-->

24 de abril de 2019

Avô é preso suspeito de estuprar a própria neta, em Sobral

O crime ocorreu em 2015, quando a menina tinha cerca de 10 anos de idade, mas só foi denunciado em setembro do ano passado pela mãe da vítima. A criança disse que não contou antes por que tinha medo que o avô fosse preso

Um homem de 55 anos foi preso sob suspeita de estuprar a própria neta, em Sobral, na Região Norte do Ceará, na manhã desta quarta-feira (24). O crime ocorreu em 2015, quando a menina tinha cerca de 10 anos de idade. 

De acordo com um inspetor da Polícia Civil lotado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sobral, que preferiu não se identificar, a garota e sua mãe foram até a DDM em setembro de 2018 para denunciar o estupro, que era praticado pelo pai da mulher, avô da criança. 

"A mãe da menina descobriu o estupro no dia em que veio fazer a denúncia. A criança disse que não contou antes por que tinha medo que o avô dela fosse preso, mas que não gostava do que ele fazia. Ela disse que ele a estuprou umas três vezes, há três anos [em 2015]", relata o inspetor. Depois disso, a vítima realizou exame pericial, que confirmou o estupro. 


Ainda segundo o inspetor, o avô da menina chegou a ser interrogado e confessou o crime. Com as informações sobre o fato, a titular da DDM  de Sobral, delegada Adriana Savi, solicitou à Justiça um mandado de prisão preventiva contra o avô da menina, por estupro de vulnerável. O documento foi expedido no 28 de março e encaminhado para a Delegacia na semana passada. 

Com o mandado em mãos, os policiais da DDM iniciaram as buscas pelo suspeito e o encontraram na manhã desta quarta, na casa de uma de suas filhas, na zona rural de Sobral. O homem não reagiu à prisão. 

O suspeito foi levado para a Penitenciária de Sobral, onde está à disposição da Justiça. 

Red; DN  


Operação da Polícia Civil resulta na detenção de 202 foragidos da Justiça no Ceará

Foram cumpridos mandados de prisão preventivos, temporários e por sentença condenatória, além de mandados de busca e apreensão
Detalhes da operação foram divulgados na tarde desta quarta-feira (24)

A Polícia Civil capturou 202 foragidos da Justiça no Ceará por meio de uma operação deflagrada nesta quarta-feira (24). Batizada de #PC27, a ação ocorreu de forma simultânea em todas as 27 unidades da federação. Dos 202 capturados no estado do Ceará, 183 são adultos e 19 adolescentes.

O objetivo da operação é deter foragidos da Justiça que cometeram crimes graves como homicídio, estupro, latrocínio, roubo, tráfico de drogas, participação em organização criminosa, entre outros. No Ceará, participaram da ação 400 policiais civis em cem carros de polícia.


Foram cumpridos mandados de prisão preventivos, temporários e por sentença condenatória, além de mandados de busca e apreensão. Foram realizados também flagrantes por posse ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e cárcere privado. O delegado geral da Polícia Civil do Ceará Marcus Rattacaso explicou a importância da operação durante a coletiva de imprensa.

"Essa é uma operação que anualmente é formatada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil. Desde o ano passado, nós somos o Estado que possui o maior índice no cumprimento de mandatos. Essa ação tem o caráter preventivo bastante eficiente. Nós conseguimos anualmente executar vários mandados de prisão que estavam em demanda reprimida. Essa ação influi diretamente no controle da criminalidade, pois são pessoas que estavam foragidas e continuavam a delinquir", finalizou.

Red; DN  

Quixadá CE plantão policial


QUIXADÁ CE APREENSÃO DE MOTOCICLETA

Dia 25/04/2019, por volta de 11h, a composição da VTR 9391,  na praça do bairro Putiú, Quixadá – CE, fizeram a apreensão da motocicleta de marca HONDA, modelo CG 150 TITAN, de cor cinza, com inscrição do município de Quixadá, que era conduzida pela pessoa de F. G. H, residente em Quixadá – CE, em virtude da motocicleta estar com uma restrição “RETENCAO VEIC. CONF.ART. 233/270 CTB”, com débito de licenciamento e de IPVA, o veículo foi conduzido ao pátio do DETRAN de Quixadá, para a adoção das medidas cabíveis.

Polícia Civil cumpre em Santa Quitéria mandados de prisão em operação nacional



A Polícia Civil do Estado do Ceará deflagrou, na manhã desta quarta-feira (24), a operação #PC27, que ocorre simultaneamente em todas as unidades federativas do País. A operação está acontecendo em Santa Quitéria e nos outros 183 municípios do Estado, segundo confirmou o delegado local Ivanildo Alves, ao site A Voz de Santa Quitéria.

Balanço feito pela manhã já registrava 18 capturados, sendo 16 adultos e dois adolescentes. No total, participam da operação 400 policiais civis, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS-CE). A pasta, contudo, não divulgou o número total de ordem de prisões que busca cumprir no Ceará.

A operação #PC27, coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, tem o objetivo de retirar de circulação foragidos da Justiça que cometeram crimes graves como roubo, homicídio, estupro, participação em crime organizado, entre outros. Os mandados de prisão foram expedidos pela Justiça, após trabalho de investigação.

“Essa ação conjunta de todas as polícias civis gera um efeito imediato na sensação de segurança da população. Além disso, é muito importante que esses criminosos sejam retirados das ruas para que não voltem a delinquir”, afirma o delegado Robson Cândido, diretor da Polícia Civil do DF e atual presidente do CONCPC.
O nome Operação #PC27 é uma referência à união e padronização de todas as Polícias Civis do País.

(A Voz de Sta. Quitéria) 


Idoso de 90 anos é assassinado no bairro Genibaú

A vítima foi socorrida para uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos

Um homem de 90 anos foi assassinado a tiros na manhã desta quarta-feira (24), no bairro Genibaú, em Fortaleza. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), dois homens em uma moto efetuaram disparos contra Manoel Delmiro da Silva na rua Alves Batista. 

O órgão ainda informou que a vítima foi socorrida para uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos. A Polícia Militar (PM) está em diligências para prender os suspeitos e descobrir a motivação do crime. 

Fonte; DN  

Ceará fecha com atacante Mateus Gonçalves, ex-Fluminense

Atleta participou de oito jogos pela equipe carioca na temporada
O atleta está de saída do clube carioca e avalia sondagens

O Ceará fechou com o atacante Mateus Gonçalves, ex-Fluminense, para o início da Série A do Campeonato Brasileiro. A proposta alvinegra foi acertada nesta quarta-feira (24) com empréstimo até o fim da temporada, em informação apurada pela Rádio Verdes Mares. Pouco aproveitado pelo técnico Fernando Diniz, o atleta pertence ao Tijuana-MEX e estava na lista de dispensa do clube carioca.

Com 24 anos, o jogador fez boa campanha pelo Sport na última temporada, chegando celebrado ao Rio de Janeiro. No Flu, somou oito partidas - uma como titular -, e nenhum gol. Diagnosticado com caxumba no início da temporada, o atacante perdeu espaço com o tratamento e viu os companheiros Everaldo, Luciano e Yony González crescerem de produção.


Revelado pelo Palmeiras, o atleta foi vendido ao exterior sem atuar pelo profissional e passou por Vitória Guimarães-POR, além de Pachuca, Deportivo Tepic, Chiapas e Toluca, todos do futebol mexicano. No currículo, tem o título da Liga dos Campeões da Concaf, conquistado em 2017.

Após anunciar Enderson Moreira como novo treinador, o presidente alvinegro Robinson de Castro confirmou a chegada de Bergson, ex-Athletico/PR, e afirmou que o Vovô fechou com mais dois reforços. A estreia da equipe no Brasileirão acontece contra o CSA, neste domingo (28), às 16h, na Arena Castelão.

Fonte; DN  

Operação Tiradentes mobiliza 4 mil PMs no Ceará durante 24h

Agentes vão ocupar áreas de alto risco na Capital e no interior
Quatro mil militares reforçam o policiamento nas ruas do Ceará nesta quarta e quinta-feira (24) como parte da operação Tiradentes. As ações começaram 7h desta quarta em todo o país e têm duração de 24 horas. Uma das ações prevê a ocupação dos policiais em áreas de alto risco na capital e no interior do estado. 

De acordo com o comandante da Polícia Militar, Alexandre Ávila, algumas áreas merecem atenção especial principalmente onde os crimes são mais frequentes". "Naqueles maiores centros urbanos, Sobral, Juazeiro do Norte, Crateús, Iguatu, nós teremos ações mais concentradas" acrescentou. 


Ainda segundo o comandante, em todo o estado estão sendo intensificadas operações de barreiras, fiscalização, buscas por ilícitos e operações de trânsito, com o objetivo de garantir e aumentar a sensação de segurança. 

A ação, batizada de "Operação Tiradentes", é uma alusão ao patrono das corporações militares do país.

Na operação, o Conselho Nacional de Comandantes Gerais de Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares (CNCG) vai emitir um relatório com o resultado obtido das ações. 

Red; DN

Presidente da Câmara de Quixadá é preso, e casa de prefeito é alvo de mandado

MPCE e Polícia Civil deflagraram a segunda fase da operação "Fiel da Balança", e deu início à operação “Casa de Palha” em Quixadá, nesta quarta-feira (24)
A polícia cumpriu mandados de busca e apreensão na casa do prefeito, na prefeitura e na câmara municipal de Quixadá

O Ministério Público do Ceará (MPCE) e a Polícia Civil deflagraram, na manhã desta quarta-feira (24), a segunda fase da operação "Fiel da Balança", e deu início à operação “Casa de Palha” no município de Quixadá, no Sertão Central. Ambas investigam crimes contra a Administração Pública. Pelo menos sete mandados de prisão foram expedidos. O presidente da câmara municipal da cidade, Ivan Benício de Sá, conhecido como Ivan Construções é um dos alvos e já foi detido, segundo uma fonte da prefeitura.

A casa do prefeito Marques também foi alvo de mandado de busca e apreensão. Na residência também vive o genro do gestor municipal, Milton Xavier Dias, que é diretor da policlínica de Quixadá. Há um mandado de prisão temporária contra ele.


Outros pedidos de prisão foram expedidos pela justiça contra Felipe Brito de Sá; Jonatas Ferreira de Lima; Ricardo de Sousa Araújo, Silvana Mary de Souza e Silva e a servidora da Câmara Paula Renata Bento Bernardo, que foi afastada do cargo.

Mandados da operação Casa de Palha também foram cumpridos em outros três municípios do Ceará nesta manhã, segundo o MPCE, mas não foram divulgadas quais as cidades.

Desvio de dinheiro

A primeira fase da operação “Fiel da Balança” ocorreu em agosto de 2018, com objetivo de combater crimes de falsidade e desvio de dinheiro público relativos ao serviço de coleta de resíduos sólidos em Quixadá. Na época, Ilário Marques e secretários do município foram afastados. 

Apesar das investigações nesta segunda fase, a prefeitura informou que Marques cumpre as funções normalmente nesta quarta (24).

"Casa de Palha"

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, as investigações no âmbito da operação “Casa de Palha” apontam para a existência de crimes de fraude em licitações, peculatos e outro ilícitos ligados à realização de obras de engenharia no município de Quixadá. 

O Sistema Verdes Mares entrou em contato com a prefeitura de Quixadá e aguarda posicionamento. A Câmara municipal não quis falar sobre o assunto.

Red; DN 

Quixadá CE plantão policial

PEDRA BRANCA MORTE ACIDENTAL (TRAUMATISMO CRANIANO)

Dia 23/04/2019, por volta das 22h30min, fomos acionados pela direção do Hospital Municipal São Sebastião, pois havia dado entrada naquele nosocômio, uma pessoa do sexo masculino em óbito, socorrido pela ambulância do Distrito de Mineirolândia, com suspeita de traumatismo craniano. De pronto, a composição da CP 9182, compareceu aquele hospital, sendo à vítima identificada como P. P. DOS S., solteiro, natural de Pedra Branca-CE, residente no Residencial Chico Mineiro, naquele Distrito. Segundo familiares o mesmo fazia uso constante de bebida alcoólica, e nesta noite foi encontrado nas proximidades de sua residência, desacordado e com uma lesão em sua testa, possivelmente causada por uma queda acidental. O fato foi comunicado a Delegacia Regional de Policial Civil de Tauá-CE, Delegado plantonista Dr. Adriano, para adotar as medidas cabíveis.


SOLONÓPOLE DISPAROS DE ARMA DE FOGO

Ddia 23/04/2019, por volta das 22h20min durante o patrulhamento no centro da cidade, a composição da VTR 9192, realizando rondas ostensivas pelas Ruas da cidade de Solonópole, foi abordado pelo Senhor M. F. M. S., natural de Solonópole/CE, Residente na Rua Manuel Odorico de Souza, Bairro Monte Castelo, macheante, informou para os policiais, que estava em sua Residência quando o mesmo ouviu quatro disparos de arma de fogo sendo que dois disparos um atingiu a porta e outro na parede e os outros dois não deixaram marcas, diante das informações repassadas pela Vítima, a composição passou realizar diligências no intuito de prender os autores do delito porém não obtiveram êxito. Pois a Vítima foi orientada a comparecer a Delegacia de Polícia para a realização de um Boletim de Ocorrência.


QUIXADÁ CE T. C. O. POR DIREÇÃO PERIGOSA

Dia  23/04/2019, por volta de 20h45min, o COPOM foi informado pelo o COPOM da 3ª CIA / 9º BPM, em Morada Nova-CE, informando que a composição policial do Destacamento de Ibicuitinga-CE estava em uma abordagem na CE 265, próximo do município de Ibicuitinga-CE, quando avistou um Golf de cor vermelha em alta velocidade, foi dado ordem de parada, mas o condutor não parou. A composição começou a perseguição, mas logo perdeu de vista, e informou a o COPOM da 3ª CIA / 9º BPM que informou a este COPOM, que por sua vez acionou a composição da RP 9321, e a composição do RAIO VTRA 15, que saíram sentido Ibicuitinga, a composição da RP 9321, que saiu primeiro passou pelo veículo suspeito, o Golf de cor vermelha, no Distrito de Várzea da Onça, Quixadá-CE, retornou rapidamente, mas logo perdeu de vista, pois o veículo estava em alta velocidade, em seguida a composição da RP 9321, avistou um veículo próximo as torres da CHESF, mas era uma sucata. A composição do RAIO VTRA 14, continuou as diligências vindo a abordar o veículo I/VW GOLF HIGHLINE MA, de cor vermelha, Ano 2013, Modelo 2014, inscrição de Crateús-CE, de placas OSL4656, de propriedade do Sr. W. A. DE O., em uma estrada carroçável próximo ao Distrito de Várzea da Onça. Ao verificar o veículo no sistema constatou-se que apresentava duas restrições: 1ª – retenção veicular, conforme Artigos 233/270 do CTB e 2ª – veículo vendido efetuar transferência, conforme Artigo 134 do CTB. O condutor se trata de P. B. N. N., solteiro, comerciante natural de Ibicuitinga-CE, residente na Rua João Duarte, Centro, Ibicuitinga-CE. Em seguida foi conduzido para Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá-CE, onde foi lavra um Termo Circunstanciado de Ocorrência por Crime Contra a Administração Pública, conforme Artigo 330, Código Penal (DEC. Lei 2848) e por direção perigosa. E o veículo foi conduzido para o DETRAN de Quixadá para aplicação das medidas administrativas cabíveis. Vale ressaltar que o Sr. P. B. N. N., já responde a um Porte Ilegal de Arma de Fogo, conforme Artigo 12, do Estatuto do Desarmamento, (LEI 10826), no dia 15/12/2018, na Delegacia Regional de Polícia Civil de Russas-CE.

Português delator de esquema criminoso na Polícia é condenado

Justiça Federal considerou a colaboração premiada para reduzir pena do traficante internacional de anabolizantes. Acordo com o MPF levou a Operação Vereda, que desarticulou quadrilha que atuava dentro da DCTD
A Polícia Civil apreendeu medicamentos e anabolizantes e efetuou a prisão do português, em outubro de 2015

Um esquema de corrupção estruturado dentro de uma das maiores unidades da Polícia Civil do Ceará (PCCE) tem por trás um homem considerado um traficante internacional de anabolizantes. O português Carlos Miguel de Oliveira Pinheiro, delator dos crimes ocorridos na Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), foi condenado à prisão por falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, pela Justiça Federal no Ceará.


A sentença da 12ª Vara Federal, publicada no Diário da Justiça Eletrônico da última segunda-feira (22), definiu a pena de quatro anos e sete meses para o réu, em regime semiaberto, com direito de apelar em liberdade. O magistrado chegou a determinar uma pena de dez anos de reclusão, mas a reduziu em consideração ao acordo de delação premiada (que prevê a diminuição da pena pela metade) e o tempo que o acusado esteve preso (cerca de 11 meses).

O juiz detalhou que o réu trouxe anabolizantes de Portugal para o Ceará durante cinco anos, em viagens trimestrais. "Verifico que a culpabilidade do réu deve ser valorada de forma negativa, tendo em conta que ele agiu ultrapassar os limites do razoável, vendendo as substâncias anabolizantes aos alunos que frequentavam as academias de ginástica de Fortaleza, bem como pelo fato de ele ter também fornecido milhares de substâncias anabolizantes danosas à saúde de todas as pessoas", justifica o magistrado.

Os advogados representantes do português não atenderam às ligações da reportagem. Conforme a sentença, nas alegações finais, a defesa argumentou que "o denunciado nada tinha a acrescentar, uma vez que resolveu colaborar com a Justiça ao confessar sua participação no crime" e, por causa disso, solicitou a redução de 1/3 da pena privativa de liberdade - o que não foi atendido pela Justiça.

Prisão

Carlos Miguel foi preso em flagrante pela DCTD em 16 de outubro de 2015, em um apartamento na Avenida Virgílio Távora, no bairro Aldeota, área nobre de Fortaleza. No local e em outro imóvel no Porto das Dunas, em Aquiraz, a Especializada apreendeu uma grande quantidade de medicamentos, como hormônios sintéticos, remédios para hipertrofia, abortivos, testosterona, hormônios da tireoide e até remédio para nanismo - que uma unidade custa entre R$ 3 mil e R$ 8 mil. Os produtos eram trazidos para o Ceará em um fundo falso da mala.

De acordo com a Justiça Federal, "todas essas substâncias são capazes de causar dependência física, química e/ou psíquica". "Portanto, não há dúvida sobre a qualidade de entorpecente dos produtos apreendidos, bem como da natureza terapêutica e medicinal desses produtos, que foram incorporados ao território nacional sem o registro dos órgãos de vigilância sanitária e sem a indicação da procedência do produto", concluiu.

A Polícia Civil divulgou, em coletiva de imprensa sobre a prisão, que o português conheceu Fortaleza em 2002, quando era funcionário de uma empresa aérea portuguesa. Sempre que vinha ao Ceará, Carlos treinava nas academias e era questionado sobre o que fazia para ficar musculoso. Foi no interesse do cearense que ele viu uma oportunidade de lucrar. A investigação aponta que o traficante internacional faturou cerca de R$ 600 mil.

Delação

O português procurou o Ministério Público Federal (MPF) e entrou em acordo de colaboração premiada, em 2016, para denunciar uma série de irregularidades cometidas pelos policiais civis da DCTD. A delação resultou na Operação Vereda, deflagrada pela Polícia Federal (PF), em dezembro de 2017, para desarticular o suposto esquema criminoso existente dentro da Polícia Civil.

Conforme documentos obtidos pelo Diário do Nordeste na época, Carlos Miguel foi abordado por policiais ao menos três vezes. Na primeira, em maio de 2015, os agentes de segurança teriam entrado no apartamento do português para efetuar uma busca e recolhido R$ 90 mil em espécie, anabolizantes avaliados em R$ 50 mil, perfumes, lençóis e celulares.

Em outubro do mesmo ano, os policiais teriam voltado ao imóvel e exigido R$ 25 mil do suspeito para ele não ser preso. Como não efetuou o pagamento, Carlos foi detido. Após sete meses preso, o português voltou a ser algemado pela Especializada em junho de 2016, em um "flagrante forjado", com medicamentos que já haviam sido apreendidos, segundo a denúncia do MPF.

A Operação Vereda cumpriu mandados contra três delegados e 13 inspetores suspeitos de participação no esquema criminoso. Os policiais respondem a procedimentos nas searas criminal e administrativa e estão afastados das funções investigativas. As apurações da PF levaram a uma nova fase da Operação, a 'Vereda Sombria', deflagrada em julho de 2018, com a prisão de 11 policiais.

 Polícia

O português Carlos Miguel, delator dos crimes ocorridos na Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), foi condenado pela Justiça Federal
 
Red; DN