-->

17 de maio de 2020

FARMÁCIA SANTA ISABEL E MANIPULAÇÃO


Médico oferece hospital em Maracanaú para Governo não construir de campanha

O médico Dr. Márcio Elísios, proprietário do Hospital Campos Elísios sediado no município de Maracanaú, colocou sem nenhum custo a unidade a disposição do Governo do Estado do Ceará pelo período da pandemia do novo coronavírus.

Elísios através de um vídeo gravado em alguns momentos emocionado pede ao governador Camilo Santana que apenas mantenha os profissionais do hospital trabalhando.

Segundo o médico, o único pagamento que ele deseja pela ocupação do prédio é que salve vidas.

Recordando

Na última quarta-feira, 13, o governador Camilo Santana anunciou a construção de dois hospitais de campanha na Região Metropolitana de Fortaleza. Uma dessas unidades seria em Maracanaú.

Blog; Erivando Lima \ Sertão Alerta;



Oração para Iniciar um Dia de Trabalho

Senhor Jesus, divino trabalhador e amigo dos trabalhadores,
eu consagro a Ti este dia de trabalho.
Olhai para a empresa e para todos que trabalham comigo.

Eu lhe apresento as minhas mãos, pedindo habilidade e talento
e também peço que abençoe a minha mente,
dando-me sabedoria e inteligência,
para fazer bem feito tudo o que me for confiado
e resolver os problemas da melhor maneira.
Senhor abençoe todos os equipamentos que eu usar
e também todas as pessoas com quem eu falar.

Livrai-me das pessoas desonestas, mentirosas,
invejosas e que tramam maldades.
Envie os teus santos anjos para me ajudarem e protegerem,
pois, vou me esforçar para fazer o melhor,
e ao final deste dia quero te agradecer.
Amém!!!

Quixadá: Ex-presidiário é morto a tiros enquanto acessava a internet

Francisco Hélio Ribeiro Alves, de 41 anos, foi morto a tiros na noite de sábado (17), na comunidade de Vila Rica, Zona Rural do município de Quixadá, no Sertão Central. De acordo com a Polícia, ele era ex-presidiário.

Conforme relatos de populares à polícia, suspeitos chegaram o homem estava próximo de sua residência acessando a internet um um aparelho celular, os criminosos a atiraram várias vezes e fugiram. A vítima não resistiu aos ferimentos.

O crime vai ser investigado pela Delegacia da Polícia Civil Regional do Sertão Central de Quixadá. A polícia realiza buscas na tentativa de capturar os suspeitos.

Fonte: G2 CE


Com 9 pacientes internados por coronavírus, UPA não tem mais espaço em Russas CE


A Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Russas, para onde são direcionados os casos de coronavírus no município, já está operando no limite de sua capacidade para internações.


De acordo com informações, do coordenador da unidade João Torquato, até a manhã deste sábado, 16, nove pacientes, entre suspeitos e confirmados por coronavírus se encontram hospitalizados naquela unidade, que diariamente recebe outros pacientes com suspeitas da COVID 19 e com síndromes respiratórias.

Com inauguração agendada para a manhã deste domingo, 17, do Hospital de Apoio, para atendimento aos pacientes com Coronavírus, que irá funcionar nas antigas instalações da academia São Bernardo, a expectativa é que a Unidade de Pronto Atendimento voltará a ter a maioria dos leitos a disposição.

É que a maior parte dos pacientes que atualmente estão internados na UPA, serão transferidos para o novo centro de internações, que conta com 18 leitos.

Apesar de contar com esse reforço estrutural no atendimento aos pacientes com coronavírus, vale destacar que devido à falta de leitos de UTIs, em Russas, a rede médico-hospitalar local somente está apta a receber pacientes de baixa e média complexidade.

Weber, garantiu que o município está fazendo todo o possível para prestar atendimento de qualidade aos pacientes. “Não adianta inaugurarmos leitos, se a população não faz a sua parte, respeitando o isolamento e usando máscaras para evitar o contágio. Mas estamos trabalhando duro e nos esforçando. Estamos fazendo a nossa parte,” finalizou o prefeito.

Blog; Erivando Lima \ Imprensa do Vale


Prefeitura Inaugura Hospital de Apoio para pacientes com coronavírus



A Prefeitura de Russas, inaugurou na manhã deste domingo, 17, o Hospital de Apoio aos Pacientes com coronavírus.  A nova unidade conta com 18 leitos para atendimento de pacientes com COVID 19, sendo quatro deles, dotados com respiradores para atender os casos mais graves da doença.
O prefeito Weber Araújo, destacou a importância daquela conquista para o município, no momento em que a UPA – Unidade de Pronto Atendimento, já se encontra com sua capacidade de internações no limite. “Hoje, já temos 10 pacientes internados naquela unidade. Neste momento não há mais leitos para internações. Essa unidade vai prestar um atendimento exclusivo a quem precisa de internação e acompanhamento, além de desafogar a UPA, para que ela possa se voltar para os novos casos que estão surgindo”, comentou Weber.
O Secretário de Saúde, Gilberto Rodrigues, alertou para o momento delicado que o estado do Ceará está vivendo, e reforçou, que o pico de transmissão em Russas, deverá chegar depois da capital atingir o ponto. Isso aconteceria devido a interiorização do vírus. “Precisamos nos manter em alerta. A situação é complicada e não vai ser fácil. O vírus que já faz muitas vítimas na capital, esta começando a invadir o interior. Mas estamos nos preparando para o enfrentamento”, disse Gilberto. (foto)
De acordo com informações da gestão de saúde municipal, a unidade irá receber ainda hoje, os pacientes que estão hospitalizados atualmente na Unidade de Pronto Atendimento. O coordenador daquela unidade, João Torquato, disse que a inauguração dos 18 novos leitos, irá permitir ampliar a capacidade atual de atendimento na UPA. “A unidade de pronto atendimento precisa ter leitos disponíveis para os casos que diariamente são encaminhados para lá. Atualmente não tínhamos como internar mais ninguém. Com a transferência dos pacientes para o novo ponto de apoio, iiremos trabalhar mais tranquilos na UPA”, ressaltou, João Torquato (foto)
 Em uma solenidade rápida, que foi abençoada pelo padre Pedro Pereira, da Paróquia de Russas, Weber visitou as instalações, acompanhado por sua equipe e parte da imprensa que registrava o momento. O ponto alto e emocionante do momento, foi a chegada das ambulâncias do município, todas com sirene ligadas. “Fiquei emocionada, chorei de verdade, por imaginar a dor de quem perdeu entes queridos e que tem parentes e amigos hospitalizados, por conta desse vírus”, comentou a dona de casa Maria do Carmo, que passava pelo local no momento da chegada das viaturas de emergência, e acompanhava de longe o movimento. “Tenho fé em Deus que tudo vai passar” disse ela ao se despedir e seguir seu caminho em busca de sua residência.
O prefeito ainda destacou que Russas, está à espera da liberação de aproximadamente 10 unidades de UTIs por parte do governo do estado. De acordo com o gestor, o município deverá ser contemplado em breve com as unidades de terapia intensiva, como aconteceu com a vizinha Limoeiro do Norte. “Somos um município com Hospital Polo, e com certeza iremos receber nossas UTIs. Estamos trabalhando para isso”, disse Weber (foto).
Prefeito de Russas - Weber Araújo
Parte da equipe de médicos, enfermeiros, técnicos e de pessoal de apoio que irão trabalhar naquela nova unidade já estavam no local preparados para receber os primeiros pacientes. De acordo com o prefeito, as transferências de pacientes da UPA para a nova unidade, começarão a acontecer ainda neste domingo, 17.
Além do prefeito, estiveram presentes o secretário de saúde, Gilberto Rodrigues; o coordenador da UPA, João Torquato; representantes do Hospital e Casa de Saúde, Dr Paulo e Dr Bonfim; além do presidente da Câmara Municipal, Nathizael Gonçalves; da primeira Dama Mazé Torquato e do padre Pedro Pereira, pároco de Russas.  
Blog; Erivando Lima 


ACIDENTE DE TRÂNSITO ENVOLVENDO UMA AMBULÂNCIA DE JAGUARUANA/CE


A imagem pode conter: carro e atividades ao ar livreAcidente de trânsito ocorreu envolvendo uma ambulância da cidade de Jaguaruana. Informações chegada a nossa reportagem e que o acidente ocorreu na manhã de hoje ( Domingo 17), na CE 040 no municipio de cascavel. Informações extra oficial de que a Ambulância  teria batido em um reboque em um local de péssima sinalização.


Segundo informações na ambulância que conduzia 4 pessoas.

A informação que nos chega é de que a paciente de nome *Rosa* veio a óbito.
a técnica que acompanhava a paciente de nome *Edileuza*, teria ficado em estado grave no I J F, já o motorista da ambulância *Eduardo* também foi socorrido.

Blog; Erivando Lima

Polícia Civil do Paraná abre concurso com 400 vagas



Segundo informações do Gran Cursos Online, empresa especializada na capacitação de candidatos para concursos públicos no Brasil, a Polícia Civil do Paraná abre inscrições para concurso público com 400 vagas, que estão divididas em 300 para investigador, 50 para papiloscopista e 50 para a carreira de delegado de polícia. 

As provas serão realizadas pelo Núcleo de Concursos de Universidade Federal do Paraná (UFPR), e de acordo com o edital, as inscrições podem ser realizadas até o dia 2 de junho, às 17h, pela internet, neste link

As remunerações são muito atrativas, o salário inicial para o cargo de investigador é de R$ 5.588,05, para papiloscopista de R$ 5.867,45 e para delegado a remuneração inicial é de R$ 18.280,05. De acordo com o edital, as provas serão realizados simultaneamente para todos os cargos na primeira fase. O cronograma estabelece o mês de julho para o início da seleção dos candidatos. 

Resumo do concurso

Sorteio;


“O desemprego, a fome e a miséria será o futuro daqueles que apoiam a tirania do isolamento total.”, diz Bolsonaro

O presidente da República, Jair Bolsonaro afirmo que aplicar medidas de isolamento total da população, conforme alguns estados e municípios tem feito, é uma “tirania”.

Através do twitter, o presidente afirmou:

“O desemprego, a fome e a miséria será o futuro daqueles que apoiam a tirania do isolamento total.”

Bolsonaro compartilhou um vídeo de ontem com uma declaração do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

O Ministro afirma em vídeo:

“Desde o início dessa pandemia no Brasil, o presidente Bolsonaro sempre teve a preocupação de poder equilibrar as ações e os cuidados na área da saúde com as ações na área econômica, e principalmente se preocupou com uma rede de proteção que pega os vulneráveis, os que têm contrato de trabalho e a condição de que o país pudesse enfrentar com equilíbrio, bom senso e racionalidade. O presidente deu à área da saúde todas as condições para que o SUS se fortalecesse, para que os hospitais pudessem se equipar. O apoio foi dado a governadores e prefeitos.”

(R.Curitiba)


Quase 90% dos professores brasileiros nunca haviam dado aula remotamente

De acordo com pesquisa, 83% dos docentes se sentem pouco ou nada preparados para o trabalho na modalidade de tele aprendizado.
Professora do terceiro ano do ensino fundamental, Mariana Roncato, de 37 anos, precisou não apenas aprender a utilizar plataformas pedagógicas virtuais, como também, e simultaneamente, ensinar seus alunos, que têm, em média, 8 anos, a usar as ferramentas. Sem muita familiaridade com o universo dos programas de edição de vídeos, por exemplo, ela teve que redobrar seus esforços na criação de conteúdos didáticos para aplicação online.

A adaptação ao teleaprendizado, associada às necessárias medidas de isolamento social, provocou turbulência no cotidiano da professora. Tamanha foi a desestabilização que, hoje, a profissional precisa se dedicar quase integralmente às aulas e planos de aulas, mas já não consegue ajudar sua filha Maria Flor, de 6 anos, nas tarefas escolares dela.

Mariana não está sozinha: entre os professores brasileiros, 88% nunca haviam ministrado aulas remotas antes da pandemia, e 83% se sentem nada ou pouco preparados para o trabalho nessa modalidade – conforme aponta pesquisa do Instituto Península, que será divulgada integralmente nesta segunda-feira (18).

O estudo ouviu 7.734 profissionais de todo o país entre os dias 13 de abril e 14 de maio, portanto cerca de seis semanas desde a implementação oficial da quarentena em diversos Estados.

E a verdade é que a profissional ainda tem sorte por ter recebido algum tipo de capacitação. A maioria de seus colegas (55%) não teve qualquer suporte para ensinar fora do ambiente da escola desde a suspensão das aulas presenciais. Por outro lado, 75% desejariam receber treinamento.

“Tenho um tempo de dedicação quase exclusiva, porque, às vezes, demoro até sete horas para gravar e editar um vídeo que vai durar três minutos”, explica a professora, completando que, além de aprender a utilizar as plataformas pedagógicas virtuais, tem que desbravar os programas de edição de vídeo e de áudio, por exemplo. “São horas e horas de tutoriais”, diz.

Mudança brusca

Feita no início da suspensão das aulas presenciais e que também faz parte do levantamento “Sentimento e percepção dos professores brasileiros nos diferentes estágios do coronavírus no Brasil”, a primeira etapa da já mencionada pesquisa indicou que 60% dos docentes desejavam fazer cursos e se aprimorarem neste período. As dificuldades diárias, no entanto, são um obstáculo difícil de superar.

“No início, pensei que poderia, por exemplo, fazer ioga diariamente, tentar levar essas mudanças de maneira mais tranquila. Mas a quantidade de atividades para desenvolver e criar com a ferramenta é grande, e o trabalho foi me consumindo”, reconhece Marianne Resende, de 38 anos, tutora do ensino fundamental II.

Outro problema com o qual esbarrou foi a dificuldade de estabelecer horários. “Quando você vai de casa para a escola e, depois, volta da escola para casa, essa mudança de espaço já é um marco para estabelecer um quando começou e quando terminou sua jornada. Sem isso, fica muito vago...”, pontua Marianne, que dá aulas a crianças de, em média, 11 anos.

E se pequenas tarefas do dia a dia já disputam o tempo dos profissionais da educação, no caso dela há um agravante: a professora precisou, em meio à pandemia, fazer uma mudança, pois o locatário da casa em que vivia pediu o imóvel.

Marianne também está entre os 88% que não possuíam experiência com as ferramentas para a educação remota. “O início foi muito custoso. Eu, particularmente, não tinha uma lida tão grande com essas ferramentas”, diz, refletindo que, “se aprender já é um desafio, em um cenário que não é muito acalentador fica ainda mais difícil”.

“A verdade é que todos fomos, sim, pegos de surpresa. É uma mudança brusca em nosso projeto”, estabelece.

Rotina extenuante

Além de Maria Flor, Mariana Roncato é mãe de outra menina, a Cecília, de 3 anos. Não por acaso, monta seus planos de aulas madrugada adentro. 

“O meu marido também trabalha em casa, o dia inteiro em home office. Como meu horário fixo é só durante as videoconferências, durante a tarde, fico mais por conta das meninas”, explica. “Às vezes, monto escritório no chão da casa, onde posso ficar mais próxima das minhas filhas enquanto elas pintam ou assistem TV, por exemplo”, comenta, sem se importar muito com as dificuldades ergonômicas que a posição implica.

“Naturalmente, elas demandam muita atenção, então acabo optando por ficar até duas da manhã preparando material, quando posso me concentrar melhor, ter mais silêncio”, garante. 

Com a família em casa durante todo o tempo, uma nova rotina ainda não se estabeleceu. “Não existe mais! Acordo e já tem uma demanda. Tem dias que o almoço só vai ficar pronto lá pelas 15h. Tem ainda a casa, que vai ficando mais suja, porque fica mais gente aqui dentro”, situa. Detalhe: como o quartinho dos brinquedos virou home office, a sala, agora, mais parece um playground.

Essa ruptura no cotidiano dos professores brasileiros foi identificada na primeira fase da pesquisa realizada pelo Instituto Península. 

Segundo o estudo, que ouviu 2.400 docentes da educação básica em todo o Brasil, 7 em cada 10 mudaram muito ou toda a rotina com a crise. Mais de 90% dos respondentes demonstraram estar muito ou totalmente preocupados com a situação atual, e já é possível notar efeitos na saúde mental deles, afirmando que o suporte e o apoio psicológico seriam fundamentais.

No levantamento mais recente, 75% revelaram que não receberam nenhum suporte emocional.

Intensidade

A presença dos pais “em sala de aula” é outro fator novo com o qual os docentes precisam lidar. Também pressionados pelas mudanças que a Covid-19 implicou, os tutores têm empregado uma intensidade maior em elogios e críticas aos profissionais da educação.

“Tem famílias que estão acompanhando e que acabam envolvidas pela boa qualidade das conversas que temos com os alunos. Alguns pais e mães já me procuraram, dizendo que aprenderam algo ouvindo as aulas”, comenta Marianne Resende. Algumas vezes, a excitação é tamanha que os tutores acabam se manifestando junto com os estudantes.

Por outro lado, há famílias que, também readaptando-se a uma nova rotina, têm dificuldades em auxiliar os filhos em suas tarefas escolares dentro das plataformas educativas digitais. “Tem alguns que ficam bravos. Já lidei com aqueles que descarregaram sua raiva, sua frustração e aqueles que, depois, pediram desculpas”, comenta a professora, atribuindo ao ambiente virtual, “super-ruidoso”, parte do problema.

Mariana Roncato ratifica as observações da colega. “A gente busca ir adequando nosso trabalho para atender às demandas das famílias, mas cada uma tem sua particularidade. Como eles também estão sobrecarregados, pode acontecer de ficarem mais agressivos e realizarem cobranças, por vezes, de forma muito incisiva”, avalia.

Insuficiente

“Nada substitui a presença, o estar do lado. Presencialmente, é possível fazer leituras, como da fisionomia e do tom da voz, o que ajuda a saber como podemos ir conversando com um aluno”, comenta Marianne Resende. “Quando o aluno está distante, é difícil estabelecer esse vínculo e a criança se abrir”, diz.

“O ensino remoto não pode ser comparado nem de longe ao modelo de Educação a Distância (EaD). Quando você, espontaneamente, opta por fazer um curso por EaD, você sabe que vai precisar de um computador e de uma internet de boa qualidade e, assim, poderá ser cobrado. Mas, quando o formato é imposto, não há paridade. Nem todos terão a mesma qualidade de máquina ou de banda larga e, portanto, é mais difícil que sejam avaliados com justiça”, critica Mariana Roncato. 

A professora lembra que a educação básica é pensada como um processo de formação em que os estudantes aprendem com a interação, seja com professores ou com colegas. Ela cita também que, presencialmente, é possível intervir quase imediatamente diante de problemas de aprendizagem dos alunos, como a desatenção. “Remotamente, a gente não consegue fazer isso assertivamente”, lamenta.

As coisas vão melhorar, diz, quando a pandemia for vencida.

(O Tempo)


Polícia Militar invade festa de facção criminosa em Caucaia; 43 pessoas são levadas à Delegacia

A Delegacia Metropolitana de Caucaia investiga o caso, de acordo com a Polícia Militar do Ceará (PMCE).
A Polícia Militar do Ceará (PMCE) invadiu, na manhã deste sábado (16), uma festa organizada por simpatizantes e suspeitos de integrarem uma organização criminosa, em uma casa de praia, na localidade de Tanupaba, no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Conforme a Corporação, 43, pessoas, entre elas, menores de idade, foram levadas à Delegacia para prestarem depoimento.

Os agentes foram até o imóvel, situado na Rua Jacarandá, onde acontecia a festa, após uma após uma denúncia de disparo de arma de fogo em via pública e perturbação do sossego alheio. Ao chegarem na residência, os policiais invadiram a propriedade. Lá, estava sendo comemorando o aniversário de um dos chefes do grupo criminoso. O homem, de acordo com a PM, que seria o autor do disparo, fugiu do local antes da chegada da Polícia.

Segundo a PM, os suspeitos que estavam na residência, 23 homens e 20 mulheres, simpatizantes e pessoas ligadas à organização criminosa, haviam alugado o imóvel. Eles foram levados para a Delegacia Metropolitana de Caucaia e devem responder, inicialmente, por descumprimento do Decreto Estadual N° 33.519, que visa conter a propagação da Covid-19, o novo coronavírus, no Ceará, mas também podem ser indiciados pelos crimes de associação criminosa e por outros delitos, de acordo com a participação de cada um.

Com informações do portal Diário do Nordeste

                              Os melhores Pneus e Baterias de Russas CE