-->

30 de junho de 2015

Partidos se preparam para eleições de 2016


As siglas estão tentando fortalecer sua estrutura interna e debatendo as estratégias para o pleito do próximo ano 
Faltando pouco mais de três meses para conclusão de filiações e desfiliações partidárias para os que vão disputar as eleições do próximo ano, os partidos já iniciam discussões internas visando a participação no pleito. Enquanto algumas siglas têm praticamente todo o cronograma da disputa traçado, outras estão iniciando o diálogo interno.
O presidente do PRB no Ceará, o deputado federal Ronaldo Martins, disse que o partido realizou, no fim de semana passado, a gravação do seu programa eleitoral, totalmente dedicado a convidar as pessoas que desejam ser candidatas a se filiarem à agremiação. Segundo ele, todas as comissões provisórias do PRB estão sendo refeitas. Até o momento, mais de 100 foram dissolvidas e os presidentes destituídos.
"Estamos dando preferência para onde terá candidato a prefeito e vice-prefeito, com chapa pronta. Nosso interesse é dobrar o número de vereadores que foram eleitos em 2012", declarou o dirigente, que está cotado para ser candidato a prefeito de Fortaleza no próximo ano.
O PDT inicia na próxima sexta-feira encontros regionais do grêmio, em Aracati. Na semana seguinte, realizará no Cariri. A intenção é atrair filiações de pretensos candidatos a prefeitos, vereadores e vice-prefeitos, assim como discutir a estruturação partidária. Segundo o presidente da sigla, deputado federal André Figueiredo, o partido vai disputar pensando no pleito de 2018, quando vai apresentar nome para a Presidência da República.
Figueiredo salientou que não se pode descartar a ida do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, para o PDT. Caso não se concretize esse ingresso, o partido pode contar com a candidatura de Heitor Férrer, terceiro colocado na disputa de 2012.
O presidente do PV, Marcelo Silva, afirmou que a ideia da sigla é ir para a disputa proporcional com chapa própria, sem coligação. Para prefeito, ele afirmou que há muitos candidatos no Interior, mas em Fortaleza reafirmou a aliança do partido com o prefeito Roberto Cláudio. O partido se reúne hoje para discutir o calendário para 2016.
Interior
O PSOL ainda está iniciando o debate sobre o cenário eleitoral para 2016, informou a presidente Cecília Feitosa. Segundo ela, o grêmio está se organizando no Interior para disputar o próximo pleito. "Do ponto de vista eleitoral, entendemos que o PSOL deve dar sinalização no sentido de se colocar como alternativa para o momento de crise de representatividade pelo qual o País passa", afirmou a dirigente, ressaltando que a sigla terá candidatura própria em Fortaleza, buscando repetir a Frente Socialista de Esquerda, com PCB e PSTU.
O presidente do PT de Fortaleza, deputado Elmano Freitas, diz que o partido quer manter a representação na Câmara Municipal de Fortaleza, onde tem quatro vereadores. Ele voltou a afirmar que é favorável a que o PT tenha nome próprio para a disputa da Prefeitura, mas disse que a legenda só vai fechar questão sobre o assunto no próximo ano.

Diário Online