-->

1 de abril de 2016

Autor de vários homicídios no Vale do Jaguaribe é morto com 30 tiros de pistola em Fortaleza


No fim da manhã desta sexta-feira (01) um Homem de Jaguaretama foi crivado a bala no bairro Jardim Fluminense periferia de Fortaleza. Sula popularmente conhecido. Foi surpreendido por três homens em um veículo golf no momento em que trabalhava em uma oficina mecânica. A vitima foi alvejada com cerca de 30 tiros.

Segundo informações da polícia militar e civil, ao checar o nome do indivíduo apareceu como o mesmo sendo autor de 15 homicídios no vale Jaguaribano em especial na cidade de Jaguaretama.

Camilo sai em defesa de Dilma e diz que Temer é golpista


Numa de suas declarações mais duras contra o impeachment, o governador Camilo Santana (PT) saiu em defesa da presidente Dilma Rousseff e chamou o vice Michel Temer (PMDB) de golpista, em manifestação contra o afastamento da petista em Fortaleza, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, ontem.

“Isso é uma vergonha para o Brasil. Um partido aliado há tantos anos, em três minutos, sair do governo, com a única e exclusiva intenção de o vice-presidente dar um golpe na presidente Dilma. Isso é inaceitável”, disse Camilo a uma multidão na Praça Almirante Saldanha. Em todo o País, pessoas foram às ruas contra o impeachment da presidente.

Cerca de 10 mil manifestantes participaram de ato na Capital, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). A organização do protesto estimou o total de pessoas em 50 mil. O ato partiu da Praça Clóvis Beviláqua, no Centro, em direção ao Dragão do Mar, na Praia de Iracema. O evento começou às 15 horas e se estendeu até as 19h30min.

“Esse é o momento de unir o País. Não tenho dúvida de que vamos sair mais fortes. Nós acreditamos na Justiça, mas fundamentalmente na mobilização do povo brasileiro”, prosseguiu Camilo, ao lado do ex-ministro da Educação de Dilma Cid Gomes (PDT). 

O governador afirmou ainda que a saída do PMDB da base do governo, na última terça-feira, abriu oportunidade para que o Planalto se renove. Para ele, a baixa fidelidade da sigla em votação não correspondia ao espaço que ocupava na gestão.

O petista disse também que não se tratava de defender as cores de um partido, mas a democracia. “Eu sou governador de todos os cearenses. Estou aqui em defesa da democracia.”

Dividindo o palco montado na praça, o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT), convidou os manifestantes a engrossarem o ato marcado para amanhã, também em Fortaleza, com a presença do ex-presidente Lula.

“A oposição, liderada pelo golpista Michel Temer, não tem os 342 votos que eles imaginam ter (para aprovar o impeachment)”, disse 
Guimarães.

“Qualquer coisa no lugar da Dilma hoje, como Michel Temer, é muito pior do que ela. A gente tem que lutar na rua e no dia a dia, convencendo as pessoas de que o Brasil está vivendo um momento difícil, mas tirar a Dilma e colocar Temer não vai resolver isso. Entregar ao Michel é entregar ao que há de pior na política nacional”, completou Cid Gomes.

A capital cearense concentrou ontem três manifestações. Uma delas, na Praça do Ferreira, celebrava o golpe militar de 31 de março de 1964. Com bandeiras do Brasil, o grupo discursava sobre “a revolução” e contra as “ditaduras fascistas e comunistas”.

Na Praça do Carmo, a Frente Povo Sem Medo, encabeçada pelo Psol e o Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST), fazia críticas ao governo, mas rejeitava o impeachment. “É importante destacar que não viemos defender o governo e sim a democracia”, disse a jornalista Helena Martins. O grupo se juntaria à Frente Brasil Popular, ao lado de CUT e PT, saindo da Praça Clóvis Beviláqua até a Praia de Iracema.

Isabel Filgueiras
isabelf@opovo.com.br

Cid pedirá impeachment de Temer por até seis crimes

Segundo Cid, Temer comandaria quadrilha que

O ex-ministro Cid Gomes (PDT) deve apresentar nesta sexta-feira, 1º, pedido de impeachment contra o vice-presidente Michel Temer. A informação é da coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, que afirma que ação apresentará lista de seis crimes cometidos por Temer "enquanto pessoa física e jurídica".

"Eu tenho dito sistematicamente que ele é o chefe da quadrilha política que assola e achaca o Brasil há 20 anos. Não quero estender essa acusação ao PMDB todo, mas os cabeças dessa quadrilha estõa no partido e ele, Temer, é o cabeça dos cabeças. É impossível entregar o País a uma pessoa como essa", disse Cid à Folha.

Cid destaca que Temer é citado em delações premiadas da Lava Jato, como a do senador Delcídio do Amaral (ex-PT) e que o PMDB seria um dos beneficiários de propinas no escândalo da Petrobras. A assessoria de Michel Temer afirmou que o vice não irá se manifestar sobre as declarações de Cid Gomes.
PMDB

Animosidade entre irmãos Ferreira Gomes e o PMDB já é antiga na política nacional. Em evento de filiação ao PDT em outubro de 2014, lideranças do peemedebismo foram alvo principal de discursos de Cid e Ciro. Enquanto Cid chamou a legenda de "praga nacional", Ciro disparou contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a quem chamou de "maior vagabundo de todos".

Em entrevistas recentes, Ciro Gomes também prometeu ação de impeachment contra Michel Temer. Ele aponta que o vice-presidente também assinou decretos das chamadas "pedaladas fiscais", que embasam pedido da saída de Dilma no Congresso.


O POVO Online

Mês de março termina sangrento com 298 pessoas assassinadas


O mês de março terminou com mais um balanço sangrento da violência que só aumenta no Estado do Ceará. Em 31 dias, pelo menos, 298 pessoas foram assassinadas, conforme registros dos órgãos da Segurança Pública.

No total, 283 homens e 15 mulheres foram assassinados no Ceará. Os crimes de morte foram assim distribuídos dentro do território cearense: 102 na Capital, 71 na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), 40 no Interior Norte e mais 85 no Interior Sul.

Além de Fortaleza, vários Municípios do Interior cearense apresentaram altos índices da criminalidade, como Russas, onde 22 pessoas foram assassinadas. Em Morada Nova foram outras 15. Em Limoeiro do Norte, mais 9 casos.

Já na região Metropolitana de Fortaleza (RMF), das 71 ocorrências de homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e lesões corporais que resultaram em óbito, os crimes foram assim distribuídos, por Município: Caucaia (19), Maracanaú (11), Horizonte (8), Maranguape (7), Pacajus (7), Aquiraz (6), Itaitinga (5), Eusébio (4), Pacatuba (3) e Chorozinho (1).

Pelo menos, 30 adolescentes e 15 mulheres estão entre os mortos no mês de março. Outras oito pessoas acabaram perdendo a vida em confrontos com policiais civis e militares, estando estes em objeto de serviço ou mesmo de folga.

No Território da Paz, no Grande Bom Jardim, na zona Sul de Fortaleza, foram 23 assassinatos.

Já no Sistema penal, seis detentos foram assassinados, quatro deles em Casas de Privação Provisória da Liberdade no Município de Itaitinga, além de outros dois nas Penitenciárias Industriais Regionais de Juazeiro e Sobral (Pirc e Pirs, respectivamente).
Veja agora os números da violência em março no Ceará

Homicídios por áreas territoriais do Estado:

Capital ..... 102

Região Metropolitana de Fortaleza ..... 71

Interior Norte ..... 40

Interior Sul ..... 85

Veja outros números do balanço do mês de março:

Homens assassinados ..... 283

Mulheres assassinadas ..... 15

Adolescentes assassinados ..... 30

Pessoas mortas pela Polícia ..... 8

Pessoas mortas em presídios ..... 6

Pessoas mortas em assaltos (latrocínios) ..... 6

Pessoas mortas no Território da Paz* ..... 23

(*) Formado pelos bairros Bom Jardim, Granja Lisboa, Granja Portugal, Siqueira e Canindezinho

Levantamento realizado pelo blogdofernandoribeiro.com.br

Três secretários deixam governo Camilo de olho na eleição de 2016

Os secretários Miriam Sobreira (Políticas sobre Drogas), Fernando Santana (Gabinete do Governador) e Acrísio Sena (Acolhimento aos Movimentos Sociais) deixaram o governo Camilo Santana (PT) nesta quinta-feira, 31. Todos pretendem disputar eleições municipais neste ano.

Licenciado da Câmara de Fortaleza nos últimos nove meses, Acrísio Sena pediu exoneração de seu cargo de assessor especial – com status de secretário – para poder disputar reeleição como vereador. Adjunto do Gabinete do Governador, Fernando Santana deverá disputar pela Prefeitura de Barbalha. Já Miriam pode concorrer à Prefeitura de Iguatu.

Pela Justiça Eleitoral, prazo de desincompatibilização para cargo de vereador é de seis meses, prazo que termina nesta sexta-feira, 1º. Quem quiser disputar cargo de prefeito, no entanto, tem prazo maior, de até quatro meses. Até agora, Acrísio é o único secretário petista a pedir exoneração para disputar eleições: Nelson Martins, Artur Bruno e Dedé Teixeira seguem nas pastas.

Sucessão em Fortaleza

Indicação de Acrísio ocorreu em meio ao embate envolvendo possível candidatura do PT à Prefeitura de Fortaleza. Dos quatro secretários petistas no governo Camilo, Acrísio é o mais favorável ao partido disputar contra Roberto Cláudio (PDT) na eleição. Já Camilo prefere apoio à reeleição do prefeito.

Cotado como possível vice de Roberto Cláudio em uma composição entre PT e PDT, o secretário Artur Bruno (Meio Ambiente) não pediu exoneração nesta quinta. Ele tem, no entanto, até junho para deixar o cargo caso dispute a vice de RC. O petista afirma, no entanto, que “não é sua intenção” disputar qualquer cargo este ano.

Em nota enviada a Camilo, Acrísio elogia a “disposição ao diálogo do governador com os diversos segmentos dos movimentos sociais” e reafirma sua gratidão pessoal ao governador. "Mesmo um pouco mais à distância, estarei a postos para defender os interesses maiores do Estado", disse.

O POVO Online