-->

30 de junho de 2016

Bando rouba casa de praia e faz estrangeiro refém

Seis armas foram aprendidas pela Polícia. Entre o armamento, os militares encontraram um fuzil e uma escopeta. Quatro homens foram autuados

Quatro homens suspeitos de invadir uma casa de praia de um português, na Praia do Cumbuco, em Caucaia, e sequestrar um homem de origem norte-americana foram presos, na manhã de ontem. A Polícia apreendeu com o bando um fuzil, uma escopetas, duas pistolas, dois revólveres e dois coletes balísticos. Segundo o capitão Fábio Bezerra, do Batalhão de Policiamento Comunitário (BPCom - Ronda do Quarteirão) de Caucaia, um dos revólveres apreendidos havia sido roubado de um vigilante.

Conforme policiais que participaram da operação, os suspeitos invadiram a casa do português para roubar. Um espanhol que estava trabalhando no local teve o dinheiro e os documentos levados pelo grupo. "Quando eles perceberam que a viatura estava se aproximando e que não teriam para onde correr, pularam o muro para outra casa", explicou o subtenente PM Washington, do Ronda de Caucaia.

Na outra residência, dois dos suspeitos encontraram o americano. Colocaram o homem no veículo dele, um Ford, modelo EcoSport, de cor prata, e fugiram. "Percebendo que estavam cercados eles pegaram o refém como 'escudo humano'", afirmou o subtenente. Durante a fuga, os criminosos deixaram para trás, na casa em que a vítima foi arrebatada, um fuzil e uma escopeta. As armas foram encontradas por uma patrulha do Comando Tático Motorizado (Cotam). "Eles se dispersaram durante a fuga. Dois foram presos no terreno de um colégio no Cumbuco. Os outros fugiram e foram perseguidos. Houve troca de tiros e, na Tabuba, acabaram detidos", disse o militar.

A vítima e o carro foram abandonados na ponte da Tabuba. Com os suspeitos foram encontrados os revólveres e pistolas. A operação continuou e mais dois veículos foram apreendidos, um deles tinha queixa de roubo.

Flagrante

João Paulo da Silva Oliveira, José Cleilton da Silva Araújo, Daniel da Silva Santana e Francisco Diogo Gomes foram encaminhados ao 31ºDP (Cumbuco) onde foram autuados. Diogo Gomes já tinha um mandado de prisão em aberto. Um dos presos confessou à Polícia que tinha adquirido o carro roubado para fugir, depois que matassem um rival. As informações prestadas pelos suspeitos ainda serão analisadas.

Além das patrulhas do Ronda do Quarteirão de Caucaia e do Cotam, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) também foi acionado para dar apoio à ação.

Diário do Nordeste