-->

3 de março de 2017

Em Jaguaruana, população temerosa com a grande quantidade de descargas que tem caído na cidade.


Três dias de fortes chuvas, seguidos de muitos raios e trovões, foram o suficiente para deixar a população de Jaguaruana no Baixo Jaguaribe assustada. No último dia 1º de Março, uma verdadeira tempestade caiu no município e junto umas grandes quantidades de descargas caíram na proximidade da sede e Zona Rural de Jaguaruana, fato que causou transtorno, muitos problemas e medo à população. No dia desta Quinta Feira (02) o sistema de internet na cidade funcionava de forma proporcional, lento ou até mesmo nem funcionava e isso fez com que a Agências Bancárias, passassem, todo, o dia sem realizar nenhuma operação financeira ou com o sistema fora do ar como é mais conhecido.

É grande o relato, por parte de populares, dando conta que perderam aparelhos elétricos e eletrônicos. Os donos de provedores de internet, que oferecem o serviço a população, também sofreram as consequências. Comenta-se na cidade que os prejuízos causados pelas descargas, caídas, são incalculáveis por parte dos empresários.  Na noite desta Quinta Feira (02), o Blog Jaguaruana Verdade entrou em contato com o Secretário de Infraestrutura de Jaguaruana, Vovô que falou a respeito dessa situação e ressaltou que algumas medidas já estão sendo tomadas para que novos episódios ou possíveis tragédias, possam não vir acontecer.

"Gostaria de utilizar o espaço do Blog Jaguaruana Verdade para ressaltar, à população do nosso município, que é grande a preocupação de todos que fazem a Administração do Prefeito Roberto com a, grande, quantidade de raios que tem caído em nossa cidade. Sabemos que isso é uma ação da Natureza e que o homem fica, muitas vezes, impotente diante essas ações, no entanto, isso não quer dizer que não possamos fazer algo. Já conversamos com o corpo de bombeiros do nosso estado e solicitamos que seja feito uma avaliação da situação que se encontra nossos para raios. É preocupante vermos descargas caindo e que, em situação normal, eram pra serem interceptadas por esses instrumentos. Não estou aqui afirmando, mas pode ser um problema, talvez, pela falta de manutenção desses equipamentos. Mesmo sabendo que somos fracos diante a força da Mãe Natureza, temos que cada um fazer a nossa parte". Destacou O Secretário Vovô com o semblante de preocupação.

Na realidade o assunto é preocupante e requer cuidado por parte de toda população Jaguaruanense. Se na cidade, onde sabemos que temos vários para raios, as descargas, os mesmos, possivelmente, não estão interceptando da forma que ter que ser, imagine na nossa Zona Rural que é desprovida desse objeto e rodeada de grandes árvores como as carnaubeiras. Na noite de ontem em conversa com uma cidadã que mora na localidade de Pitombeira, Zona Rural de Jaguaruana, a mesma me falou que uma descarga caiu nas proximidades de sua residência, em cima de uma árvore chamada de Mutamba, fato que além de destruir a árvore, causou medo a todos que lá moram.

Depois de cinco anos, de escassez, o Estado do Ceará volta a ter uma quadra chuvosa que, segundo Institutos de Pesquisas Meteorológicas, pode ficar entre dentro da média ou acima. Sabemos que ações, naturais, como essas podem ocorrer dentro ou fora da cidade. De certo mesmo é que não podemos ficar apenas, a mercê da sorte e para que não sejamos vítimas de uma tragédia, temos que cada um fazer a sua parte como, bem, falou o Secretário de Obras Vovô.

Algumas ações como desligar, das tomadas, aparelhos celulares, aparelhos de TV e demais aparelhos elétricos na hora em que está caindo os raios, são alternativas que podem evitar o pior acontecer. Outros fatores como evitar tomar banho de chuva ou de ficar alojado embaixo de árvores, também pode evitar com que a pessoa possa ser vítima de uma descarga elétrica potente, como é a dos raios. Portanto amigos e amigas de Jaguaruana, ao se aproximar uma possível tempestade, lembrem-se que diante a Mãe Natureza a força do homem, foi, é, e sempre será, insignificante diante sua ação. Sua vida vale bem mais, lembre-se disso.

Blog Erivando Kima