-->

6 de junho de 2014

Inácio ameça deixar base de Cid e articula aliança com Eunício


O senador Inácio Arruda (PCdoB) ameaçou, ontem (05), deixar a base de apoio ao governador Cid Gomes (Pros) e articular-se a Eunício Oliveira (PMDB). De acordo com o jornal O Globo, o PCdoB está insatisfeito com o lançamento do petista José Guimarães ao Senado e pode deixar o palanque dos Ferreira Gomes.  

Ainda na quinta-feira, as conversas entre o ex-presidente Lula (PT) e Eunício deram resultado: o petista  cedeu à pressão e garantiu que vai apoiar o peemidebista no Ceará em troca do apoio do partido à reeleição de Dilma Rousseff.

Correndo por fora, o PSDB desiste do ex-senador Tasso Jereissati e opta por lançar o presidente regional do partido, Luiz Pontes, ao Senado, fazendo dobradinha com o ex-prefeito de maracanaú e pré-candidato ao governo Roberto Pessoa (PR). No entanto, caso o PSDB acerte aliança com o PMDB, Pontes entraria como vice de Eunício, e Pessoa iria para o Congresso Nacional. O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) afirmou que o partido irá se reunir amanhã (07) para decidir sobre a aliança com o PMDB no Estado.
 
Candidato sai caro
José Guimarães ainda nem foi eleito, mas já está saindo caro para o governador Cid. A candidatura, preço cobrado pelo apoio petista, já custou ao Pros desentendimentos com o PPS, que declara não poder abdicar de nome próprio ao Senado, e com PCdoB de Inácio, pelo mesmo motivo. Engrossam o caldo de esvaziamento da base dos Ferreira Gomes o PSD, o DEM e o Solidariedade. 

Além de pagar caro, o Pros só recebeu metade do serviço, pois, se cumprir a promessa, Lula também deve compor palanque com Eunício. Ainda há muita água para correr até que o quadro eleitoral se defina, e ainda não se sabe os frutos da conversa amistosa entre Ciro e Aécio Neves(PSDB). 


Fonte: Ceará News