-->

14 de janeiro de 2017

Campeonato cearense começa com empate do Uniclinic e vitória do Guarani de Juazeiro

Na Arena Castelão, a Àguia da Precabura empatou com o Guarany de Sobral por 1x1. Enquanto o Guaraju venceu o Horizonte em casa por 3x1

Quatro equipes tradicionais entraram em campo na tarde deste sábado (14), para dar início ao Campeonato Cearense de 2017. Na Arena Castelão, 367 pagantes assistiram ao empate do Uniclinic com o Guarany de Sobral, os gols foram marcados por Damião (Guarany de Sobral) e Paulista (Uniclinic). 494,7 KM do gramado, o Guarani de Juazeiro venceu o Horizonte,  recém promovido à Série A do estadual, no Estádio do Romeirão, o placar foi inaugurado por Leilson, duas vezes e Honda (Guarani de Juazeiro) e Wendel (Horizonte).  

Na próxima semana, as esquipes voltarão para o gramado, o Uniclinic enfrentará o Horizonte no Estádio Domingão. Enquanto o Guarany de Sobral pega o Ferroviário no Junco, por fim, o Guarani de Juazeiro encara o Fortaleza na Arena Castelão.   

Preparação para a temporada  

O time do Uniclinic, finalista do campeonato cearense de 2016, se preparou muito bem para o estadual e também para o Nordestão. Com as duas competições em pauta, a Águia da Precabura se reforçou com Dionatan (goleiro), Airton Júnior (Zagueiro), Lincoln (Zagueiro), Anderson Sobral (Zagueiro),  Luís Fernando (Zagueiro), Amaral (Lateral direito), Wesclei (Lateral direito) e Teles (lateral esquerdo).  

Já o Guarany de Sobral investiu pouco e reforçou o elenco com Damião (Atacante), Luiz Carlos (Atacante), Jefferson Maranhense (Atacante), Romário Mendes (Zagueiro), Magno Cearense (Lateral).  

2016  

No campeonato cearense do ano passado, os dois times se enfrentaram duas vezes e ambos saíram de campo com um vitória. No primeiro duelo, a Água da Precabura ganhou por 2 x 1, com gols de Leanderson e Diego Peixoto (Uniclinic) e Luiz Carlos (Guarany de Sobral). No segundo confronto, o time de Sobral levou a melhor e venceu pelo placar de 2 tentos a zero, com gols de Tinin e Valter Júlio (Guarany de Sobral).   

Uniclinic x Guarany de Sobral  

Em partida bem movimentada, as duas equipes sofreram com o gramado da Arena do Castelão, o campo não foi molhado antes do jogo e prejudicou algumas jogadas. Chances reais de gol só aconteceram perto dos vinte minutos iniciais da partida, quando o lateral direito Amaral, das categorias de base do Fortaleza e que veio do Oeste de Itápolis (SP), dominou pela direita, deixou Magno, lateral esquerdo do Cacique do Vale, na saudade e chutou para o gol, assustando o goleiro Tiago. Em resposta, o atacante Damião foi acionado, ficando cara a cara com Dionatan, que levou a melhor realizando uma belíssima defesa.  

Dono da casa, o Uniclinic quis dominar a partida, atacando com Netinho, Amaral e Preto, mas encontrou dificuldade na retranca armada pelo técnico Júnior Cearense. O "professor", levou para campo um 4-4-2, com duas linhas de quatro recuadas e os com dois atacantes, Damião e Luiz Carlos, isolados no ataque. A forte marcação surtiu efeito, a Águia da Precabura se jogou para o ataque e deixou espaços para contra-ataques. Damião, jogador mais acionado no primeiro tempo, só precisou de duas chances para marcar e dar a vitória parcial ao Guarassol.  

No segundo tempo, o Uniniclic voltou com tudo para conseguir o gol de empate, pressionando a saída de bola do Cacique do Vale. Alterações táticas foram realizadas pelo técnico Vladimir de Jesus, ele deslocou Preto para ponta direita, fixou Netinho no meio e deixou Edson Cariús na esquerda, mesmo com a mudança a Águia da Precabura sofreu com os poucos espaços que o time do Guarany de Sobral cedia em campo.  

Vendo que os resultados não apareciam, Vladimir de Jesus  deixou sua equipe mais ofensiva, colocando o atacante Paulista. Mesmo com poucos minutos no gramado, o jogador contou com a falha da zaga do Cacique do Vale e chutou de bico, guardando a bola na rede de Tiago e empatando o jogo. O empate fez com que o Guarany de Sobral se retrancasse ainda mais, permitindo com que o Uniclinic ficasse ainda mais com posse de bola.  

Não querendo mais jogo, o Guarany de Sobral começou a retardar o tempo, fazendo uso dos chutões. Apático, o Uniclic se jogou todo para o ataque, mas não conseguiu fazer mais nada do que faltas. No fim, o jogo terminou como começou, empatado.