-->

6 de novembro de 2015

Faxineira encontra e devolve R$ 50 mil de coreanos assaltados em Caucaia


Uma faxineira encontrou uma bolsa com dinheiro - a mesma levada por criminosos durante assalto que resultou na morte de um coreano na agência do Bradesco, no Centro de Caucaia - e se apresentou nesta quinta-feira, 5, na Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC), para devolver a quantia. De acordo com o coronel Francisco Barbosa, comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), a mochila encontrada tinha R$ 50 mil.

O militar informou que a mulher encontrou a bolsa na rua, em frente a um estabelecimento onde trabalha, nas proximidades da Secretaria da Fazenda (Sefaz), em Caucaia. A faxineira estava colocando o lixo do local para fora, quando se deparou com o objeto. "Ao abrir, viu vários maços de dinheiro. Ela achou ontem, mas não teve coragem para entregar de imediato, só teve hoje", disse Barbosa.

Os coreanos vítimas do assalto registrado nesta quarta-feira, 4, estão na DMC e reconheceram a mochila. Conforme o Coronel, será feita uma nova contagem pela Polícia Civil, da quantia encontrada dentro da bolsa que ficou debaixo do coreano morto no banco e a achada pela faxineira, para verificar se valores batem com o saque dos asiáticos.

O delegado titular da DMC, Aroldo Mendes disse não ter conhecimento sobre a devolução. O policial afirmou que o único dinheiro apreendido foi na bolsa do coreano morto. Porém, um funcionário da unidade confirmou a entrega pela faxineira e a presença dos coreanos no local.

O caso
O coreano Taehwan Roh, 39, foi morto durante saidinha bancária, com um tiro no abdômen. Ele e mais dois colegas asiáticos saíam da agência bancária após um saque de R$ 180 mil. O dinheiro estava distribuído em duas bolsas, uma delas era levada pela vítima.

Os dois suspeitos, que estariam rondando o banco desde cedo, teriam aproveitado um momento de descuido na saída dos clientes e levaram um dos malotes. Conforme o perito Jesus Sales, quando tentaram pegar a outra bolsa, Taehwan teria se atrapalhado, os suspeitos entenderam que ele estava reagindo ao assalto e um dos criminosos efetuou dois disparos. Um dos tiros acertou o coreano, que morreu no local. 

Conforme anotações da perícia, junto ao corpo foram encontrados R$ 69.950. Pelo menos R$ 110 mil foram levados pelos suspeitos. A Polícia acredita que a dupla teve apoio de outro veículo, que os esperava do lado de fora da agência e recebeu a bolsa roubada.

Os dois suspeitos envolvidos na saidinha bancária foram presos em flagrante, por uma equipe da Força Tática de Apoio (FTA) no momento da fuga da agência. Em entrevista, um dos suspeitos disse ser o responsável pelo tiro e que não tinha o objetivo de matar o coreano, apenas levar o dinheiro.

O Povo Online