-->

6 de agosto de 2015

Raimundão volta à Prefeitura de Juazeiro após 45 dias afastado


Afastado desde junho a pedido do Ministério Público (MP-CE), Raimundo Macedo (PMDB) voltou nesta quinta-feira, 6, a exercer cargo de prefeito de Juazeiro do Norte. A volta de Raimundão, como é conhecido, não teve qualquer cerimônia oficial. O peemedebista é alvo de investigação por supostas irregularidades na desapropriação de um terreno.

“Posse só tem uma, que foi depois da eleição. Não teve nada disso não. Só voltei ao trabalho”, disse Raimundão, em entrevista ao O POVO. Segundo o prefeito, agenda da Prefeitura segue normal e o dia foi marcado por visitas a obras da gestão. “Estamos querendo recuperar o tempo perdido. Segunda irei visitar obras de asfaltamento e outras que estavam paradas”.

Em 22 de junho, o prefeito foi afastado pelo juiz Gucio Coelho, que determinou ainda congelamento de R$ 3 milhões em bens do prefeito. Na noite desta quarta-feira, 5, no entanto, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou o retorno do prefeito ao cargo. Sobre as acusações, o prefeito afirmou que irá se manifestar por meio de sua assessoria de imprensa.

Durante sua gestão de cerca de 45 dias, o vice Luiz Ivan (PTB) chamou a atenção por exonerar dezenas de comissionados da gestão de Juazeiro. Luiz é irmão do deputado federal Arnon Bezerra (PTB), que rompeu com Raimundão após a eleição passada.
Mesmo afastado, Raimundão também foi alvo de outra ação do Ministério Público Federal contra sua gestão. Em 30 de junho, o MPF apresentou denúncia de que ele teria desviado recursos através de intermediação fraudulenta de mão de obra na Saúde. Irregularidades chegariam a R$ 1,5 milhão.

O POVO Online