-->

27 de maio de 2014

Polícia Civil investiga estupro coletivo após roubo de carro em Curitiba



Duas mulheres foram vítimas de um estupro coletivo cometido por cinco assaltantes em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O delegado que cuida do caso, Cassiano Aufiero, disse ao G1 que uma das vítimas está grávida de dois meses e que chegou a avisar um dos criminosos, mas mesmo assim foi violentada. "Elas foram abordadas quando voltavam de uma casa noturna com os respectivos namorados. Todos estavam no mesmo carro e foram rendidos quando uma das moças era deixada em casa", contou o delegado. As vítimas passam bem.

Ainda conforme o relato do delegado, os ladrões obrigaram os rapazes a descer do carro e fugiram com o veículo e as duas mulheres. No momento da abordagem, eles já estavam com dois veículos roubados. "As jovens foram levadas para a Represa do Passaúna e foram violentadas pelo grupo por cerca de uma hora e meia a duas horas", acrescenta o delegado.
Um dos rapazes tem 19 anos e foi preso. Ele confessou a participação no roubo dos veículos, mas negou envolvimento no estupro, segundo a polícia. Os outros assaltantes, um homem e três menores de idade, estavam foragidos até a manhã desta terça-feira (27). Os três veículos, segundo o delegado, foram recuperados no domingo (25).