-->

8 de março de 2016

Juiz aposentado é morto em assalto em praça do Cocó; adolescente é detido


O juiz aposentado Edvalson Florêncio Marques Batista, 77 anos, foi morto com um tiro na virilha durante assalto na Praça Engenheiro Pedro Felipe Borges (Praça Oficina do Senhor), localizada na rua Bento Albuquerque, no bairro Cocó, por volta das 17h40min desta terça-feira, 8. Um adolescente suspeito de participação no crime foi detido.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima foi abordada por dois adolescentes armados, quando fazia uma caminhada com a esposa na praça. Após reagir à ação criminosa, ele foi atingido por um disparo de arma de fogo.

A vítima morreu no local segurando o celular. Os adolescentes levaram o colar da esposa de Edvalson, mas não subtraíram nada do juiz. Após o crime, os dois jovens fugiram a pé em direção à comunidade do "Pau Fininho".

Conforme o major Hideraldo Belline, do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), um adolescente foi detido na rua Santo Afonso, no Papicu, dentro da comunidade do "Pau Fininho". Policiais do 15º Distrito Policial (DP) teriam sido os responsáveis pela apreensão do suspeito de envolvimento na morte do magistrado.

Edvalson Florêncio foi presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Ceará (Caace) entre 1983 e 1985. O juiz recebeu homenagem da Ordem Advogados do Brasil, Secção Ceará (OAB-CE), em 2013.

Associação lamenta morte
A Associação Cearense de Magistrados (ACM) divulgou nota de pesar pela morte do juiz aposentado. A entidade disse se solidarizar com a família e amidos de Edvalson.

"É intolerável a perda da vida do magistrado que, uma vez aposentado de suas atividades judicantes, simplesmente exercia sua condição de cidadão, como todo cearense, fazendo caminhada numa praça - ambiente público onde deveria haver espaço somente para atividades focadas no bem-estar e no convívio pacífico e harmonioso entre as famílias", relatou a Associação em nota.


O POVO Online

Padrasto espanca bebê até a morte por causa do choro da criança


Um bebê de um ano e dois meses foi espancado até a morte pelo padrasto, em Sobral. O homem foi preso em flagrante nesta terça-feira, 8, e confessou o crime, alegando ter sido motivado pelo incômodo do choro da criança.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o padrasto da criança é Antônio Erimar Doreteu Rocha, 20 anos. Ele não possuía antecedentes criminais. A bebê foi identificada como Vitória Glória Tavares Rocha.

O crime ocorreu por volta das 23h30min desta segunda-feira, 7. Cerca de duas horas depois, o suspeito foi até a delegacia solicitar a guia cadavérica do corpo, informando que a criança havia caído da cama e, consequentemente, morrido. Segundo a SSPDS, os policiais foram até o Hospital Regional, onde o corpo da vítima estava, verificar o fato. Lá, receberam informações de que a menina tinha dado entrada no local morta, com marcas de espancamento pelo corpo.

Ao ser questionado pela Polícia, Erimar confessou o crime e falou sobre a motivação. Os dois estavam sozinhos na casa da família, no bairro Terrenos Novos.

A mãe da vítima está em outro hospital da cidade, com o outro filho - recém nascido. Antônio Erimar foi autuado por homicídio triplamente qualificado por motivo fútil e meio cruel, com base no Artigo 121 do Código Penal.

O POVO Online

Moro condena Marcelo Odebrecht a 19 anos de prisão por lavagem e corrupção


O juiz Sérgio Moro, que conduz os processos da Operação Lava Jato em primeira instância, condenou nesta terça-feira, dia 8, o empresário Marcelo Odebrecht a 19 anos e 4 meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Segundo Moro, da Justiça Federal em Curitiba, "a prática do crime corrupção envolveu o pagamento de R$ 108.809.565,00 e US$ 35 milhões aos agentes da Petrobras, um valor muito expressivo". O magistrado afirmou que "um único crime de corrupção envolveu pagamento de cerca de R$ 46.757.500,00 em propinas".

Marcelo Odebrecht está preso preventivamente desde junho do ano passado e pode recorrer da decisão.

ESTADÃO conteúdo

Em 12 anos, 1.970 mulheres assassinadas no Estado


O Dia Internacional da Mulher tem pouco a ser comemorado no Ceará. Os altos índices de assassinatos de mulheres fazem o Estado apresentar uma das piores taxas de mortes de pessoas do sexo feminino. Em 12 anos, nada menos que 1.970 foram vítimas de assassinato.

Somente nos dois primeiros meses de 2016, foram 48 casos, sendo 20 no Interior, 15 na Região Metropolitana e outras 13 em Fortaleza.

Assim como nos casos de mortes de homens, a maioria dos crimes vitimando mulheres no Ceará é praticada com o uso de arma de fogo.  Adolescentes, jovens, mulheres adultas e até idosas são mortas por motivos diversos, mas a maioria em crimes passionais, sexuais (estupros seguidos de assassinato) ou envolvimento com o tráfico de entorpecentes, além dos casos de latrocínios (roubo seguido de morte).

No ano passado, 13 adolescentes (idades entre 12 e 18 anos incompletos) foram assassinadas no Estado. Além disso, outras sete tornaram-se vítimas de latrocínios, isto é, acabaram mortas quando eram atacadas por assaltantes. Entre elas, uma policial civil lotada na Inteligência da Secretaria da segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Número

Nestes 12 anos pesquisados, um deles se destacou pela queda brusca no número de mulheres assassinadas no ceará. Foi 2008, quando  a taxa de morte desse gênero atingiu o menor patamar: 93 casos.  Aquele também era o ano do segundo aniversário da Lei Maria da Penha, mecanismo legal que entrou em vigor em 22 de setembro de 2006 com o objetivo de inibir a violência contra a mulher.

No entanto, nos anos seguintes, as taxas foram crescendo ano a ano, chegando a 272 casos em 2014.

Veja a seguir as taxas de assassinatos de mulheres no Ceará:

2005 (118)
2006 (135)
2007 (118)
2008 (93)
2009 (136)
2010 (153)
2011 (182)
2012 (200)
2013 (214)
2014 (272)
2015 (244)
2016 (48)*

(*) Até o dia 8.3.2016

Blog do Fernando Ribeiro

Capitão Wagner diz que Ciro Gomes tem medo de enfrentá-lo em debate sobre a Segurança Pública

Wagner deu entrevista na manhã de hoje ao programa "Ceará News", na Rede Plus FM

“O grande temor do Ciro Gomes é irmos para um debate para falarmos de Segurança Pública de forma ampla e diferente. Ele diz que eu tenho envolvimento com o narcotráfico, mas os traficantes elogiam é o governo e fazem ameaças a mim e ao deputado federal Vitor Valim”.

A declaração foi feita pelo deputado estadual Capitão Wagner (PR), ao reagir contra as declarações recentes do ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes, que insiste em acusá-lo de chefe de uma milícia. Ponderado, Wagner afirmou que não iria entrar neste “debate baixo”, preferindo ampliar  as discussões sobre a Segurança Pública no Estado e os problemas que afetam a cidade de Fortaleza.

“Segurança Pública envolve ações do Município, Estado e União, o Judiciário, Legislativo e Executivo e o papel preponderante da Imprensa. É assim que a gente deve discutir a realidade de Fortaleza que se tornou, no último governo, a cidade mais violenta do Brasil. Lógico, vamos partir esse debate na Segurança Pública, mas ampliando para outros temas diversos e importantes de nossa cidade”, disse o deputado que é pré-candidato à prefeito nas próximas eleições.

Na entrevista ao programa “Ceará News”  desta terça-feira (8), através da Rede Plus de Rádio FM, o deputado republicano abordou ainda a questão das ações criminosas de facções em Fortaleza, com os recentes ataques a ônibus, delegacias e a um prédio da Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus).  “Tentar acabar com os ataques com Polícia ostensiva não vai resolver. O que resolve é investigação e Inteligência”.

Alvos

Wagner criticou a atitude do Comando da PM de ter sustado as férias de policiais para que estes reforcem a segurança nas delegacias da Polícia Civil. “Colocaram policiais militares na frente das delegacias, à noite, como alvos. Isso é irresponsabilidade e alguém está seguindo a ordem do Ciro Gomes. Querem os policiais como alvo”.

Ele voltou a defender a presença no Ceará da Força Nacional de Segurança (FNS), cujo requerimento de sua autoria neste sentido foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa, mas que não acatado pelo governador Camilo Santana (PT). “Prova da necessidade da Força veio agora, quando mandaram sustar as férias dos policiais”.

Blog do Fernando Ribeiro

Deputados reagem ao ataque de Ciro Gomes contra a Assembleia e à Polícia Militar


Após  afirmar que existe uma milícia formada pela “banda podre” da Polícia Militar do Ceará, com uma ramificação na Assembleia Legislativa, o ex-governador e ex-ministro Ciro Ferreira Gomes poderá ser convocado pelos deputados estaduais para dar explicações sobre tal declaração bem como apontar nomes de parlamentares supostamente envolvidos com o crime organizado.

Requerimento neste sentido deverá ser formulado ainda hoje pelo deputado estadual Ely Aguiar (PSDC). Na tribuna da AL,  na manhã desta terça-feira (8), Aguiar  disse que Ciro Gomes falou “em alto e bom som” sobre o fato, fazendo ilações sobre a conduta de policiais militares e também parlamentares.

 “Achei  essa declaração inoportuna  e grave para esta Casa, por onde ele já passou.  Isto não pode ser como palavras ao vento. Atinge os 46 parlamentares. Esta Casa tem um grande zelo com os compromissos que assume perante a opinião pública e não pode, de maneira nenhuma, perder sua credibilidade”

Ainda de acordo com o deputado, “já estamos nos movimentando para que seja feito o requerimento e que ele venha a dar nomes aos bois. Quem é essa ramificação? Qual o  envolvimento da Assembleia? De onde saiu  esta  suposta ligação? Ele foi muito infeliz, a não ser  se desculpe, diga que tenha exagerado nas suas palavras ou se desculpe  ou cite os nomes”, concluiu Ely Aguiar.

Já o deputado Roberto disse que o fato necessita de uma tomada de posição por parte do Parlamento. “Não podemos ser, vez ou outra, objeto da fala do ex-ministro quando ele coloca em dúvida a nossa Polícia Militar, quando diz que lá existem milícias,  e que conexões delas estão aqui na Assembleia Legislativa”.  Ele também prometeu um requerimento  no sentido de Ciro se explicar na AL.  

Blog do Fernando Ribeiro

Duas tentativas de homicídio a bala são registradas em Limoeiro do Norte


Ontem, dia 07/03, por volta das 21h30min, deu entrada no HRDDLV, vítima de lesão à bala a pessoa de nome VITOR GABRIEL DA SILVA, 18 anos, natural de Fortaleza e residente em Limoeiro, no bairro Boa Fé. Segundo informações de familiares, a vítima estava em casa, quando dois indivíduos chegaram, bateram na porta e pediram água, e em seguida passaram a efetuar disparos contra o mesmo, os quais atingiram na altura do braço, antebraço e coxa. Segundo informações, os indivíduos estavam em uma moto preta, ambos de capacete preto e fugiram seguindo rumo ignorado. Segundo informações do hospital, a vítima não corre risco de morte.

Ainda ontem, por volta das 22h10min, em um bar que fica próximo ao Ponto do Açaí, foi vítima de lesão à bala a pessoa de PAULO RICARDO ALVES DE OLIVEIRA, de 24 anos, natural de Fortaleza, solteiro, sem profissão, residente no Conjunto Habitacional Estrada das Flores. O mesmo foi alvejado com 6 disparos, atingindo ouvido, ombro e as pernas. A vítima foi socorrida pela equipe de militares da RD-1164 e socorrido para o hospital local, onde foi encaminhado pra o Instituto Dr José Frota (IJF), em Fortaleza.  Segundo informações, dois indivíduos em uma moto de características não anotadas efetuaram os disparos.

Com Informações Amigos de Plantão

Acidente de trânsito com vítima fatal na estrada que liga Flores ao município de Quixeré


Acidente de trânsito com vítima fatal, ocorrido nesta segunda-feira, dia 07, na estrada que liga Flores ao município de Quixeré. Foi vítima João Gabriel. O mesmo era neto de Edimar do ônibus.

Água de açude pode explicar tremores no sertão cearense


Dois tremores seguidos foram sentidos na tarde desse domingo, 6, nos municípios de Solonópole e Jaguaribe, a cerca de 300 quilômetros de Fortaleza. O primeiro foi registrado às 17h08min e teve magnitude 3.1 na escala Richter. O segundo, às 17h29min, foi de magnitude 3.4. As informações são do Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN). A atividade também foi registrada pelo Centro Sismológico da Universidade de São Paulo (USP).

Segundo o técnico do LabSis Eduardo Menezes, os tremores atingiram um raio de 50 quilômetros entre as duas cidades. Os efeitos dos sismos foram sentidos em sete localidades: Nova Olinda, Alto Verde, Bom Jardim e Maretas, em Solonópole, e Nova Floresta, Feiticeiro e Palha, em Jaguaribe.

O chefe do Núcleo de Sismologia da Defesa Civil do Ceará, Francisco das Chagas Brandão Melo, contou que a magnitude dos tremores causou susto nos moradores das localidades. Em Alto Verde, algumas casas tiveram rachaduras. Uma equipe da Defesa Civil viaja nesta terça, 8, para os municípios para conversar com os moradores sobre as ocorrências. "Parecia um trovão, foi um estrondo. Estremeceu o chão e a casa, as telhas rangiam", disse o agricultor Francisco das Chagas, 66, morador de Bom Jardim.

Brandão disse que sismos como esses não são raros nessa área do sertão cearense. Embora ainda não haja explicação para os tremores em Solonópole e Jaguaribe, alguns eventos podem ser explicados pela chamada sismicidade induzida, relacionada a alguma grande intervenção humana. Na região dos municípios, fica o açude Castanhão, construído entre 1995 e 2003 e considerado o maior açude público de múltiplos usos do Brasil.

"A água do açude entranhou na terra, passou pelas falhas geológicas, e pode estar atuando como um lubrificante entre as rochas. Isso acaba gerando tremores de terra induzidos". A capacidade total do Castanhão é de 6,7 bilhões de metros cúbicos.

De acordo com Menezes, do LabSis, não houve novos tremores nas localidades após os dois registrados ontem. 

Agência Brasil

Três suspeitos de ataques contra delegacias em Fortaleza são presos


Três pessoas foram presas neste domingo, 7, suspeitas dos ataques contra delegacias de Fortaleza e Região Metropolitana, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). De acordo com o delegado Eduardo Tomé, da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), dois homens e uma mulher foram capturados com armas e drogas.

Foi apurado que a suspeita, de 26 anos, já havia sido presa em janeiro deste ano e que ela seria esposa de um presidiário, que seria mandante dos ataques. Se for confirmada, a possibilidade casa com uma das cinco linhas de investigação consideradas pela SSPDS. Os crimes teriam sido ordenados alegando maus-tratos em presídios e uma possível retaliação pela discussão de uma legislação que bloqueie o sinal de celulares no perímetro das unidades prisionais.

O caso está sendo investigado pela DRF. Cinco distritos já foram atacados (3º DP, 19º DP, 20º DP, 23º DP e 27º DP), além do prédio da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus). 


O POVO Online

Dupla é condenada a 20 anos de prisão por morte de jovem que defendeu a mãe de assalto

Jovem Diego Tertuliano foi morto aos 16 anos
A 14ª Vara Criminal de Fortaleza, por meio da juíza Marileda Frota Angelim Timbó, condenou nesta segunda-feira, 7, a 20 anos de prisão os acusados de matar o jovem Diego Tertuliano Lima, 16. O adolescente foi morto em março do ano passado, quando tentava defender a mãe de um assalto em frente à própria residência, no bairro Messejana. Os condenados são Cristofer da Silva Marques e Flavyano de Sousa Silva.

Segundo a juíza, não há nada a favor dos acusados que os isentem da responsabilidade do crime cometido. Na mesma decisão, a magistrada absolveu Tiago da Silva Ribeiro por entender que não houve prova material da sua participação no crime.

Tiago foi apontado por Flavyano como o responsável por dar fim à arma utilizada no latrocínio.

Latrocínio

O caso ocorreu no dia 29 de março de 2015 e ganhou repercussão na mídia local. Diego e a mãe estavam saindo da residência para fazer compras em um mercantil, segundo contou à época a madrinha do adolescente, Adelaide Cavalcante, quando Dulcinéia (mãe do jovem) foi abordada por um homem armado.

O garoto fechava o portão da casa no momento da ação. Com o susto, a mãe gritou, e o adolescente reagiu, entrando em luta corporal com o assaltante.

Diego foi atingido com três tiros, um deles na testa. O garoto ainda foi socorrido para o Instituto Doutor José Frota (IJF), chegou a passar por cirurgia e ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu.

O POVO Online

Ciro Gomes diz que ações criminosas no Ceará são comandadas por milícias dentro da PM com conexão na Assembleia Legislativa


Blog do Roberto Moreira