-->

11 de setembro de 2014

Ladrão é morto e outro baleado após 'saidinha'


Duas pessoas suspeitas de um assalto, do tipo 'saidinha' bancária, foram surpreendidas por um atirador, no início da tarde de ontem, na Rua Oswaldo Cruz, bairro Dionísio Torres. Um deles, morreu no local; o outro ficou ferido e foi encaminhado ao Instituo Doutor José Frota (IJF).
O casal atacado pela dupla disse à Polícia, que havia sacado uma quantia em dinheiro, na agência da Caixa Econômica Federal (CEF) situada na Avenida Pontes Vieira, e seguia a pé, pela Rua Oswaldo Cruz, quando se deparou com a dupla numa moto pela contramão.
"Segundo as vítimas informaram à PM, uma das duas pessoas estava armada e recolheu os pertences deles, inclusive a quantia que eles tinham sacado do banco. Um homem, que não souberam dizer quem era, apareceu e efetuou alguns disparos. A partir de agora, vamos investigar quem seria esse homem", disse o delegado Ricardo Romagnoli, diretor-adjunto da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Conforme algumas testemunhas, o homem que atirou seria vigilante de um estabelecimento, que fica nas proximidades de onde o fato aconteceu. Ricardo Romagnoli informou que não existe nada confirmado sobre isto, por enquanto. "Ainda não temos nada certo sobre a autoria. Temos ciência da informação de que seria o vigilante, apenas como boato, nada confirmado. Se alguma coisa levar a crer que esta versão seja verdadeira, ela será investigada". O piloto da moto, identificado como Antônio Geymme Oliveira da Silva, foi atingido no tórax e morreu na hora. O adolescente de 17 anos, que estava na garupa do veículo, foi levado ao IJF por uma ambulância do Serviço Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Arma
Um revólver, calibre 38, municiado com cinco projéteis, que estava com o menor baleado, foi apreendido. Nenhuma das munições estava deflagrada. "Não houve troca de tiros. A impressão que tenho é que eles foram pegos de surpresa e não tiveram como reagir", declarou Romagnoli. Os pertences das vítimas foram devolvidos. A quantia que foi roubada não foi revelada.
Fonte: Diário do Nordeste