidente da Câmara de Quixadá


O ano de 2020 iniciou de forma negativa para a atual gestão municipal de Quixadá, tendo em vista que na data de hoje (9), o Ministério Público Estadual ofereceu a 8ª denúncia criminal na Operação “Casa de Palha”, que investiga a participação de agentes públicos em crimes de desvio de dinheiro na prefeitura e na câmara deste município.


Como se não bastasse, também nesta quinta-feira(9), foi publicada a decisão que negou mais um pedido de liberdade do presidente do Poder Legislativo, Ivan Construções (PT), que se encontra na cadeia há vários meses em decorrência da maior operação já realizada na Terra dos Monólitos para combater a corrupção e a lavagem de dinheiro. Vários pedidos de liberdade feitos pelo parlamentar foram todos negados pela Justiça no prazo recorde de menos de um ano, o que demonstra a gravidade do caso.

O pior é que a cada pedido realizado, a sociedade vai tomando conhecimento de que o quadro vai se agravando. Desta vez, o juiz da 3ª Vara da comarca, Adriano Ribeiro Furtado Barbosa, destacou que: “Apenas para exemplificar a complexidade, a ação penal nº. 002732-80.2019.8.06.0151 é composta de 04 acusados, dentre eles o requerente. Só nessa ação penal, somando todos os crimes imputados a cada um dos acusados, chega-se a mais de 60 (sessenta) delitos, 32 (trinta e dois) deles atribuídos ao requerente, entre peculato e lavagem de dinheiro”.

Segundo, ainda, o magistrado, “No que concerne à prisão preventiva do suplicante, entendo, ao contrário do alegado pela defesa, que permanecem presentes os requisitos que autorizaram a medida mais gravosa. A custódia cautelar é medida impositiva para garantia da ordem pública, uma vez que o requerente, na condição de Presidente da Câmara de Vereadores de Quixadá, supostamente liderava o grupo criminoso especializado no desvio de verbas públicas”.

Vale lembrar que Ivan Construções é um dos principais homens da confiança do prefeito de Quixadá, Ilário Marques (PT), na política e na gestão pública. Para se ter uma ideia, “Ivan Construções” ganhou esse apelido porque em todas as gestões de Ilário era conhecido por ser o responsável pela execução das obras do Município, apesar de ser vereador e consequentemente proibido de manter contrato com a Administração Pública local. A questão é que nas antigas gestões do prefeito não existiam investigações como ocorre hoje e por isso, Ivan e Ilário sempre mantiveram parceria política e nas obras sem qualquer denúncia.

Durante todo esse período de parceria, era público e notório ver que o alcaide fazia campanhas políticas consideradas milionárias para o cargo de prefeito, além disso, dois anos depois já demonstrava a mesma força econômica para bancar a campanha de sua esposa, Rachel Marques, ao cargo de deputada estadual. E foi assim durante mais de 16 anos consecutivos.

Porém, desta vez o esquema de corrupção foi descoberto e com operação “Casa de Palha” e a prisão do genro do prefeito e do presidente da câmara, foi revelado que Ivan mantinha várias empresas em nomes de “laranjas” com a finalidade de fraudar licitações do município de Quixadá e de desviar recursos públicos.  Contudo, outra operação policial denominada de “Fiel da Balança” ainda está em curso, pois até o presente momento não apresentou nenhuma denúncia, considerando que o Ministério Público, através da Procap, afirma ter  provas claras e inquestionáveis de desvio de dinheiro da prefeitura de Quixadá.

Fonte; MP CE

Acert elege nova diretoria para o biênio 2020/2021



Em Assembleia Geral realizada nesta quarta-feira (8) em sua sede social a ACERT elegeu a nova diretoria da entidade, que atuará no biênio 2020/2021. Encerrado o mandato de Paulo César Norões, foi eleita a vice-presidente Carmen Lúcia Dummar Azulai, que retorna à presidência, onde já desempenhou dois mandatos.

A eleição de Carmen Lúcia aconteceu por aclamação dos representantes de 76 emissoras de todas as regiões do Estado do Ceará, um número expressivo registrado no pleito do corrente ano.

A nova Diretoria tem a seguinte formação:

Presidente: Carmen Lúcia Rocha Dummar Azulai. 1º Vice-Presidente: João Dummar Neto. 2º Vice-Presidente: Rui do Ceará Filho. 3º Vice-Presidente: Cyro José Franklin Thomaz. 1º Diretor Financeiro: Sandoval Braga Junior. 2º Diretor Financeiro: Erick Picanço Dias. 1º Diretor Secretário: Fábio Rocha Martins. 2º Diretor Secretário: Francisco de Assis Oliveira. Diretor de Patrimônio: Francisco de Souza Possidônio. Diretor de Relações Exteriores: Ronald Almeida. Diretor de Marketing: Alexandre Magno Farias de Lima. Conselho Fiscal: José Rêgo Filho, Luiz Aguiar Vale e Raimundo Nonato Martins Rodrigues. Suplentes do Conselho Fiscal: Jamil Cezar Moreira Feitosa, Sérgio Cals de Oliveira e Antonio Adilson Eufrasino de Pinho. Conselho Superior: Edson Queiroz Neto, Jaime Machado da Ponte Filho, Carmen Lúcia Dummar Azulai, João Dummar Neto, Sandoval Braga Junior, João Jorge Furtado Cavalcante e Maurílio Banhos Dias.

Blog; Erivando Lima

Quixadá: Ministério Público oferece oitava denúncia da Operação Casa de Palha

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da 4ª Promotoria de Justiça de Quixadá e do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), protocolou, nesta quinta-feira (09), a oitava denúncia referente à Operação “Casa de Palha”, deflagrada em abril do ano passado para investigar a existência de crimes de fraude em licitações, dentre outros ilícitos, na Prefeitura e na Câmara Municipal de Quixadá.

Nesta peça criminal, foram denunciados o vereador e presidente da Câmara Municipal de Quixadá, Francisco Ivan Benício de Sá, o filho Francisco Ivan Benício de Sá Filho e o empresário Maykel Cristian Oliveira Ferreira pelo crime de peculato (artigo 312, ”caput”, parte final peculato-desvio cumulado com artigo 327, parágrafos 1° e 2º, do Código Penal). O MPCE requer, ainda, à Justiça, a condenação dos acusados à reparação dos danos causados pela infração, consistente no valor de R$ 1.346,00.

A investigação do órgão ministerial constatou que Francisco Ivan, como presidente da Câmara de Vereadores, emitiu nota de empenho direcionada ao fornecedor Maykel Ferreira, contratado por meio de dispensa de licitação para prestação de serviços de sonorização do sistema de som digital do Plenário da Câmara Municipal de Quixadá. Para fazer face ao pagamento empenhado, foram emitidos cheques públicos nominais ao credor. No entanto, foi averiguado que, pelo menos um dos títulos tornou-se ao portador, sendo descontado na “boca do caixa” por Francisco Ivan Benício de Sá Filho, filho do presidente da Câmara, ou alguém que estivesse presente no caixa do banco com cartão e senha pessoal de Ivan Filho, revelando a destinação dos recursos públicos desviados.

Após ser deflagrada, a Operação “Casa de Palha” resultou na prisão de Francisco Ivan Benício de Sá, que continua preso preventivamente. Além dele, o empresário Ricardo de Sousa Araújo, alvo de denúncias anteriores oferecidas pelo MPCE, também continua preso preventivamente. Na última terça-feira (17/12), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgou prejudicado o Habeas Corpus de Francisco Ivan.

Os membros do MPCE ressaltam que a análise do material apreendido ainda está em andamento e que outras denúncias poderão ser oferecidas em breve.

Fonte; MP CE

Ceará deve ficar de fora de proposta para reduzir ICMS do combustível


Enquanto o presidente Jair Bolsonaro volta a defender a redução do impacto do ICMS sobre combustíveis, secretária da Fazenda aponta que Estado do Ceará não pode perder a receita oriunda da tributação.


É pouco provável que o Governo do Ceará aceite a proposta do Governo Federal para que os estados reduzam suas alíquotas de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis para amenizar o impacto de eventual alta do petróleo no mercado internacional.

A titular da Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE), Fernanda Pacobahyba, destacou que a tributação sobre combustíveis representa cerca de 24% da arrecadação do Estado e que o Ceará não pode perder receitas. "Entendemos que a alta do petróleo vai afetar o consumo lá na ponta (na bomba), mas para nós, é absolutamente fundamental a arrecadação sobre combustíveis", destaca.

"O problema deveria ser visto sistematicamente, o que pode ser feito de forma federal? O ICMS sempre apanha, mas a situação dos Estados e o tamanho do impacto dos combustíveis não nos dão asas para baixar a alíquota", aponta a secretária da Fazenda estadual.

Ontem (7), o presidente b voltou a defender que o ICMS seja cobrado sobre o preço dos combustíveis na refinaria, e não no valor médio dos postos. O presidente afirmou que o Governo tem feito um esforço para aprovar a reforma tributária no Legislativo e que seria melhor se a mudança na cobrança do ICMS sobre combustível fosse contemplada na proposta.

"Se o Congresso topasse que o porcentual do ICMS tem que incidir no preço da refinaria, estaríamos bem, mas o que acontece é que alguns governadores, ou grande parte, sempre veem o momento de arranjar mais recursos com essa estratégia do preço médio no final da bomba. E quem está pagando o pato sou eu", disse o presidente. "Alguns me falam para conversar com os governadores, mas a maioria está quebrada. Se for conversar é: 'eu topo, presidente, mas qual é a compensação?'".

Impacto

Caso seja aceita por outros governos estaduais, a proposta poderá amenizar o impacto de eventuais altas do preço do petróleo no mercado internacional. "A compensação do preço por meio de redução de alíquotas é mais do que bem-vinda, seria uma participação contributiva dos governos dos estados para que haja condições de práticas de preços adequadas ao momento em que estamos vivenciando", avalia Bruno Iughetti, consultor na área de petróleo e gás.

Iughetti ressalta que em alguns casos específicos, os estados recorrem à redução do tributo para se tornar mais atrativo. "Aqui mesmo, no Ceará, já houve um precedente. Cerca de cinco anos atrás, o governo reduziu o ICMS do diesel por conta da concorrência entre os estados vizinhos", diz. A alíquota de ICMS sobre a gasolina varia de 25% a 34%, a depender do Estado, e sobre o diesel varia de 12% a 25%.

No Ceará, a alíquota para a gasolina é de 29%, assim como em outros sete estados. Para o diesel é de 25%, igual a outros nove. O cearense paga, em média, R$ 1,334 de ICMS por cada litro de gasolina, o sexto maior valor do País, ao lado de Pernambuco. E paga R$ 0,658 do imposto por cada litro de diesel.

No Nordeste, apenas o Piauí (31%) tem uma alíquota para gasolina superior à do Ceará, e os estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e Alagoas estão no mesmo patamar. No diesel, o Ceará tem a terceira maior alíquota da região, igual à de Alagoas. Apenas Maranhão (26%) e Sergipe (27%) superam a do Ceará. Os dados são da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis).

De janeiro a novembro, o Estado arrecadou R$ 11,9 bilhões de todo o segmento de combustíveis (que inclui o etanol e outros). Sobre eventuais impactos fiscais para o Estado, a Sefaz disse que ainda não é possível fazer uma avaliação sem saber a redução.

Peso do ICMS

Cerca de um terço do preço dos combustíveis no Brasil são impostos estaduais. "O ICMS é o tributo que mais onera os combustíveis. Em alguns casos, chega a 30% do preço final, mas em diversas situações chega perto de 40%", diz o advogado tributarista Schubert Machado. "Acredito que o raciocínio do Governo Federal é que se alguém pode ceder, são os estados. Mas é uma decisão política exclusiva de cada governante estadual, que terá de pedir autorização do parlamento".

No entanto, Machado considera inconstitucional a cobrança diferenciada de ICMS para combustíveis, por serem bens essenciais. "Mas eles entram na cesta de bens supérfluos para os estados poderem tributar acima de 30%", diz. Hoje, o ICMS sobre combustíveis é cobrado sobre o valor da mercadoria. Por isso, quando os preços ficam mais caros, os estados arrecadam mais.

Para Iughetti, uma eventual redução do imposto estadual poderia contribuir também para reduzir a sonegação fiscal. "A partir do momento em que o estado toma a iniciativa de reduzir as alíquotas, cai a atratividade para práticas ilícitas, podendo até arrecadar mais. Quanto ao consumidor final, ele vai ter um benefício da redução do preço na bomba".

Blog; Erivando Lima / Sobral 24 horas


Toffoli volta atrás e mantém redução no valor do DPVAT

União havia pedido que ministro reconsiderasse liminar que suspendia diminuição do seguro.
O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, atendeu a um pedido da União e restabeleceu nesta quinta-feira (9) a redução de valores do seguro obrigatório DPVAT, prevista pelo CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados), ligado ao Ministério da Economia.

Toffoli reconsiderou uma decisão liminar (provisória) sua, do último dia 31, que havia suspendido a resolução do conselho. Com isso, o valor do seguro passa a ser de R$ 5,21 para carros de passeio e táxis e R$ 12,25 para motos, uma queda de 68% e 86%, respectivamente, em relação a 2019. O valor praticado no ano passado foi de R$ 16,21 para carros e R$ 84,58 para motos.

No pedido de reconsideração, a União afirmou a Toffoli que não é verdade que a redução torna inviável o DPVAT, como alegara a seguradora Líder, consórcio de empresas que administra o seguro obrigatório.

Segundo a União, a Líder omitiu “a informação de que há disponível no fundo administrado pelo consórcio, atualmente, o valor total de R$ 8,9 bilhões, razão pela qual, mesmo que o excedente fosse extinto de imediato, ainda haveria recursos suficientes para cobrir as obrigações do Seguro DPVAT”.

A União apresentou ao ministro o cálculo feito para chegar aos valores reduzidos, que considerou haver nos cofres do seguro obrigatório um excedente de reserva técnica acumulado nos últimos anos, o que viabiliza, segundo o governo, as reduções.

– O cálculo elaborado é decorrência da conjugação das duas etapas […]: a) inicialmente se estimou o valor dos prêmios para 2020 como se não houvesse qualquer excedente […] e b) em seguida, promoveu-se o ajuste atuarial decorrente da inclusão no cálculo do efetivo excedente de reserva técnica existente -da ordem de R$ 5,8 bilhões, possibilitando a redução do prêmio a ser pago – afirmou a União.

Na nova decisão, Toffoli considerou que a União, “no exercício do contraditório, logrou apresentar justificativa, apoiada em elementos de prova, no sentido da existência de critérios atuariais do sistema a amparar a modificação da sistemática do seguro DPVAT” implementada por meio da resolução do CNSP.

O ministro observou que, conforme os argumentos da União, está garantida a continuidade da cobertura de danos pessoais sofridos em acidentes de trânsito e não faltarão recursos para amparar os gastos projetados para o período.

*Folhapress


PF prende ex-senador por propina de R$ 1,5 milhão para campanha de Hélder Barbalho

Operação Fora da Caixa investiga repasse da Odebrecht para governador do Pará.
A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (9) o ex-senador Luiz Otávio Campos (MDB-PA), investigado pela suspeita de arrecadar R$ 1,5 milhão em propina junto à Odebrecht para a campanha eleitoral do governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB), em 2014. A Operação Fora do Caixa é desdobramento da Operação Lava Jato, e cumpre seis mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão temporária nas cidades de Belém (PA), Palmas (TO) e Brasília (DF).

A investigação teve início a partir da colaboração premiada feita por executivos da Odebrecht, que relataram o Caixa 2 na campanha de Barbalho ao Governo do Estado do Pará, nas eleições de 2014, envolvendo o Consórcio da Hidrelétrica de Belo Monte. Segundo o depoimento dos executivos foram realizadas três entregas, nos valores de R$ 500 mil reais cada, nos meses de setembro e outubro de 2014. Segundo a PF, o recebimento foi intermediado pelo ex-senador aliado do então candidato.

Durante o trabalho investigativo, foram encontrados indícios de que pelo menos um dos pagamentos foi realizado em endereço ligado a parentes do senador Luiz Otávio Campos. E os crimes sob investigação são de falsidade ideológica eleitoral (Caixa 2), formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

A investigação iniciou no Supremo Tribunal Federal (STF), entretanto houve declínio de competência para o Tribunal Regional Eleitoral do Pará, a partir da confirmação do entendimento sobre a competência da Justiça Eleitoral para processar e julgar crimes comuns em conexão com crimes eleitorais.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara da Justiça Eleitoral em Belém/PA. E estão divididos da seguinte forma: três buscas e apreensões e uma prisão temporária no Pará; uma prisão temporária e uma busca e apreensão em Tocantins; e duas buscas e apreensões no Distrito Federal.

O nome da operação faz referência ao recebimento de recursos eleitorais não contabilizados. (Com informações da Comunicação Social da Polícia Federal no Pará).

(Diário do Poder)


Mais um nome e sondado para compor a chapa Com Nathizael em Russas CE

Informações de bastidores dão conta de que o nome da ex; vereadora Lucilene Torquato cunhada da primeira dama Mazé Torquato, do município de Russas, teria sido sondado em uma reunião do grupo do prefeito Weber Araujo, para compor  a chapa ao lado do atual presidente da câmara de Russas, Nathizael Gonçalves, para a disputar pela prefeitura do município russano. A quem diga que a mesma não teria aceitado o convite.

Blog; Erivando Lima


Veículo usado na fuga de pistoleiros que mataram prefeito é encontrado na porta do inimigo político da vítima


Uma caminhoneta modelo S-10, cor cinza, usada no apoio à fuga dos pistoleiros que mataram o prefeito de Granjeiro (a 478Km de Fortaleza), João Gregório Neto, 64 anos, foi apreendida na manhã desta quinta-feira (9) naquela cidade. O veículo estava estacionado na porta da casa do ex-prefeito e inimigo político da vítima, Vicente Tomé. Com esta pista, Vicente Tomé passa a ser considerado um dos principais suspeitos de ter “encomendado” o crime.


A casa de Vicente Tomé amanheceu hoje cercada por policiais civis. Os agentes cumpriram mandados de busca e apreensão. Tomé é pai do então vice-prefeito de Granjeiro, Ticiano Félix da Fonseca, o “Ticiano Tomé”, que assumiu o cargo com a morte de João Gregório Neto, o “João do Povo”. A aliança política entre a vítima e os “Tomé” se desfez e as partes passaram a trocar acusações e ameaças. O resultado disso foi o assassinato do prefeito.

De acordo com a Polícia, o veículo apreendido, de placas , inscrição de Maracanaú, foi filmado na manhã do dia 24 de dezembro último saindo do local onde o prefeito tinha acabado de ser assassinado. “João do Povo” fazia sua atividade física diária (caminhada), quando foi morto pelos pistoleiros. Outro carro, um Peugeot, também foi visto deixando o local dando apoio aos atiradores que estariam em uma motocicleta.

Premeditado

O assassinato está sendo investigado por policiais das delegacias de Juazeiro do Norte e Crato. A suspeita de participação do ex-prefeito Vicente Tomé no crime ganhou reforço, portanto, nesta manhã com a localização do carro na porta da casa dele. O ex-prefeito nega envolvimento no crime. O filho dele, Ticiano Tomé, tomou posse no cargo apenas quatro dias depois do assassinato.

Áudios postados nas redes sociais indicam pistas de que o crime já estava premeditado e planejado semanas antes de ser concretizado. A Polícia Civil tenta reunir o maior número de provas para indiciar os mandantes e executores do crime e confirmar a motivação.

(Blog Fernando Ribeiro)


Suspeito de pistolagem: Polícia Civil cerca e faz buscas na casa do ex-prefeito de Granjeiro


Policiais civis amanheceram nesta quinta-feira (9) na residência do ex-prefeito do Município de Granjeiro (a 478Km de Fortaleza), Vicente Tomé. Os agentes cumprem mandados judiciais de prisão e de busca e apreensão contra o político nas investigações sobre o assassinato do prefeito João Gregório Neto, 54, o “João do Povo”, morto por pistoleiros na manhã do último dia 24 (véspera de Natal), naquela cidade da Região do Cariri (Sul do estado).


Vicente Tomé é pai do então vice-prefeito, Ticiano Félix da Fonseca, o “Ticiano Tomé”, que assumiu o cargo com a morte de “João do Povo”. Pai e filho eram aliados de João Gregório, mas acabaram se tornando adversários ferrenhos do prefeito e o denunciaram por prática de fraudes em licitação para a aquisição de material escolar destinado à rede de ensino de Granjeiro.

Na manhã desta quinta-feira, ao menos três equipes da Polícia Civil cercaram a casa do ex-prefeito e pai do atual gestor municipal. A prisão de Vicente Tomé acontece apenas dois dias após um grupo de vereadores daquele Município, opositores do atual prefeito, ter vindo à Fortaleza para uma audiência com o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa. O encontro teve como objetivo cobrar das autoridades agilidade na investigação sobre o crime de morte.

Pistolagem

“João do Povo” foi executado a tiros na manhã do último dia 24 de dezembro quando fazia sua caminhada matinal. Pistoleiros se aproximaram do prefeito e o executaram com tiros nas costas e na cabeça, fugindo do local em um veículo modelo Peugeot. Uma câmera filmou o momento da fuga dos assassinos. O carro estava acompanhado de uma motocicleta, onde estaria o atirador.

(Fernando Ribeiro)


Polícia cumpre mandado de prisão em investigação sobre morte de prefeito de Granjeiro

Agentes de segurança também cumprem mandados de busca e apreensão
Operação em Granjeiro investiga a morte do gestor João Gregório Neto, morto em 24 de dezembro de 2019
Valéria Alves
 
 A Polícia Civil do Ceará cumpre, na manhã desta quinta-feira (9), mandado de prisão na investigação sobre a morte do prefeito de Granjeiro, João Gregório Neto, no dia 24 de dezembro do ano passado. Também são cumpridos mandados de busca e apreensão em Granjeiro e em Pernambuco. Ainda de acordo com a Polícia, durante a operação, foi apreendido o veículo utilizado para dar suporte ao crime.

[Atualização às 9h12, de 09/01/20] O Sistema Verdes Mares noticiou que a Polícia prendeu um suspeito de envolvimento na morte do prefeito de Granjeiro. A informação correta é de que a Polícia ainda cumpre mandado de prisão.

Crime

prefeito morto
Prefeito de Granjeiro tinha 54 anos e foi eleito em 2016 com 52% dos votos

João Gregório Neto foi morto a tiros enquanto caminhava próximo à parede do Açude Junco. A vítima foi atingida pelas costas. A polícia apurou com moradores na época do crime que um veículo foi visto se aproximando do gestor. Logo depois, foram ouvidos pelo menos três disparos. Moradores tentaram socorrer o prefeito, mas quando chegaram próximo ao local ele já estava morto.

Noticia; DN


Russas CE plantão policial


JAGUARUANA DISPARO ACIDENTAL (ARMA DE FOGO)

Por volta das 21h30min, deu entrada na emergência do hospital de Jaguaruana, um homem ferido a bala, ENILSON CLAUDIO DA SILVA, 23 anos, o mesmo estava de posse de um revólver calibre 38, quando a arma veio a disparar atingindo o mesmo acima da orelha no lado direito e saindo atrás da cabeça no lado esquerdo, o mesmo foi socorrido por populares em seguida transferido para Fortaleza. A arma foi apreendida pela a polícia e apresentada na Delegacia para os procedimentos.

RUSSAS MOTO RECUPERADA COM QUEIXA DE ROUBO

Durante rondas na localidade de Sítio Bento Pereira, zona rural de Russas, policiais militares, encontraram uma Moto Pop 100, preta, 2009, placa NQR-5206, sendo conduzida a DPC de Russas, a referida moto havia sido roubada dias atrás por dois indivíduos.

RUSSAS PRISAO POR PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO

Por volta das 17h20min, em patrulhamento de rotina na localidade de Sítio Boa Vista, zona rural de Russas, policiais militares visualizaram RAIMUNDO NONATO DE OLIVEIRA, 59 anos, trafegando em uma motocicleta portando uma  espingarda cal.12 nas costas, sendo abordado e que na busca pessoal, foram encontrados 03(três) cartuchos intactos de espingarda cal. 12 e 01(um) deflagrado, e que posteriormente foi feito uma busca em um galpão, nas proximidades onde o mesmo se encontrava, e encontrada uma espingarda cal. 36, além de vários cartuchos de cal. 36 e 12. Diante dos fatos o mesmo foi conduzido a DPC local para serem feitos os procedimentos legais.

IRACEMA HOMICÍDIO E LESÃO CORPORAL A BALA

Por volta das 19h30min, aconteceu um homicídio a bala no Bairro Mutirão em Iracema, conforme populares, o casal FELIPE EVANGELISTA BANDEIRA, 23 anos e FRANCISCA THAIS SAMPAIO DE FREITAS, 22 anos, foi interceptado por indivíduos em um carro preto, onde efetuaram vários disparos de arma de fogo e em seguida fugiram. Felipe veio a falecer no local, sua companheira foi socorrida para o Hospital local e de imediato transferida para Fortaleza.

Fonte; PM CE

Quixadá CE plantão policial


PEDRA BRANCA ACIDENTE DE TRANSITO.

Dia 07/01/2020, por volta das 12h30min, a composição de serviço, foi acionada para atender uma ocorrência de trânsito, onde 02 veículos colidiram, sendo uma motocicleta Honda CG Titan 150, de placa HXT 5382, de cor vermelha e um carro Celta de placa ALQ 5038, de cor branca, que após a colisão, houve um início de discussão, entre ambos as partes, onde a pessoa C. H. S. L.,, condutora da motocicleta, na queda, teve uma fratura interna no antebraço esquerdo e foi socorrido por populares para o Hospital local, enquanto a outra pessoa de nome F. M. L. R., condutor do veículo Celta, foi orientado a prestar um B.O. sobre o ocorrido.

QUIXERAMOBIM MOTOCICLETA COM QUEIXA DE ROUBO RECUPERADA

Dia 07/01/2020, por volta das 09h, o destacamento Policial Militar de Quixeramobim-Ce, foi informado pela composição do Raio que a mesma recuperou a motocicleta HONDA CG 160 START de cor vermelha, sem placa que tinha sido roubada, Na localidade de Assentamento Parelhas. A motocicleta foi apresentada na DP de Quixeramobim, ao Delegado Tiago Salgado.

SOLONÓPOLE ROUBO À RESIDÊNCIA

Dia 07/01/2020, por volta das 18h50min, a policia recebeu uma ligação via 190 informando, que teria acontecido um roubo à residência na última rua do Conjunto COHAB. De pronto foi repassado ao Policiamento, que ao chegar no local constatou-se a veracidade do fato, que a vítima trata-se M. F. M.. A qual informou que dois indivíduos arrombaram a porta de trás da residência e mediante ameaça e agressão subtraíram 01 aparelho celular LG, 01 bolsa contendo documentos e a quantia de R$ 40,00, fugindo em seguida por onde entraram, pelo quintal, onde dar acesso a um matagal. A vítima não soube informar nenhuma característica dos autores do delito. Diligências foram realizadas no sentido de identificar e prender os autores do crime, porém sem êxito até o momento.

CHORO APREENSÕES DE MOTOCICLETAS/ ARMAS DE FOGO (ESPINGARDAS) E DROGAS

Dia 07/01/2020, por volta das 15h30min, na localidade de Riacho do Meio, zona rural de Choro,  a VTR, averiguando uma denuncia de populares,  apreendeu: uma motoneta Honda Pop 100, de cor azul, ano 2007, que estava sem placa, de propriedade de J. A. L. X., que responde aos Artigos,147 ameaça e o 12 posse ilegal de arma de fogo; uma motocicleta Yamaha Factor 125, de cor preta, ano 2011/12. de placa OCR8468, de propriedade  de J. P. L.; dois papelotes de cocaína, 5 trouxas de maconha, 5 munições Cal. 38, uma espingarda Cal 36 com cinco munições do mesmo calibre e uma espingarda artesanal soca-soca, todo esse material estava na residência do individuo identificado como F. M. A., que responde o Art. 19 da lei de contravenções penais que fugiu com a aproximação da viatura, correndo para um matagal, todo o material apreendido foi conduzido a DRPC, e apresentado ao Delegado Plantonista, para adoção das medidas legais. 

Fonte; PM CE

R$ 10 milhões em bolsas de estudos para combate ao crime no Brasil


Programa foi apresentado como uma das formas de cumprir promessas de campanha do presidente Bolsonaro na segurança pública.


O governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, vai oferecer R$ 10,1 milhões em bolsas de estudos para projetos que ajudem no combate aos crimes no Brasil.

O programa foi apresentado em Brasília, nesta quarta-feira (8), pelos ministros da Educação, Abraham Weintraub, e da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Os ministérios têm o objetivo de desenvolver pesquisas em várias frentes, principalmente no desenvolvimento de tecnologias, para subsidiar o trabalho de órgãos como a Polícia Federal (PF).

Entre as iniciativas citadas no projeto, a intenção é mapear redes de tráfico e identificar a autoria de crimes por meio de exames de DNA. Outro objetivo anunciado é mapear práticas de lavagem de dinheiro e corrupção.

De acordo com o portal Terra, Moro apontou que o programa vem em uma “boa hora”:

“É importante esse tipo de direcionamento para que nós tenhamos uma construção de estudos científicos relevantes para as políticas que queremos desenvolver.”

O ministro Weintraub complementou:

“Tudo isso é uma preocupação legítima da sociedade e está voltando para a sociedade o imposto de uma adequada, que a gente considera pertinente.”

Via Renovamídia