-->

28 de agosto de 2016

Polícia apreende caminhão do Exército com 3 toneladas de maconha; Três militares foram presos

Dois militares estavam no veículo detido na região (Foto: André Natale/ EPTV)

Dois soldados do Exército brasileiro foram presos na madrugada deste domingo (28) após serem flagrados transportando cerca de três toneladas de maconha em um caminhão do próprio Exército.

Houve confronto entre os militares e a equipe do Denarc (departamento de combate às drogas), da Polícia Civil de São Paulo, na rodovia Anhanguera, na região de Campinas.

Um militar que participava da ação conseguiu fugir. Suspeita-se que ele tenha sido ferido no tiroteio. Dois outros suspeitos civis que participavam do transporte da droga também foram presos. Eles estavam em um Fiat Uno dando apoio aos militares.

De acordo com a Polícia Civil, a droga vinha do Mato Grosso do Sul e seria entregue na região de Campinas. Os militares pertencem a uma base de Campo Grande.

O Exército se manifestou sobre o ocorrido

O Exército Brasileiro informou nesta tarde de domingo (28), em nota, que os militares presos após serem flagrados transportando 3 toneladas de maconha em caminhão da instituição em Campinas (SP) nesta madrugada serão expulsos da corporação.


"O Exército Brasileiro não admite atos desta natureza que ferem os princípios e valores mais caros sustentados pelos integrantes da Força. Diante da gravidade do fato, que desonra a instituição e atinge a nossa sociedade, os militares encontram-se presos e serão expulsos do Exército", informou a instituição, por meio de seu Centro de Comunicação Social.

A instituição afirmou ainda que foi instaurado um Inquérito Policial Militar para a apuração dos fatos e responsabilidades e disse que está à disposição para apoiar as investigações.

Em nota, o Comando Militar do Oeste reiterou a abertura de um Inquérito Policial Militar e prometeu máxima prioridade para elucidação dos fatos.

Os cabos presos em flagrante são Higor Abdala Costa Attene e Maykon Coutinho Coelho, que pertecem ao 20º Regimento de Cavalaria  Blindado (20 RCB), de Campo Grande, Mato Grosso do Sul (MS). O terceiro detido é Simão Raul, que fugiu após a ação e está internado em Limeira. Ele é do mesmo regimento e será levado para São Paulo quando receber alta.

Incêndio de grande proporção atinge fábrica em Maracanaú neste domingo

Ainda não se sabe o que ocasionou o incêndio ( Foto: VC Repórter/WhatsApp )

Moradores de bairros do Município de Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza, ficaram assustados com a fumaça de um incêndio, no início da tarde deste domingo (28). Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou em uma área de vegetação seca na Av. Parque Central, no Distrito Industrial I. As chamas se espalharam e acabou atingindo uma fábrica de reciclagem.

No Bairro Conjunto Timbó, área distante alguns quilômetros do local do ocorrido, moradores puderam ver a fumaça preta e densa saindo do foco do incêndio. Conforme o Corpo de Bombeiros, dois caminhões estão se revezando para debelar as chamas. Apesar do susto, o órgão não registrou nenhum ferido no local. 

Conforme o tenente Veras, do Corpo de Bombeiros, ainda não se sabe o que ocasionou a queimada. Segundo o órgão, boa parte dos incêndios registrados no Ceará vem de queimadas provocadas pela própria população, quando da “limpeza” de terrenos, troca de roçado, queima de lixo e diversos outros motivos. Vale lembrar que causar incêndios em vegetação configura crime ambiental sujeito à prisão e multa. 

Denúncias

Ao perceber um incêndio florestal, o primeiro procedimento a ser feito é acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193. Qualquer denúncia sobre queimadas, poderá ser registrada também pelo telefone 190, que acionará o Batalhão de Policiamento do Meio Ambiente ou demais órgãos de proteção ambiental.

Diário do Nordeste

Cidade do crime: Russas registra segundo homicídio em menos de 24 horas


Mais um homicídio foi registrado no município. Desta vez, um jovem identificado como Antônio Vanderlândio de Oliveira Leal, 21 anos, natural de Baraúnas-RN, foi morto a tiros na localidade de Melancias, zona rural de Russas, em frente sua residencia.

Este é o segundo homicídio registrado na cidade, em menos de 24 horas. O primeiro ocorreu na noite deste sábado (27), no centro da cidade, durante uma carreata política.

De acordo com informações, uma tentativa de assalto teria culminado na morte do jovem. Durante a ação dos bandidos uma outra pessoa que passava pelo local foi atingida por uma bala perdida na perna esquerda, sendo socorrido por populares ao hospital. 

Os autores do crime fugiram em seguida e não foram identificados. Caso sob investigação a cargo da Polícia Civil.