-->

16 de dezembro de 2016

Polícia recebe denúncia através de aplicativo e prende no Ceará foragido da Justiça de São Paulo

O fugitivo foi denunciado numa mensagem de celular e acabou capturado na cidade do Crato. Em 2013, ele matou a filha

José Orlando dos Santos confessou o crime e será levado de volta  para São Paulo

Uma denúncia à Polícia através de um aplicativo de celular acabou levando as autoridades policiais cearenses a capturar um homem foragido da Justiça de São Paulo, acusado de ter assassinado a própria filha. O caso aconteceu, ontem (14), na cidade do Crato, na Região do Cariri, no  Sul do Estado (a 540Km de Fortaleza).

Conforme a Polícia, através do aplicativo WhatsApp disponibilizado à população pela 5ª Companhia do 2º BPM (Crato), foi recebida a denúncia de que o fugitivo estava morando na periferia daquela cidade. O endereço foi citado na postagem. O major PM L. Rodrigues, comandante da unidade responsável pelo policiamento do Município, determinou que uma equipe do Serviço Reservado averiguasse a informação.

Preso

A denúncia tinha fundamento e no cerco a uma residência na Rua Edilson Sucupira, no bairro Sossego, os policiais prenderam José Orlando dos Santos. Ele estava foragido da Justiça de São Paulo desde 2013. Naquele ano, ele praticou um assassinato em família, e o caso obteve grande repercussão na Mídia paulista e nacional.

Em maio de 2013, Orlando assassinou a própria filha, através de estrangulamento. O caso ocorreu na residência da família, na cidade de Mogi das Cruzes (a 46Km da Capital paulista). A jovem Patrícia Florêncio dos Santos, então com 21 anos, foi a vítima do crime brutal praticado pelo próprio pai. Segundo apurou a Polícia, na época, o crime foi praticado por ciúmes. O pai não aceitava que a filha namorasse e, por conta disso, os dois se desentendiam com freqüência.

O foragido foi levado para a Delegacia Regional de Polícia Civil do Crato, mas deverá ser transferido para São Paulo nos próximos dias.

Por FERNANDO RIBEIRO