-->

5 de fevereiro de 2016

BR-222 é a quinta com mais acidentes graves, segundo dados da PRF


O trecho da BR-222, do quilômetro zero a 10 (em Caucaia), foi listado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) como o quinto com mais acidentes graves em 2015 em todo o País. A rodovia entra no ranking nacional graças ao elevado número de ocorrência registradas, principalmente, no município. Ao todo, foram 78 registros. O município de Caucaia também possui trechos das BR-020 e BR-116. Carlos Derickson, chefe de Policiamento da PRF, afirma que grande parte dos acidentes são ocasionados por motos. "Cerca de 50% a 60% das ocorrências têm o envolvimento de motos. Os motociclistas não mantêm uma distância de segurança e não respeitam a sinalização, ocasionando grandes colisões".

De acordo com levantamento do Núcleo de Registro de Acidentes e Medicina Rodoviária (Nuram), em 2015, em toda a extensão BR-222 foram registrados 363 acidentes e 21 atropelamentos. Outros dados que chamam atenção são os números de saída de pista (19), queda de moto (15) e tombamento (8).

Em 2016, a PRF já registrou 21 tipos de acidentes que vão desde colisões, atropelamentos de pessoas e animais, entre outros. Parte dessas rodovias que passam por Caucaia levam às principais praias do Litoral Oeste. Pensando nisso, durante o Carnaval, a PRF iniciou à 0h desta sexta-feira, a Operação Carnaval 2016, que se estenderá até as 24h do dia 10 de fevereiro. Nesse período, policiais rodoviários federais estarão distribuídos em pontos estratégicos para orientar os viajantes e retirar o bloco dos infratores de circulação.

A abertura da Operação ocorre às 10h de hoje (05), na Superintendência da PRF, no km 6 da BR-116. A operação tem o objetivo de diminuir o número de acidentes graves, feridos e mortos durante o período carnavalesco, onde há um aumento do fluxo de veículos e passageiros nas estradas. Neste contexto, a PRF atuará sob esquema especial, com reforço de policiamento e fiscalização, objetivando o somatório de forças no enfrentamento à violência nas estradas, e também desenvolvendo atividades de educação para o trânsito.

Prioridade

Serão priorizadas ações preventivas para a redução de acidentes relacionados ao excesso de velocidade, à alcoolemia ao volante, às ultrapassagens indevidas, não uso da cadeira para transporte de crianças e ocorrências envolvendo motocicletas ou ciclomotores, historicamente, infrações com índices elevados de letalidade no trânsito.

As viaturas em serviço estarão equipadas com etilômetros, portanto, a fiscalização de embriaguez ao volante nas rodovias federais poderá acontecer a qualquer momento. Radares serão utilizados no combate ao excesso de velocidade. Além disso, com o intuito de direcionar e otimizar as abordagens, será utilizado um novo equipamento: o OCR com sistema inteligente. Ainda em fase de testes, ele consegue, através da leitura da placa do veículo, identificar se há alguma restrição de circulação, tais como licenciamento atrasado, registro de roubo/furto, restrição judicial, entre outras.

Diário do Nordeste