-->

25 de fevereiro de 2016

Fora de casa, Ceará fica no empate com o Sampaio Corrêa


O Ceará deixou o estádio Castelão (MA), nesta quarta-feira, com o empate por 1 a 1 diante do Sampaio Corrêa. Mas convicto de que, não fossem erros comprometedores, a vitória poderia ter se concretizado. Superior em campo no Maranhão, o Alvinegro pecou defensivamente, começou o jogo perdendo, e teve de superar suas deficiências ofensivas para conquistar o placar. O resultado deixa a equipe cearense na segunda colocação do Grupo E, com quatro pontos somados em três jogos. 

A situação de prejuízo para o Vovô no início da partida veio muito rápido. Aos 55 segundos, exatamente. A estrutura defensiva alvinegra mostrou desatenção comprometedora quando Baraka recuou mal a bola para a área de Éverson, que acabou por cometer pênalti em Daniel Barros. Gol do Sampaio Corrêa. A partir daí, o Ceará foi obrigado a buscar as principais ações da partida, diante de uma equipe maranhense mais preocupada em se recompor do que propriamente ampliar o marcador. 

Numa partida que se arrastou em lances de pouco brilho dos dois lados, os comandados pelo técnico Lisca conseguiram ser mais ativos mantendo a posse de bola e tentando surpreender a estruturada marcação armada por Marcelo Chamusca no Sampaio. Contudo, esbarrou na maior parte dos 90 minutos na falta de conexão entre meio-campo e ataque. Vestindo a camisa 10, Emanuel Biancucchi se mostrou mais credenciado para a função do que outros testados anteriormente, mas ainda faltou "liga" para que o time usufrua de maior efetividade no setor ofensivo. 

A disputa travada entre as investidas ineficazes do ataque alvinegro e a postura de marcação boliviana foi alterada no segundo tempo, quando Rafael Costa empatou para o Ceará. Com tudo igual, o Sampaio Corrêa passou a impor pressão no ataque, dando também mais espaços para contra-ataques para o Vovô. 

O time de Porangabuçu conseguiu, na reta final da peleja, chegar rapidamente à área adversária pelos lados. Vindos do banco, Rafael Costa e Serginho criaram as melhores chances. A pressão do Vovô nos últimos minutos exigiu boa atuação do goleiro Jean, que substituiu Ruan ainda no primeiro tempo por contusão do titular. E ficou nisso. Faltou ao Ceará mais consistência tática, desde o primeiro instante, para garantir os três pontos. Sofreu o gol por vacilo defensivo. Poderia ter vencido por bom placar não fosse a dificuldade de ser objetivo ao ataque. 

O Vovô volta a campo no próximo sábado, 27, quando enfrenta o Guarany de Sobral, às 16 horas, no PV, em jogo válido pelo Estadual. No Nordestão, o time tem pela frente novamente o Sampaio Corrêa, na quarta-feira, 2, às 19h15min também no PV.

O Povo Online