-->

12 de junho de 2014

Não teremos contemplação



Salvador. Em discurso ontem em evento de inauguração de obras inacabadas do metrô de Salvador, a presidente Dilma Rousseff disse que não haverá "contemplação" do governo com atos de vandalismo durante a Copa do Mundo.
"Somos um país democrático, respeitamos o direitos das pessoas se manifestarem", disse a presidente, que completou: "Não teremos contemplação com quem acha que pode praticar ato de vandalismo ou atingir o direito da maioria".
Metrô
O metrô de Salvador está em obras há 14 anos e já consumiu mais de R$ 1 bilhão. Ontem, antes de discursar, a presidente e autoridades locais fizeram a viagem inaugural da linha, ainda em obras sob a responsabilidade do governo baiano. Dilma percorreu um trecho de 4 km, de um total de 7,5 km a serem finalizados nas próximas semanas. Ainda serão necessários reparos em uma estação, além da interligação com um terminal de ônibus.
Almoço para estrangeiros
A presidente Dilma Rousseff oferecerá um almoço de boas-vindas a 12 mandatários estrangeiros que virão à abertura da Copa do Mundo, hoje, em São Paulo.
O encontro está previsto para ocorrer às 12h30m no Hotel Marriott, em Guarulhos. Depois, todos seguem de helicóptero para a Arena Corinthians, onde se dará o início dos jogos, com a partida de Brasil x Croácia.
Vigília ferroviária
A Polícia Militar de São Paulo fará o policiamento das estações de metrô e trem no dia da abertura da Copa do Mundo em parceria com o Exército, equipados com armamento menos letal.
De acordo com o comandante da Polícia Militar, coronel Benedito Meira, os soldados serão um "complemento" da ação coordenada pela PM.
Diário do Nordeste