-->

30 de abril de 2014

Mercadinho foi assaltado em Limoeiro


No dia 29/04 (Terça-feira), por volta de 11h40min, na Rua Dr Gaspar de Oliveira, Nº 1100, no Bairro Bom Nome, o Mercadinho “o Carlinhos” foi assaltado.

Segundo informações 02(dois) indivíduos de capacete, armados com revólver, em uma motocicleta HONDA/FAN 150 de cor vinho, placa não anotada, adentraram em seu estabelecimento comercial e subtraíram uma quantia em dinheiro (não informada).

Créditos ao Blog do Tom Gurgel

Quatro homens reencontram parentes após 8 anos mantidos como escravos no RJ




Mantidos em condições subumanas e similares ao trabalho escravo, quatro homens reencontraram os parentes após oito anos de reclusão em uma fazenda em São Fidélis, no norte fluminense, onde não recebiam salário para servir aos patrões. Neste fim de semana, uma das vítimas fugiu do local e denunciou o caso à Polícia, que resgatou as vítimas e prendeu em flagrante os três suspeitos de cometer o crime.
— É uma alegria danada, dá até vontade de chorar. Tem muito tempo que não vejo meu pai — disse uma das vítimas.
Quando a polícia chegou ao local, no sábado (26), os agentes encontraram as vítimas deitadas no chão. Os quatro homens viviam em um quarto com duas camas, sem janela, fiação elétrica exposta, sem porta no banheiro, onde havia um sanitário quebrado. Neste ambiente, eles viviam enclausurados durante doze horas por dia. Além disso, as vítimas relatam que sofriam agressões do segurança da fazenda.
— Quando a gente não fazia um serviço que ele queria, ele mandava o capataz bater na gente – destaca Romário Mota.
O delegado que investiga o caso decretou prisão preventiva ao dono da fazenda, ao filho dele e ao capataz, por manter os trabalhadores em condições similares a escravidão. O proprietário do imóvel responde inquérito por receptação e ameaça. Os advogados dos suspeitos pediram habeas corpus para os fazendeiros, que podem ser soltos a qualquer momento.
Portal R7

Condenado agoniza antes de morrer após falha em injeção letal nos EUA


Um condenado à morte por injeção letal agonizou por mais de 30 minutos devido a complicações durante a execução da pena em Oklahoma, nos Estados Unidos, na noite desta terça-feira (29). Segundo as autoridades penitenciárias, o corpo do homem teve rejeição à substância aplicada e ele morreu devido a um ataque cardíaco. A falha fez as autoridades adiarem a execução de um segundo detento, prevista para ocorrer em seguida.

Segundo o jornal local "The Oklahoman", Clayton Lockett, de 38 anos e condenado à morte pelo assassinato de uma jovem de 19 anos em 1999, se contorceu e teve convulsões quando recebeu a injeção, que continha uma combinação de substâncias que nunca havia sido utilizada em Oklahoma, antes de morrer.

O diretor de prisões, Robert Patton, ordenou a suspensão da execução de Clayton Lockett cerca de três minutos após a aplicação da injeção. Era a primeira vez que o medicamento midazolam era utilizado como parte de uma injeção – que continha três substâncias – em Oklahoma. A execução de Lockett cumpria um inédito protocolo de injeção letal, incluindo três produtos: um sedativo, um anestésico e uma dose letal de cloreto de potássio.


O diretor de prisões, Robert Patton, ordenou a suspensão da execução de Clayton Lockett cerca de três minutos após a aplicação da injeção. Era a primeira vez que o medicamento midazolam era utilizado como parte de uma injeção – que continha três substâncias – em Oklahoma. A execução de Lockett cumpria um inédito protocolo de injeção letal, incluindo três produtos: um sedativo, um anestésico e uma dose letal de cloreto de potássio.

Em março, os advogados de Lockett haviam conseguido o adiamento de sua execução por falta de anestésico para a aplicação da injeção intravenosa, mas o estado obteve a substância e decidiu mudar o procedimento de execução.

Diante do ocorrido, o diretor decidiu adiar, por 14 dias, a execução de Charles Warner, prevista para ocorrer na mesma norte, segundo informou Jerry Massie, porta-voz das prisões de Oklahoma, à agência de notícias France Presse. Warner recebeu a pena capital em 1997 pelo estupro e assassinato da filha de onze meses de sua companheira.

Esta seria a primeira execução dupla nos Estados Unidos no século XXI, já que a última vez em que a pena capital foi aplicada em dois condenados no mesmo dia foi em 9 de agosto de 2000, no Texas. Além disso, essa seria a primeira execução dupla no estado de Oklahoma desde 1937.

Nos últimos meses, aconteceram vários episódios de complicações na aplicação da pena de morte nos Estados Unidos. A maioria dos 32 estados onde a pena capital está em vigor no país estão tendo problemas para conseguir as substâncias com as quais são feitas as injeções letais convencionais. Com isso, alguns estados estão testando fórmulas alternativas e outros, inclusive, determinaram o uso obrigatório da cadeira elétrica se não houver medicamentos disponíveis.

Oklahoma mudou a lei que regulamenta a aplicação da pena de morte no final de março e permitiu o uso de cinco diferentes combinações de substâncias na injeção letal, após os problemas que ocorreram em suas primeiras execuções do ano.

No início de abril, o estado informou aos advogados dos condenados que utilizaria uma injeção letal com o anestésico midazolam, o paralisante brometo de pancurônio e cloreto de potássio, que interrompe o ritmo cardíaco.


Lockett e Warner processaram o estado por não terem recebido informações sobre onde o estado tinha adquirido os medicamentos, nem evidências de que estes remédios fossem seguros. A Suprema Corte de Oklahoma suspendeu então as execuções de ambos os réus, mas acabou cancelando sua decisão.

Fonte: G1


Tribunal Superior Eleitoral nega liminar a prefeito cassado de Itaitinga

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), João Otávio Noronha, indeferiu nesta terça-feira (28) o pedido de liminar, formulado em mandado de segurança, impetrado pelo prefeito cassado de Itaitinga Abel Cercelino (PPL), contra Acórdão do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, responsável por retirar o mandato.
Com essa decisão, o novo prefeito Nilson de Lima (PROS) e o vice, Auricélio Leite (PT), continuam no cargo. O prefeito cassado é acusado de captação irregular de recursos na campanha eleitoral de 2012.
De acordo com a ação, na época foram distribuídas camisas e "sapos" padronizados, violando a Lei 9.504/1997, que estabelece as normas para as eleições.

Fonte: Ceará News 7


A JBS, dona da marca Friboi, confirmou nesta terça-feira (29) ter identificado um bovino com suspeita de estar contamidado com uma variante atípica da doença da vaca louca em uma unidade da empresa em Mato Grosso. O animal foi sacrificado antes do abate, e por isso não chegou ao consumidor final.

Caso se confirme, será o segundo caso da doença a ser registrado no Brasil. O anterior ocorreu em 2012 no Paraná.

A nota da JBS à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) esclarece que o caso é o mesmo que havia sido reportado pelo Ministério da Agricultura na semana passada. 

"A rígida fiscalização sanitária e a capacidade técnica da equipe impediu que o produto chegasse ao consumidor final, garantindo um total controle sanitário e alimentar", informa o documento entregue à CVM.

Os testes iniciais com o bovino, que tinha 12 anos de idade, indicaram a presença de marcação priônica – um indício da vaca louca. Amostras do animal foram, então, enviados um laboratório de Weybridge, na Inglaterra, para confirmação da suspeita.


Os resultados dos exames que devem confirmar ou descartar a suspeita devem ser conhecidos até o fim da semana, segundo uma fonte do setor. 

Às 17h54, as ações ordinárias da JBS recuavam 1,4%.

Suspeita coloca produto brasileiro na berlinda

A suspeita coloca a carne brasileira na mira dos compradores internacionais, que são um importante mercado consumidor do produto nacional. No primeiro trimestre deste ano, foram 382 mil toneladas de produtos negociados, totalizando receitas de US$ 1,652 bilhão nos primeiros três meses deste ano.

A confirmação da suspeita de um caso de vaca louca pela JBS causa agitação nesta terça-feira (29) na Associação Brasileira da Indústria Exportadora de Carne (Abiec). A entidade já vinha passando por uma semana de discussões depois que o Ministério da Agricultura reconheceu a possibilidade de existência de um animal contaminado em Mato Grosso. 

O presidente da JBS Mercosul, Miguel Gularte, afirmou, por meio do texto entregue à CVM, que o caso não deve representar impacto nas exportações ou no consumo de carne pelo mercado interno. 

A doença da vaca louca, chamada encefalopatia espongiforme bovina (EEB), é causada por uma proteína chamada príon, que pode ser transmitida a bovinos e caprinos quando alimentados com ração de farinha contendo carne e ossos de animais contaminados. Além de causar a morte dos animais, a EEB pode infectar seres humanos.


Procurados, o Ministério da Agricultura e a JBS não comentaram as informações.

Fonte: Economia - iG


Acidente deixa 12 estudantes mortos e quatro feridos no interior do MA



Doze pessoas morreram e quatro ficaram feridas em um acidente acontecido no início da noite desta terça-feira (29), na MA-303, entre Bacuri e Apicum-Açu, cidades localizadas no litoral norte do Maranhão.

Segundo testemunhas, por volta das 18h30, um caminhão transportando pedras se chocou de frente com uma caminhonete que levava estudantes do município de Bacuripara o povoado Madragoa. A Polícia Militar confirmou ainda que, com o impacto, o veículo com os alunos caiu em uma ribanceira, o que dificultaria o resgate das vítimas.

De acordo com a prefeitura da cidade de Bacuri, cerca de 30 estudantes estavam no veículo. Alguns dos feridos foram levados para o hospital municipal daquela cidade. E outras vítimas foram transferidas para o hospital da cidade de Cururupu.

A Secretaria de Comunicação do Estado (Secom) confirmou ao G1 que equipes da Secretaria de Saúde (SES), do Samu, além de outras cidades próximas já estão em Bacuri para auxiliar no atendimento aos feridos.

Em nota de pesar, a governadora Roseana Sarney (PMDB) disse que está garantido apoio imediato e envio de equipes da SES e Secretaria de Educação (Seduc) para o local. “Ficamos todos muito tristes com essa tragédia, que abala não só as famílias de Bacuri, mas de todo o Maranhão”, afirmou.

Ainda segundo a nota, o governo determinou que fossem tomadas todas as providências, incluindo assistência social e psicológica às famílias das vítimas.

Fonte: G1 MA


Jogador Zico estará nesta quarta-feira no Cariri Garden Shopping





O Cariri Garden Shopping, administrado pela Tenco Shopping Centers, receberá nesta quarta-feira, 30 de abril de 2014, às 16horas, vários ídolos e ex-jogadores famosos do futebol brasileiro. Entre eles: o meia Zico, ídolo nacional e considerado o maior futebolista brasileiro desde Pelé,  e ainda Flávio Conceição, Rolando Angelim, Amaral, entre outros.

Todos participam do jogo de despedida oficial do zagueiro Ronaldo Angelim nos gramados, que acontece também nesta quarta-feira. O ex-zagueiro irá participar de uma partida que está sendo chamada de “Jogo dos Famosos”, que tem o patrocínio do Cariri Garden Shopping. Além disso, o público que tiver interesse em conferir a partida de perto poderá adquirir os ingressos para o jogo na loja Hering do centro de compras. 

Serviço
JOGADOR ZICO ESTARÁ NESTA QUARTA-FEIRA NO CARIRI GARDEN SHOPPING


Data: 30 de abril de 2014 
Horário: 16horas