-->

3 de junho de 2015

Ceará reduz mortes violentas pelo quarto mês consecutivo


Pelo quarto mês seguido o índice de mortes violentas no Estado do Ceará apresenta redução. A boa notícia foi divulgada pelo governador Camilo Santana durante na reunião mensal de monitoramento do programa “Em Defesa da Vida”, realizada na manhã desta terça-feira (2), na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em Fortaleza. 

No ano, Fortaleza e Região Metropolitana tiveram diminuições significativas de 20,8% e 16,5%, respectivamente. O governador também lembrou a importância da transparência nas ações de segurança e nos dados consolidados.

Dados consolidados de maio de 2015

Somente no mês de maio, foi registrada queda de 10% nos óbitos em relação a maio do ano passado em todo Ceará, com 36 vidas salvas no mês. Além dos 26,3% de redução nos índices de CVLI na Capital, no Interior Norte houve empate em relação a maio de 2014. Já a Região Metropolitana de Fortaleza e o Interior Sul apresentaram acréscimos de 6,3% e 10,9%, respectivamente.

O Governador Camilo Santana destacou a importância do Pacto pelo Ceará Pacífico, que vai trazer ser um elemento fundamental para combater a violência no Estado.

fonte Assessoria do Governo.


Governo do Estado realiza encontro pela Paz no Trânsito

O Governo do Estado do Ceará realiza neste momento a segunda reunião sobre ações e a criação do Pacto Social pela Paz no Trânsito. O encontro está sendo presidido pelo secretário-chefe de Gabinete, Élcio Batista, e em pauta está a criação do Pacto Social pela Paz no Trânsito, envolvendo as esferas dos poderes Executivo e Legislativo e sociedade civil.


O secretário Élcio Batista explica o que está acontecendo.

fonte Assessor do Governo


HOMICÍDIO Á BALA EM QUIXERÉ


O plantão de polícia registrou há poucos instantes na comunidade de volta do corrego 
, em Quixeré, um homicídio a bala. O nome da vitima é,LUIZ JOTEVANIO DA COSTA DE OLIVEIRA conhecido por "VANDO",





Reserva do Castanhão chega a 20% e deixa população apreensiva


Jaguaribara. É de perto que moradores e gestores deste município acompanham com aflição a rápida diminuição no volume do açude Castanhão. Há apenas quatro anos, a situação era bem diferente. Em 2011, o maior reservatório do Estado abria suas comportas com mais de 70% de sua capacidade hídrica. A atual marca, de 20,69%, ameaça o abastecimento de moradores circunvizinhos e a economia da cidade.
Para a sub-bacia do Médio Jaguaribe, onde esta localizado o Castanhão, a quadra chuvosa deste ano foi muito inferior à do ano passado. De acordo com os dados do Portal Hidrológico do Ceará, mantido pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) e pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), órgãos responsáveis pelo monitoramento da situação hídrica do Estado, em 2014, o total de chuvas na Bacia do Médio Jaguaribe entre os meses de fevereiro a maio foi de 479,1 mm.
Já este ano, esse acumulado ficou em 315.9 mm, ou seja, o desvio em comparação com o mesmo período do ano passado foi de -34%. O pouco que choveu já foi consumido. É o que mostram os números da evolução do volume d'água armazenada na Bacia do Médio Jaguaribe. No início do ano, o volume total era de 19% e hoje é de 19,2%. Com relação ao Castanhão, em primeiro de janeiro de 2015, mantinha 1,72 bilhões de metros cúbicos de água, o equivalente a 25,77% de sua capacidade. Hoje, seus 20,60% representam menos de 1,4 bilhões de m³.
"Nós vemos com preocupação a situação que vive hoje o Castanhão. Temos os registros de pouca chuva e a água indo embora, principalmente para Fortaleza. Não vemos uma ação de combate ao desperdício, de economia de água. Além disso, essa crise ainda há de se agravar", alertou o prefeito de Jaguaribara, Francini Guedes.
O município, que tem pouco mais de 10 mil habitantes, vive hoje um clima de tensão com relação ao Castanhão, já que grande parte da economia local gira em torno dele, por meio da piscicultura. "Se algo não for feito de imediato, de modo a assegurar a água que ainda temos, de uma forma que ela seja utilizada de uma maneira mais consciente, Jagaribara vai parar. Hoje, pelo menos duas mil famílias vivem da piscicultura e isso vai ser um problema muito sério", acrescentou Guedes.
Os jaguaribarenses não estão enfrentando esse problema por opção. A população teve que abandonar sua cidade em 2001 para que fosse construído o açude. O antigo local, distante cerca de 50 km de onde é a cidade hoje, permitia condições melhores de trabalho e sobrevivência. Os moradores contavam com a pesca, agricultura e com água passando na porta de casa.
"Lutamos tanto para que não acontecesse o Castanhão que agora temos que lutar para mantê-lo", desabafou o poeta e morador de Jaguaribara Ediberto Carneiro da Silva.
No clima de incertezas, moradores que vivem ao lado do reservatório, temem o desabastecimento, realidade que já é identificada em comunidades a poucos quilômetros do açude. De acordo com o professor Xavier Silva, morador da península do Curupati, a falta de infraestrutura nos assentamentos rurais, para onde centenas de famílias foram realocadas da antiga cidade, tem prejudicado o abastecimento humano e a agricultura. "Só a chuva nos próximos anos amenizará esse problema. Os prognósticos, porém, não são animadores e por isso tememos o pior", lamenta.
Para um dos integrantes do Movimento Atingidos Por Barragem (MAB), Édipo Oliveira, a forma como a água é distribuída hoje causa muito mais prejuízos do que benefícios para as comunidades afetadas. "A situação vivida pelos moradores de Jaguaribara requer uma reorganização popular para cobrar medidas dos governos. Comunidades ao lado do Castanhão estão sem água. Precisamos organizar a população para avançar no debate sobre para quê essa água está sendo usada e para quem", completou Édipo.
O Castanhão, maior açude de múltiplos usos do Estado, é responsável por manter a perenização do Rio Jaguaribe (e com isso abastecer cidades ribeirinhas no seu percurso até sua foz, no Litoral Leste), bem como garantir água para a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), servindo também para indústria e agricultura irrigada. As atenções dos beneficiados pela água do Castanhão estão voltadas para a próxima reunião do Comitê de Bacias, que será realizada entre os meses de junho e julho, quando será posta a realocação de águas para o segundo semestre deste ano.
Com a quadra chuvosa bem abaixo da média - constatados 444.3 mm dos 607.4 mm estimados para o período -, a situação de reserva hídrica do Estado do Ceará é preocupante. Ao fim da estação chuvosa deste ano, os níveis dos açudes no Ceará somam 19,6% o que significa 38,7% a menos de acúmulo de água do que no mesmo período de 2014, quando, após os meses de chuva, as reservas ficaram em torno de 34%.
Quadro crítico
Dentre as Bacias, o quadro mais crítico é a do Baixo Jaguaribe com 1,3% da sua capacidade normal. Porém, ela conta com os açudes Castanhão e Orós, que ajudam no abastecimento de muitos municípios. As bacias do Sertão Central e de Crateús também inspiram preocupação. A bacia do Banabuiú acumula apenas 4,27% enquanto a do Sertões de Crateús 4,68% da sua capacidade.
ENQUETE
Como você avalia a situação do açude?
"Lutamos tanto para que não acontecesse a construção do Açude Castanhão, destruindo a antiga cidade de Jaguaribara, que agora temos que lutar para mantê-lo funcionando, com água"
Edilberto Carneiro
Poeta
"É bastante preocupante a situação atual. Comunidades ao lado do Castanhão estão sem água. Precisamos organizar a população para avançar no debate sobre para quê essa água está sendo usada e para quem?"
Édipo Oliveira
Integrante do MAB
"Se algo não for feito de imediato, de modo a assegurar a água que ainda temos, de uma forma que ela seja usada de maneira mais consciente, não tenho a menor dúvida de que Jaguaribara vai parar"
Francini Guedes
Prefeito de Jaguaribara
Mais informações
Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme)
Avenida Rui Barbosa, 1246, Aldeota - Fortaleza (CE)
Fone: (85) 3101-1088
Ellen Freitas
Colaboradora

Presente de grego No dia do aniversário, Ceará é prejudicado pela arbitragem, perde para o Náutico por 2 a 0 e continua em má fase


No dia de seu aniversário de 101 anos, o Ceará recebeu um presente de grego ontem à noite pela Série B. Prejudicado pela arbitragem com um pênalti inexistente logo com um minuto de jogo, o Vovô perdeu por 2 a 0 para o Náutico, ontem, na Arena Pernambuco, e amargou seu terceiro jogo seguido sem vencer na competição.
Com o resultado, o Ceará continua com quatro pontos e busca a reabilitação no sábado, 6, contra o Sampaio Correia no Presidente Vargas, às 16h30. Já o Náutico, chega aos 13 pontos e continua firme no G4.
No jogo de ontem, o técnico Silas manteve praticamente a mesma estrutura do meio para frente da equipe que iniciou o jogo com o CRB na última terça-feira e que empatou no PV, por 1 a 1, com Sandro Manoel, Ricardinho, Uillian Correia, e Eloir no meio e Wescley e William no ataque, já que continuava sem opções de velocidade na frente.
Mas antes que o técnico visse alguma evolução em seu time, com um minuto, o Ceará já estava perdendo o jogo, e por um erro grave de arbitragem: o árbitro capixaba Marcos Gomes da Penha marcou um pênalti inexistente de Sandro em Hiltinho.
A partir daí, o Ceará precisou sair mais, porém não conseguia trocar passes, errando em demasia. E como o Náutico recuou e também não criava, o jogo ficou muito truncado na maior parte do primeiro tempo, com muita disposição tática, mas sem finalizações em gol.
A melhor chance do Ceará surgiu aos 41 minutos em escapada de Ricardinho buscando William, mas o atacante se atrapalhou. No lance, os jogadores do Ceará pediram toque de mão do defensor do Náutico.
Assim como aconteceu no etapa inicial, um gol sofrido logo no início complicou as chances do Ceará: com cinco minutos do 2º tempo, Willian Magrão chutou rasteiro de fora da área para ampliar: 2 a 0.
Após o gol sofrido, Silas tentou mudar o panorama do jogo com Robinho e Rodrigo Silva, com o último até finalizando bem, mas sem o gol sair.
Na bronca
Ao fim da partida, o técnico Silas, muito irritado com a arbitragem, não permitiu que seus jogadores falassem na saída de campo. "O árbitro expulsa depois do jogo também. Qualquer coisa que se fala aqui, ou eu, ou um jogador de cabeça quente, podemos ser punidos", disse ele, deixando o gramado em seguida.
Vladimir Marques





Vereadores denunciam fraude da Carnaúba em Russas


Carnaubeira, ou (Copernicia prunífera), também chamada de carnaíba, é uma árvore da família arecaceae endêmica do semiárido do Nordeste. Árvore símbolo do Ceará, conhecida como "árvore da vida", oferece uma infinidade de usos ao homem. As raízes têm uso medicinal, os frutos são ricos em nutrientes, o tronco é madeira para construções e as palhas servem para artesanato, adubo e extração da cera de carnaúba.
Os carnaubais predominam nas planícies aluviais dos principais Rios do Ceará, Piauí, Maranhão, Rio Grande do Norte e Bahia. Em virtude da desvalorização da cera da carnaúba, o carnaubal voltou a ser desmatado para a introdução de outras atividades econômicas. Talvez por esse motivo, a Prefeitura de Russas, esta lotando Praças e Avenidas da cidade com a planta nativa das várzeas Russanas e Jaguaribana.

Até aí tudo bem. O problema é que, segundo a maioria dos vereadores da Câmara Municipal de Russas, o preço final fixado de R$ 507,00 (quinhentos e sete reais), por unidade plantada nas praças e avenidas, como foi confirmado pelo vereador Haroldo Torquato, era um valor muito alto a se pagar pela prefeitura de Russas, por uma àrvore que tem em abundância em Russas.
Nesse tocante, enquanto fazia uso da tribuna na sessão ordinária de terça- feira, 02 de Junho, o vereador Nathizael Gonçalves denunciou que mesmo pagando tanto por cada planta, o translado é feito em veículos da Prefeitura, assim como, o plantio e irrigação é feito pelos funcionários do município. Marcos Estácio ressaltou que algumas daquelas plantas, são doações de Russanos. O vereador João Paulo lamentou, que uma fortuna fosse supostamente gasta com carnaúba, enquanto pessoas sofrem com sede nas comunidades da região da mata.
O questionamento dos vereadores é: considerando que são os próprios servidores da prefeitura de Russas que fazem o transporte, o plantio e a irrigação das carnaúbas, considerando também, segundo o vereador, se não todas, mais muitas daquelas árvores são doações de proprietários rurais de Russas, e nenhuma empresa foi vista executando aquele serviço. Para onde está sendo direcionado os R$507,00 pagos por cada carnaúba.
Sendo uma imprensa democrática e imparcial que busca mostrar as duas versões da história, disponibilizamos ao prefeito Weber Araújo e seus assessores, o mesmo espaço para esclarecer  os fatos e se defender das acusações feitas contra ele na câmara de vereadores.
Por Arnaldo Freitas 
Fonte: TV Jaguar 

PLANTÃO DE POLICIA EM RUSSAS E NO VALE DO JAGUARIBE



MOTO ROUBADA ENCONTRADA ABANDONADA EM RUSSAS
Nesta terça-feira, dia 02, por volta das 03h30min, na localidade de Lagoa Escura, zona rural,  foi localizada por populares abandonada uma moto Honda, Bros 150, cor preta, placa OSC 4668, de propriedade de Francisco José De Oliveira Filho, a qual havia sido tomada de assalto na noite da última segunda-feira, dia 01. O veículo já estar em poder de seu legítimo dono.
MOTO ROUBADA ENCONTRADA ABANDONADA EM RUSSAS
Nesta terça-feira, dia 02, por volta das 20h30min, no Sítio Coqueirinho, periferia, foi encontrada abandonada uma motocicleta Honda CG 125 Fan, de cor preta, de placa NVA 3867, em nome de Maria Marlúcia da Silva, que consta com registro de queixa de roubo/furto, conforme dados do Sistema de Informações Policiais. PMs conduziram o veículo à DRPC para os devidos procedimentos.
ROUBO EM RESIDÊNCIA EM BOQUEIRÃO DO CESÁRIO EM RUSSAS
Na madrugada desta quarta-feira, dia 03, por volta das 02h, em Boqueirão do Cesário, dois indivíduos encapuzados, um deles armado a faca e o outro armado com uma pistola, chegaram a pé na residência de Luiz Ferdinando De Sousa, 43 anos, natural de Aracati-CE, e após rendê-lo, roubaram da vítima uma quantia de R$ 15.000,00 (quinze) mil reais; um aparelho Not BooK; um aparelho celular, e documentos pessoais, e em seguida fugiram tomando rumo ignorado, e ainda não foram localizados pela polícia.

HOMICÍDIO A BALA EM MORADA NOVA
Nesta terça-feira, dia 02, por volta das 06h15min, na rua Pedro Segundo, bairro Nova Morada, periferia, foi vítima de homicídio á bala, segundo populares supostamente ocorrido pela madrugada, Max Leal Torres de Aguiar, 27 anos, que de acordo com a perícia, foi atingido por seis disparos. Não há informações sobre a autoria do crime até o momento, porém as primeiras informações sobre o caso, apontam que o crime tem relação com o tráfico de drogas.

PRISÃO E APREENSÃO POR PORTE ILEGAL DE ARMAS DE FOGO, TRÁFICO DE DROGAS E ASSALTOS EM MORADA NOVA
Nesta terça-feira, dia 02, por volta das 15h50min, na Rua Raimundo Carneiro Girão, bairro Alto São José, uma operação policial resultou na prisão  de: José Adriano de Almeida Félix, 29 anos, José Wellington Martins dos Santos, 21 anos (este que era fugitivo da justiça), e apreensão de dois menores. Com esses suspeitos, a polícia apreendeu:  seis aparelhos de celulares, trinta e uma pedras de crack, nove papelotes de cocaína, uma pistola cal. 380, numeração raspada, uma pistola cal. 45, um revolver cal. 38, quarenta e oito munições cal.45, sete munições cal. 38, duas munições cal. 38, trinta e uma munições cal. .40, dezoito tubos pequenos de pólvora e uma motocicleta Broz, preta, de placa: OCS-9635 (roubada). Todos e o material apreendido na operação foram apresentados na Delegacia local para os procedimentos da Lei.
Postado: 1º BPM

ROUBO EM RESIDÊNCIA EM BOQUEIRÃO DO CESÁRIO EM RUSSAS


Na madrugada desta quarta-feira, dia 03, por volta das 02h, em Boqueirão do Cesário, dois indivíduos encapuzados, um deles armado a faca e o outro armado com uma pistola, chegaram a pé na residência de Luiz Ferdinando De Sousa, 43 anos, natural de Aracati-CE, e após rendê-lo, roubaram da vítima uma quantia de R$ 15.000,00 (quinze) mil reais; um aparelho Not BooK; um aparelho celular, e documentos pessoais, e em seguida fugiram tomando rumo ignorado, e ainda não foram localizados pela polícia.


Homicídio a bala em Tabuleiro do Norte


Vitima trafegava numa motoneta quando foi alvejado pelos tiros. Dois suspeitos fugiram em uma moto, logo após o crime.


  • Nesta terça-feira, dia 02, por volta das 18h30, na CE-377, nas proximidades do Parque Martins, foi vítima de homicídio à bala, a pessoa de José Cícero De Oliveira Filho, 42 anos, natural de Tabuleiro do Norte-CE, que residia no Sítio Nazária, zona rural de São João de Jaguaribe-CE. Segundo informações de populares, a vítima trafegava numa motoneta Shineray 50CC de cor vermelha, quando foi alvejado por vários tiros, disparados por dois homens que estavam em uma motocicleta de características não anotadas, que fugiram após o crime. O caso é mais um sob investigação a cargo da Polícia Civil.

Presidente e vice do TSE criticam unificação das eleições


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Dias Toffoli, afirmou nesta segunda-feira (1°) que, se aprovada, a proposta de coincidência das eleições municipais com as eleições federais e estaduais pode sobrecarregar a Justiça Eleitoral. De acordo com ele, nas eleições municipais de 2012 foram registradas 535 mil candidaturas. 

A unificação poderia elevar esse número para milhões. O vice-presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, levantou outra questão contrária à proposta que faz parte da reforma política. Segundo ele, as eleições para prefeitos e vereadores têm diferenças conceituais em relação às majoritárias. Ambos afirmaram, no entanto, que caberá ao Congresso decidir. 

Os dois ministros participaram da sessão especial do Senado em homenagem aos 70 anos da Justiça Eleitoral.

* Com informações da Agência Senado
CN