-->

24 de maio de 2017

PERSEGUIÇÃO E TIROTEIO COM UM MORTO NA CE 356 EM RUSSAS CE


O fato teve inicio segundo informalizes na cidade de Bara una no estado do Rio Grande do Norte guando um grupo fortimente armados tomaram um carro de assalto levando também o motorista  que posteriormente foi liberado. Os bandidos seguiram em direção a cidade de Russas CE , uma viatura da PM de Bara una  teria saído em perseguição entrando em contato com a policia de Russas, que foi de encontro ao veiculo roubado o encontro aconteceu na CE 356  próximo a comunidade do sitio ipecaconha, onde o motorista do carro veio a perder o controle e capotou na ocasião houve o confronto do grupo com a policia, um dos componentes do grupo identificado por Victor Gusmão veio a tombar sem vida no local, o ostros elementos evadiram se do local entrando na mata. A policia estar ainda em perseguição tentando colocar as mãos nos outros componentes do grupo.

Blog ErivandoLima


AO VIVO - Sessão Plenária do Senado Federal - 24/05/2017


Camilo Santana anuncia construção de uma areninha em Russas

No seu bate papo semanal no facebook o governador Camilo Santana(PT) falou sobre a implantação no interior do estado das populares "areninhas", e novamente pela mesma rede social, ele fez o anúncio de quais municípios  irão receber  o equipamento, como a cidade de Russas.

"Conforme havia me comprometido durante o nosso bate-papo ao vivo aqui pelo Facebook, segue a relação dos municípios que serão contemplados com uma Areninha nesta primeira fase do projeto:
Aracati, Itapajé, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Maranguape, Morada Nova, Pacajus, Pacatuba, Quixeramobim, São Gonçalo do Amarante, Acaraú, Aquiraz, Barbalha, Brejo Santo, Camocim, Canindé, Cascavel, Caucaia, Crateús, Crato, Eusébio, Icó, Maracanaú, Sobral, Horizonte, Iguatu, Itaitinga, Quixadá, Russas, Tauá, Tianguá e Paracuru." Escreveu ele

Promover e estimular uma nova dinâmica social e a integração familiar nos municípios, a partir do esporte e do lazer, são alguns dos objetivos do projeto dos Centros de Esporte para Futebol – Areninhas, que o governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento (STDS), pretende construir em parceria com as prefeituras de 31 municípios cearenses. 
Em março, o titular da Pasta, Josbertini Clementino realizou reunião técnica com prefeitos e gestores públicos dessas cidades para apresentação dos critérios de seleção, prazos de adesão e valores de contrapartida de cada prefeitura para execução das Areninhas.

“A escolha dos municípios participantes foi feita de acordo com nota técnica do IPECE e tem como base o tamanho da população de 15 a 29 anos de idade da zona urbana”, explicou Josbertini. Segundo ele, os recursos estimados à construção de cada Areninha serão entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões, cabendo 80% ao Estado e 20% às prefeituras. As Areninhas serão financiadas com recursos do Programa de Apoio às Reformas Sociais (Proares III), licitadas e construídas pela STDS, com acompanhamento do DAE (Departamento de Arquitetura e Engenharia do Estado do Ceará).


Campo de Várzea

Conforme explicou Josbertini, as Areninhas seguirão o modelo das implantadas em Fortaleza, contemplando espaços públicos urbanizados com gramado sintético, bancos de reserva, alambrados, rede de proteção, vestiários, depósito para materiais esportivos, iluminação, rampa de acesso para cadeirantes, paisagismo e pavimentação. Para tanto, os terrenos, que deverão ser cedidos pelas prefeituras, terão área média de 95 m x 73 m e os campos esportivos de 85 m x 60 m, de preferência em área de várzea, mas na sede do município.

Fonte Tv Russas 


Elton é regularizado e já pode estrear contra o Náutico



O Ceará conseguiu a documentação necessária junto ao Monte Azul/SP para regularizar o atacante Elton, ex-Vasco e Corinthians. O jogador teve o nome publicado no Boletim da Confederação Brasileira de Futebol (BID) e está apto para reforçar o time de Givanildo Oliveira já contra o Náutico, neste sábado (27), às 16h30.

Já treinando em Porangabuçu, o atacante Élton comemora jogar ao lado de Magno Alves e espera sucesso no Ceará. "O Magno Alves tem muita qualidade e vai ser uma honra jogar com ele. Vou procurar ajudar a equipe da melhor maneira possível com gols, mas também procurando se movimentar bastante, buscar os espaços vazios e dar opção aos companheiros".

Elton poderá formar trio de ataque junto ao Magnata e Roberto, sendo este último de maior movimentação pelas pontas. Em anos anteriores, Magno Alves teve rendimento aumentado ao atuar ao lado de um centro-avante. O maior exemplo foi a dupla com Bill, em 2014, quando o o experiente atleta foi o artilheiro do Brasil.


Fonte DN


Oposição ocupa Mesa Diretora da Câmara pedindo encerramento da sessão


Câmara

Deputados protestam contra a reação da polícia à manifestação realizada em frente ao Congresso Nacional contra o governo Michel Temer
 Deputados da oposição subiram na Mesa Diretora do plenário da Câmara na tarde desta quarta-feira (24) para pedir o encerramento da sessão. Opositores protestam contra a reação da polícia à manifestação realizada em frente ao Congresso Nacional contra as reformas trabalhista e da Previdência e contra o governo Michel Temer, alvejado por uma crise política após executivos da JBS incriminarem o presidente em delação premiada. O protesto provocou a suspensão da sessão por 10 minutos. 

Parlamentares do PT, PDT, PSOL e Rede subiram à Mesa Diretora e ficaram ao lado do 2º vice-presidente da Câmara, deputado André Fufuca (PP-MA), que preside a sessão. Opositores gritam palavras de ordem contra o governo como "Fora Temer" e "O povo quer votar diretas já". 

Deputados da base aliada reagiram com protesto contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Lula na cadeia", gritam parlamentares da base. "Chama a segurança para tirar esses arruaceiros daí", disse o líder do PP, Arthur Lira (AL). Os deputados estavam em uma sessão de debates, mas está prevista na pauta da Casa para esta quarta a votação de MPs.

Fonte DN


Polícia e manifestantes entram em confronto durante protesto contra Temer em Brasília



Milhares de pessoas marcham, nesta quarta-feira, pedindo a convocação de eleições diretas. Confusão começou após alguns manifestantes tentarem furar o bloqueio da PM
Diversos manifestantes e agentes da Polícia Militar entraram em confronto na tarde desta quarta-feira (24), em Brasília, durante o protesto contra o presidente Michel Temer que acontece no eixo monumental da Esplanada dos Ministérios. Por volta de 13h30, algumas pessoas tentaram furar o bloqueio feito pela PM na entrada da Esplanada, o que provocou uma reação dos agentes. Às 15h30, a área interna do Ministério da Agricultura chegou a ser incendiada, mas os bombeiros já apagaram o incêndio.

A PM começou a usar bombas de efeito moral para conter uma confusão que ocorreu em frente ao Ministério da Justiça. Um grupo pequeno de pessoas com rostos cobertos provocaram os policiais, jogando garrafas de água e pedaços de madeira contra os agentes e tentando furar a barreira colocada na Avenida das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional. 

Fonte DN


Delator denuncia intervenção de cearense do STJ para resolver problema de JBS



O ministro Napoleão Nunes Maia nega a acusação
   
O executivo da JBS, Francisco de Assis e Silva, declarou à Procuradoria que o advogado Willer Tomaz, preso na Operação Patmos, contou a ele sobre reunião que teria mantido com o cearense Napoleão Nunes Maia Filho, do Superior Tribunal de Justiça; o ministro diz desconhecer os advogados e nega interferência em qualquer processo.

Veja a matéria complete do Estadão

O executivo Francisco de Assis e Silva relatou, em delação premiada, que o ministro Napoleão Nunes Maia Filho, do STJ, teria intercedido em favor da JBS, em ação contra Joesley Batista – acionista do Grupo – e contra a Eldorado Celulose, no âmbito da Operação Greenfield.

O ministro disse não conhecer os envolvidos e negou qualquer interferência em assuntos relacionados à Eldorado Celulose.

O acordo de colaboração dos executivos da JBS – entre eles, Assis e Silva -, relata que, a fim de intervir no Judiciário, o grupo contratou o advogado Willer Tomaz. Segundo os delatores, Willer Tomaz dizia ter ‘amizade’ com integrantes da 10.ª Vara Federal de Brasília.

O advogado também dizia que o procurador da República Ângelo Goulart Villela vazava informações sigilosas.

Willer teria recebido R$ 4 milhões em honorários pelos serviços e a promessa de mais R$ 4 milhões caso conseguisse arquivar inquéritos contra a JBS. Também haveria uma mesada de R$ 50 mil ainda para o procurador, integrante da força-tarefa da Operação Greenfield.

A JBS é alvo de ações no âmbito da Greenfield por supostamente realizar operações que provocaram prejuízos aos fundos de pensão de funcionários da Petrobrás (Petros) e da Caixa Econômica Federal (Funcef). Os negócios teriam rendido propinas aos diretores dos fundos e a agentes partidários, como o ex-ministro Guido Mantega (Fazenda/Governos Lula e Dilma), o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e ao próprio partido, segundo relataram delatores do grupo.

Em um desses processos, o Ministério Público Federal chegou a pedir o afastamento do presidente da empresa Eldorado Celulose – que é controlada pela JBS – , José Carlos Grubisich, à 10ª Vara Federal.

O delator Assis e Silva relata ter conversado com Willer sobre a suposta interferência do ministro do STJ.

“Olha, a decisão contra o Zé Carlos estava pronta segunda feira, eu consegui reverter. Pedi para o ministro Napoleão interferir, ele interferiu e vai me dizer alguma coisa nos próximos dias. Eu disse: ‘pera aí, custou quanto?’ Ele disse ‘calma, está muito ansioso, depois eu te informo’”, afirmou.

O delator ponderou, ao Ministério Público Federal, que o ministro não estava diretamente relacionado à ação.

O advogado Willer Tomaz e o procurador da República Ângelo Goulart Vilela foram presos preventivamente na Operação Patmos, desdobramento da Lava Jato, deflagrada no dia 18.

COM A PALAVRA, O MINISTRO DO STJ NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO

“Desconheço os advogados Francisco de Assis e Silva, e Willer Tomas, bem como o empresário José Carlos Grubisich e jamais interferi em qualquer assunto referente à empresa Eldorado Celulose”

COM A PALAVRA, A 10.ª VARA CRIMINAL FEDERAL DE BRASÍLIA

“A 10ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal, especializada no processamento de feitos criminais que versam sobre “lavagem de dinheiro” e crimes contra o sistema financeiro nacional, vem a público esclarecer que, em razão de sua especialização, tramitam neste Juízo mais de 20 grandes Operações criminais, tais como Lava Jato (derivada da Operação Lava Jato que tramita na 13.ª Vara da Seção Judiciária do Paraná); Greenfield, Perfídia, Cui Bono, Janus, Sépsis, Zelotes, Acrônimo, Sete Erros, Abate, Choque, Elementar/Miquéias, Java, Mina da Terra, Patriota, Pícaro, Postalis, São Cristóvão, Swissleaks, Cálice de Hígia, Bullish, Métis, Panela de Pressão, Navalha (Piauí) e Conclave, todas com determinante papel do Ministério Público Federal do Distrito Federal e da Polícia Federal no Distrito Federal na velocidade das investigações, mantendo-se o Juízo da 10.ª Vara Federal de Brasília concentrado na análise célere dos pedidos apresentados pelo MPF e pela PF, o que resultou, fazendo referência às deflagrações mais recentes, na média de uma deflagração por semana, para as quais os Magistrados decretaram várias prisões e autorizaram busca e apreensão, condução coercitiva e quebras de sigilo bancário, fiscal e telemático em desfavor de centenas de pessoas físicas e jurídicas. Várias dessas medidas foram, inclusive, decretadas em desfavor do interesse da empresa JBS S/A, quanto à investigação que apura o recebimento de apoio financeiro do BNDES Participações S/A (BNDESPar), subsidiária integral do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES (Operação Bullish), bem como em desfavor da empresa Eldorado Celulose, concernente à apuração de fraudes na movimentação de recursos dos Fundos de Pensão Postalis, Funcef, Petro, Previ (Operação Greenfield) para os Fundos de Investimento de Participação – FIP. Todas as medidas solicitadas pelo Ministério Público Federal e/ou pela Polícia Federal foram apreciadas com brevidade e de acordo com as garantias devidas às pessoas envolvidas. Dessa forma, mostram-se infundadas quaisquer declarações do investigado Joesley Mendonça Batista sobre eventual interferência na condução das investigações no âmbito da Justiça Federal de Brasília que prejudique o andamento dos processos ou influencie a independência dos magistrados que atuam na 10.ª Vara.”

COM A PALAVRA, O ADVOGADO RAFAEL T FAVETTI, QUE DEFENDE GUILHERME LACERDA, EX-DIRIGENTE DO FUNCEF

NOTA À IMPRENSA
“Em referência à delação de Joesley Batista, do Grupo JBS, informamos que o ex-dirigente da Fundação dos Economiários Federais (Funcef), Guilherme Lacerda, não foi beneficiário do suposto sistema de propinas descrito pelo empresário.
Como prova, tem-se a extensa investigação conduzida pela Polícia Federal no curso da Operação Greenfield, comandada pelo próprio Ministério Público Federal, que concluiu não ter havido variação patrimonial irregular do ex-dirigente.
Ele está tranquilo sobre a correção de sua gestão na Funcef.”

Rafael T Favetti
Advogado

Vereador Jr; Martins faz cobrança a ENEL

 O vereador Jr Martins durante seu pronunciamento na tribuna da câmara por ocasião da seção da ultima terça feira 23 de Maio, cobrou da ENEL empresa  de energia elétrica que essa possa resolver alguns problemas que estão acontecendo na comunidade de corrego da catita zona rural do município de Russas.

Blog Erivando Lima


PF prende em Fortaleza traficante “braço-direito” de Fernandinho Beira-Mar



A PF desencadeou uma operação em cinco estados e no Distrito Federal. O comparsa do traficante detido nesta Capital estaria comandando os negócios da organização criminosa no Nordeste

Um bandido tido como “braço-direito” do traficante Luiz Fernando da Costa, o “Fernandinho Beira-Mar”, foi preso, no começo da manhã desta quarta-feira (24), em Fortaleza, por agentes da Polícia Federal.  A PF não deu, ainda, detalhes da captura do criminoso e sua identidade. Ele estaria morando em um apartamento de luxo na Capital cearense e daqui cumpria as ordens do chefe da organização criminosa, que está preso há cerca de 11 anos, mas continua liderando sua organização criminosa.

A prisão em Fortaleza faz parte da “Operação Fênix”, desencadeada pela PF em cinco estados brasileiros e mais o Distrito Federal. Os policiais tentam cumprir 35 mandados de prisão (sendo 22 preventivas e 13 temporárias), expedidos pela Justiça Federal. Além do Ceará e do DF, também são alvos da ação os estados do Rio de Janeiro, Rondônia, Mato Grosso do Sul e Paraíba.

Logo cedo, várias viaturas da PF foram vistas trafegando em alta velocidade pela Via Expressa, em Fortaleza, em direção à Beira-Mar, onde os agentes fizeram buscas em endereços de pessoas investigadas como envolvidas no esquema criminoso liderado por “Fernandinho Beira-Mar”, que, atualmente, está custodiado na Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Porto Velho, em Rondônia.

Após um ano e meio de investigações, a PF constatou que, mesmo preso, o traficante vem comandando um esquema que envolve negócios como controle de máquinas caça-níqueis, venda de botijões de gás de cozinha, cestas básicas, mototáxis, venda de cigarros e até abastecimento de água.

Condenações

No Rio de Janeiro, a Polícia Federal prendeu Alessandra da Costa, irmão de “Fernandinho”. Ela foi detida em um apartamento de luxo no bairro 25 de Agosto, na cidade de Duque de Caxias. A PF também confirmou a prisão de um filho do traficante, na Paraíba; e de seu “braço-direito”, no Ceará, mas não revelou nomes.

“Fernandinho Beira-Mar” acumula atualmente diversas condenações que já  chegam a cerca de 320 anos de prisão,por prática de crimes como tráfico de drogas, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, além de assassinatos.

     
 Fernando Ribeiro


Russas Ce; PM comemora 182 anos de existençia


A imagem pode conter: casa, céu e atividades ao ar livre

O comando do 1º Batalhão da policia militar de Russas, realizou hoje quarta feira  um café da manhã em comemoração aos 182 anos da implantação da gloriosa policia militar do estado do Ceara, estiveram presentes o comandante da PM tenente coronel Jair queiros, o sub comandante tenente coronel Claudemir, major Santana comandante do BP Raio, além dos representante das companhias que pertence ao 1º Batalhão. Durante a comemoração do café da manhã aconteceu um torneio no campo do quartel, participaram as equipes. BP Raio, Tiro de guerra, agentes de endemias,Guarda Municipal, Denutram, Ronda, e,FTA.
A imagem pode conter: 5 pessoas, comida e área interna
Hoje também se comemora 80 anos de fundação do 1º Batalhão em Russas CE

Blog Erivando Lima

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas praticando esportes, grama, céu, campo de beisebol, atividades ao ar livre e natureza

Tumulto marca sessão da Reforma Trabalhista



Brasília. O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) apresentou, ontem, parecer favorável à reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Seu relatório não traz mudanças em relação ao projeto aprovado pela Câmara, mas propõe que o presidente Michel Temer vete alguns pontos da reforma ou altere outros "por meio da edição de medida provisória".

Isso já era previsto porque, se houvesse mudanças, o texto teria de voltar à Câmara para ser analisado novamente. O governo e sua base no Congresso querem que o projeto seja aprovado com rapidez para demonstrar força em meio à crise política.

Confusão

A leitura do parecer estava programada para ontem, mas a sessão foi suspensa pelo presidente da comissão, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), por volta das 15h45, após senadores de oposição se revoltarem.

O senador tentou reabrir os trabalhos por volta das 16h30, mas foi impedido pelos opositores. O texto foi divulgado no site do Senado Federal.

Por causa da confusão, o relatório foi dado como lido, segundo a secretaria da comissão.

O relator Ricardo Ferraço disse, após a confusão, que o calendário da reforma está mantido e que a votação na comissão será na terça-feira que vem. "Absolutamente mantido o calendário", afirmou Ferraço. Questionado sobre afirmação do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) de que, pelo regimento do Senado, o parecer precisa ser lido na comissão, Ferraço afirmou: "O senador Randolfe é maior e vacinado e pode fazer o que bem quiser". O relator ainda classificou a atitude da oposição de "primitiva" e "de quem não tem argumento".

Próximos passos

Após a apresentação do parecer, ele deve ser votado pela CAE do Senado. Na sequência, a reforma ainda deverá passar por mais duas comissões: a CAS (Comissão de Assuntos Sociais), onde o relator também é o senador Ferraço, e pela CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania), onde o relator é o senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Se for aprovado nas três comissões, o texto segue para votação no plenário do Senado. Não há um prazo mínimo ou máximo determinado para isso acontecer. Quem determina quando o projeto entra na lista de votações é o presidente do Senado. O texto precisa de maioria simples para ser aprovado, ou seja, metade dos senadores presentes na sessão, mais um. Se for aprovada pelo Senado, a reforma segue para sanção do presidente Michel Temer (PMDB).

A atual crise política no governo Temer gerou debates entre senadores na comissão ontem. Durante a sessão, antes da leitura do parecer, senadores de oposição protestaram contra o seguimento da proposta, defendendo que a reforma não poderia ser discutida em meio à crise política atravessada pelo país.

Balbúrdia

O começo da reunião da CAE foi tumultuado. Parlamentares da oposição tentaram barrar a leitura do relatório, enquanto o presidente do colegiado, Tasso Jereissati, defendeu que os trabalhos do Legislativo devem continuar apesar da crise que atingiu o governo Temer.

O tumulto na CAE começou quando os senadores Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Lindbergh Farias (PT-RJ) protestaram contra a leitura do relatório.

Primeiro, Gleisi reclamou que o início da sessão estava atrasado em mais de meia hora, o que, na visão da senadora, deveria provocar o cancelamento da sessão. Tasso não cancelou a reunião, alegando que os atrasos são costume no colegiado.

Depois, Lindbergh afirmou que o relatório não poderia ser lido porque Ferraço declarou na semana passada que o calendário da reforma estava suspenso em razão da crise política.

"O relator deu entrevista dizendo que não existia possibilidade de continuar sem suspender tramitação da reforma trabalhista. Isso aqui é provocação pra gente. Não aconteceu nada quarta-feira, não aconteceu nada quarta-feira?", disse Lindbergh

"Aqui nesta comissão, não (aconteceu nada)", respondeu Tasso. O petista retrucou: "Aconteceu com o presidente da República". "Aqui nesta Comissão não. Nosso trabalho continua normalmente, nós não entramos em férias", disse o tucano.

Os ânimos se exaltaram e o senador do PT disparou aos gritos: "Não vai ser lido o relatório desse jeito, os senhores não vão impor". Tasso reagiu: "Por que o senhor não quer? Senador Lindbergh, por favor, eu apelo para o seu equilíbrio emocional".

O petista, então, afirmou que a oposição continuaria a obstruir os trabalhos, e Tasso voltou a afirmar que os trabalhos devem continuar para que a sociedade saiba que o "país não está desorganizado".

"Na situação que nós estamos, de uma séria crise política e crise econômica, esta Comissão, assim como o Senado Federal, deve ter os seus trabalhos em andamento, para que a população tenha a clara noção que o país não está desorganizado, que o Legislativo funciona", concluiu Tasso. Depois disso, os trabalhos continuaram com debates sobre a proposta que está sob análise no Senado Federal.

O clima voltou a ficar tenso na reunião quando o senador Paulo Paim (PT-RS) disse que ficou "surpreso" com a mudança de postura do relator que decidiu apresentar seu relatório. Ferraço pediu a palavra para explicar a sua mudança de posição.

"A crise não pode impedir que a gente continue fazendo o nosso trabalho aqui no Senado".

   
Fonte DN


Camilo prepara saída do PT e filiação ao PSB para reeleição independente de FGs



O governador Camilo Santana deu um drible de classe e tomou hoje o PSB do Ceará que seria entregue ao deputado Zé Airton Cirilo. Com o compromisso de trocar o PT pelo legenda socialista, por onde pretende disputar à reeleição, Camilo assumiu o comando do partido e já na largada filiou dois deputados federais: Odorico Monteiro e Macedão.

Odorico Monteiro será o presidente regional do PSB, cargo vago com a expulsão do deputado Federal Danilo Forte, que irá se filiar ao PSC. Odorico muda pela segunda vez de sigla, e agora sustenta que não ficará mais trocando de galho em galho, diante da falta de uma ideologia.

Com o controle do PSB, Camilo está livre das amarras impostas pelos irmãos Ciro e Cid Gomes como também das imposições do PT, via deputado Federal José Guimarães. No PSB, Camilo pode seguir seu próprio destino político em 2018.

Ceara News


PERITO DA LAVA JATO CONTESTA LAUDO PAGO POR DEFESA TEMER


Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O chefe da perícia da Polícia Federal na Força Tarefa da Lava Jato afirmou desqualificou o laudo do perito contratado pela defesa de Michel Temer para analisar a gravação feita pelo empresário Joesley Batista;  Fábio Salvador criticou a apresentação de um laudo em tão pouco tempo, cerca de 24 horas, e sem a análise do aparelho usado para gravar; "Como é que alguém conclui alguma coisa em apenas 24 horas, em período tão curto, sem sequer ter o aparelho? Isso demonstra um interesse, uma motivação. Que tem um viés", avaliou

Brasil 247


TEMER JÁ FOI AVISADO POR ALIADOS DE QUE TEM OS DIAS CONTADOS NO PLANALTO


REUTERS/Ueslei Marcelino

A queda de Michel Temer já é tratada como certa por sua própria base aliada, que já fez chegar esta avaliação ao Planalto; sob liderança do PSDB, partidos que apoiam o governo já articulam a sucessão do peemedebista, de modo a manterem a influência com o próximo presidente; pelo roteiro elaborado até aqui, sujeito a revisões dada a imponderabilidade da crise, como o peemedebista resiste em renunciar na esteira da delação da JBS na Operação Lava Jato, a solução será contar com a cassação da chapa eleita em 2014 pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral); nas cúpulas partidárias que costuram o pós-Temer, dois nomes ganham força em caso de pleito indireto : Nelson Jobim (PMDB) e Tasso Jereissati (PSDB)

Brasil 247