-->

3 de setembro de 2014

Icó-CE: Polícia Civil interdita mina e apreende 100 kg de explosivos


Uma denúncia anônima levou os inspetores Junior, Café, Márcio e Lourivan, da Delegacia de PolíciaCivil de Icó a uma espécie de mineradora que trabalhava de forma ilegal naquele município.

Ao chegarem ao Sítio Prata, os policiais logo deram voz de prisão a quatro homens que trabalhavam na extração de pedra amazonita. Eles afirmaram carga era levada para a China onde se transformaria em BIJUTERIAS.

Os trabalhadores informaram ao Delegado Marcos Sandro Nazaré que há seis meses realizavam esse tipo de mineração em uma pá carregadeira. Não se dando por satisfeitos, os policiais continuaram investigações no entorno da obra, encontrando e apreendendo 100 quilos de material explosivo.

Eles eram preparados à base de fertilizantes de nitrato de amônio e embebidos em óleo diesel. Foram apreendidos, ainda, espoletas e fios detonadores. Segundo o delegado, esse tipo de preparo é investigado no Brasil e também é comumente utilizado para explodir caixas eletrônicos em bancos.

O dono da mina, Izaque Luzia Alves, se apresentou à Polícia e confirmou adminstrar o garimpo. Disse, também, que a pedra amazonita não é preciosa e que seria usada para fins industriais e que estava em processo de legalização da extração através de licenças.

De acordo com informações da Polícia Civil de Icó, ele deve ser indiciado por crime ambiental e posse ilegal de artefato explosivo previsto no estatuto do desarmamento. O material explosivo será levado para o Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) de Fortaleza.

Com informações do Radialista Richard Lopes 

Fonte: Site Miséria