-->

6 de setembro de 2015

Incêndio, possivelmente criminoso, atinge ônibus particular no Crato

Um incêndio de médias proporções atingiu umônibus particular, instalado na Praça da Sé, na tarde deste domingo, 6, no Crato, 504, 4 km de Fortaleza. As chamas foram controladas peloCorpo de Bombeiros e ninguém ficou ferido. O veículo era do Parque de diversões Criança Feliz, onde eram exibidas as apresentações da “Monga- Mulher Gorila”. 


Segundo o Corpo de Bombeiros, o caso ocorreu por volta das 12 horas e, por enquanto, a suspeita é de incêndio criminoso. O proprietário chegou a dizer aos bombeiros que foi um incêndio criminoso, iniciado por conta de gasolina colocada por alguém. Apesar disso, as causas serão confirmadas após laudo da Perícia Forense.

"Quando a equipe chegou, o fogo já estava grande e tomando conta do ônibus todo. Graças a Deus não tinha ninguém dentro e as chamas foram debeladas", frisou o soldado Arnaldo Nogueira, do Corpo de Bombeiros do Crato. 

Um caminhão ABT (Auto Bomba Tanque), com cinco bombeiros, foi utilizado para a operação. Apesar da suspeita de um incêndio criminoso, nenhum Boletim de Ocorrência (B.O.) foi registrado na delegacia da cidade até a tarde deste domingo, 6. 

O POVO Online

PRF apreende substância análoga à maconha em ônibus na BR-222


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou6,2 kg de substância análoga à maconha, em uma bagagem de um ônibus, no km 221 da BR-222, em Sobral, 250,3 km de Fortaleza, na tarde deste domingo, 6. A dona do material, identificada como Fabiane do Socorro Assunção, foi encaminhada à Delegacia Regional do município. 

De acordo com a PRF, o ônibus da linha Itapemirim vinha de Belém com destino à capital cearense. Após a abordagem, Fabiane confessou que levaria o material para Fortalezaem troca de R$ 2 mil. 

O POVO Online

Ministério da Fazenda quer mudar regras da Previdência


O Ministério da Fazenda tem medidas prontas para recuperar o ajuste fiscal do governo. Elas combinam novos cortes de gastos com mais aumentos de tributos. No lado dos gastos, o governo esbarra no engessamento do Orçamento. Cerca de 90% de todas as despesas federais são obrigatórias, isto é, não podem ser cortadas. Neste caso, a equipe do ministro Joaquim Levy tem preparado projetos de leis que alteram regras da Previdência - área onde a "sangria" com os gastos é maior.

O déficit da Previdência vai saltar de R$ 56 bilhões em 2014 para R$ 125 bilhões em 2016, uma trajetória que, na Fazenda, técnicos comparam com a do Titanic prestes a atingir um iceberg. As medidas preveem apertos duros nas concessões de auxílio-doença e da aposentadoria por invalidez, além de mudanças na qualificação dos beneficiários para que possam voltar ao mercado de trabalho e do estabelecimento de uma idade mínima para homens e mulheres se aposentarem. O Brasil é um dos poucos países que não conta com regra de idade mínima, apontam técnicos da equipe econômica, numa das raras reformas onde há sintonia pura entre Levy e o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.

Mudanças na Previdência, no entanto, serão discutidas com sindicalistas e empresários antes de serem enviadas ao Congresso. Mesmo que sejam aprovadas, os efeitos somente ocorrerão a longo prazo. Mas o governo entende que haverá sinalização importante para o mercado e as agências com a discussão da reforma.

Outra proposta na mesa é uma revisão dos contratos de custeio da máquina pública. Ainda não se sabe, porém, quais seriam. Um auxiliar da presidente Dilma Rousseff disse ao Estado que a ideia é fazer um "pente-fino" nas contas, na tentativa de encontrar uma solução.

No lado da arrecadação, o governo ainda não desistiu totalmente da recriação da CPMF, que poderia ressurgir com uma promessa fixada em lei de que duraria por apenas 24 meses, dando ao governo uma margem de manobra para arrumar as contas públicas. Outras saídas continuam em estudo, como a taxação de grandes fortunas, como deseja o PT, e mesmo a tributação com Imposto de Renda a 15% dos lucros e dividendos distribuídos pelas empresas, que poderiam, em contrapartida, receber desonerações do Imposto de Renda Pessoa Jurídica. Essa saída poderia render até R$ 40 bilhões ao governo, mesmo excluindo as empresas inscritas no programa Super Simples.

Reunião - A presidente deve começar neste domingo, na reunião que fará no Palácio do Alvorada, a colocar em prática as manifestações de apoio dadas por ela e seus ministros petistas a Levy. Considerado pelo mercado financeiro e pelos investidores internacionais como "âncora" da gestão Dilma, Levy avalia que reverter o rombo de R$ 30,5 bilhões no Orçamento de 2016 e buscar a meta original de esforço fiscal é a única forma de evitar um rebaixamento do Brasil perante as agências de rating. 

O Estado de S. Paulo.

Mulher é morta e filho esfaqueado durante festa em Novo Oriente


Uma mulher foi morta a facada e seu filho gravemente ferido, na madrugada deste domingo, 6, na cidade de Novo Oriente, a 391 km de Fortaleza. Segundo informações da Polícia Militar, a mulher tentou proteger o filho de um homem que o agredia e acabou sendo atingida com os golpes, não resistindo aos ferimentos.

A agricultora Maria Helena Ferreira Martins, de 53 anos, foi esfaqueada no peito e morreu no local. Já seu filho, de 17 anos, foi ferido no tórax e no braço e foi levado em estado grave para a Santa Casa de Sobral. 

Testemunhas contaram à PM que mãe e filho estavam em uma seresta na praça do bairroVila Feliz, quando um homem desceu de uma moto com uma faca e passou a agredir o adolescente. Ao ver a cena, a mãe tentou intervir e acabou sendo atingida no peito. O agressor conseguiu fugir do local e ainda não foi encontrado. Segundo a Polícia, que não informou a identidade do autor do crime, o suspeito, que já foi identificado pela PM, fora abordado minutos antes por policiais, mas não foi encontrada nenhuma arma com ele.

Os policiais seguem em diligência pela cidade e regiões adjacentes em busca de capturar o assassino.

O POVO Online