-->

12 de maio de 2016

Obra não concluída que custou quase 500 mil aos cofres públicos está abandonada há mais de 1 ano em Russas


O prefeito de Russas, Weber Araújo, assinou no dia 04 de Janeiro de 2015, juntamente com o Secretário de Saúde, Dr. Daniel Peixoto, uma Ordem de Serviço da Unidade de Acolhimento Infanto-Juvenil (UAI). Local este que teria como finalidade oferecer cuidados a crianças e adolescentes que tiveram seus vínculos familiares e sociais fragilizados ou rompidos em conseqüência do uso de álcool e outras drogas, e que não estão passando por medidas sócio educativas.


A unidade, com valor estimado em R$ 481.790,02, localizada no bairro da Várzea Alegre, na rua Ocion Lopes da Silveira com a Travessa Vicente Lima Ramalho, teve suas obras iniciadas em 14 de Janeiro de 2015 com conclusão estimada para 14 de maio de 2015. Segundo os moradores a obra foi inaugurada, porém com um detalhe, ela não foi concluída; A obra encontra-se parada após 1 ano e 6 meses de seu início, ainda inacabada e sem previsão de conclusão.


O Local deveria atender voluntariamente até 10 pacientes com idades entre 10 e 18 anos, e de ambos os sexos. Também deveria funcionar durante as 24 horas por dia. A obra Faz parte do programa 'Crack, é possível vencer’, lançado pelo governo federal em parceria entre o Ministério da Saúde. A pergunta que fica para a população é a seguinte: para onde foi o dinheiro da obra?