-->

21 de julho de 2015

"Matei porque ela gritava muito", disse bandido que assassinou ex-mulher de empresário durante assalto

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) elucidou rapidamente o caso do assassinato de uma mulher em Fortaleza. A vítima, ex-esposa de um empresário do setor da publicidade, foi assassinada, a tiros, na madrugada da última quinta-feira no bairro Jacarecanga, a poucos metros do Quartel do Comando do Corpo de Bombeiros Militar.

Nesta segunda-feira, numa operação conjunta com a Polícia Militar, a DHPP prendeu Ítalo Alves de Sousa, 18 anos; e um adolescente de 17 anos. Os dois foram os responsáveis pela morte da gaúcha Sílvia Helena Lopes de Oliveira, 45. Na madrugada de quinta-feira passada (16),por volta de 2 horas, Sílvia foi morta com dois tiros nas costas, na Rua Oto de Alencar. Ela havia sido assaltada pela dupla quando se aproximava de casa, no bairro Benfica. 

Sob a ameaça dos criminosos, a mulher teve que dirigir seu carro, um Corsa preto, até as proximidades da Praça do Liceu, onde, apavorada, gritava muito. Os criminosos determinaram então que ela parasse o carro e ao desembarcar, ainda aflita e gritando, ela foi atingida pelos tiros disparados por Ítalo. Em seguida, os dois assaltantes fugiram no carro da vítima. Sílvia Helena ficou caída, sem vida, na rua. 

Prisões 
Além dos dois assaltantes, a Polícia prendeu também uma terceira pessoa. Trata-se de Marcos Antônio Morais de Sousa, 32 anos, que havia comprado o som do carro roubado da vítima. Ele foi indiciado por crime de receptação. Ítalo e o menor vão responder por latrocínio (roubo seguido de morte).

A delegada Socorro Portela, diretora da DHPP, ressaltou o trabalho intenso e rápido de sua equipe. Coube aos delegados Fábio Torres e Cláudia Oliveira, da Primeira Delegacia da DHPP, comandar as diligências. Os envolvidos foram apanhados pela Polícia no bairro Bela Vista. O menor foi transferido, ainda ontem, para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). 

Blog do Jornalista Fernando Ribeiro